Prome Aqui!

Compartilhe
avatar
♣ Kaoryy ♠

Mensagens : 102
Pontos : 102
Reputação : 2
Data de inscrição : 02/01/2017
Idade : 26
Localização : Berlim

Re: Prome Aqui!

Mensagem por ♣ Kaoryy ♠ em 09.08.17 18:50

– Logo após o show. –

O vídeo inicia mostrando Melissa andando pelos corredores a procura de alguém a mulher olhava para os lados parecia estar emburrada, pois não encontrava ninguém ater que mais a frente à mulher avistou o italiano parado com seu braço direito apoiado na parede e a mão esquerda  em sua cabeça, a loira acelerou o passo junto do câmera man, e o filmava de costa.

– Com licença Leigh, poderia nos conceder uma entrevista? –

O homem não a respondia e nem se quer se virava ele colocava a outra mão na parede a mulher então o cutucava para chamar a sua atenção até que o homem a olhou cheio de fúria e ódio.

– Poderia responder algumas perguntas? –

A mulher desta vez ficava com receio de falar com o homem o mesmo se virou e não parecia estar no seu melhor momento algo nele estava preste a sair seu olhar demonstrava sede de sangue, olhos cheios de fúria e pura raiva.

– Seja qual forem as suas perguntas, eu não estou de bom humor hoje! –

A mulher insistiu mais um pouco até ele concordar com a cabeça, ele não estava muito bem isso era visível ele parecia estar com a mente perturbada além de sua irritação esta bem visível.

– Muitos querem saber o que você procura na luta sendo um homem tão serio? –

O homem ficou serio encarando a mulher ele buscava o controle novamente, porém ele não conseguia contar a raiva dentro dele.

– São muitas perguntas ao meu respeito que não é da conta de ninguém, você não acha? –

“O único propósito que eu tenho aqui além de lutar e ganhar e manter o controle do meu lado ruim, desse lado que só trás desgraça e sofrimento, não posso deixar de ficar irritado na verdade eu não sei bem por que quero tanto lutar com essa Violetty, ela faz com que tudo fique mais fácil se eu parar de me controlar. Porém se eu fizer isso... Se eu fizer isso...”

– Mas acho que está pergunta já foi respondida nos vídeos anteriores que eu fiz... Afinal por que eu desafiaria a senhorita Violetty se não estivesse atrás de desafios? –

O homem falava cuidadosamente procurando não ser arrogante, ele procurava de todas as formas não se exaltar! Ele tentou se acalmar estava pensativo e quanto mais pensava mais irritado ficava ele estava perturbado, estava ao ponto se entregar, mas estava lutando contra si mesmo e em cada pensamento controverso que tinha era visto em seus olhos que estava perturbado, confuso sem saber o que fazer.

– Por que escolheu logo a Violetty como sua oponente, justa uma pessoa tão cruel? –

“Senhorita Violetty... Tão segura de si, age com tanta facilidade sem sentir um pingo de remorso do que fala ou faz... A verdade é que não sei por que a desafiei ou o porquê eu quero tanto enfrentá-la, parece que algo dentro de mim quer se libertar ele quer ser libertado... Eu não posso deixar eu preciso manter o controle...”

– Por que ela é fascinante, e desafiante é isso que eu procuro... –

“Ainda mais para manter o controle eu preciso lutar, sem me explodir sem me libertar eu não quero mais ver ninguém chorando por minha culpa, não eu não posso me libertar...” O homem mostrava estar instável e a loira percebeu isso, o italiano não conseguia mais esconder o que estava se passando ele deixava claro que estava acontecendo algo, que havia acontecido algo grave que o fazia ser daquele jeito deixando muitas duvidas no ar.

– Depois de três derrotas seguidas, uma pelo Stryker, outro por Bruno Jackson e agora pela Violetty, como se sente com tudo isso? –

A mulher perguntava receoso o homem não estava normal, estava estranho estava tremulo sua respiração estava instável não era confortável sua cabeça estava uma bagunça e ele fazia varias perguntas para si mesmo. E isso não ajudava... “Por que, porque eu não consigo? É tão difícil conseguir ganhar uma luta sem agredir alguém? Sem desejar a morte de alguém? Sem querer ser o pesadelo dos outros?” O homem ficou com a pergunta na cabeça tentando responde-la.

– Isso não é da sua conta... –

Ele tentava se controlar, mas a cada pensamento ele se enfurecia ele queria quebrar algo, mas não tinha nada por perto apenas à câmera e a garota!

– Queremos saber como o senhor se sente ao perder pela terceira vez! –

Ao fazer está pergunta o homem partiu com tudo pra cima da mulher a empurrando contra a parede e logo dando a entender que iria agredi-la seu olhar era de pura raiva ele estava descontrolado, porém ele não a agrediu ficou com seus punhos no ar enquanto a mantinha na parede, a mulher estava paralisada assustada com o ato do homem ele olhava pra ela e seu olhar mudava para desespero, ele estava coma respiração ofegante “de novo não...” era tudo o que passava pela sua cabeça...

– Cale a boca... –

Ele falava quase gritando soltando a mulher logo em seguida...

– Perdoe-me senhorita Melissa. –

Sua voz estava ofegante o homem saiu dali sem falar mais nada olhando pra Melissa ele precisava ficar sozinho, e assim o vídeo é encerrando mostrando Melissa assustada com o que acabou de acontecer.



Os dias vão passando devagar e as coisas encontrando seu lugar tudo muda, menos o que eu sinto por você

avatar
JuanPedro

Mensagens : 44
Pontos : 56
Reputação : 16
Data de inscrição : 16/09/2015

Re: Prome Aqui!

Mensagem por JuanPedro em 09.08.17 22:50





Vídeo postado no site oficial da NWR.

A transmissão se inicia em um local diferente dos de costume do homem. Está no meio da tarde, em um dia nublado. O homem está sentado na grama, encostando suavemente seus pés na água do lago. Ele traja um belo look como de costume. Ele respira fundo, e mesmo sem olhar para câmera diz:

- Olá NWR Universe, tudo bem com vocês?

O homem continua mexendo apenas seus pés. Ele apoia suas mãos no chão.

- Estou feliz, por minha vitória neste último For Victory! Agora embalado com três vitórias consecutivas posso finalmente, apenas me concentrar, no que realmente importa!

O homem aparenta está triste. Em sua voz nota-se meio que algo o incomodando, o deixando bem triste.

- King...King...King... Está fugindo de mim? Está com medo por acaso? Seje digno e me enfrente no Night Of Champions!

O homem diz com um pouco mais de motivação. Ele olha para câmera com um olhar bem confiante. Com um tom alegre diz:

- Vamos deixar algo bem claro? Eu não quero seu cinturão, assim de bandeja. Como você está propondo! Eu quero ser merecedor dele, quero conquista-lo com todo meu suor, minha garra! Quero ser digno dele!

O homem se levanta e começa a caminhar pelo local, passando suavemente suas mãos pelos cabelos o pentiando lentamente.

- King. Caso não tenha notado eu não sou assim, como pensa. Eu tenho caráter! Minha força de vontade e perseverança me trouxeram até aqui, e hoje ouço tantas bobagens em um único vídeo, em tão pouco tempo! Poupe-me.

O homem olha fixamente para câmera. Ele passa suavemente sua mão direita na barba, enquanto mostra um ar pensativo.

- Quero dizer que você não sairá impune, não irá fugir! Tenha caráter...Seja homem e me enfrente! Aonde está aquele que se denomina "imortal"? Ele deixou de existir?...Sim...Este homem que vejo, não é digno de ser campeão nem do Cursed! Deixar jogado o cinturão no ringue, e depois dar uma desculpa esfarrapada? Este é o homem que irei enfrentar?

O homem diz com uma certa raiva. Ele continua caminhando pelo local, penteando seu cabelo com seus dedos lentamente.

- Quero saber. Diga-me acha mesmo que pode ser campeão? Um campeão com psicológico fraco, com diversos problemas mentais não diagnosticados! Como disse, antes. Você tem muitos erros, e já te disse todos? Quer mais? Agora cometeu mais um. Sua punição irá chegar, uma hora.

O homem abre um sorriso cínico. Ele se aproxima do lago e o observa com atenção, ficando de costas para câmera.

- Eu em momento algum disse que sou melhor que você. E se eu dizer estarei coberto de razão! Após este PPV saberemos quem realmente é o melhor!

O homem abre um grande sorriso, enquanto observa o logo. O homem se senta na grama, apoia suas mãos no chão, e diz:

- Estou curioso King. Qual será teu argumento, porque até agora não usou nenhum. Então...Ainda têm dúvidas?

O homem olha rapidamente para câmera com um sorriso cínico e um olhar de pessoa curiosa. Ele deixou claro que tratava do resultado do combate.

- Então vai pegar teu cinturão e seje um campeão digno. Ou fuja como um fraco! A escolha é sua Elite Champion!

O homem olha a sua volta lentamente. Ele continua sorrindo, com um semblante sereno.

- Estou esperando seus argumentos, então? Cadê eles? Não têm! Você mesmo, já aceitou sua derrota, antes do nosso combate! Você sabe que não será capaz, mas prefere se enganar. Você nem se dá o luxo de perder dignamente e achas que pode vim falar algo sobre mim!

O homem diz com um tom meio que de insatisfação. Ele volta a bater seus pés lentamente na água, enquanto sorri.

- King. Você pretende se aposentar. Certo. Porque? Acha que não é mais capaz, ou ouviu minhas palavras e as aceitou? Dúvida cruel... Você King é uma pessoa muito duvidosa, nem mesmo você sabe, quem tu é realmente! Você é muito interessante, pois sabe que tudo isso é verdade! Ou será que estou enganado? Este seu teatrinho não engana ninguém! Diz logo o que planeja. Vai se aliar a Legião? Pretende me atacar caso o vença?

O homem diz com um tom irônico. Ele se levanta, limpa suas mãos, e olha serenamente para câmera.

- Tudo isso King. Me leva apenas a conclusão, que irei vencer, mas ao contrário de você, não comemoro vitória antes da hora! Coisa que você mesmo deve está fazendo neste instante. Então King apenas se prepare para o pior! Porque eu estou preparado, e você?

O homem começa a se afastar. Ele olha bruscamente para câmera e suavemente diz:

- Então é isso. Agradeço todos pela confiança e apoio. Tenham uma boa noite!

O homem se vira e sai do local. A imagem mostra apenas o Elite Championship, antes de se apagar por completo, encerrando o vídeo.

Vídeo encerrado.


avatar
★ Bé ★

Mensagens : 339
Pontos : 916
Reputação : 520
Data de inscrição : 08/07/2014
Idade : 22
Localização : Portugal

Re: Prome Aqui!

Mensagem por ★ Bé ★ em 09.08.17 23:47










 

 


Show do ForVictory 26


Um fachineiro vai a passar e abre um armário, Adam que estava lá dentro cai direto para a frente e fica se recompondo.


         


Adam: Arr... Onde eu estou?


Giverlok: Na Nwr? Dãã.


Adam: Num armário! Eu tava num fucking armario nessa merda.


Giverlok: Se acalma, eu já dormi num, não são tão desconfortáveis assim.


Adam: Ouve, Givilok.


Giverlok: Giver. Tá bom?


Adam: O caralho que ta foda, tá bom?


Giverlok: Tá.


Adam: Eu não tava a dormir nesse armario, eu tava knocauteado. Me diz, o meu combate contra a Narkissa, já passou né?


Giverlok: Mas o show já terminou. Tu hibernou ai.


Adam: Já acabou tudo?


Giverlok: Já, e desarrumaram essa merda geral. Até os titulos esses desgraçados deixam por ai espalhados. Tou de saco cheio disso aqui.


Adam: Vish, se calhar eu ando a ficar meio..... Pera, o que tu falou?


Giverlok: Tou de saco cheio disso aqui.


Adam: Antes disso?


Giverlok: Desarrumaram essa merda geral?


Adam: Não desgraça! Títulos! Quem deixou o que onde?


Giverlok: Ah, deixaram um bem no meio do ringue, vai entender.


Adam: Era o Cursed?


Giverlok: Ah não, a Vio ama esse cinto. O trata até como um filho, os maiores problemas dela é os rastos de destruição e tals, e essa Legião que quer destruir tudo, e já ficam falando que eu que tenho de limpar as merdas que eles destruirem e eu *Interrompido*


Adam: Dá para me falar qual o cinto? Acabei de acordar aqui e já tenho que levar com gente como tu?


Giverlok: Acabou de acordar? Afinal estava dormindo!


Adam: AH VÁ A MERDA!!


Giverlok: Não! Ela é suja! Tal como essa federação.


Adam se aproxima de Giverlok e o puxa pelo casaco.


Adam: Vais me dizer que cinto está no ringue, ou eu sujarei a Nwr com seu sangue.


Giverlok: Elite! Elite Championship!


Adam volta a soltar ele.


Adam: Devon faria sentido deixar o cinto. Mas porque King o deixa lá?


Giverlok: Me pergunta a mim?


Adam: Não tá aqui mais ninguém!


Giverlok: Você acordou meio rabugento não foi?


Adam: Pela ultima vez... Eu não estava a dormir.


Giverlok: Não estava Knocauteado? Não perdeu os sentidos? Então estava a dormir.


Adam: ...


Giverlok: ...


Adam: Eu vou me embora para não socar a tua cara.


Giverlok: Ok.


Promo se encerra. (xD)

 


 



★ Have faith in yourself. ★
avatar
✡ MadameZombie ✡
Admin
Admin

Mensagens : 180
Pontos : 524
Reputação : 324
Data de inscrição : 31/12/2016
Idade : 21
Localização : Salém

Re: Prome Aqui!

Mensagem por ✡ MadameZombie ✡ em 10.08.17 10:51

Após o For Victory 26

A bruxa afim tinha sido solta de seu camarim ela estava sentada olhando para os lados vendo todos passando para lá e para cá correndo alguns fugiam dela depois do que houve enquanto a bruxa apenas queria ver a irmã a bruxa estava reclamando e puxando alguns fios de cabelo quando sentiu a tocarem no ombro a bruxa se virou a abriu um grande sorriso

Megan: - Violetty sua irmã está descontrolada não acho que vai conseguir falar com ela agora não deixam a gente se aproximar

A bruxa fazia uma expressão triste e saia de cima do caixote que estava logo ela sorria novamente

Violetty: - Hahahahaha então esses merdas estão vendo a Oculta? Isso é tãaaoo divertido vamos lá ver o massacre Meg Meg

Megan: - Bem que eu queria ver mesmo mas quando tentamos chegar perto aparece um bando de bastardos querendo impedir quem deve estar por lá creio que seja o Valugi

Violetty: - É perigoso para o Lugi ficar lá perto dela

Megan: - Eu não sei se ele está perto e o Valugi não liga muito para o que é perigoso

Violetty: - O que vamos fazer? Eu só queria ir para o hotel com a minha irmã

Megan: - Bem pode ficar no quarto comigo e depois que sua irmã sair vá ficar com ela

A lutadora sorriu para a bruxa que parava de puxar os cabelos e pulava nela a abraçando com força

Violetty: - Que ideia maravilhosa Meg Meg eu vou amar ficar com você e Eles também

A bruxa apontou para um lado que não tinha nada ali ela inclinou a cabeça para o lado sorrindo Megan abraçou a bruxa e as duas começaram a caminhar pelo backstage a bruxa saltitava segurando a mão da mulher

Megan: - Ah sim parabéns pelo seu combate mais uma vez saiu vitoriosa

Violetty: - Eles não me abandonam eu sempre irei vencer enquanto tiver o apoio deles meus deuses são tudo e agora tenho você e o Lugi não posso decepcionar

Megan: - Duvido muito que isso venha a acontecer somos como uma família agora um ajuda o outro a Legião voltou e não vamos ser derrotados facilmente ainda temos muito o que dominar

A bruxa ficava empolgada e dava alguns pulinhos animada agarrando o braço da mulher com certa força mas não tinha a intenção de a machucar

Violetty: - Falando nisso vai matar aquela luchadora? Ela te atrapalhou e acho que merece levar uma surra da minha amazona

Megan: - Sua amazona? Me parece adequado mas ainda não sei bem o que devo fazer ela se acabo rápido ou apenas torturo ela antes....o que você acha?

Violetty: - Tortura! tortura! tortura! Ela precisa aprender uma lição os deuses dizem que garotinhas levadas merecem punição

A bruxa pulava feito uma criança ao falar “tortura” após isso ela andava na frente da mulher só que de costas para o caminho assim poderia olhar para Megan ela se inclinou para frente e olhou a mulher ao falar dos deuses com um largo sorriso infantil porém cruel

Megan: - E eles não estão errados essa luchadora merece ganhar o lugar dela depois do que ela fez e vou dar uma boa lição nela de uma forma dolorosa e inesquecível

A mulher fechou a mão em punho e bateu na palma da outra mão enquanto sorria com crueldade seguindo o “exemplo” da bruxa a lutadora passava a frente da morena para pegar as coisas de seu camarim e nesse momento ela sentiu as costas pesar a morena estava fazendo cavalinho nela que estranhou mais acabou rindo  

Violetty: - Ohhhh Meg Meg tem o cabelo cheiroso adorei

Megan: - Obrigada...eu acho  

A bruxa enfiava o rosto nos cabelos da mulher que segurava a bruxa pelas pernas enquanto nadava pelo camarim a morena ia pegando as coisas da lutadora depois Megan ligava para um táxi a bruxa saia das costas de Megan e ficava segurando a mochila dela

Violetty: - Como eu estou?

A bruxa fazia pose com a mochila nas costas enquanto sorria

Megan: - Parecendo uma colegial que saiu de uma briga...e eu como estou?

A mulher entrou na onda da bruxa e jogou os cabelos fazendo uma cara séria parecendo uma vilã

Violetty: - Está parecendo uma amazona pronta pra a briga que vai sair decapitando heroínas e estabelecer seu reino

A bruxa ficava fazendo movimentos com as mãos como se representasse alguma batalha a lutadora começou a rir vendo a bruxa fazer aquele teatro todo

Megan: - E onde seria meu reino?

Violetty: - Perto da minha floresta assim eu poderia te ver sempre que quisesse

Megan: - Eu gostei da ideia e quando eu quisesse fugir um pouco era só ir te ver escondida no meio do mato

Violetty: - Essa é a intenção os deuses não vão deixar nada te acontecer enquanto estiver na minha floresta

A lutadora apenas estava dando corda para as loucuras infantis da bruxa a mulher saltitava na volta da lutadora que olhou o celular querendo ver a hora

Megan: - Não está muito tarde quer fazer algo antes de irmos para o hotel?

Violetty: - Eu não sei eu achei que fossemos ver alguns filmes para passar o tempo não conheço muitos lugares aqui

Megan: - Também não estou muito animada para sair por ai podemos ver filmes juntas e passar o tempo fazendo algumas coisas tenho certeza que vai ser melhor que sair

Quando o táxi chegou as duas entraram a bruxa mandou mensagens para Narkissa avisando tudo e queria saber como a irmã estava Vio e Megan passaram a viajem conversando sobre algumas coisas bobas enquanto a morena mexia no carro deixando o taxista bem bravo porém ele não falou nada quando Megan ameaçou bater a cabeça dele no painel as duas chegaram e Megan insistiu em pagar a mulher saiu puxando a bruxa pelo braço

Violetty: - Qual quarto você está Meg Meg?

Megan: - Um dos últimos se não me engano estamos perto uma da outra

Violetty: - Isso é bom assim posso fugir para seu quarto quando a Naki tentar fazer a Scarlet me comer porque ela está brava comigo

Megan: - Fique a vontade para fugir quando quiser

A bruxa abraçou novamente a mulher que retribuiu elas foram para o quarto da lutadora a bruxa não pensou duas vezes e saiu mexendo em tudo que podia Megan foi tomar um banho enquanto a bruxa foi para o quarto dela pegar algumas coisas não demorou muito para a mulher sair arrumada de camisola e olhar em busca da bruxa ela foi achar a morena entrando no quarto novamente ela estava segurando a bruxinha que ganhou da própria lutadora

Violetty: - Aproveitei que você foi tomar banho e fui no quarto pegar algumas coisas e me arrumar também achei que seria bom dormir aqui se você não se importar Elas estavam falando que seria melhor assim

A bruxa bateu os dedos na cabeça indicando que as “vozes” que falaram

Megan: - Eu iria ficar sozinha mesmo não vejo problema nenhum em ficar aqui comigo

Violetty: - Festa do pijama de duas

A bruxa levantou os braços pulando animada

Megan: - Existe coisa melhor?

A mulher sorriu passando a mão na cabeça da bruxa bagunçando o topo da cabeça dela mas a bruxa não ligou ela agarrou a pelúcia e foi para a sala  

Violetty: - Tem pipoca? Assim podemos fazer enquanto vermos o filme eu peguei no meu quarto alguns de terror eu adoro esse gênero  

Megan: - Deve ter por ai eu lembro que comprei mas não tinha a intenção de fazer

As duas procuraram por alguns segundos até achar a bruxa colocava no micro-ondas e ficava mexendo o corpo com o barulho que ele fazia ela ficava assim até terminar a mulher correu para o sofá e se sentiu esperando Megan vir junto com ela com os refrigerantes

Violetty: - Melhor que ir no cinema

Megan: - Não gosta de cinema?

Violetty: - Eu não gosto de lugares com muitas pessoas são muitas vozes e isso me dá dor de cabeça e acabo tendo que calar Elas e você Meg Meg?

Megan: - As vezes pode ser divertido mas depende muito do filme e do lugar

A bruxa sorriu e se encostou na lutadora colocando a cabeça no ombro dela depois de ter colocado o filme para rodar as duas se ajeitaram ficaram mais próximas o filem ao invés de dar medo faziam elas rirem ou xingar o protagonista e torcer para o vilão matar logo até o final do filme as duas estavam jogados no sofá abraçadas

Violetty: - Se fosse a gente já teria se livrado desses babacas meus deuses não iam deixar barato

Megan: - Sempre começar pela que tem cara de sonsa eles nunca pensam por esse lado

A bruxa abraçou a lutadora com mais força e se aconchegou nela a mulher ia acabar dormindo

Violetty: - Eles acham que ela é inofensiva....

A morena dizia com uma voz baixa fechando os olhos ela sentia os dedos de Megan fazendo carinho em seus cabelos

Megan: - Acho melhor irmos para o quarto

Violetty: - Concordo....

A morena falava isso mas nem se mexia a bruxa acabava dormindo Megan pensou em sair devagar mas acabou dando de ombros ela abraçou a bruxa para elas não caírem e ambas dormiram ali no sofá



♦️ You're lookin' crazy and you're lookin' wrong
We look like we belong ♦️

avatar
★ Bé ★

Mensagens : 339
Pontos : 916
Reputação : 520
Data de inscrição : 08/07/2014
Idade : 22
Localização : Portugal

Re: Prome Aqui!

Mensagem por ★ Bé ★ em 10.08.17 13:25










 

 


Nwr/Adam.com


O video era gravado em um local que parecia fechado, tinha algum fumo vermelho pairando e se movimentando no ar, estava um pouco afastado da câmara, Adam, ele dava alguns passos para chegar perto, ele se movimentava um pouco, e caminha de um lado para o outro, ele depois para apontando com a mão para a câmara e começa a falar.





Adam: Caos, tanto caos. Nunca estive em um lugar tão... Atractivo.


Ele levantava os braços para os lados, enquanto o fumo se movimentava.


Adam: Menina mascara, uma honra ver alguém lutando contra Legião. Afinal, ela serve para isso. Para combater, porem não é necesário entrar em brigas. Eu chego para enfrentar a Legião. Contando que seja um a vez. Obrigado Lady, mas não se preocupe comigo. E sim consigo, com seus fãs e seus amigos. Eles precisam de si.


Ele falava isso de um modo rapido, enquanto falava na sua oponente, e o foco do video.


Adam: Menina do reino do deserto, conseguiu um valente soldado para enfrentar. No meio de tantos covardes, surgiu uma entidade valente para finalmente seguir um desafio. Afinal, quem mais para além de um homem com nada a perder iria desejar enfrentar Violetty? Quem mais senão um pequeno homem com problemas e disposto a derramar sangue?


Adam: Violetty, já cansou de assustar imortais? Deixe para lá o pobre Rei da Elite em seus dias gloriosos e fantasiosos de um bom reinado. Ele mesmo disse, se é uma fantasia, então o deixem a viver ela. Se foque no seu oponente, e no seu titulo. Eu, e a nossa maldição.


Ele falava de um modo pouco calmo, mas não nervoso, para a câmara, enquanto continuava se movimentando.


Adam: Você não dá um propósito a minha vida Violetty. Vida? Cheguei a ter, porem ela foi espezinhada, jogada em um lugar escuro, detonada sem mero sentido ou razão. Agora eu não tenho uma, apenas um caminhante, fazendo apenas mais uma jornada, em um caminho sem rumo. Seguindo para onde o vento me leva. Foi em ti que me levou.


Adam: Acabar com o caos causando mais caos me parece uma otima ideia. Afinal, me digam. Como poderia eu impedir alguém de criar caos? Pedir por favor? Ah, se isso resulta-se, eu não estava aqui. Eu não tinha sido convocado para estar aqui na vossa presença. Batendo de frente com vocês.


Adam: Para parar um agressor, outro agressor é necessário. Para parar um motim, uma guerra seria necessária. Para parar uma bruxa, um homem distorcido é necessário.


Ele parecia ficar mais quieto no centro, enquanto ele levantava um pouco a mão direita.


Adam: Tudo bem. Uma farsa. Um homem sem rosto. Sem personalidade. Sem vida. Sem rumo. Pode me definir assim, é impossível negar aquilo que eu sou. Porem se tem algo que eu não sou, é fraco e covarde. Eu sou um boneco, obedeço a vontade da gêrencia, pois afinal, é do meu interesse. Se consistir em ser um boneco para te puder enfrentar, eu aceito esse rank. Vale a pena.


Adam: A vontade da empresa neste momento é a mesma vontade que a minha. Eu quero enfrentar você, porque eu quero o fazer, considero uma, se não a, oponente mais digna de me enfrentar na Nwr. Tem razão em quase todas suas palavras. Quem era eu sem legião?


Adam: Quem o grande Adam iria enfrentar? Teria que ir bater em cachorro morto? Sem a legião eu não sou dispensável. Sem a Legião, eu acho que me dispenso sozinho.


Ele claramente falava mal dos combatentes do roster, mesmo ele não querendo muito fazer isso, mas as vezes não dá para evitar.


Adam: Venha brincar com o seu boneco Vodu, um grande e amaldiçoado boneco, ansiando sim por um pouco de atenção, para encontrar algo que nem ele mesmo sabe. Procurando por uma unica razão de ainda respirar, procurando por algo para que possa o restaurar.


Adam: Você não está me torturando. Está me satisfazendo. Muito menos me vai matar. Você realmente está me salvando de mim e de minha própria agonia. É isso que quer ouvir de mim? Acredite naquilo que quiser, acredite em sacrifícios e em seus deuses.


Adam: Eu também acredito. Acredito em mim. Nas minhas capacidades. E na minha propria força. Não em deuses, mas sim em mim mesmo, na minha mascara de Suicide, e no meu bom nome.


Ele batia com o dedo indicativo no seu peito, quando se referia a ele mesmo.


Adam: Esperança. Esperança em que? Na federação? Nos oponentes? Mate tudo e destruía tudo, e depois manda um oi quando estiver sem oponentes e desempregada.


Adam: Eu não tenho esperança de te derrotar. Eu sei que posso faze-lo. É uma certeza. Não sou um oponente inferior a ti. Muito menos aos outros do roster. Minha esperança é igual a sua. Estou me nas tintas se alguém luta ao meu lado. Não preciso de aliados. Você precisa?


Adam: Não precisa de responder. Mesmo que precise de seus aliados, eles não vão aparecer, vamos estar fechados dentro de uma cela do inferno. É tão bom quando me sinto em casa. Afinal, nós iremos resolver entre nós. Para que mais amiguinhos? Tal como tu é mulher o suficiente para me enfrentar sozinha, eu sou homem o suficiente para enfrentar todos vocês.


Ele falava num tom maior e bem claramente e em bom som.


Adam: No evento. É apenas Adam e Violetty. O Fanático contra a Bruxa.


Adam: Olho por olho.


Adam: Esqueça seu grupo. E os meus amigos que não existem. Me julgue como quiser e bem entender. Eu sei aquilo que eu sou, e eu sei o quão bom eu sou. Palavras de uma bruxa não me causa desmotivação, seus feitiços são inúteis.


Ele fazia sinal com a mão para o lado, enquanto dizia a ultima palavra calmamente.


Adam: Eu também não conto com vitorias. Sua no ultimo show, foi irrelevante. Isto é uma guerra sem fim, na qual eu lidero. Quando o Fanático quiser lutar, ele vai lutar. Quando ele quiser parar, ele vai parar. Ninguém vai perder completamente nada, é apenas um ciclo vicioso até meu fanatismo em ti terminar.


Ele falava de um modo confuso, umas vezes falava na 3º pessoa, outras normalmente, porem ele sempre se referia a ele mesmo.


Adam: Mesmo que você ganhe? Acha que eu vou desistir? Creio que pela quantidade de vezes que fala a palavra "esperança", parece acreditar mais nela do que eu. Minha esperança morreu faz muito tempo. Sou um homem desocupado, com problemas. Nos quais você é a solução. Não é uma esperança. Porque se fosse, tinha morrido igual as que eu tive no passado.


Adam: Eu me mentalizei, e eu assumo aquilo que sou. Infelizmente, minha vida, minha esperança, minha essência me abandonou faz tempo. Mas eu não preciso disso para te derrotar. Apenas de força, e vontade.


Adam: Quebrar sua cabeça? Destruir seus ossos? Te matar? Me soa tentador, mas que tipo de herói faria uma coisa dessas? Afinal, que tipo de herói conseguia sequer fazer isso? Nwr não precisa de um herói.


Adam: A Nwr precisa de um Fanático Suicida actuando como um.


Ele com o polegar passava pelo nome de "Suicide" que tinha em sua roupa, ele se afasta um pouco, enquanto o fumo já parece ter sumido um pouco, porem o local era escuro demais para se ver.


Adam: Sim Violetty. Eu sou um vigilante. Eu sou o vigilante eterno da Nwr. Eu assisti você, no seu primeiro dia. Nas suas primeiras derrotas, nas suas primeiras derrotas. Eu te vi desenvolver, eu te vi crescer. E cresceste. Como uma criança cresceste e mudas-te.


Adam: Evoluis-te. Te tornas-te na maior e na mais forte. De uma simples, uma pequena menina insignificante que eras no ano passado, te tornas-te na temível superstar que és hoje.


Adam: É impossivel, eu não te admirar por tudo o que passas-te aqui dentro. De cada show em que lutas-te, de cada vitoria ou derrota, de tantas coisas que surgiram. E sabe que mais? Eu tenho orgulho, não em dizer ou insinuar, mas sim de te afirmar. Não apenas que eu sou seu oponente no ppv, como eu serei o seu melhor oponente que já teve até hoje.


Ele parecia um pouco mais calmo do que das outras vezes, nem parecia fazer tantos movimentos bruscos, ele só falava, para a câmara.


Adam: Você vai sentir dor. Eu te vou passar um pouco de minha dor, você pode ficar com ela, eu tenho dor demais dentro de mim. Vamos nos divertir dentro da casa, me conte os segredos que suas vozes falam sobre mim. Não quero ouvir elas, porem sim a sua.


Adam: Afinal, eu em minha cabeça tenho problemas até ouvir minha propria voz. Minha unica voz em minha mente me falha em falar comigo, me falha em dizer o que fazer ou o que realmente eu sou. Porque não vem a sua me dizer a mim?


Adam: Essa conversa de tirar vidas, eu não quero tirar a sua. Como tu mesma proclama. Eu afirmo. Preciso de ti viva. Senão quem mais faria o Fanático sentir algo? Eu preciso de ti viva, Violetty.


Ele falava num tom não muito sério, porem parecia fiavél o que ele estava a dizer.


Adam: Eu preciso de ti viva, para que fique tentando me matar. Quem sabe, nossa pequena historia não se encerre no ppv? Quem sabe, este pequeno grande homem distorcido tenha muito mais para dar e mostrar?


Adam: Fãs me amam. Fãs me adoram, pelo meu proprio talento e força. Meu pelo jeito de lutar. Por tudo aquilo que eu se calhar mesmo não querendo, represento. E neste momento, eu represento Nwr. Devo concordar que eles só gostam de mim por estar desafiando o mal?


Adam: Cada um acredita naquilo que quer. Eu acredito que eles gostam de mim, porque não tem muitos outros homens na federação com bolas o suficiente para desafiar Gardeas. Talvez aquele rapazinho tonto que me agrediu no ultimo show, só com intuitivo de fazer isso?


Ele levantava os dedos enquanto falava de Havoc, ele não gosta de mencionar muito outras pessoas independentes, afinal, ele é o Fanático, ele tem apenas poucos oponentes em mente, e apenas se foca em uma única coisa em especifico.


Adam: Não, eu não tenho qualquer ligação com ele. E aquilo não estava planeado. Ele me atacou e me prendeu, apenas para tirar um pedaço de Narkissa. Embora minha vontade na altura tenha sido socar a cara dele. Eu respeito a sua ação. Talvez eu fize-se o mesmo no seu lugar.


Adam: Não ligo, e não me importa o que aconteceu entre eles. Problema deles é um problema deles, no qual, eu não devo nem posso interferir.


Adam: Eu tenho os meus problemas, você não é um Violetty. Não é de jeito nenhum o meu problema. Acha que devo te destruir por completo para não me destruir a mim? Honestamente, sabe o que vai acontecer no ppv? Não? Nem eu. Então foda-se, aqui o negocio é se destruir um ao outro.


Ele falava movimentando repetidamente a mão que tinha levantado.


Adam: Suas equações e lógicas confundem minha mente. E suas palavras são feitiços nos quais minha mente reflecte. Não queira confundir alguém confuso. E não queira ensinar a missa ao padre.


Adam: Eu não quero sua cabeça. Eu quero bater com ela na lona do ringue e deixar por lá. Eu quero um combate, não um qualquer. Eu quero um combate epico. O maior que tem para dar, e o melhor que pode fazer. Porque é exactamente isso que vai fazer.


Adam: Você no fundo, não quer ajuda para me derrotar, eu sei que não. Sabe, aqui em portugal tem um ditado."Pode haver honra entre ladrões, mas não em políticos".


Ele ficava tremendo um pouco da mão enquanto falava.


Adam: Você não pode julgar meus pecados. Ao invés disso, se junte a eles. A vida é curta demais para não parar e cometer alguns. Eu sei disso. Eu sei do que falo. Faça um otimo uso da sua. Como eu um dia fiz da minha. Sei que não vou conseguir, mas posso sim tentar te matar. Dentro da nossa casa, bruxas não são queimadas, mas posso considerar em apedrejadar uma.


Adam: Eu prefiro não ser considerado um herói. Muito menos um vilão. Você não me representa bruxa. Minha mascara é meu rosto. Meu rosto apenas uma mascara. Porem continua sendo difícil negar que temos muito em comun. O prazer de fazer e sentir dor um do outro. Lados opostos são necessários para isso. E se eu me tiver que juntar a um grupo de batatas para ter a honra de combater a tal Legião. É exactamente isso que eu vou fazer. E evitar de socar alguns deles no processo.


Adam: Eu não sou tão mal assim. Eu sou bom. Mas não tão bom assim também. Eu sou apenas eu. Bom lutando. Porem ruim debatendo, muito menos com uma bruxa, no qual eu no fundo até admiro, afinal, conseguiu minha atenção. Ao ponto de pisar nesse ringue de ppv. Justamente para te enfrentar. A ti.


Ele colocava o dedo indicativo e o do meio na cabeça, apoiando também o braço nela, perto do rosto.


Adam: Sim. Sim. Vamos lutar juntos contra esse tédio, lutando um contra o outro. Fico satisfeito por ter aceitado o meu convite, se sinta em casa, na minha casa. Te recompensarei se me vencer nela. Seu bonequinho Vodu te vai presentar com algo, porem se merecer.


Adam: Una então sua loucura na minha. Vamos acreditar em algo juntos. Me faça encontrar minha redenção presa eternamente no longo caos chamado de vida. Quero ver isso. Quero ver sangue no ringue, destruição na cela, e sede de vitoria em seus olhos. Me mostre seu olhar vitorioso.


Adam: Se conseguir fazer eu me dar por vencido. Se conseguir solucionar meus problemas. E parar o meu fanatismo, eu lhe mostrarei o meu olhar vitorioso.


Ele ficava ajeitando a mascara com a mão, claramente ele estava insinuando que poderia presentear ela a Violetty.


Adam: Te vejo no Night of Champions. Até lá, irei aguardar de novo nas sombras e na minha mesma escuridão, esperando meu momento para sair delas.


Ele se afastava do alcance da câmara enquanto o fumo vermelho tomava conta do local.


Ligação se encerra.
(Off/ Perdão qualquer erro. Mata ele Vio. Gimmick bugada da porra xD)

 


 



★ Have faith in yourself. ★
avatar
♣ Kaoryy ♠

Mensagens : 102
Pontos : 102
Reputação : 2
Data de inscrição : 02/01/2017
Idade : 26
Localização : Berlim

Re: Prome Aqui!

Mensagem por ♣ Kaoryy ♠ em 10.08.17 20:46

– Um dia após o show. –

O vídeo se inicia mostrando um quarto de hotel as paredes brancas o cama estava com o forro cinza a cabeceira estava com as luzes acessas ao lado esquerdo um guarda roupa com as portas espelhadas refletindo a pequena sala do lado direito que não dava para ver na câmera. A modelo aparece vestindo uma roupa comum, porém elegante como sempre ela se senta na cama enrola seus longos cabelos loiros e deixa do seu lado direito colocando a sua garrafinha da H2O no chão segurando o celular.

  – Olá anjinhos! –

A mulher falava em um tom tranqüilo, doce e meigo um sorriso gentil saia de seus lábios mostrando a alegria que estava sentindo.

– Como vocês podem ver, eu venci o Devon, e eu me pergunto é este o homem que ganhou de Filipe Bé? –

A mulher perguntava e fazia uma expressão de desanimo!

– Eu não sou de lutar em um Open Match, mas fui lutar por que nosso campeão perdeu o sentido. Foi para isso que ele tirou o titulo do Filipe Bé, para que todo seu legado FOSSE JOGADO NO LIXO! –

Ela mostrava todo o seu  desgosto era como se estivesse falando com as paredes.

– Eu falei, falei que se fosse você o verdadeiro campeão me derrotaria. Mas você não ouviu, tentei te motivar, mas entrou por um ouvido e saiu pelo outro! Poxa o que você tem? O que te faz pensar que ao ganhar o titulo todos irão ter medo de você? Era para eu ter medo de você por ser o campeão? –

A mulher perguntava esperando por uma resposta que sabia que não iria ter.

– Se você fosse o verdadeiro campeão você teria me vencido, teria mostrado para mim que tudo o que eu disse foi em vão! Mas muito pelo contrario Devon você afirmou tudo o que eu disse, está apenas segurando o titulo para Valugi! Você tirou o titulo de um grande, eu disse GRANDE Wrestler para levar este titulo a lona! –

A mulher mostrava toda a sua frustração. Estava com um olhar agressivo diferente do normal e seria  ela passava a mão no rosto e respirava fundo para se acalmar.

– Você Devon está rebaixando o titulo principal, e não é culpa minha por dizer palavras duras. A culpa é sua! Você não faz nada, você não fez nada! Você não se importa em mostrar que o seu legado é repleto de fracassos. Você diz que Valugi é apenas mais um! Mas na verdade é você que é mais apenas um numero nesta federação! A única diferença é que carrega o titulo esperando alguém tirar de você! –

– Sentiu o peso de ser campeão principal não é? E isso pesou tanto que entrou em desespero e agora não consegue fazer mais nada? Entrou em pânico por que está sendo perseguido pelo Valugi? Eu não teria medo no seu lugar. –

– Pois os meus anjinhos não gostariam de me ver com medo. Valugi é um grande Wrestler é verdade. Mas podemos vencê-lo não é impossível! –

Ela respirava fundo e ficava em silencio por um longo tempo, ela ficava pensando com os braços cruzados.

– Já que você não tem mais objetivo e muito menos um legado! O que você acha de deixar para alguém que tem capacidade?  -

A mulher pegou a garrafa e a abriu bebendo o liquido devagar.

– Quem sabe eu não tente a sorte no PPV? Não estou me achando a tal, estou falando que sou merecedora de ter uma oportunidade também! Devon não é merecedor ele provou isso perdendo novamente, eu estou falando verdades e todos sabem disso! –

A modelo volta a sorrir e faz uma expressão animada.

– Agora mudando de assunto, obrigado pelos parabéns e pela força que todos vocês vem dado nesta minha trajetória, vocês tem sido muito importante. Dando-me forças e torcendo por mim, peço que não desmereçam Daniela por mais errado que ela tenha agido ela merece todo o respeito. –

– Daniela errou me deixou magoada e irritada e vamos resolver isso dentro do ringue! Ela quer mostrar que é melhor do que eu, e nós temos muita coisa para resolver, mas isso não significa que devem menosprezar ou  agredi-la verbalmente pelo que ela fez. –

A modelo falava em um tom normal e voltava a sorrir.

– Bom anjinhos por enquanto é só! Um grande beijo no coração de vocês e ate breve. –

A loira mandava um beijo seguido de tchau e se levantava na direção da câmera e desligando encerrando o vídeo!



Os dias vão passando devagar e as coisas encontrando seu lugar tudo muda, menos o que eu sinto por você

avatar
✡ MadameZombie ✡
Admin
Admin

Mensagens : 180
Pontos : 524
Reputação : 324
Data de inscrição : 31/12/2016
Idade : 21
Localização : Salém

Re: Prome Aqui!

Mensagem por ✡ MadameZombie ✡ em 11.08.17 14:54

Tarde de sexta-feira

A bruxa estava se arrumando para ir fazer alguma corrida pela rua quando na tv começava uma propaganda da empresa a bruxa não ligou muito de inicio até ouvir uma voz que fez ela gelar a mulher pegou o controle para desligar mas não teve forças ela ficava segurando aquilo enquanto apertava com força sentia um vazia enorme dentro de si uma vontade de chorar a mão começava a tremer aquela maldita voz que a fazia sorrir agora estava destruindo o coração dela aos poucos a deixando fraca e triste as lágrimas começavam a escorrer pelo rosto dela a mulher deixou o corpo cair ela ficava sentada no sofá olhando até a propaganda acabar e então ela ter forças para desligar a tv o controle caia no chão e ela ficava estática só deixando as lágrimas caírem aquela gosto salgado na boca e o coração doía ela estava recendo facadas na alma nesses momentos ela sabia que tinha uma porque estavam a torturando

– Krauser......

A voz dela saiu baixa e chorosa ao falar aquele nome que ela se recusava a pronunciar a meses fazia a bruxa chorar mais ainda colocava o rosto nas pernas tampando a cabeça com as mãos enquanto chorava de uma forma descontrolada ela não estava entendo aquela dor ela ignorava tão bem mas chegou no limite ela sabia que estava destruída ela apertava os cabelos e se balançava para frente e para trás

– Porque....porque fazem isso comigo...tiraram ele de mim e querem que eu ignore mas dói me machuca falar o nome dele me machuca lembrar dele me machuca ouvir a voz dele...eu fiz tudo eu fiz absolutamente tudo e mesmo assim fui jogada de lado...falem comigo

Ela levantava a cabeça e olhava para os lados buscando alguma coisa depois de anos estava silencio estava tudo quieto ela estava sozinha a mulher abraçava o corpo e apertava ela tentava se levantar tentava enxugar as lágrimas mas apenas chorava mais ainda a bruxa caia de joelhos no chão e começava a socar com força ela gritava com raiva vendo cada gota de lágrima cair no chão

– Eu queria me mostrar forte por ele eu ganhei títulos por ele eu lutei por ele eu sofri por ele eu sofro por ele eu estou sofrendo tanto e quando ele se foi levou uma parte de mim ele levou tudo de bom que eu tinha...vocês...vocês...me falaram do meu bode cadê ele? Eu sou um troféu? Eu sou apenas um objeto que eles estavam competindo? Eu era um troféu de anos de brigas coisas antes de mim e quem ganhasse poderia esfregar na cara do outro....é isso? Então ele se enjoou de mim o demônio se foi levando tudo o que podia de mim e então o bodinho se enjoou do prêmio quebrado e foi junto

Ela parava de socar o chão e encarava o próprio reflexo no piso ela concordava com a cabeça como se alguém estivesse falando com ela a ficava ali de joelhos

– Eu era descartável para eles? Eu só queria ser a garota dos sonhos de alguém eu queria ser alguém especial eu fiz tanto por eles e mesmo assim não fui boa o bastante porque? Essa dor é real eu estou sentindo ela me sufocando façam parar eu quero ser como eles eu não quero sentir nada eu quero me esquecer também eu quero não sentir nada eu quero não me importar igual eles fizeram comigo..jogada de lado....sozinha...porque eles não podem me amar? Eu machuquei eles não foi? Eu destruí tudo o que era importante pra eles então eles destruíram a única coisa que eu tinha....vocês me tiraram ambos eles me venderam para salvarem a si mesmos....

Ela parava de chorar era como se tivesse entendido o motivo daquilo tudo a bruxa se sentava e colocava as costas no sofá ela abraçava as próprias pernas olhando para frente encarando a tv desligada ela sabia que estava sozinha apenas ela e seus deuses como sempre foi até mesmo a própria irmã ela conseguiu machucar

– Eu ataquei um e destruí o outro eu só queria que ele visse eu só queria que ele entendesse eu o amava tanto eu queria tanto ele meu bode eu....preciso dele agora vocês falaram que eu podia o ter eu nunca estaria sozinha que a Naki ia poder viver de novo sem me ter no pé dela mas..ele se foi....eu estou tão triste e sozinha se eu sou apenas um troféu ele podia ao menos ter me levado com ele

A mulher estava tentando segurar com todas as forças mas as lágrimas voltavam a bruxa soluçava feito uma criança abandonada

– Eu não sou boa o bastante? Eu não sou bonita o bastante? Inteligente o bastante?...O QUE ELES QUERIAM DE MIM!?

Ela gritou e esperou uma resposta que não teve a cabeça começou a doer ela levava a mão até o local e apertava ela via como estava acabada se olhando pela tv a mulher voltava a chorar

– Eu..eu...só queria ver eles felizes mas acho que não posso não é? Ficar perto de mim faz eles sofrerem todos eles cada um foi embora..Jiggy foi embora uma vez porque eu tentei ser feliz com o outro mas ele também se afastou então o problema sou eu...eu vou ter que ficar aqui esperando minha irmã vir me salvar....de novo...eu não quero mais sorrir eu não quero mais esconder estou me sentindo vazia me ajudem por favor...eu acabei com cada um deles destruí suas famílias tirei suas crenças..eu...sou a única culpada vocês me avisaram....eles não merecem as coisas que causei

Ela conseguia ouvir as vozes ela entendia perfeitamente a culpa era dela sempre foi dela esse sofrimento todo essa dor angustiante ela sabia que estava faltando alguma coisa ela não era a mesma estava com o coração partido e ao invés de juntarem os pedaços apenas pioravam a situação mas ela não conseguia sentir raiva estava triste demais para ter raiva de alguma coisa a mulher jogou tudo dentro de si e agora estava sendo massacrada pelos sentimentos que ela fugia a culpa a dor a saudade ela estava morrendo aos poucos

– Eu apenas peço....afastam todos....me deixem sozinha...não tem sentido trazer para afastar me machucam mas não consigo os machucar de volta porque? Eu não entendo eles querem me machucar eles....existe alguém capaz de me amar pelo o que eu sou? Além da Naki?....não adianta me trazerem a Meg se vão a fazer ir embora também eu não quero mais ser a desculpa de ninguém eu não quero ser a vergonha de ninguém eu não quero ser a escondida porque eles tem vergonha de mim tem vergonha do que eu sou

Ela apontou para si mesma chorando ela nem tinha mais lágrimas apenas ficava ali soluçando e buscando uma resposta eles falavam com ela mas nada parecia a consolar a bruxa estava desistindo de si mesma

– Eu quero alguém que me olhe e veja tudo o que precisa exatamente como eu sou a Naki me ama assim outra pessoa pode amar também....eu não quero ser o troféu eu não quero ser descartável não quero ser a única sente...alguém que se arrisque por mim...porque não posso ter os romances dos filmes?

A bruxa olhou para o lado e apontou para a tv ela estava falando com alguém que aparentava estar do lado dela

– Você gosta de mim assim não é? Não mudaria nada em mim..certo? eu queria alguém que me olhasse e eu visse aqueles brilhos nos olhos igual quando a Naki olha pra mim parece que eu sou a pessoa mais importante do mundo dela e eu me sinto assim

Ela sorriu com ternura ao falar da irmã o coração da bruxa se acalmava apenas em pensar na loira ela sabia que tinha alguém no mundo que a amava exatamente como ela era alguém que ela podia contar que nunca a deixaria sozinha e essa pessoa era Narkissa o motivo da bruxa ter tanto orgulho de si mesma a forma como a irmã olhava pra ela a fazia ter orgulho a fazia se sentir especial

– A única capaz disso é a Naki não é? Você sabia disso desde o começo...eu quero a minha irmã

Ela batia a cabeça nas pernas e falava com uma voz chorosa ela respirava fundo sentia como se estivesse sem ar a mulher começava a arranhar o couro cabeludo estava se punindo por aqueles sentimentos

– Eles não falaram nem “Adeus”....apenas...se foram...ele está comigo por pena? Ele não me ama impossível amar quando vir alguma bonitinha tudo ficara para trás e eu não vou existir....eu vejo vocês ele não eu escuto vocês ele não...porque ele ficaria?....tragam minha irmã aqui eu quero a Naki

A bruxa deixou o corpo cair no chão e ficava encolhida escondendo o rosto com o cabelo ela sentia os olhos arderem mesmo não conseguindo ela queria chorar mais ainda estava massacrada ela abraçava o corpo enfiando a unha na pele queria a irmã e apenas isso



♦️ You're lookin' crazy and you're lookin' wrong
We look like we belong ♦️

avatar
King

Mensagens : 86
Pontos : 94
Reputação : 12
Data de inscrição : 12/01/2017

PROMO # 77 - DE CAMPEÃO PARA CAMPEÃO

Mensagem por King em 11.08.17 15:10

Espanha, Quinta-Feira

Fim de tarde na cidade de Eibar. O clima na cidade era bem amistoso, temperatura amena, o vento apenas batia no meu rosto e caminhava pelas ruas de paralelepípedo de forma descontraída, como um verdadeiro turista deve fazer ao conhecer um novo lugar. As pessoas, em sua minoria, admirável minha estatura e minha grande barba, porém, demonstravam respeito por mim com um breve aceno de mão ou até mesmo uma gracinha proposital, nada que me tirasse do sério, ainda mais depois do último show. Olhei no meu GPS a localização exata em que estava e caminhei por mais uns vinte minutos até chegar no local que queria: Estádio Municipal de Ipúria. Um lugar modesto, mas amistoso e receptivo. Caminhei até a portaria e me identifiquei, o funcionário do clube permitiu a minha entrada e enquanto estivemos juntos, ele me contou um pouco da história daquele lugar. Eu sou um apaixonado por futebol, então ouvi cada uma de suas palavras de maneira bem atenta e respeitosa. Disse aquele homem que na Irlanda, o rúgbi era o esporte mais tradicional, mas que éramos apaixonados pelo futebol, o homem de estatura média, cabelos brancos, sorriu e apontei o dedo indicador da mão esquerda para a arquibancada leste e saiu para continuar seus afazeres.

Ao longe, caminhei pelas cadeiras localizadas na área de imprensa, até avistar a pessoa que tanto procurava e ali termos uma conversa, ao qual nunca tivemos anteriormente. Andei sem pressa, enquanto ele apenas observava minha aproximação, ele mexeu na barba, colocou o celular no bolso e ficou olhando para o gramado até minha chegada, assim que me aproximo, ele fica de pé e diz:

- Filipe Bé: Olá. Boa tarde, King.

Aperto sua mão direita, me sento ao seu lado esquerdo e digo:

- Boa tarde, Filipe Bé, como tem passado?

Filipe Bé: Você sabe. Tudo bem calmo e sossegado para. Afinal, ninguém é de ferro. Eu não fui. Nem fisicamente nem mentalmente. Mas certamente você sabe disso melhor do que eu e do que ninguém. Que faz por aqui?

- Hoje estou aqui, para procurar respostas ao teu respeito e sobre mim, pode ser sincero comigo?

Bé parou um pouco pensando, ele olhava para King, como se fosse uma pessoa qualquer que estava naquele local. Não mostrava nem rancor nem admiração pelo imortal. Apenas era como se estivesse na presença de outra pessoa qualquer, naquele momento. Mesmo sabendo que ele não era uma pessoa qualquer, e sim um atual campeão.

Filipe Bé: Claro, King.

- Minha rivalidade contigo, na época em que fui Intercontinental Champion, foi uma das mais intensas, TOP 3, porque via em você este homem que encontro hoje e não aquele que foi abraçado pelas Gardeas, o que mudou em tua vida?

Filipe Bé: Sabe King. Eu tive um passado muito triste, e com a morte do meu irmão, que você teve o prazer de conhecer no passado, eu fiquei muito perdido. Eu não era um herói de verdade. Eu só queria a atenção de todos os fãs. Me neguei em desafiar o Caio no começo, algo que me arrependi mais tarde. Neguei desafios. Tudo o que eu queria era atenção, pessoas gritando pelo nome de Bé. Que nem é o meu nome.

Filipe Bé, olhando para o campo de futebol pergunta:

- E você King, tem admirado a violência ao invés da razão?

Abaixo minha cabeça, esfrego minhas mãos e digo:

- Não tenho a menor ideia do que me tornei, só sei que não posso desistir após ter caminhado tanto em minha carreira.

Filipe me olha e diz tranquilamente:

Filipe Bé: Eu no fundo, nem gostava tanto de violências, ou dos combates em si. Muito menos de resultados, eu perdi para um travesti em minha Debut e rio disso até hoje.

Bé sorria um pouco, provavelmente lembrando coisas antigas.

Filipe Bé: Eu demorei para encontrar o meu caminho. E compreendi que eu nem tinha um para escolher. Eu só queria ser admirado por todos, eu só queria gente me abraçando e me dando atenção. As Gardeas foram para mim, tudo o que eu no fundo sempre quis.

Ele faz uma breve pausa e continua:

Filipe Bé: Uma família. Alguém que me desse algum carinho e afecto. Isto pode soar estranho, especialmente para ti. Mas minha ambição não foram títulos. A arrogância de Caio me obrigou a entrar na rota, só para dar a Nwr o campeão mundial digno que merecem.

- Como você me enxerga? Hoje estou sem motivação alguma para continuar na NWR.

Filipe Bé: Você sabe como funciona. A Nwr é um lugar duro, um lugar sujo, onde te vai atirar de cara para o chão. E se você levantar, a Nwr vai voltar a fazer isso. Todos nós precisamos de mais mudanças, sempre.

Bé levantava um pouquinho as mãos, movimentando elas enquanto falava.

Filipe Bé: Você precisa encontrar a razão correta para seguir em frente. Posso exemplificar Devon. Perdeu por completo a vontade de viver assim que finalmente chegou no título. Parte de mim está satisfeita que ele venceu. Ele viu e provou a todo o mundo que aquilo não fez dele melhor. Ele continua sendo um merda, antes e depois de ter o título.

Filipe Bé: Se procura motivação para continuar na Nwr, você procurou provavelmente a pessoa errada. Eu não posso dar lhe isso. Você para mim é só mais um homem no roster, alguém que não parece ser tão relevante e não se tem destacado, mesmo com um título.

Faço sinal de positivo com o polegar da mão esquerda, enquanto Bé passava com as mãos pelo cabelo, me dá uma pequena palmada leve no ombro do King e fala com firmeza:

Filipe Bé: Compreendo que isto tudo seja importante para ti, mas precisas parar para pensar, precisas de te focar em algo. Se não estás na Nwr por "amor à camisola", então vais acabar caindo, porém, de forma dolorosa. Tens que amar aquilo que fazes para conquistar o que tens, não amar apenas a conquista em si. Mas sim tudo o que fazes para o conquistar. E tens que amar, quando a Nwr te atirar de cara no chão, amar levantar após isso para repetir tudo de novo.

Bé dizia isso de forma bem calma, enquanto voltava o olhar em frente, ele suspirava um pouco, olha para mim e lhe digo:

- Ainda pretende fazer mais uma luta, encerrado tua trajetória na NWR ou o Clash of Revolution foi teu capítulo final?


Filipe Bé: Eu não sei. Não tenho grande interesse em voltar. Acredito que o meu capítulo final não tenha sido um encontro digno. Mas na vida real, nem sempre existe finais felizes. Para mim não ouve um. Não vou voltar. Porém, talvez um dia. Eu tenha a honra de ser chamado para um hall of shame ou uma entrega de Slammys. Mas até lá, eu vou ficar aqui na Espanha, vivendo o meu próprio tormento, esperando um dos meus sobrinhos voltar a elevar um cinto. No bom nome da minha família.

Bé mostrava um ar orgulhoso, ele realmente parecia que não ia voltar aos ringues.

- Tivemos algumas lutas entre si, qual foi tua vitória favorita contra mim?

Filipe Bé: Sem dúvida, no nosso primeiro combate no All Stars eu acho. Eu era mais novo, mais insignificante, e uma vitória sobre ti teve mais impacto em mim e na minha carreira. O Resto lutamos com igualdade, então para mim nem foi tão importante. Sendo honesto, nossos confrontos foram irrelevantes, e nunca em One on One em Ppv valendo um título. Teve alguma luta que foi importante para ti?

- Sem dúvida, o duelo que travamos para medir forças. Ali ficou claro que você era um lutador incrível, mas subestimado por muitos, valeu a pena aquele combate, mesmo sem ser irrelevante para você. Enfim, o teu sumiço, se é que posso falar assim, foi motivado por quais razões?

Filipe Bé: Vergonha King, vergonha.

Ele passava com a mão direita pela cara enquanto falava aquilo num tom baixo.

- Saiba Filipe, eu te odiei por um longo tempo porque você tinha TUDO aquilo que eu não tinha: carisma, título e sucesso, porém, acho que me tornei um homem perdido e sem paixão atualmente pelo pro wrestling, peço te perdão pelas ofensas ditas contra ti e espero que possa me compreender.

Filipe Bé: Não guardo rancor por ti King, eu também não era uma pessoa fácil de lidar. Estávamos em uma altura, que ambos competíamos para ver quem era o mais relevante. Normal termos nos xingado um ao outro nessas circunstancias, Popota.

- Que apelido de merda este hein?!

Olho para ele sorrindo e ele fica rindo um pouco, claramente brincando comigo, naquele momento parecíamos próximos, nada similar as ofensas que travamos no passado.

- Se tivesse que me dar um conselho, de amigo qual me daria e por quais motivos?


Filipe Bé: King, eu te conheço, há anos. Tu foste professor, em uma escola onde eu aprendi a lutar. E tu sempre foste uma pessoa intensa. Não me refiro, que sejas difícil de lidar, mas tu mesmo és uma pessoa tensa de lidar consigo mesmo. Não deves procurar respostas comigo, ou com outra pessoa. Tu tens que parar, seguir aquilo que o teu coração manda seguir. Ele te vai ajudar, não eu. Se o homem que tu queres ser, sem te preocupares com o que os outros gostam ou vão dar atenção. Queres um conselho? Deixas-te o título no ringue, volta para a federação e vai apanhar o cinto que é teu, que tu ganhaste. Que te mereces. É sim um mero objeto, mas ser chamado de campeão é um mero rank, é ainda mais irrelevante um nome que um objeto. Pega no cinto. Se Draven ou Violetty quiserem, manda eles virem tirar de tuas mãos. É assim que um lutador deve de agir. É assim que um homem deve de agir.

Bé batia com a mão cerrada na outra, fazendo um pequeno barulho e falando de modo um tanto quanto inspirador.

Filipe Bé: E eles vão vir. Eles vão te espezinhar, torturar, sacrificar, surrar a sua cara, te comer vivo, e te tirar ele. Mas vai puder dizer que lutou e fez de tudo para defendeu aquilo que ganhou. Que ganhou porque mereceu. E perdeu porque o destino te fez que perder. Eu amo a Violetty, mas se ela quer buscar o filho, luta para defender ele como um homem, é filho dela, mas a sua conquista. E mesmo sabendo que vais perder, é assim que um verdadeiro campeão age. E eu sei que dentro de ti. Bem lá no fundo, tu és um campeão. Sem precisar de mais reinados irrelevantes. Ou Elites ou Inter. Tal como quase toda a gente do roster me vê a mim como o verdadeiro campeão. Porque eu amava a Nwr. Mais do que o Devon qualquer dia poderá vir a amar. Eu fui um campeão relevante, devido aos outros serem ruins. Não sejas um ruim. Luta com valentia.

Filipe Bé: Bruno vai vir com tudo. E por mais estúpido que seja admitir isto, mesmo tendo sido teu rival. Ele será o oponente mais duro que já enfrentaste até agora. E sim. Eu falei isto.

- Bora tomar umas e continuar a conversa em outro lugar? Mas nada de NWR, vamos falar sobre a vida, o que acha?

Filipe Bé: Tenho que ir para casa agora. Daniela vem me ver. Vai para a sua e faça vídeos dignos, vídeos mostrando um campeão digno de orgulho. Não orgulho de minha parte. Mas sim orgulho da Nwr. Orgulho dos fãs, que faça sentir orgulho em todos os que possam te ver. Até um outro dia, Armstrong.

Ele se coloca de pé e faço o mesmo, aperto sua mão direita e ele retribui a cordialidade. O vejo partir por alguns instantes, ele caminha rapidamente sem ter nenhum rastro de arrependimento de sua decisão, homem decidido em seu caráter. Sento-me na cadeira e começo a refletir em todas as palavras ditas por ele, o que me faz queimar por dentro com minhas dores e frustrações. Tiro o celular do bolso direito e envio uma mensagem de SMS para determinada pessoa, fico ali observando o sol ir embora e dar início à noite espanhola, levanto-me e começo a caminhar para a saída do estádio, tendo todas as respostas que precisava, mesmo que de forma indireta, porém, honestas e verdadeiras vindas de um autentico campeão.
avatar
valugi

Mensagens : 84
Pontos : 156
Reputação : 78
Data de inscrição : 19/01/2017
Idade : 27

Re: Prome Aqui!

Mensagem por valugi em 11.08.17 20:59

Eu sair correndo para o backstage, tinha 2 objetivos no momento primeiro falar com Narkissa e depois matar Havoc, sim queria verdadeiramente matar aquele infeliz, vejo Megan e Violetty saindo, aquilo me deixa feliz, a Bruxa iria precisar de um apoio e Megan era muito boa em fazer isso, Draven me esperava perto do Backstage

- O que fazemos Valugi?

- Onde está Narkissa?

- Está na Locker room dela cercado por seguranças, ninguém ousa entrar lá dentro

- Ela precisa se curar, mesmo ela precisa de médico, Havoc atacou covardemente

- E o que fazemos Valugi?

- Vamos bater em alguns segurança e você cuida da porta

- Pensei que você não ia falar

Os dois chegam perto do locker room, tinha 6 seguranças protegendo a porta, eu e o Draven partimos rapidamente para a porrada, consegui derrubar dois, o terceiro foi tentar partir para cima de mim, e somente com um olhar ele fugiu com medo, o cachorro louco da Legião também derrubou os outros 3 seguranças, e com olhar pedia para ele ficar de guarda da porta, entrava no local, a escuridão estava tomando tudo, não conseguia ver onde Narkissa estava, só ouvia uma respiração

- Narkissa onde você está? Quero falar com você

- Quem ousa entrar aqui vai sofrer com o próprio sangue em minhas mãos

O Anjo Ceifador percebia que quem estava no controle era Hyde e talvez não fosse uma boa ideia confrota-la no momento, mas tinha que trazer a Narkissa de volta, uma luta com ela agora podia ser fatal para succubus que estava bem ferida

- Hyde não é o momento de nossa luta

- Porque diz isso ceifador?

- Você quer ainda quer ter um corpo

Quando falo isso percebo a duvida de Hyde e parto para cima de Narkissa, não para dar um golpe, mas para abraçar ela, a mesma fazia força e começava a me arranhar, um dos arranhões pega no meu rosto, sorriu para ela e aperto o abraço

- Calma, venha de volta, temos que levar você a um médico

Narkissa começa a tomar o controle de volta olhava para mim, com vários arranhões, e sabia que tinha causado isso e percebo que isso deixou ela triste, mas tinha que melhorar o clima com a lingua lambo o meu sangue

- Não me lembrava que meu sangue era tão salgado

Narkissa olha para mim com um pequeno sorriso

- Isso não era hora para brincar

- Você sabe que isso pouco importa para mim, no momento você precisa de um médico

Ela olha desconfiado, mas começa a ficar fraco, o corpo dela pedia descanso, o ceifador carrega ela e acompanhado de Draven leva até a enfermaria, Dr.Pelé se assusta quando os dois entram lá, com Draven chutando a porta

- Doutor temos uma paciente a tratar

Algumas horas depois

Narkissa acorda e percebe Valugi do lado dela

- Como você está?

- Melhor, onde está minha irmã?

- Está com a Megan

Ao ouvir isso Narkissa fica um pouco desesperada e tentava sair da cama, mas o ceifador não deixava

- Você não está recuperada ainda

- Tudo bem, mas por favor traga a minha irmã, sinto que ela precisa de mim

- Vou trazer ela e depois temos que conversar sobre algumas coisas

- Tudo bem, mas por favor traz ela

Valugi sai do quarto, deixa Draven de olho e liga para Megan

- Oi Valugi

- Você está com Violetty, ela está no quarto dela é próximo do meu

- Ok, traga ela para o hospital agora

- Tudo bem

Megan bate na porta da bruxa que não responde, ela dar um chute e quebra a porta

- Vio tenho que lhe levar para ver sua irmã

Ao ouvir falar no nome de Narkissa ela aparece

- Por favor Meg Meg me leve até ela

- Tudo bem, venha comigo

Violetty abraçava Megan com força

- Você não vai ser mais uma que vai me abandonar não é Meg Meg?

- Claro que não minha querida Bruxinha, vamos sua irmã está preocupada

20 minutos depois, Narkissa estava impaciente, Valugi tentava acalmar ela e Violetty chega no local e sai correndo para abraçar a irmã, Megan no fundo abre um sorriso enquanto Narkissa olha sério para ela, para evitar um clima ruim o Inglês pede para sua amiga Inglesa sair.

- Narkissa por último eu vou matar Havoc

- Não, deixa ele comigo, Hyde quer ele de qualquer jeito e o resultado não vai ser bom

- Eu não posso perdoar ele pelo que fez com você, mas deixarei a seu cuidado faça ele sofrer

Valugi saia da sala deixando as duas irmãs juntas


Última edição por valugi em 12.08.17 19:58, editado 1 vez(es)



avatar
✡ MadameZombie ✡
Admin
Admin

Mensagens : 180
Pontos : 524
Reputação : 324
Data de inscrição : 31/12/2016
Idade : 21
Localização : Salém

Re: Prome Aqui!

Mensagem por ✡ MadameZombie ✡ em 12.08.17 3:45

Vídeo postado no site oficial da NWR

A mulher estava sentada em uma forca ela parecia em alguma cidade abandonada estava tudo pegando fogo e haviam gritos a fumaça voava seguindo o vento a bruxa olhava para a lua e sorria ela olhava para trás vendo a corda com o nó perfeito para enforcar alguém o sorriso cruel tomava conta dos lábios da bruxa

– A grande Deusa está saudando os mortos os pobres homens que caminham para a forca com seus próprios pés eles torcem para ser rápido....mas todos sabemos que não vai ser é uma mera ilusão que criam para fazer a morte menos sofrida....não é verdade meu boneco de vodu?

A mulher se virou lentamente e se inclinava apoiando os cotovelos na madeira da forca a bruxa estava de lado com as pernas cruzadas ela mexia a perna mostrando inquietação

– Está com ciúmes da sua bruxinha? Não quer me ver falando de outros homens? Hahahaaha o Rei tem um lugar especial no meu coração bem na parte onde estão as pessoas que eu vou massacrar

Ela sorriu gentilmente a câmera subiu melhor mostrando o título preso no nó como se fosse uma isca

– O bonequinho me parece perdido você segue um rumo o seu rumo acabou na bruxa como um perfeito suicida buscando a própria morte cansado de viver enquanto caminha ainda vive apenas não tinha achado um proposito...e aqui estamos o suicida achou sua assassina a mulher que ou te mata de uma vez ou te dá a vida de novo...qual seria mais doloroso pra você ficar vivendo sem um destino sem nada ou morrer por minhas mãos? Eu acho que no seu caso a morte á uma gentileza que te farei

A mulher passou a unha no pescoço fazendo um corte fino enquanto gargalhava

– O caos é uma escada a dor é uma escada e cada um sobe se quiser podemos criar mais caos ou menos caos você tem a escolha se não o fazer mas faz...e nem tente me usar como desculpa para seus atos cruéis isso é muito feio você não pode salvar nada sendo um vilão ou é bom ou mal você não quer me derrotar você precisa me derrotar para ficar no meu lugar ter todos temendo você na busca de sentir algo além de pena de si mesmo...um agressor agredindo outro causa uma briga e um dos lados tem que vencer brigando feitos cachorros raivosos querendo arrancar um pedaço um do outro mais alguém ganha ou alguém morre guerras matam milhares para um objetivo e o seu e fazer a paz um ditador mentiroso manipulado pela falsa crença de paz

Ela fazia um bico de pena como se estivesse triste a mulher se levantava e caminhava na direção da corda

– Pode falar que não pode negar você é um herói quer ser um trazer a paz e depois ir embora como o justiceiro hahahahaha paz não existe a não ser que se livre de todos nós mas fazendo isso você se torna o cara mal ou seja um vilão que também tem o mal dentro de si e uma hora pode se cansar de ser legal...se livre de mim acabe com a Legião ainda vai existir você para semear o caos por aqui

Ela segurou na corda e sorria ela olhava para o próprio reflexo no título que brilhava a mulher passou a língua no cinturão mordendo o couro enquanto ria

– Opa opa....o novo rosto da salvação é um mercenário? Está do lado da gerencia apenas porque me quer? Que bonitinho nunca fizeram nada assim por mim...enquanto acha que está no controle da situação a corda vai apertando obedecendo apenas por puro interesse e quando isso acabar? Vai acontecer exatamente o que eu falei vai precisar de mais caos para dar algum sentido a sua existia é disso que você vive é isso que te alimenta que te faz acordar que te faz por seu rosto e vir aqui me enfrentar a necessidade de caos...eles vão tirar isso de você e nesse momento vai ver que sem mim você é menos que nada menos do que era antes...se está ao lado delas por mim então eu sou seu motivo sua ambição no final das contas o homem distorcido sente algo e precisa de algo serei sua vilã preferida

Ela colocava a corda no pescoço e ficava brincando de se pendurar aquela corda apertava a garganta da mulher que parecia se divertir com isso

– Um caçador de bruxas? Não é só a Legião tudo que implica o caos e a destruição te motiva você precisa de nós tanto quanto precisamos de você é uma troca justa você nos enfrenta  e a gente fica te surrando dando o exemplo que heróis não existem na era Legião muito menos anti heróis está conosco ou contra nós...no seu caso está apenas do próprio lado buscando sentido e razão algo em que se agarrar o suicida que caminha eternamente no vale enfim acha sua razão para dar fim ao próprio sofrimento no final das contas é um covarde sim

Ela puxava a corda tentando se enforcar mas acabava rindo fazendo uma carinha triste

– Você é um oponente digno  e forte alguém que me faz querer brigar ai que saudades desse sentimento a vontade de derrubar alguém a necessidade de te machucar  eu quero te vencer eu quero te fazer ver o que todos aqui veem que eu tenho motivos para estar onde estou que não sou uma garotinha não mais....

Ela olhou para o lado estava com um afeição triste que logo sumiu a mulher levantou um pouco a cabeça como se alguém tivesse chamado a atenção dela

– E voltamos ao ponto que tenta negar eu sou sua razão para quase tudo que vem lutando tem minha atenção tem minha vontade de o vencer apenas eu e você a bruxa não vai te restaurar mas com certeza vai de ter uma razão para tentar se restaurar...não quero ouvir nada de você querido eu escuto meus deuses eles sim eu não precisa acreditar porque eu sei e suas ações dizem por si próprias...quer que eu te salve? Bruxas podem salvar almas como a sua mesmo dizendo não ter uma eu acabo de discordar você tem sim e espera que eu a salve do cruel destino que você mesmo a colocou vagando por ai cansou de apenas caminhar sem rumo pobre criança?

A mulher tirava o pescoço da corda e caminhava segurando nela a mulher brincava usando a corda de apoio enquanto ela jogava o corpo para trás quase caindo

– Você acredita em si mesmo mas isso não me parece o bastante você está confuso com duvidas hora me quer vencer e hora quer me quer te salvando sabe que se me destruir sua salvação nunca virá porque precisa de mim eu posso surrar cada babaca daqui inúmeras vezes sempre vai existir um suicida mesmo que demora anos aparece alguém pronto para lutar contra o mal agora no seu caso eu sou a única aqui capaz de te fazer sentir isso...se não nunca viria até mim você andou com seus próprios pés e sua próprio vontade veio até mim se aliou as piranhas tudo para chegar em mim sua assassina ou sua salvação? Veremos isso no Night

Ela virou de costas para a câmera e parecia admirar o céu noturno estava tudo tão calmo mesmo a cidade estando um caos para a bruxa era calmaria pura os gritos eram musica para os ouvidos dela

– Eu nunca ficarei sem oponentes já disse sempre existe UM disposto a lutar Lady se juntou a você não? Temos dois...a anjinha andou falando demais  são três...o rei de merda..quatro....quando eu destruir cada um de vocês quando os fazer sofrer você mesmo disse que iria voltar que é indestrutível então vamos brincar por muito tempo ou já está desistindo?

Ela cruzava os braços atrás das costas e balançava o corpo a parecia encarar quase vidrada para uma grande mansão em chamas ela parecia se divertir com isso

– Eu não preciso de ninguém sempre ganhei minhas próprias batalhas e já que me conhece sabe disso...eu quero que sejamos eu e você Adam nunca disse o contrário disso eu mesma vou acabar com isso sozinha nós dois presos lá não existe nada para ser feito vamos nos destruir

Ela virou um pouco a cabeça na direção da filmagem ficando com o rosto de perfil os cabelos tampavam o rosto da mulher mas notava-se que ela olhava para a câmera

– Feitiços? Você veio até mim buscou por mim sozinho você me quis e aqui estou não tem feitiços minhas palavras podem ou não te afetar isso depende de quanta verdade você vê nelas meu bonequinho

Ela se virava para a câmera a imagem começou a tremer e parecia derreter enquanto a bruxa olhava para o lado encarando alguma coisa a imagem acabou por uns instantes e quanto voltou a câmera estava presa a corda sendo “enforcada” enquanto a mulher alisava o cinturão feito uma criança a câmera parecia se mexer como uma pessoa agonizando e a mulher encarava segurando o “filho” dela

– Quando seu fanatismo terminar vai ser o seu fim o que conta é quem está de pé no fim é quem consegue andar do resto é apenas estatística se eu vencer mas você me quebrar e sair andando...você venceu é um ciclo que ambos estamos viciados demais para parar e quando pararmos não vai ter sobrado nada do outro

Ela colocava ambas as mãos no rosto como se imaginasse a cena e parecia gostar bastante disso um largo sorriso psicótico se formava nos lábios da mulher

– Eu não tenho esperança eu tenho fé nos meus deuses a esperança é totalmente sua você projetou em mim sua forma de cura sua salvação sua resposta você não tem certeza se sou isso mesmo mas quer acreditar que sou...ilusão? o tipo que torce para a corda matar rápido? Não...você quer que doa é a única forma que se sente vivo e útil posso ser sua ilusão sua esperança de solução o que quiser que eu seja quando isso acabar vai apenas um homem que caiu no meu feitiço seu fanatismo é meu feitiço sua vontade de pisar no ringue comigo é meu feitiço não minhas palavras é o meu poder de atrair você para sua própria sentença

Ela dava um peteleco na câmera e gargalhava a mulher estava se divertindo bastante ela saltitou na volta da câmera sumindo as vezes da visão da mesma

– Você não consegue mesmo se quiser afinal foi o homem que ameaçou me enforcar você disse que não é herói eu já falei ambos sabemos que não é essa vida vai te entediar não pode controlar a si mesmo sua vontade de destruição vai falar mais alto mesmo quando segura você explode e nessa explosão leva seu falso heroísmo consigo

Ela parava de saltitar e ficava enrolando uma mexa do cabelo no dedo inclinando a cabeça para o lado e mexendo um dos pés

– Então você sabe que eu busco por isso pelos melhores oponentes pelos capazes de me fazer sentir dor pela capazes de me fazer cuspir sangue  os que me machucam pra valer aqueles que querem me destruir e me deixar desmaiada deixam sua marca em meu corpo...você é desses? Eu tenho certeza que é então...deixe sua marca bonequinho

Ela arranhava o corpo e mordia com força o lábio inferior achar alguém que a destrua que a faça sentir dor parecia tentador para a bruxa em seu mais pleno masoquismo

– Eu vou te contar cada segredo mas apenas se me vencer esse é meu presente para você me derrote me dê sua dor me faça sentir sua ira e pisar na minha cabeça vitorioso eu te contarei tudo o que Elas falam sem segredos entre nós...sua necessidade de me ter chega a ser tocante você me quer viva e eu te quero vivo para me dar combates sangrentos...nosso amor é tão bonito mas eu tenho a tendência a destruir tudo o que amo e vou acabar rasgando meu bonequinho isso seria um amor suicida? Fadado a morte se não me destruir eu irei o destruir você decide

Ela passava a mão na câmera fazendo um carinho com um rosto inocente quase angelical se fosse pela feição sombria da bruxa

– Nosso amor suicida um dia vai morrer é o destino dele e o seu ou o meu não importa nesse PPV em batalhas futuras um de nós vai ter que vencer vai ter que destruir o outro eu não desisto nem você não existe escapatória para nós querido a não ser o fim doloroso e cruel que aguarda nós dois...pessoas não são importantes fãs não vencem lutas eles pouco importa meus seguidores sabem disso todos sacrifícios da grande bruxa cada um com seu interesse eles não ligam para nada além do lado vencedor e se você cair vai ver isso

A mulher dizia com sinceridade no olhar mas não dava para confiar nela apenas uma bruxa usando seus artifícios para iludir e enganar coisas nas quais ela sabia bem como fazer

– Aquele verme eu deixo para a minha irmã ela que se vire aquele homem não é nada apenas mais um perdido encrenqueiro....calar aquela boca grande dele...eu sou uma bruxa não é óbvio que tenho uma bola de cristal? Eu sei exatamente o que vai acontecer se você fraquejar por um segundo se quer eu vou acabar com você destruir cada pedacinho te derrotar na sua própria casa não convide uma bruxa para brincar se não pretende dançar com o fogo

Ela cerrava os olhos mostrando irritação estava desafiando o homem a destruir ela ou forçando ele a isso se ele não acabar com ela a mulher o faria com ele

– Padre perdoa-me pois eu pequei eu destruí uma alma vagante a cura do boneco acabou virando a destruição dele eu joguei meus feitiços no homem torto e o fiz ver em mim a solução hipnotizado pela bruxa sua mente me pertence você me pertence obcecado em mim está preso em minhas garras respirando meu feitiço ele corre em sua veias

Ela passou a unha pelo pulso e foi subindo arranhando deixando uma marca vermelha imitando a “doença” dela nas veias dele

– Eu não quero ajuda para o derrotar eu quero nós dois se batendo com força e violência quer bater minha cabeça na lona? O faça é isso que eu quero eu quero essa destruição mutua sem ajuda sem ninguém apenas eu e você queridinho nunca disse que queria ajuda para o derrotar qual seria a graça? Apenas nós dois já falei isso

Ela fazia um biquinho e piscava os olhos algumas vezes olhando diretamente para a lente da câmera como se fizesse uma promessa ao homem

– Eu gosto da ideia de apedrejar parece doer mais é lento e doloroso..pecados são parte de nossas vidas matar bruxas não é um deles não se preocupe a vida de pessoas como eu porco importa para o grande “Salvador” da humanidade e como você é o salvador da NWR também não vai te importar

A mulher olhou para cima e viu as nuvens cobrindo a lua o tempo parecia que estava fechando como se fosse chover e ela sorriu

– Você é um anti herói o vilão disfarçado você escolheu um lado mas o errado não adianta negar é um herói perdido mas é quer salvar a NWR das garras do mal mesmo preferindo o caos do que a paz você fala coisas mas não acredita nelas...você fala não precisa de ninguém mas se juntaria a um grupo para nós derrotar apenas venha não importa quem seja vamos ganhar a Legião não vai cair somos os melhores os que realmente acreditam em algo e vai ser sobre pessoas como você que vamos erguer o nosso império venha com sacos de batatas com anjas caídas gigantes de merda eu estou pouco me fodendo meu alvo é você se foque em mim não nos meus amigos...palavras suas

A mulher piscou e começou a caminhar tinha ela alavanca para puxar assim iria tirar o piso e a pessoa seria enforcada e mulher ficava olhando aquilo e depois olhava para a câmera

– Eu dispenso palavras eu quero ações eu quero você dentro da cela apenas isso você não é mal meu homem torto está perdido entre a linha todos estamos existe uma pequena e fina linha dentro de cada um e isso que diferencia os bons dos maus e nós dois não temos isso porque se tiver qualquer rastro de bondade dentro de você sugiro que se livre antes de me deixar entrar na sua casa bondade me enoja

Ela entortava a boca mostrando rejeição e nojo ao pensar em que ele podia hesitar por culpa dessa bondade

– Eu já prometi o seu presente se você vencer te contarei cada segredinho que tenho e estou ansiosa para saber meu presente...se precisa de uma cura eu vou ser ela vamos juntos brincar na sua casa a destruir inteira numa batalha sangrenta...no Night vamos ver quem é o verdadeiro louco quem vai sair o verdadeiro vitorioso fique nas sombras assim posso sempre manter o olho em você

Ela sorriu e segurou a alavanca quando ia puxar a mulher parou e deu um forte tapa na cabeça enquanto ria

– Leigh....quase me esquece do meu homem sem ambições acho que vi algo acontecer no nosso combate mostrou seu ladinho pra mim? Melissa é uma prova que tem algo errado eu te avisei se não lutar de verdade comigo não vai vencer a bruxa não pode ser derrotada por uma farsa Leigh enquanto segurar essa raiva enquanto engolir o ódio não vai ter nada para me enfrentar uma máscara se quebra quando socada com força

A mulher jogou o título e deixou ele de frente pra câmera como se a vitima de enforcamento quisesse aquilo  

– Você subiu e colocou a corda no seu pescoço eu apenas puxei a alavanca não pode fugir de si mesmo meus olhos veem através dessa faixada o silencio te faz pensar melhor porque no barulho o animal quer sair DEIXA ELE SAIR LEIGH!

A mulher gritou impaciente ela começava a se balançar mexendo as mãos olhando a alavanca era tão tentadora

– Me dê ele Leigh EU QUERO O SEU PIOR me mostre o monstro saia das sombras e venha para a mim escuridão se perca na maldade feche os olhos e seja você mesmo pegue tudo o que puder destrua cada um deles que entrar no seu caminho trilhe no sangue derrube os corpos e monte sua passagem até a mim escute o que ele fala faça o que ele pede você me quer? Ter que matar para ter mostre que a bruxa vale mais que uma mentira montada...se quer mesmo meu filho mate por ele

A mulher gargalhou e puxou a alavanca quando abriu a passagem a câmera foi “enforcada” ela se debatia e tremia a imagem começava a distorcer e a bruxa pegava o título jogando no ombro

– Eu sou a corda de cada um de vocês quanto mais lutam mais eu aperto até não restar nada ou lutam por suas vidas ou apenas aceitem o destino por minhas mãos

A imagem começou a ficar escura conforme o tremor parava era como se a pessoa tivesse morrido a bruxa encarava com satisfação até a imagem finalmente ficar toda escura


Vídeo encerrado



♦️ You're lookin' crazy and you're lookin' wrong
We look like we belong ♦️

avatar
♛ GiihHime ♛
Admin
Admin

Mensagens : 136
Pontos : 384
Reputação : 252
Data de inscrição : 13/02/2017
Idade : 22
Localização : Sodoma/Gomorra

Re: Prome Aqui!

Mensagem por ♛ GiihHime ♛ em 12.08.17 4:14

Vídeo postado no site Oficial da NWR


A gravação começa mostrando um lugar escuro, com diversas bonecas quebradas espalhadas por todo o lado, na verdade o lugar inteiro parecia ser feito de pedaços de bonecas e manequins, algo um tanto perturbador. Elas pareciam derretidas, queimadas, conforme a câmera se movimentava para frente Narkissa estava sentada com as pernas abertas e os braços caídos. Sua pele manchada de sangue e fuligem, seus cabelos em seu rosto e sua tipica aura solitária, ela mexeu os dedos devagar como se estivesse ganhando vida novamente, mais ao invés de se mexer seus dedos parecia rachar ou quebrar cada vez que ela os tentava mexer, com isso um pouco de sangue parecia escorrer de sua mão, junto com o barulho de porcelana sendo quebrada, mesmo isso não impedia a loira de tentar se mexer.

- Você......Você.....Me quebrou pela última vez......

Ela tentou levantar a cabeça mas mesmo assim pareceu rachar o pescoço, seu corpo inteiro parecia estar bem frágil.

- Ela me jogou nas chamas por você seu babaca.....E você a atacou pelas costas como o covarde que é! Agora espero que esteja feliz pois vamos te destroçar no Night Of Champions....

Sua voz ainda calma porém com raiva de Havoc.

- Não se pode quebrar o que já está quebrado! E a devoradora viu isso! Agora seu maldito queremos seu sangue, queremos vingança....EU QUERO VINGANÇA!

Ela se referia quando foi "queimada" pela outra personalidade da loira, ao final sua voz se aumentou mostrando claramente a irritação e o desgosto que tinham.

- Você não pode me quebrar seu maldito, você não pode destruir o destruído! Sua fralde ambulante, homem perdido que acha que me bater vai lhe transformar em algo. Eu serei seu fim Havoc, serei sua destruição, porque EU sou aquela que vai quebrar cada pedaço da sua cara! Vou enfiar cada tachinha em seu corpo e te transformar em minha boneca....Depois irei quebrar cada parte do seu corpo....

Toda vez que ela se mexia barulho de algo trincando era ouvido, ou uma rachadura a mais era acrescentada a pele da Russa, por dentro os fios de seu cabelo seu olhar era visto, perdido porém raivoso.

- Eu não tenho medo, você não será um sacrifício....Você O sacrifício, você não sabe quanto eu posso ser cruel, e sabe? Eu sei quem está te procurando, e eu sei que ele adoraria te achar....Quero te ver sofrendo.....Ele com certeza vai te massacrar seu desgraçado......E NÓS vamos apenas olhar enquanto você implora por nossa ajuda.....

Sua voz tinha sarcasmo, ela parecia achar graça aquilo que estava falando para Havoc.

- Seu ataque em mim vai lhe custar tão caro....Você vai se arrepender amargamente daquilo, vai se arrepender, eu vou farei se arrepender, no Night eu juro que vou te bater tanto, não vai ser pelo titulo, não vai ser por vencer, vai ser por....Vingança.....Ódio.....E tudo mais que você fez comigo, vai ser para esfregar essa carinha linda nas tachinhas com tanta força que vai precisar de cirurgia para as tirar do rosto! Não é só a Devoradora e a Hyde que querer seu sangue agora, os Deuses iram presenciar a luta mais sangrenta que já fiz! E não vai ser por Eles e sim por mim! Você será minha presa, minha boneca, meu mártir.

A Russa tentava se levantar com muito esforço e os barulho de coisas se estilhaçando ficava bem alto e pedaços da pele dela podiam ser vistos caindo sobre o chão feito de bonecas.

- Essa dor.....Toda essa dor.....Irei descontar em você toda essa maldita dor!

Ela afirmava com seriedade em sua voz, após conseguir se levantar ela estava pendendo para um lado, seus braços largados, seu olhar frio e fixo na lente da câmera.

- Isso....O que você fez......Eu vou descontar na sua cara.....Em tudo aquilo que fez.....Você não vai mais me quebrar e naquele ringue, ninguém vai te salvar de mim! Te salvar do irei fazer com você.

Ela não conseguia se mexer direito, sangue escorria por seu braço e pingava no chão, ela mexeu a cabeça a jogando para o outro lado e sorriu, aquela parecia diferente da boneca dos outros vídeos, estava mais raivosa e macabra.

- Agora faça suas piadas, suas sátiras, finja que não tem medo de mim, seja como todos os nesse lugar e seja mais um cordeiro....Esperando, esperando e esperando para serem mortos, serem comidos vivos pelos lobos! Você não vai enfrentar o Valugi, você vai enfrentar e é um erro me subestimar, quem faz isso normalmente acabe beijando a sola do meu sapato, é simples. Me bateu na esperança de atrair o Angelripper e ganhou a Boneca Russa irritada, a Princesa Esquecida de Sodoma e um demônio totalmente cegos de raiva com você.

A mulher deu risada de algo e levou a mão na cabeça passando pelo cabelo o pondo para trás de forma meio desengonçada.

- Ela quer te pegar, e vamos deixar Havoc, você sabe como a Oculta pode ser cruel, como pode ser perigosa e vamos deixar ela sair para te caçar! Ela está chutando a porta e quer se banhar no seu maldito sangue! Eu não pretendo a segurar, nem sua querida Devoradora pretende a impedir de sair e com certeza Eles não farão nada.

Quando falou "Eles" a loira abriu os braços como se estivesse mostrando alguém com ela, como se tivesse alguém ali mas claro não havia ninguém ali, ao menos não para ser visto na filmagem.

- Será eu e você, ou você e nós, pode decidir. Se você acha que quebrei seu coração antes, imagine quando quebrar cada osso do seu corpo em milhões de pedaços! Ou dar a sua cabeça de presente para o Ceifador. Tenho certeza que ele iria adorar o presente, mesmo ele próprio querendo fazer isso.

Ela deu risada e tentou andar mesmo com dificuldade, andando dentre os destroços de brinquedos parcialmente derretidos ou quebrados que faziam o lugar ainda mais sombrio, cada passo era um pedaço de sua perna que fazia uma rachadura, e mesmo ela forçava o andar.

- O Night Of champions não é para fracassados como você, é para predadores como nós, será a noite da Legião, será a noite em nós dominaremos e vamos mostrar somos superiores a vocês em todos os sentidos. A noite em que os fracassados serão massacrados e feito de exemplos para verem quem realmente domina esse lugar. Sem Reis, heroínas, ou suicidas, apenas a escuridão....Sofrimento, e o tão amado caos que apenas nós podemos fazer, essa noite será a nossa noite para quem sabe eu ter duas coroas?

Narkissa falava em tom de duvida, afinal a regra dos títulos no Night era bem interessante.

- Até porque tenho assuntos inacabados com um certo Rei Imortal, quem sabe não destrua outro reino dele? Aproveito e pego o que pertence a minha irmã e volta. Tudo parece ser tão....Convidativo. Eu terei tudo o eu quiser nessa noite, e uma delas é sua alma Havoc, é seu corpo morto em baixo dos meus pés. Você me culpa por sua inutilidade....Me culpa por tudo, eu aceito a culpa, mas agora irei descarregar toda ela em você, seja uma boneca, uma vadia ou uma mulher distorcida, todas vamos lhe fazer sofrer o quanto você nunca sofreu.

Sua respiração era ofegante, estava sentindo muitas dores, ainda era muito recente os ferimentos feitos por Havoc, ela punha as mãos nas costelas e se abaixava de dor, estava realmente quebrada dessa vez, um lado sombrio ou invés de triste da boneca, na realidade um misto de todas as personalidades da loira estavam ali. Isso era óbvio.

- Você diz que não é por amor, mas suas ações dizem o contrário, você diz que não tem ciúmes porém suas palavras provam o contrário, tudo indica que você fez tudo o que fez por minha causa, por causa de nós, tudo o que diz não passa de uma mentira feita para se safar da culpar, e se isentar de tudo o que faz, não assume nada ou crê em nada. Apenas continua latindo para os carros e os perseguindo, imagino o que seria de você quando finalmente alcançasse um, um filhotinho sem objetivos na vida, ser irrelevante é um objetivo Havoc, querer bater nas pessoas é um objetivo, pegar meu titulo para ir atrás do Ceifador é um objetivo.....Correndo em círculos....Rodando em volta de si mesmo com mentiras e enganações.....Usando as pessoas para extravasar seu complexo....

Seu tom pareceu triste novamente, suave e calmo, talvez as Outras tivessem finalmente a deixado falar e agir sozinha.

- Eu posso ter três pessoas na cabeça porém sou melhor que você, posso ser todas as coisas que disse sobre mim, mas ainda sim continuo te guiando a escuridão com facilidade, você é um cachorro e eu sou sua dona, te levando para os lugares que deseja estar porém não consegue sozinho, veio para cá porque? Fugir de alguém? Fugir de algo? Ou.....Fugir de si mesmo? Muitas crianças perdidas na escuridão da floresta....

Conforme ela andava um grande estrondo é ouvido e de repente o torço da loira se quebra, sua roupa rasga bem no meio a derrubando no chão em duas partes, a superior e a inferior.

- O engraçado é....Depois que começou a brigar comigo suas piadas sumiram, seu humor se foi, e você voltou a ser um homem serio e irritadiço, aquilo que te tornava diferente se foi, e só precisei usar uma palavra para fazer seu verdadeiro eu aparecer. Você é uma farsa ainda maior do que eu, sua mentira é ainda maior que a minha, você é mais oco do que eu Havoc, você mente para si mesmo para evitar de sentir, se força a ser legal e divertido, se força a fazer piadas depreciativas com os outros porque é infeliz com sua vida.

Ela se arrastava para frente com dificuldade sem se importar muito com o resto do seu "corpo" deixado para trás.

- E como é infeliz tenta tornar as pessoas infelizes, isso é contagioso, um ciclo sem fim de idiotice, mas você sabe porque gosta disso, gosta de toda atenção que lhe dão, e sabe que pode enfrentar e vencer qualquer um daqui a dentro então, só alfineta na esperança de alguém lhe responder para você fazer piadas com aquela pessoa, a diminuir perante aos outros, você não passa de uma sangue-suga. Você gruda nas pessoas e as trata mal por prazer, você perdeu a batalha, perdeu a guerra, e agora quer atacar o Valugi por causa SUAS incapacidades de recuprar a única na sua vida que lhe foi útil, seu único pedaço de luz....Isso é tão deprimente.....

Ela tinha um semblante triste na voz, ela esticava a mão para que alguém a pegasse, para que Havoc a pegasse, ambos perdidos na imensidão de seus sentimentos sombrios.

- Você é deprimente, você pode ter admitido que gosta de mim mas suas ações apenas mostram o controle, quer ter controle sobre tudo a sua volta, sobre todos a sua volta, você maltrata por diversão e acha que pode falar de mim? Você se perdeu dentro de si mesmo com apenas uma única voz na sua cabeça, e eu achei a mim mesma com três delas falando na minha, a diferença entre nós está na forma como vemos as coisas, você me culpou por tudo, se não é por amor, então porque respondeu a devoradora como se fosse? Porque trouxe tudo a tona? Eu sei que você com essa sua língua afiada poderia muito bem acabar comigo sem usar o passado, ou sem precisar fazer muito. Algo está o segurando Havoc, algo dentro de você está o segurando para me atacar, você quer me ferir fisicamente não mentalmente.....Sua agressão e piadas não passam de uma máscara que você usa para iludir as pessoas, as enganar, se mostrar o homem mais divertido e engraçado quando na realidade não é assim.

Ela desistiu de tentar alcançar a câmera e apenas deixou seu braço cair no chão, estava cansada, estava com dores, estava mais quebrada do que normalmente era.

- Estou me desfazendo, me quebrando cada vez mais, me tornando mais frágil a cada momento e você se aproveita disso como um câncer, devorando tudo por dentro apenas para se satisfazer....Isso não é amor, isso é vingança, ódio, você não faz piadas comigo porque sabe que elas não farão diferença, é melhor me destruir aos poucos do que de uma vez, você é a doença não eu, você é  personificação de uma praga que se alimenta dos outros e se sente feliz os deixando mal, os humilhando, falando coisas das quais sabe que não vai ter uma resposta. Se eu sou um monstro vazio o que você é? Uma sombra, apenas isso. Você se move apenas quando movimentam você, você fala apenas quando pedem pra falar, uma pessoa totalmente mentirosa, eu com meus Deuses encontrei a verdade sobre mim.

Ela se deitou, respirando devagar enquanto olhava para a câmera pelas frestas de seus cabelos que cobriam seu rosto.

- E você? Qual é a sua verdade? Quem você sem ser um falso bufão buscando o mal dos outros? Suas piadas de mal gosto e palavras ácidas  podem me quebrar, mas ainda sim eu irei me consertar Havoc, agora você não tem concerto, não tem ninguém além de mim e fez o favor de me destruir, me fez te odiar, está sozinho agora. Não se trata se vou amar ou não o Ceifador, não se trata se vou fugir quando sentir algo por ele, até porque como você mesmo disse e eu também não sou capaz de ter esse sentimento em mim novamente, isso tudo o que vê é meu mundo, seja quebrado ou distorcido porém é meu, e você não tem um a qual pertencer pois é indesejado em todos os quais já foi, um ser desprezível e baixo, nada além disso. Não importa o que será de mim ou se estou ou não com o Ceifador, se trata do que você sente em relação a isso. Você esconde algo e não quer me contar pois sabe da resposta que isso teria.

Ela sorriu para a câmera enquanto falava, como se soubesse a verdade sobre ele.

- Está projetando seu ciúmes nele? Acha que bater nele vai fazer alguma diferença? Acha que machucar ele faria alguma diferença? Isso não mudaria em nada os fatos Havoc, quem destruiu agora foi você, foi seu ciúmes incubado e suas ações totalmente contraditórias as suas palavras, foram tudo aquilo que passamos que destruiu, eu sei que é questão de tempo até você fugir novamente, não que estando com outro homem assim como a Hyde faria alguma diferença, mas, isso não importa mais importa? Depois de tudo o que passamos, no passado e agora realmente acha que me machucar ou machucar o cara que na sua cabeça eu amo, vai mudar algo? Você pode quebrar cada osso do meu corpo, você pode destruir tudo até mesmo minha alma, mas isso não mudaria nada, não mudaria o fato de ainda gostar dele....Mas acho que devo ser uma masoquista pois mesmo querendo arrancar sua pele ainda acredito em você....

Narkissa falava com calma enquanto tentava novamente pegar a câmera porém a mesma apenas caía no chão , ainda longe do alcance da loira, seu olhar, sua voz, eram algo tão calmo que nem parecia estar com raiva, mostrando a diferença do começo para esta parte da filmagem.

- Saia da escuridão Havoc, ela não combina com você.

Ela disse sem olhar para a lente da câmera.  

-  No Night of Champions irei realmente te mostrar o meu pior, irei te fazer ver pelos meus olhos toda a dor e sofrimento. Esses seus sentimentos ocultos que diz não sentir, ou que finge que não existem, vão lhe mostrar o que é dor de verdade, e não vou precisar fazer isso beijando o Valugi na sua frente ou tentando te fazer ciúmes, eu luto as minhas lutas sozinha, não preciso dele para derrubar você, não vou te oferecer aos meus Deuses, muito menos jogar coisas na sua cara na esperança de te atacar, você próprio irá cair perante de mim porque sabe dentro de você a verdade, toda a verdade, não serei mais uma boneca quebrada pra você....

A loira se arrastou até a câmera e a pegou a trazendo para perto de seu rosto.

-  No Night Of Champions você vai enfrentar quem eu realmente sou, irá enfrentar seu passado, e seu futuro, seja ele a meu lado ou contra mim, vai ver que não sou a mulher de antes, e vai entender porque uma maldição tem esse nome, era para você ter me salvado não me jogado ainda mais na loucura.....

A voz de Narkissa saia chorosa e triste, por dentro os cabelos em seu rosto podia ver lacrimas escorrendo por seu rosto serio, seu olhar vazio e triste entregava a verdade, a câmera tinha alguns cortes e em um deles a russa estava novamente sentada na posição do começo do vídeo porém dessa vez ela apenas caí para o lado e se quebra completamente, e em um misto de sangue e porcelana o chão de bonecas vai se sujando conforme a imagem começa a trepidar e falhar, dando as vezes diversos erros na imagem, o fogo consumindo tudo era mostrado depois choro é ouvido, em seguida volta o silêncio, risos, e vozes bem distantes também apareciam na gravação, até a tela ficar toda preta dando fim a transmissão.



♰ Oh poor boy, did you really think i loved you? You're just a stupid man, you're just....Sacrifice. ♰
avatar
JuanPedro

Mensagens : 44
Pontos : 56
Reputação : 16
Data de inscrição : 16/09/2015

Re: Prome Aqui!

Mensagem por JuanPedro em 12.08.17 14:01





Início da tarde de sábado.

O homem caminha tranquilamente pelo aeroporto de Zurique. Em direção a saída. Ele entra em seu carro e vai para o hotel onde irá se hospedar. Logo ao sair do aeroporto ele encontra Marjorie Beliveiry e repara apenas em seu look e beleza. Ele oferece carona que a mesma aceita. Eles se cumprimentam e começam a conversar.

- Olá Jojo, como vai?

Jojo- Olá! Bem e você?

- Bem.

O silêncio permanece durante alguns instantes. Jojo repara em minha roupa e gentilmente diz:

Jojo- Roupa bonita!

Jojo abre um sorriso, enquanto o homem repara em seu look. O homem abre um sorriso gentil e suavemente diz:

- Muito obrigado!

O homem abre  um sorriso, e observa durante alguns segundos a  mulher, que ao perceber abre um pequeno sorriso meio sem graça.

Jojo- O que foi?

- Nada! Porque?

Jojo- Não parece! Você está praticamente babando em mim!

- Eita! Não estou não.

Jojo- Está sim!

O homem respira fundo, e olha fixamente para pista. A mulher fica observando o local durante alguns instantes até tocar suavemente na mão direita do homem e gentilmente dizer:

Jojo- Me diga. Você está hospedado em que hotel?

-  Nenhum. Aluguei uma casa de campo! Eu prefiro ficar mais na natureza, no que na cidade. Eu amo a natureza!

Jojo- Ah sim! É muito longe?

- Um pouco.

O homem diz com um tom meio triste. A mulher abre um pequeno sorriso de canto e suavemente diz:

Jojo- Pelo menos, poderemos conversar.

- Sim! Hahahaha.

Ambos ficam rindo durante alguns segundos. A mulher observa o jeito do homem de agir, ela fica com um olhar fixo, deixando o homem, meio desconfortável.


- O que foi?

Jojo- Você é um homem interessante! Uma pessoa que incomoda muitos pelo jeito de agir, por fazer o certo, e lutar pelos seus sonhos até o fim! Você sinceramente me impressiona.

O homem abre um grande sorriso, demonstrando bastante felicidade.

- Obrigado. Bem, eu sou o homem comum, apenas sou persistente! Nada demais.

Jojo- Ainda é humilde. Formidável!

O homem fica meio confuso olhando para pista. A mulher fica meio sem graça em seguida e fica calada. O silêncio prevalece até chegarem no local. Ambos saiem do carro sorrindo. O homem gentilmente diz:

- Quer entrar?

Jojo- Pode ser.

A mulher abre um sorrindo gentil e caminha junto com o homem. A mulher a ver a casa, revira os olhos e diz assustada para o homem:

Jojo- Você chama isto de "casa de campo"?

- Sim! Qual o problema?

Jojo- Isto é uma mansão!

O homem fica admirando a mansão e diz rindo para mulher

- É mesmo! Nem reparei.

A mulher olha meio assustada para o homem. Que fica rindo. Eles entram na casa, a mulher se senta em uma poltrona completamente preta, enquanto o homem se senta em um sofá preto com pequenos detalhes brancos. Um empregado entrega um copo de suco de laranja para ambos. A mulher meio perplexa diz:

Jojo- Quanto custa a diária disto aqui?

- 600 mil euros.

Jojo- Se você quer ficar no luxo, porque não ficou logo em um hotel? Pelo menos não é tão caro!

- Sim, mas prefiro lugares isolados, principalmente quando estão na natureza! Não me importo com um preço, aqui é um lugar perfeito!

Jojo- Não se importa com um preço tão alto? Por dia 600 mim euros é muita coisa, não acha?

O homem sorri gentilmente para mulher, que toma um pequeno gole do suco.

- Não! Vale a pena. Têm está vista maravilhosa, a natureza, além de vários luxos, que possui está mansão.

Jojo- Cite uns?

- Academia, piscina, local de lazer, empregados, como garçom, massagista, faxineira, preparador físico e outros. Ou seja, vale sim a pena.

Jojo- Talvez.

- Confie em mim!

Ambos terminam de tomar seus sucos, e entregam ao empregado. O homem respira fundo e diz:

- E sobre o PPV? Está confiante?

Jojo- Sim! Bastante!

- Assim que deve pensar!

O homem diz com certa convicção olhando fixamente para mulher, que suavemente diz:

Jojo- Ela me traiu, ela me atacou covardimente e fez o mesmo com Lady! Ela é uma falsa, então ensinarei uma lição para ela em nome do Sweet Heroines Club!

- Realmente. Estou torcendo por você!

Jojo- Obrigada! E você? Está confiante?

O homem abre um sorriso demonstrando confiança e gentilmente diz:

- Sim! Eu sinto me preparado para meu combate, e espero que King também esteja. Eu quero um combate digno!

Jojo- Que bom. Também estarei torcendo por você.

- Obrigado!

O homem abre um pequeno sorriso de canto, e fica queto. A mulher abre um grande sorriso, demonstrando gratidão e diz:

Jojo- Obrigada por está boa conversa! Tenho que ir agora, até logo.

A mulher se levanta e abraça o homem. Ele acompanha até a saída, até chegar o táxi que a mulher estava esperando. Ela entra no carro, e acena para o homem, que acena de volta. Ele entra na mansão e desaparece.

Vídeo encerrado.[/color]

avatar
King

Mensagens : 86
Pontos : 94
Reputação : 12
Data de inscrição : 12/01/2017

PROMO # 78 - A INSANIDADE REAL, O DESPERTAR DO LOUCO

Mensagem por King em 12.08.17 21:13

VÍDEO POSTADO EM NWR.COM/KING

A imagem mostra um corredor bastante sujo em seu piso de cerâmica. Algumas portas estão abertas e outras foram arrancadas. Algumas macas quebradas, cadeiras destroçadas e pedaços de panos brancos espalhados por aquele lugar. A maioria das janelas estão quebradas e sujas, demonstrando que o lugar estava abandonado a bastante tempo. A câmera caminha em linha reta e foca no topo da porta, percebe-se uma cruz vermelha desbotada em seu topo, o que indica ser uma espécie de hospital. A imagem focaliza em um dos quartos, que está bem escuro, não existe cama ali, apenas sujeira e alguém sentado em um dos cantos; a imagem fica escura ao se aproximar do homem, voltando ao seu ponto original: o corredor. Uma das portas se abre e a câmera focaliza uma mão enfaixada com marcas de sangue, ouve-se uma gargalhada, no mínimo estranha, a câmera permanece no mesmo local, até que a mão some e surge King Armstrong sorridente, mas não como de costume. O irlandês caminha em direção uma das janelas, ele está usando um macacão branco, sapato preto e na cintura o cinturão de Elite Champion. Ele passa sua mão direita no vidro, provocando um pequeno corte, ele sorri, lambe o sangue e diz olhando para o anda enquanto caminha em direção a câmera de maneira lenta:

- O Rei assumiu sua verdadeira face! Como tem passado, meus nobres fãs e súditos, fiquei alguns dias ausentes das mídias sociais em busca da verdadeira razão da minha carreira, mas pasmem, alguém não conseguiu segurar a língua dentro da boca e como um vira-lata chamou minha nobre atenção, pois bem, vou deixar muitas coisas claras com este vídeo, porém, quero agradecer ao senhor Valugi pela derrota do último For Victory. Confesso que meu ego ficou bem abalado, o que me fez tomar uma atitude nada convencional. A grande questão é que você demonstrou ao Maverick que está pronto para ser o Main Event, enquanto eu demonstrei estar pronto para ser alguma coisa dentro da NWR; alguma coisa? Sim, mas esta coisa em questão será apresentada no próximo PPV. O tempo que tive para refletir foi o suficiente para encontrar as respostas que necessitava e encarar de forma psicótica o meu pequeno desafio: Bruno Jackson. Aliás, fazia tempo que eu não me divertia tanto ao ler e ouvir tantas baboseiras ditas por um ser humano tão insignificante como você, meus parabéns por esta proeza.

- Eu deixei este cinturão para você! Eu o entreguei para ti e o que fez? Nada. Você acredita realmente que estou fugindo de você? Não garoto, estava evitando um dos maiores derramados de sangue da história do Pro Wrestling, isso sim! Eu não queria sujar minhas mãos com a imundice do teu sangue, mas pelo visto o teu ego e confiança estão tão elevados que não teve inteligência o suficiente para entender isso, sendo assim, vou transforma tua vida do maior pesadelo que possui; se é que tem cérebro para imaginar algo assim! No dia em que eu tiver medo de um ser como você, me aposento da luta livre. Você é mais fraco, limitado e preguiçoso do que imaginei, preferia duelas contra Daniela Ribeiro, Erick Morgan, Morrice ou Jojo do que ter o desprazer de estar no mesmo ringue em que você estará, sabe por quê? Porque não tem graça! Você me insulta, mas não passa de um baita medroso, o fato de ser number one contender tem méritos no Joe Draven, porque do contrário, nunca seria postulante a este cinturão, aliás, filho da Violetty. Sim, foi criação dela este filho e vou carrega-lo até que sua mãe o queira de volta, porém, não garanto que a criança voltará para teus braços sem um bom sacrifício de sangue, senhorita Gardea.

King passa a mão direita no cinturão e seu sorriso é perturbador. Ele acaricia a barba, senta-se no chão sujo e diz olhando para uma das portas:

- Ser digno, não é sinônimo de ser Rei. De onde tirou esta expressão de que preciso ser aquilo que anseia? Eu sou o que sou e ninguém pode mudar isso! Ao contrário de ti, que precisa de uma referência para tentar ser relevante, eu não preciso. Eu permanecerei sendo campeão, meu nome já está na história, mas você precisa deste cinturão para provar que vale alguma coisa por aqui; então meu jovem: perdeu a oportunidade! Eu não vou entregar o cinturão para você, prefiro dá-lo ao Kevin ou Giverlock, porque terão suas vidas transformadas, ao invés de entregar nas mãos de um garoto trivial que é uma cópia barata. Todos os elogios ditos no passado, foram como flechas lançadas no ar e se perderam, de agora em diante, só a realidade será dita por aqui, vai chorar? Chore mesmo, porque isso não vai aliviar a dor que causarei no teu corpo e alma muito em breve. Você não é merecedor, apenas oportunista. Não é conquistador, é apenas um completador de roster, não tem moral para bater de frente comigo e ainda se diz digno?

- Hahahahahahahaha!

- A dignidade se foi da NWR, agora é tempo de loucura, sangue e dor! Você não vive a realidade e está delirando em seu projeto juvenil, acorda moleque. Eu não dou a mínima para o que você pensa, diz, come ou planeja para nossa luta, nada irá me impedir de derrota-lo porque eu sei o que sou e você, sabe o que é na verdade? Ser homem para você é sujar as mãos de estrume? Então serei o homem que a criança me pede, porém, avise aos teus pais que teu rosto estará bem desconfigurado após a surra que irá levar deste homem.

Armstrong se põe de pé subitamente, ele caminha em direção a porta de saída de forma rápida. Ele abre a porta, assim que o faz a câmera sofre um corte e sua imagem fica negra. Tão logo a imagem retorna, mostra-se King usando uma camisa de força, sentado no meio de um pequeno quarto todo branco e sem nenhum móvel. Ele está com as pernas cruzadas e olhos fechados:

- Eu sou um oceano de erros, acertos, derrotas, vitórias, amor e ódio; até quando ficará repetindo as mesmas palavras? Se achas que vai me abalar assim, esqueça, precisa melhorar e muito garoto para limpar minhas botas. Eu sou como este quarto vazio, não tem distrações que me tirem do foco, não existem seres que podem me matar, não existem limites para minha insanidade; por falar nela: gostou da estipulação da luta? Que estipulação, não é verdade? A tua curiosidade foi tua ruina, Bruno Jackson! Não tem como saber o que se passa dentro de minha alma, não tem como saber se faço teatro ou não, impossível determinar as proporções dos meus desejos infames, eu sou King Armstrong, o Imortal. Ao contrário de você que segue um roteiro óbvio, eu sou o ser imprevisível! Está achando que irá ser campeão? Não meu caro, você é um perdedor por natureza e o mais próximo que chegará deste cinturão, será antes do início da luta.

- Confesso que estava meio desmotivado, mas em respeito a Daniela Ribeiro, Joe Draven e Violetty, bem como meus poucos fãs, vou pisar na tua carcaça e permanecer sendo Elite Champion! Vou tirar tanto sangue em ti, que não vai prestar para rastejar. Serei o executor que ouvirá de tua boca imunda a súplica para parar, mas como não tenho mais compromissos com a sanidade, continuarei te castigando, por quê? Porque eu posso, quero e o vou fazer garoto, no dia em que tiver personalidade suficiente para ser campeão, o será de forma natural e merecedora, porém, vai demorar para este dia chegar e vou cortar tuas asas muito em breve. Me diga,

King abre os olhos, inclina sua cabeça para esquerda e diz:

- Depois de perder no PPV, vai abandonar o barco ou voltar para a Cursed Division? Ciente de que você irá me ofender, porque não tem argumentações para me incomodar ou desestabilizar, ao menos resposta meus súditos para que eles possam te dar todo o suporte necessário, para completar tua ruina na NWR. Não diga que irá me vencer, porque ao contrário de tuas falácias, eu estou totalmente preparado. Eu me enganava ao acreditar na bondade das pessoas, hoje não sou mais tolo como você com esta conversa ingênua de bondade, mas isso irei resolver quando entrarmos no ringue que está sendo preparado para receber tua última luta pela NWR.

- Por favor, para não deixar os fãs da NWR entediados, não grave um vídeo, escreva uma carta resposta, pelo menos assim, não terei o desprazer de olhar teu rosto abatido e cabisbaixo, após perceber que irá enfrentar um MONSTRO e não um GRANDE IRLANDÊS; você é previsível e está é tua derrota por natureza, passar bem aprendiz de lutador.

King fecha os olhos e a câmera vai se afastando lentamente, ouve-se o barulho de uma porta de ferro ao fundo. Tão logo a imagem fica distante, a porta é fechada e o vídeo se encerra com a seguinte mensagem:

HAIL TO THE KING.
avatar
♛ GiihHime ♛
Admin
Admin

Mensagens : 136
Pontos : 384
Reputação : 252
Data de inscrição : 13/02/2017
Idade : 22
Localização : Sodoma/Gomorra

Re: Prome Aqui!

Mensagem por ♛ GiihHime ♛ em 12.08.17 22:07

Noite de Sábado.


Estava já de noite em Zurique, os dias para o  PPV estavam sendo contatados, Narkissa e Violetty tinham acabado de voltar de uma sessão bem puxada na academia do hotel, e mesmo contra as indicações médicas a Russa estava treinando com sua irmã, Violetty andava bem mentalmente perturbada com as coisas e isso deixava a loira estranha e irritada, mas, outra coisa a incomodava também e era ter deixado Hyde arranhar o rosto de Val, aquilo a deixava se sentir um pouco culpada. Depois de chegar em seu quarto ela tomou um banho trocou de roupa, e falou para Violetty que iria no quarto do Valugi e depois voltaria para ficar com a irmã e assim o fez, ela pegou o elevador e foi no andar do quarto dele, que infelizmente não era o mesmo que o delas, ao chegar bateu na porta e esperou ele abrir.

Valugi: - Narkissa, aconteceu algo?

Ele perguntou um pouco surpreso em vê-la ali na porta.

Narkissa: - Pra você.

Ela entregou um pequeno recipiente feito de metal redondo, como aqueles de guardar balinhas para tosse, o homem pegou o "presente" a olhando.

Valugi: - O que é?

Narkissa: - É um creme, de ervas medicinais eu e a Violetty usamos para cortes e machucados, como o do seu rosto.

Valugi: - Hum, interessante. Vem entra aqui.

Aquilo com certeza deixou a loira mais tranquila, afinal achava que ele teria ficado bravo. Ela entrou no quarto dele olhando em volta e era tudo arrumado, ela riu.

Narkissa: - Olha temos um metódico.

Valugi: - Apenas não sou tão desordeiro como você e a sua irmã.

Ele disse sorrindo de forma cínica e a loira mostrou a língua para o homem, ela se aproximou dele e passou a mão devagar pelo arranhado, ele se afastou um pouco o toque porque aquilo deveria doer um pouco, ela se afastou no mesmo momento.

Narkissa: - Desculpe, Ela também pede desculpas, foi sem querer Val.

Valugi: - Ela? É assim que a chama? Ela está falando com você, é por isso que sabe?

Narkissa: - É, está. Elas sempre falam comigo, normal.

Valugi: - Não tem problema Narkissa, eu sei que foi sem querer, eu não deveria ter me aproximado Dela, pelo menos não com Ela tão irritada.

Ele tentou amenizar a situação, mas mesmo assim podia ver no rosto da loira que ela não estava tão contente assim com o ocorrido. O inglês se aproximou da mulher e passou a mão no rosto dela e depois o levantou para poder o olhar nos olhos.

Valugi: - Eu disse que está tudo bem, não fique chateada. Essas coisas acontecem, quer passar esse negocio no arranhado?

Narkissa: - Quero sim.

Ela puxou ele pela mão até o sofá e ele se sentou no mesmo, e a Russa obviamente ao invés de se sentar ao lado dele, ela se sentou no colo dele, pondo as pernas uma de cada lado de sua cintura, mas o inglês não ligava para isso sabia como ela era. Narkissa pegou o recipiente o abriu e passou o dedo sobre um pouco da pomada e se aproximou dele.

Valugi: - Isso tem um cheiro bom.

Narkissa: - É menta, para não ficar com cheiro de gororoba de plantas.

Ela estava bem próxima dele passando devagar o creme pelo arranhado para não o machucar, ardia um pouco mas nada muito grave, ele apenas apertava um pouco as coxas da loira que não se importava, de vez em quando o olhar dos dois se cruzava a fazendo sorrir feito uma boba, e sempre que acontecia ela voltava a se concentrar em passar a pomada no machucado dele.

Valugi: - Você tem belos olhos.

Narkissa: - São marrons, nada demais.

Valugi: - Não são simplesmente marrons, são complexos assim como você.

Narkissa: - E os seus são azuis, lindos também.

Ela falou sorrindo e pegava mais um pouco do creme, era estranho estar tão perto de alguém assim sem o agarrar ou algo desse tipo, talvez fosse a culpa por ter o machucado ou apenas estava chateada demais para fazer qualquer coisa. Ela terminou de passar o produto no arranhado dele e depois se afastou sorrindo.

Narkissa: - Pronto. Isso deve ajudar a cicatrizar melhor.

Valugi: - Ah....Obrigado.

Ela se aproximou dele e lhe deu um beijo na bochecha dele deixando a marca do batom dela nele, quando a mulher foi se levantar para sair de cima do inglês ele a segurou pelo pulso e a puxou novamente a beijando de verdade, selando um beijo suave e apaixonante, ela ficou um pouco sem reação antes de retribuir ao beijo porém se afastou dele rapidamente.

Narkissa: - Não me provoque, estou tentando ser legal.

Valugi: - Não posso te beijar mais? Sem nenhum motivo, apenas um simples beijo.

Narkissa: - Nunca é só um beijo.

Valugi: - As vezes sim, como agora. Você tem que parar com isso, eu não sou como os homens com quem você está acostumada, eu apenas te beijei porque você que disse pra mim que se eu ficasse tão perto de você era bom te beijar.

Narkissa: - Engraçadinho, isso foi naquela hora. Não fique usando minhas palavras contra mim.

Valugi: - Depois o chato sou eu.

Ele dava risada enquanto ela o olhava sorrindo, a loira ficava mexendo no cabelo dele por uns segundos as vezes era bom estar assim com alguém, sem esperar nada. Narkissa se aproximou dele devagar e o beijou, algo mais calmo para ela, um beijo comum porém muito bom, ela punha a mão entre os cabelos do homem aprofundando um pouco mais o beijo enquanto ele apenas seguia o fluxo junto da Russa, ele a abraçou mas ela reclamou por causa das cadeiradas que levou então estava cheia de roxos e dolorida por de baixo do vestido, ela o olhou e lhe deu um último beijo, um selinho demorado antes de se levantar saindo do colo do inglês.

Valugi: - Ainda está com dores?

Narkissa: - É dolorida, quebrada....Quer dizer machucada, mas nada que uns analgésicos não ajudem.

Valugi: - Aquele filho da mãe não vai sair livre pelo o que fez com você, um ato totalmente covarde.

Narkissa: - Dele cuido eu, não se preocupe Val. Isso vai passar, já passei por coisas piores que umas cadeiradas e uns pisões.

Ela disse sorrindo como se não fosse nada, mas a expressão seria do ceifador fazia o sorriso dela sumir e ela também o olhou de forma seria, depois deu as costas e andou até a sacada olhando a vista.

Valugi: - Eu posso ver como está os machucados? Você não disse que esse creme serve pra isso?

Narkissa: - O que? Já quer tirar minha roupa? Se acalme ai Ceifador.

Valugi: - Para de ser boba Narkissa, eu só queria saber se não quebrou nada ou como estão os machucados.

Narkissa: - Uhhh me chamando de Narkissa, que serio, está tudo bem Valugi Angelripper.

Valugi: - Ah eu desisto.

O ceifador balançava a cabeça negativamente enquanto se afastava da loira por um momento, ele viu no reflexo de um espelho a marca do beijo na loira em seu rosto e sorriu, ele pegou algo para eles beberem e depois foi atrás da loira lá fora na varanda novamente.

Valugi: - Porque sempre que fico com você acabo marcado de algum jeito?

Narkissa: - A culpa não é minha se quer marcar seu território.

Ela disse passando a mão sobre o seu corpo curvilíneo de forma sensual o provocando, ela piscou para o homem em seguida que colocou os copos e a bebida em cima da mesa a olhando.

Valugi: - Não sou nenhum animal para marcar território, com que tipo de homens você se relaciona hein?

Narkissa: - Na sua percepção os errados, na minha os que tem pegada.

Valugi: - Ah claro e ter "pegada" na sua percepção é deixar seu corpo todo cheio de chupões mostrando que você é uma propriedade. Entendi seu raciocínio agora, por isso que para você eu provavelmente não tenho "pegada" só porque não rasgo suas roupas agora e possuo seu corpo aqui mesmo nessa varanda, sem se importar se podem nos ver e lhe faço minha deixando seu corpo com ainda mais marcas.

Narkissa: - Nossa.....

Ela ficava totalmente sem resposta enquanto ele a encarava com uma cara de "eai? é isso?" Ela pensava por uns segundos mas realmente não vinha nada para responder.

Valugi: - Foi o que imaginei.

Narkissa: - Perai, não é bem assim, as marcas mostram que foi bom.

Valugi: - Eu precisei marcar você?

Narkissa: - Não.

Valugi: - Então nossa noite foi ruim?

Narkissa: - Não.....

Valugi: -  Isso só prova o que eu disse, não precisei machucar você para saber que foi bom. Até porque o importante são as marcas que ficam na sua memoria não no seu corpo, quer beber algo?

Narkissa: - Cínico.

Valugi: -  Está brava? Ou te deixei constrangida? Posso ver seu rosto corado, das duas uma, ou quer mesmo que eu faça o que disse que faria, ou lembrou da nossa noite depois que falei e isso te deixou envergonhada.

Narkissa: - Não foi nada disso, apenas não concordo com você.

Valugi: - Parece que concorda, mas tudo bem. Não vou inciar uma discussão sobre esse assunto se lhe deixa desconfortável.

Ela balançou a cabeça negativamente era nisso que dava tentar discutir com alguém que tinha o apelido de "Smart" ela se apoio no parapeito olhando para o céu cheio de estrelas até ele se aproximar a abraçando por trás.

Valugi: - Narkissa, não fique com vergonha é normal. Acontece com qualquer um, eu sei que foi porque não esperava esse tipo de resposta minha, como eu disse antes para você eu não tenho a tal pegada. Não fique chateada por causa disso.

Narkissa: - Não estou chateada, e pare de ficar repetindo que não tem pegada isso é estranho. E eu tenho que ir, a Violetty precisa de mim.

Valugi: - Porque? Só porque eu realmente iria rasgar suas roupas agora e lhe fazer minha nesse instante?

Narkissa: - Tchau Valugi!

Valugi:- Até amanha Súcubos.

Ele falou rindo brincando com a mulher que saiu de perto dele rapidinho, era até enraçado de se ver uma mulher como estar envergonhada com algo desse tipo, ele foi atrás da loira  e abriu a porta como um real cavalheiro, ela sorriu deu um beijo rápido nos lábios do homem antes de sair e pegar o elevador. Ela ficava pensando realmente na noite dos dois juntos e sorria lembrando da noite, foi tudo tão....Marcante, ela balançou a cabeça em negativo para esquecer aquilo e claro as palavras dele voltando ao seu quarto para ficar com sua irmã.



♰ Oh poor boy, did you really think i loved you? You're just a stupid man, you're just....Sacrifice. ♰
avatar
valugi

Mensagens : 84
Pontos : 156
Reputação : 78
Data de inscrição : 19/01/2017
Idade : 27

Re: Prome Aqui!

Mensagem por valugi em 13.08.17 1:30

Uma filmagem mostrava Megan treinando se via vários bonecos com a máscara similar a da Lady, ela treinava usando várias sequencias de golpes nos vários bonecos, de repente a luz do local começa a piscar, o olho da Inglesa aparece vermelho e ela utiliza um KO, fazendo a cabeça de todos os bonecos explodir em sequencia, ela respirava fundo e abria um sorriso, as luzes voltavam a ligar e tudo parecia destruído, como se o impacto do golpe tivesse quebrado parte do local.

- Durante o meu tempo de vida na luta, seja no Pro-wrestling ou mesmo no MMA já conheci vários heróis e heroínas, e incrível que o fim deles sempre e triste ou mesmo trágico, já que eles adoram se sacrificar pelo bem maior, e verdade que alguns deles tiveram seus momentos de glorias, conseguiram atingir o topo e conquistar títulos, mas geralmente são coisas temporárias

Ela sorriu como tivesse se lembrado de algo

- Olha Lady, mais um exemplo que você se encaixa, depois de vencer King Armstrong, perdeu o título em poucos dias para Narkissa, não conseguindo fazer nenhuma defesa, e engraçado como a vida de heróis tem destino semelhante, e temos mais um agravante para você minha querida luchadora, esse destino e encurtado quando enfrenta a Legião, sim você já desafiou publicamente a gente, então o destino vai ser bem pior do que você imagina, porque a Legião faz isso como atividade física, e não é brincadeira, na antiga e-fed foi assim, e aqui na NWR ta seguindo o mesmo caminho, primeiro o imbecil daquele Adam que terá o fim nas mãos da minha querida bruxinha, e agora Lady você terá o mesmo fim só que nas minhas mãos, ou mesmo pés, na verdade tenho várias opções para lhe derrotar

Megan andava pelo cenário destruído e pegava uma das replicas de máscara da Lady que estavam no chão, ela segura ela e se percebe que estava um pouco rasgada.

- O Night of The Champions, não será somente a noite dos campeões, mas também o fim dos mascarados da NWR, um deles vai morrer na jaula do inferno e a outra vai ficar eternamente deitada, sabe Lady todos falam da sua força de vontade, mas vamos ver se será assim com uma joelho quebrado, ou mesmo quem sabe um braço quebrado ou após sofrer uma concussão com o número de golpes que você vai levar na cabeça, sim esse será o seu destino minha cara, porque aquele KO, só foi uma pequena demonstração do meu poder, você nunca enfrentou uma mulher como eu. não com meu estilo e você vai sofrer com isso.

A Inglesa pegava a máscara e com a mão amassava ela tanto que como uma magia sairia somente o pó da mão dela

- Lady você está no caminho da Berserk, como será o seu fim, quero ver a sua face desesperada, quando perceber o que está enfrentando, o melhor conselho quando se enfrenta um Berserk, fuja antes que seu corpo não aguente mais, antes que você fique tão irrelevante quanto esse pó que todos vocês veem no chão, ao fim da nossa luta teremos menos uma luchadora no wrestling, o seu lugar e no cemitério ou hospital. isso e o que eu posso lhe garantir, uma passagem direta para esses locais, Até logo Lady e dessa vez você não vai me atrapalhar, já que essa luta é somente nos duas no ringue e sinceramente quero que continue assim, porque o seu lugar está definido prepare seu jazigo e pode colocar a frase Aqui viveu uma super heroina que tem culhões até conhecer a legião

Após a fala toda a tela ficou preta, menos os olhos vermelhos de Megan que mostrava que o modo berserk vai pode agir.



avatar
OrionStar

Mensagens : 61
Pontos : 77
Reputação : 6
Data de inscrição : 04/11/2015
Idade : 18
Localização : Paulínia, SP

Re: Prome Aqui!

Mensagem por OrionStar em 13.08.17 13:00

Devon Maverick: Reborn

Vídeo postado em NWR.com/DevonMaverick

O vídeo começa com uma voz de fundo.

- Temos muito o que conversar.

Eis que Devon surge no meio de uma labareda de fogo com o título nos ombros

- Vejam só quem voltou. - Devon diz com uma voz irônica. - Nós temos muito o que conversar. Nessas últimas quatro semanas em que estive fora, algumas coisas rolaram aqui na NWR, como por exemplo, Filipe Ribeiro estará presente no Night of Champions, o homem que eu venci um mês atrás, o ex-campeão. Inclusive, este pay-per-view estará com todos os títulos na regra 24/1. Eu me afastei, sem explicações e provavelmente não tem uma justificativa no mundo que possa servir para que eu, na posição de principal campeão da empresa, use para me defender. Fiquei tão obcecado pelo título que quando ganhei acabei por esquecer por completo de minhas responsabilidades. A culpa é minha e sou homem suficiente para admitir meu erro.

- Mas, também tenho que dizer que posso tirar um proveito deste sumiço.

As luzes se acendem.

- Todos nós conhecemos o conto da fênix. Uma ave lendária que consegue renascer das cinzas muito mais forte e esbelta. E durante essas quatro semanas era necessário reinventar-se para que eu fosse capaz de bater no peito e criar coragem de enfrentar um desafio como esse. São em momentos de aperto que o campeão necessita o porque ele é digno de carregar este título. - Devon bate no título. - São em momentos como esse eu mostrarei porque lutei tanto para vencer isso aqui, que eu tenho determinação e que quem quiser tirar esse titulo de mim vai ter que suar muito, não é porque uma pessoa é grande que ela acha que vou ter medo dela e simplesmente vou entregar meu titulo, as coisas nunca foram e não são tão fáceis quanto todos vocês pensam.

- Estou renascendo das cinzas. Sinto-me mais forte, mais pronto, minha cabeça está no lugar. E digo mais: Eu SEMPRE estive aqui, eu ESTOU aqui e isso aqui ME pertence! E NEM MESMO A MORTE VAI PODER ME PARAR!

- Eu tô de volta.

--Fade-out--

Sai do quarto e vou direto para a academia. Necessitava treinar. Foi algumas semanas fora e muito merda havia acontecido e eu precisava correr atrás do prejuízo. Sabia que não seria tão fácil assim, sempre soube que seria difícil, mas eu queria demonstrar nenhum tipo de misericórdia. Minha missão principal é evitar que a Legião domine esse lugar como ela dominou a E-Fed uma vez além de segurar meu título já que Valugi quer o cinturão em suas mãos. Ele vai ter que lutar muito, mas muito, bem para poder ganhar ele. E tinha também Joe Draven e King Armstrong lutando entre si e as Gardeas. Eu sei de todo o meu potencial, qualidade e persistência para bater em cada um daquele clubinho maldito, mas agora que disseram que Filipe estava voltando, minha atenção deveria ser triplicada. Todo e qualquer movimento errado e o título vai para as mãos erradas. Preciso me provar e essa é a hora exata.




"Lembre-se de toda a tristeza e frustração e deixe-a ir."
avatar
Lady of wrestling

Mensagens : 71
Pontos : 80
Reputação : 11
Data de inscrição : 19/02/2017

Re: Prome Aqui!

Mensagem por Lady of wrestling em 13.08.17 16:30

Lady saia um pouco tonta depois do ataque de Megan, mas comemorava junto com Bruno depois de sua vitória contra a Legião, ela mexia um pouco a cabeça parecia que tinha sido atropelado por um trator, o golpe realmente foi bastante forte, mas claro que não podia demonstrar fraqueza naquele momento e fui para o backstage passar um pouco de água no rosto, quando retornei percebo que Johnny Waterfall estava me esperando para entrevistar, pedir alguns minutos para ele, enquanto me arrumava um pouco mais

- Estamos aqui com a luchadora, heroina da NWR, Lady, que vem de uma vitória contra a tão temida legião

- Sim Johnny, eu e o Bruno mostramos que eles não são invencíveis, são pessoas como eu e você, só que com ideias erradas e usando tudo a favor de ideias malignas.

- Então você está subestimando a legião?

- Não Johnny, só estou dizendo que eles não são invencíveis, eles estavam com essa aura de que não podiam ser derrotado, e nos mostramos que não é verdade, o grupo é forte Valugi e um exímio lutador, as Gardeas também são grandes lutadoras, mas acredito que ainda assim podemos derrotar eles, só precisamos que parte do roster acorde e se una na luta contra Legião

- Por sinal Adam comentou sobre você e lhe desejou sorte na luta, mas dispensou a ajuda

- Eu entendo o que ele falou, o problema que a Legião estava com um foco somente nele, e quando me levanto contra eles, acabam que dividem o foco e enfraquece a força do grupo ao invés de ser 5x1, fica contra 2 ou mesmo contra, enfim divide o grupo e isso já ajuda ele, diferente do que aconteceu no outro show, onde ele levou porrada de toda a legião

- Outra coisa você não citou Megan como elemento chave da Legião, mas no PPV você vai enfrentar ela

- Ela está nesse mundo a pouco tempo Johnny, não estou subestimando ela, até porque vi que ela tem potencia nos golpes, mas não é a mesma coisa de enfrentar Valugi ou alguma das Gardeas e sei disso porque já enfrentei as duas, e ela querendo ou não e novata e pode cometer erros no qual eu posso explorar e utilizar a meu favor, então estou confiante que vencerei ela.

- Ela se auto denomina de Berserk e tem experiencia no MMA

- Sim, ela é forte, mas não vi nada de berserk nela, mas no PPV farei de tudo para vencer, nunca que ficarei 10 segundos deitada no chão e mais uma vez serei responsável por uma derrota da Legião.

Os dois se despedem, terminando a entrevista.

1 dia depois

Lady aparece treinando em uma academia o vídeo era mostrado ao vivo nas redes sociais da luchadora, ela se aproxima da câmera, faz um alo com a mão, como se cumprimentasse todos que estavam assistindo.

- Eu vi o seu vídeo Megan, sinceramente esse tipo de coisa não me assusta, eu enfrentei as Gardeas e ainda assim não fiquei assustada, lutei de igual a igual com elas, não esses efeitos que vão me assustar, você pode até ser forte mas é nova dentro do ringue de wrestling, e ainda está me subestimando, vou lhe mostrar como cheguei até o que sou hoje

Ela estava bem agitada, ainda devido a adrenalina do treino

- E sabe o que você falou sobre quedas dos heróis, isso não me afeta em nada, eu sou bem maior que isso, quem disse que não posso ser diferente, o Night of The Champions não será o fim dos mascaradas, mas sim o início do fim da Legião, mesmo que Valugi vença Devon, tanto você, como as Gardeas terão adversários difíceis, imagino ao fim da noite a Legião só tendo 1 título em mão? Será o começo do fim desse grupo, que só quer espalhar maldade, e não atingirá seu objetivo.

Ela terminou o vídeo com essas palavras.
avatar
★ Bé ★

Mensagens : 339
Pontos : 916
Reputação : 520
Data de inscrição : 08/07/2014
Idade : 22
Localização : Portugal

125º Promo. Promo final?

Mensagem por ★ Bé ★ em 13.08.17 16:51










 

 


Nwr/Béélindo.com


Um video se inicia, dentro da casa de Bé. Ele estava sentado, em uma velha e simples cadeira de madeira, o local honestamente nem parece sim, e sim com varios móveis e objectos até quebrados, ele estava sentado na cadeira, com a câmara em cima da mesa.





Filipe Bé: Olá. Gente. Fãs de wrestling e da Nwr, como vocês estão? Bem? Sentiram minha falta e de minhas palavras? Saudades do vosso pequeno grande Bode vos falar? Pois bem, eu agora estou aqui. Ainda não cheguei na Nwr, estou aqui em espanha, em minha pequena, e confortante casa.


Filipe Bé: Muitos de vocês questionam as minhas ações. E com toda a razão fazem isso, afinal, eu realmente sumi. Vergonha, um sentimento que eu nunca tive. Ele veio, e eu entrei em pânico, eu não sabia direito o que fazer ou como lidar com a situação. Eu fiquei perdido, perdido em mim mesmo. Perdido no espaço tempo, perdido em tudo, então eu me ausentei.


Filipe Bé: Eu preferi faze lo. Eu preferia me ausentar, porque... Eu não vos tinha uma resposta para vos dar de nada. Eu estava incerto sobre tudo e todos. E eu não sabia como lidar com aquela derrota contra Devon. Então, eu descansei, eu pensei. Eu reflecti. Eu reflecti em toda a minha vida e carreira, e eu acho que vos posso dar finalmente, algumas de minhas pequenas e humildes palavras.


Ele falava direto para a câmara, sem mostrar expressões, apenas falava enquanto tinha os braços na mesa e movimentava aos mãos.


Filipe Bé: Vocês sabem da minha historia. Eu nunca tive uma carreira, ou outros combates grandes e relevantes fora da Nwr. Foi na Nwr onde eu aprendi a lutar, eu não tenho aqueles longos anos de expriencia como maior parte dos homens por aqui, nem referencias, nem coisa do tipo.


Filipe Bé: Eu começo, pelo começo. E eu não era ninguém. Apenas um pequeno homem, pagou bilhetes para ver tipos como Valugi na E-fed. Que pagou bilhetes para assistir o meu irmão aqui na Nwr. Que pagou bilhetes para assistir meus sobrinhos na Ihw.


Ele falava de um modo bem calmo e tranquilo, fazendo movimentos leves e lentos com as mãos.


Filipe Bé: Eu era só isso. Alguém pequeno, alguém que nem mesmo eu conseguia ver o meu potencial, nem eu mesmo conseguia confiar nas minhas capacidades. Como iriam os outros confiar nelas por mim?


Filipe Bé: Pode soar estranho, mas isso aconteceu. James e Marianne confiaram nelas por mim. Quando eu fui contratado para combater sobre o ringname de Filipe Bé. Tal como meu irmão combateu sobre o de Moisés Bé. Meu sobrinho o de Bé Júnior. Irmão dele sobre Bé Stryker.


Filipe Bé: Nenhum estava valido para ser aquilo que deveriam ser. Meu irmão faleceu alguns anos atrás, Júnior se envolveu em problemas e vicios, Stryker não estava mentalmente apto. A nwr procurou um talento diferente. O menos promissor de todos, porem alguém de bom coração, alguém que podia ser o... Herói da Nwr.


Ele continuava a falar de modo bem calmo, mas ele para e se mostra desconfortavel ao falar a palavra "Herói", sendo que faz tempo que ele mesmo não se vê assim.


Filipe Bé: A federação precisava de um novo Bé. E era exatamente a mim que precisavam, eu queria tudo. Eu queria brilhar, eu queria elevar o bom nome, e carregar o peso do legado de minha familia inteira, que sempre deu de tudo pela Nwr. Que sempre deu tudo por uma Nwr melhor.


Filipe Bé: Eu queria ser alguém influente. Eu queria ser o tipo, que todos amavam, que todos admiravam e todos respeitavam. Minha jornada foi dificil. E eu desisti disso. Eu me abracei as Gardeas, eu não queria mais ser admirado e respeitado por todos, eu só queria as Gardeas do meu lado. E quando o Clash chegou, tudo se reverteu.


Filipe Bé: O respeito e admiração de todos os do roster surgiu, e eu tive de me afastar delas, por vergonha na cara que eu tive do que sucedeu no Clash. Mas agora eu me questiono. Será que era eu que tinha de ter vergonha em minha cara esse tempo todo? Era eu quem deveria ter isso?


Ele batia com as mãos na mesa, bem ao de leve, não se mostrando inrritado, ou talvez um pouco.


Filipe Bé: Eu sou o tipo mau. Eu actuei como o vilão. Eu fui o tipo ruim que foi vencido pelo favorito. E sabem o que aconteceu? Até a porra da heroina da federação me veio abraçar no final do Clash. Eu tentei ser o mau nessa merda, mas todos continuaram me admirando. E ninguém gosta mais de Devon.


Filipe Bé: Porque o povo entendeu algo que eu nem tinha a certeza. Que eu realmente sou melhor. Eu consegui alcançar o objectivo de minha carreira. Eu consegui mostrar ao mundo o legado de Bé, que Bé construiu, e que eu consegui tornar algo.


Filipe Bé: Eu consegui fazer exatamente aquilo que eu vim fazer. Ao me revoltar contra tudo e todos, e ao falar no microfone as seguintes palavras:


Filipe Bé: E. U. Desisto.


Ele falava de uma forma lenta, e perturbada. Repetindo o que falou no Clash.


Filipe Bé: Não importa como, não importa porque. Eu falei essas palavras, eu desisti. Meus sentimentos interiores não me pertimiram continuar o combate e ver um ente querido sendo atacado. O bom homem que eu tenho dentro de mim falou essas palavras, e finalmente o povo reconheceu esse homem..


Filipe Bé: Todos reconheceram Bé. O homem, que construiu uma carreira de derrotas, que lutou duante 9 meses. 9 Meses lutando por um nome. Pelo meu nome. NOME. NOME DE BÉ. Não nome de campeão.


Filipe Bé: Devon lutou pelo nome de campeão. Não nome de Devon. Parabéns. Eu estou sendo promovido como um Hall of famer de verdade pelo roster. E você? Você está sendo promovido como uma abécula de merda de verdade pelo roster. Essa é a triste realidade.


Ele batia com o dedo indicativo na mesa, ele estava calmo, mas claramente inquieto.


Filipe Bé: Isto não é Bé falando para o roster. Isto é Filipe Ribeiro falando para Devon Maverick.


Ele mostrava finalmente uma expressão, uma triste. E ao mesmo tempo, revoltada.


Filipe Bé: Eu tenho vergonha de ti. Eu tenho vergonha, de tu levantares um cinto, que me levou 7 meses a conquistar. Eu tenho vergonha de levantares o MEU cinto. O cinto que EU mereci e o MEU cinto nas mãos de uma Abécula.


Filipe Bé: Tanto desgosto, tanto sofrimento, tantas horas e horas que eu gastei, o que você quer mais da Nwr? Continuar com um reinado que é uma mentira? Continuar a viver numa mentira que é, acordar de manhã. Escovar os dentes, pentear seu cabelo. Olhar no espelho, e ver um campeão? Você se sente desse modo?


Filipe Bé: Você se vê desse modo? Você julga que é o campeão? Pergunte a qualquer um do roster, qual foi a parte mais relevante, a resposta vai ser:


Filipe Bé: "Quando Valugi chutou a cabeça de Devon."


Ele falava, copiando outra voz, ele falava aquelas coisas de modo bem rapido, e praticamente falava o que lhe vinha a cabeça, sem um padrão, ou organização como fazia os outros videos no passado.


Filipe Bé: Você não é isso. Não se olhe no espelho, ele nunca vai reflectir o campeão. Ele não vai reflectir o que você é. Olhe para a sua sanita. Talvez ela reflicta aquilo que você é.


Filipe Bé: Nunca. Nunca. NUNCA MAIS NA SUA MERDA DE VIDA ME VOLTE A CHAMAR DE EX-CAMPEÃO.


Ele gritava aquilo, como nunca tinha gritado algo antes, ele fecha o seu punho, e bate com ele na mesa fazendo tudo estremecer.


Filipe Bé: Sabe o que eu vou fazer? Eu vou jogar meu smoking no lixo, colocar na gaveta a minha gravata cujo ainda não aprendi a dar um nó. Despentear meu cabelo e deixar crescer minha barba. Colocar o meu equipamento de wrestler, umas ligaduras em minhas mãos, calçar minhas botas, vestir as minhas cotoveleiras.


Filipe Bé: E eu vou pessoalmente entrar na MINHA noite. E eu vou lá, não para te dar um tapa na cara. Eu vou lá para quebrar a sua cara. Seus anos de expriencia não significam nada para mim. Você nunca na vida irá merecer ser chamado de campeão mundial, tal como nunca foi.


Filipe Bé: Você voltou merda alguma. Você nessas ultimas quatro semanas não teve fora, você teve jobbando desgraça. Você falhou em vencer do Pato. Porque não se esforçou, e em sua mente fraca julgou que o facto de ser campeão te iria trazer uma vitoria contra ele.


Ele falava as coisas rapido, mas de forma bem clara.


Filipe Bé: Depois aconteceu o que? Chamou Valugi de velho. E perdeu pro velho! Mas como tu é tão burro? Como pode existir um ser destes na face da terra? Você não vai combater Valugi, já foi surrado por ele. Quer ser surrado de novo?


Filipe Bé: Você falava de Valugi, mas nunca será o homem que ele foi. E o homem que ele continua a ser. Não importa se é Barros ou AngelRipper, Valugi é aquele que tu nunca na vida serás. E é aquele que merece enfrentar um campeão no Main Event. Foda-se se ganha ou perde, ele merece enfrentar um campeão.


Filipe Bé: No ultimo show. Eu tou a ver as coisas, eu mesmo ausente, e eu estou ausente de verdade, eu vejo as coisas que acontecem.


Ele apontava para os seus proprios olhos com calma.


Filipe Bé: Você perdeu em um Open Match para Marjorie. Você perdeu em uma Open Match. ALIAS. Você realmente LUTOU em uma open Match. De que mecanismo é feito o seu cérebro? Como não falou com a gêrencia sobre lutar em Open Match? Como não falou nada sobre isso? Como aceitou entrar sequer no ringue?


Filipe Bé: Você perdeu para ela. Para uma pirralha. Alias, foi exatamente isso que eu lhe chamei quando lutamos contra as Sweet Heroines Club. Eu chamei ela de criança. E sabe o que aconteceu?


Filipe Bé: Ela cresceu.


Filipe Bé: E ela hoje em dia é mais homem que tu.


Ele colocava uma mão apoiando a cabeça enquanto acenava que "não".


Filipe Bé: Você e seu reinado é um tapa na cara de todo o meu esforço, de tudo, tudo aquilo que eu passei, dos começos, das T shirts sentimentais, do Shudz, dos tempos que me forçavam a enfrentar a Violetty, uma pessoa que eu sempre amei. E uma pessoa que eu tive até que enfrentar para chegar nessa merda de titulo.


Filipe Bé: Eu enfentei todo o roster do antigo Smash, incluindo as Gardeas que eu tanto amo: Amo mesmo, foda-se os crushs delas, foda-se ceifatores ou babacas ou sobrinhos. Eu tou aqui antes de todos vocês, quem tiver algo dai contra o que eu digo, pode vir ter comigo.


Filipe Bé: Terei todo o gosto de acertar uma cabeça em cada um de vocês.


Ele fechava o dedo indicativo e batia com ele na cabeça.


Filipe Bé: Se tem as duvidas de toda a vocação que eu tenho, abra o site da Nwr, veja os videos postados na secção dos lutadores, volte atrás no tempo. E veja quem foi o 1º postando videos. Veja quem do roster actual está aqui desdo 1º For Victory. Veja quem merece o que.


Filipe Bé: De toda a rivalidade forçada que tivemos, a unica ofensa que me doeu de verdade, foi hoje. Quando tu me chamou de Ex campeão.


Filipe Bé: Aquela noite é minha. E sou eu que vou defender o meu cinto contra Valugi.


Filipe Bé: Você actua como um merda, e fez o que? Plagiou Krauser com essa parada de renascer e de fenix?


Ele agora sim, se mostrava um pouco mais irritado.


Filipe Bé: Krauser actou como um covarde. Mas sabe porque? Porque ele sabia que não era digno de me vencer o titulo. Ele é um covarde, mas pelo menos é alguém que eu vou respeitar, pelo simples e puro motivo de saber, que mesmo que me vence-se, não iria ser um campeão tão bom quanto eu.


Filipe Bé: Sim Devon. A morte vai te parar. Porque eu vou matar você se pisar no ringue do Night of Champions.


Ele falava a ameaça, num tom bem nervoso, mas ainda falando com clareza.


Filipe Bé: Você não é digno disso. Pisa no ringue, eu vou quebrar sua cara, quebrar seus braços, tirar o meu titulo de ti, te matar, e dar você de prenda para as minhas bruxas fazerem finalmente o sacrificio que me foi pedido.


Filipe Bé: Você tem escolha. Ou é sacrificado. Ou some do meu evento. Se ainda tem um pingo de dignidade, pega nesse titulo, compra o bilhete para Suiça. Entra na arena, e pousa o meu titulo. Grave esse acto e poste no site. E eu vou lá buscar o titulo, que você nunca mereceu.


Filipe Bé: E com alguma sorte, o povo esquece o reinado de merda que você teve, com um combate epico entre Bé e Valugi.


Ele estava um pouco mais calmo, ele faz finalmente uma pequena pausa antes de voltar a falar.


Filipe Bé: Esse foi o reinado mais vergonhoso da historia da Nwr, tivemos um Caio. Mas esse pelo menos ainda falava conosco. Não só quando se via apertado e antes de defender o cinto. Ele falava coisas sem sentido e aleatorias, mas pelo menos tinhamos um campeão com Voz.


Filipe Bé: Um campeão que eu derrotei, porque eu merecia derrotar, porque eu fui melhor.


Filipe Bé: Mais uma vez, isto é Filipe Ribeiro falando para Devon Maverick. Pousa lá o meu cinto e some do meu evento. E vai ser merda para a puta que pariu. Fui claro?


Filipe Bé: Some da minha Nwr. Porque eu vou estar pessoalmente no Ppv, só para te fazer sumir.


Ele falava aquilo, sendo claramente, mais uma ameaça contra Devon.


Filipe Bé: Enfim. Agora com essas coisas todas ditas, está na hora de revelar, a pergunta magica, que todos me vêem a cobrar.


Filipe Bé: Estou voltando? Estou saindo?


Filipe Bé: Respondendo as vossas questões, eu precisava de um tempo, de um tempo para mim. Estou voltando E estou saindo.


Ele falava, do modo mais calmo até agora, enquanto finalmente se afastava um pouco e ajeitava a câmara.


Filipe Bé: Como eu disse antriomente, meus objectivos foram conquistados. Consegui o respeito de todos os fãs e integrantes do roster, consegui a valorização dos fãs, e o carinho e afecto das Gardeas. Eu me lembro das coisas passadas, de minhas rivalidades, de como eu fui atropelado por tanques de guerra, de como eu fui xingado por hipócritas, de como eu me divertia com Sudz, de como eu adorava pentelhar Eva e Clarisse, de como eu adorava bater no Denner, de todas essas coisas.


Filipe Bé: Eu passei por coisas difíceis, mas foram coisas lindas. Eu tenho tido tempo, para reflectir tanto. E eu sei, eu tenho a certeza. Eu sou o melhor. E o meu nome é o melhor nome da Nwr. Eu fiz tudo o que eu poderia ter feito, e eu tenho orgulho, a todos os que ainda se mantém fortes, mesmo após derrotas, como eu me mantive.


Filipe Bé: Daqueles que nunca precisaram de um titulo para serem grandes. Não gastarei mais meu tempo xingando, ou debatendo, minha carreira está concluida. E mesmo se alguns de vos não admitirem, foi a melhor carreira da historia da Nwr. Obrigado Nwr, por me ter tornado tão grande. Meu irmão iria ter orgulho em mim, como todos vocês têm.


Ele agora estava se mostrando bem comovido, até como se fosse chorar.


Filipe Bé: Minha carreira realmente terminou. Mas não no Clash. Eu vou entrar no evento. Vou chutar essa criatura para fora. Eu preciso de uma saida digna.


Filipe Bé: O Bode voltou para ter uma ultima dança, contra o Ceifador.


Ligação se encerra.

 


 



★ Have faith in yourself. ★
avatar
♛ GiihHime ♛
Admin
Admin

Mensagens : 136
Pontos : 384
Reputação : 252
Data de inscrição : 13/02/2017
Idade : 22
Localização : Sodoma/Gomorra

Re: Prome Aqui!

Mensagem por ♛ GiihHime ♛ em 13.08.17 18:28

Anoitecer de Domingo, Zurique na Suiça.


Estava anoitecendo Quando as irmãs Gardeas resolveram que era hora de sacudir a poeira e ir a uma festa, uma balada, qualquer lugar aonde seriam paqueradas para aumentar a auto estima, de Violetty porque a da Russa estava atingindo altos níveis. Elas iam se trocar e quando Narkissa pegou um vestido preto colado, Violetty tirou da mão dela e deu outro modelito para a loira, que sorriu e disse que usaria em homenagem a irmã, uma noite especial. Elas se trocaram e saíram do quarto chamando imensa atenção por causa das roupas, Narkissa quase toda exposta e Violetty com roupas coladas ao corpo, ambas mostrando os belos atributos que os Deuses lhes deram, ambas pegaram um táxi e foram para um bar, ali era tipo uma balada com músicas eletrônicas, góticas, uma rave para a subcultura do lugar, haviam punks, góticos (♥), dentre outros. Antes de entrarem Violetty puxou a irmã pelo braço.

Violetty: - Espera eu convidei alguém.

Narkissa: - Jura? Quem?

Violetty: - Você já vai ver.

As duas estavam chamando bastante a atenção ali em pés, afinal era conhecidas, dentre fotos e alguns autógrafos, Narkissa foi mexer no celular e depois viu Violetty toda saltitante e quando ela virou para ver para quem era ela quase teve um ataque do coração, nunca torceu tanto para ser uma brincadeira ou ele só ter trazido Megan.

Valugi: - Meninas, as fiz esperar muito?

Violetty: - Não! Na realidade estávamos distraídas com os fãs.

Narkissa fechou os olhos em total negação, não que se importasse com a presença do homem mas, era estranho o ter ali enquanto era para as duas se divertirem, pelo visto a loira voltaria sozinha para o hotel.

Violetty: - Vem Naki!

Narkissa: - Estou indo.

Violetty entrou agarrada ao braço do ceifador e a loira estava indo um pouco atrás deles, ao entrar na festa a musica já estava bem agitada, o lugar cheio de luzes, Narkissa já estava mexendo o corpo seguindo a música enquanto Violetty fazia o mesmo, Valugi se encostou no bar apenas olhando o ambiente a sua volta enquanto as Gardeas dançavam juntas no meio da multidão, mas claro sobre o olhar do inglês que ria vendo as duas irmãs dançarem, pareciam ser experts nisso, logo algumas pessoas iam para perto delas dançando junto, depois de alguns minutos Narkissa saia do meio da pista e ia para o bar pegar algo para beber, lógico dando jus a sua nacionalidade ela pediu um shot de vodca, mas ainda mexia seu corpo com a música. O Ceifador se aproximou da loira que o olhou e sorriu.

Valugi: - Estão se divertindo bastante.

Narkissa: - Estamos aqui para isso, não ficar só olhando.

Ela piscou para o homem e voltou sua atenção para sua irmã que dançava, parecia se divertir muito, e isso era bom pois sabia que ela precisava disso. A russa se sentou na bancada do bar e cruzou as pernas, o barman ia falar algo mas a Russa piscou para ele jogando charme e o homem desistiu.

Valugi: - Eu não sei dançar essas coisas.

Narkissa: - Quer dançar comigo? Eu posso dar em cima do DJ e ele por uma musica para dançarmos beeemm colados.

Valugi: - É tentador mas ainda não.

Narkissa: - O que foi? Tem medo de dançar coladinho em mim e perceber que valsa é chato e sem o maior tesão?

Valugi: - Não, eu só não quero entrar ali no meio de tudo mundo e ser empurrado, e lá vem você novamente falando essas coisas para mim.

Narkissa: - No meu mundo essas são as preliminares, provavelmente tem gente transando no banheiro e uma delas é a Violetty.

Valugi: - Isso é no seu mundo, aonde sexo só significa sexo e vocês fazem isso como ani....QUE? A Violetty está fazendo o que?

A preocupação do inglês com Violetty era nítida fazendo a Russa cair na gargalhada.

Narkissa: - Esse não é o lance dela, ela prefere becos.

Valugi: - As preferencias da sua irmã realmente não me interessam.

Ela deu risada da resposta dela e antes de sair do balcão ela pediu um shot de vodca e foi voltar a dança junto da irmã, ambas não estavam ligando muito para as pessoas a seu redor, só queriam saber uma da outra naquele momento outra música começou elas dançaram por uns minutos. Uma se aproximou da outra enquanto dançavam.

Violetty: - O que foi?

Narkissa: - Porque trouxe ele?.

Violetty: - Eu gosto dele e queria me divertir junto dele.

Narkissa: -  Ele ta com cara de quem está se divertindo? Ele não dança, só fica ali no bar bebendo e pensando nas maldades pra você,
e com isso você empatou a minha noite.


Violetty: - Ah....Mas eu achei que seria divertido ele vir conosco e te fazer uma surpresa, eu não sabia que ele ficaria tão...Sozinho.

Narkissa balançou a cabeça negativamente e voltou a dançar, um pouco longe da irmã e realmente não queria pensar em Valugi ali, queria se divertir, se pegar com os rapazes bonitos porém agora tinha de se segurar, e isso era muito frustrante. Enquanto Narkissa estava de costas Violetty viu uma mulher muito bonita se aproximar do inglês para conversar, pelos gestos dela era óbvio que estava dando em cima dele, a Bruxa nem esperou e foi bufando para perto do inglês.

Violetty: - Sai de perto dele!

Valugi: - Violetty calma, é uma fã, veio conversar comigo.

Violetty: - Eu sei que tipo de conversa ela quer ter, vai caralho pode ir vazando!

Valugi: - Vio se acalme não precisa fazer isso.

O ceifador ficou surpreso com a reação agressiva vinda da Bruxa, que realmente tentou bater na mulher mas foi segurada por ele, Narkissa viu de longe a discussão e depois se aproximou dos dois.

Narkissa: - Algum problema?

Valugi: - Nenhum.

Violetty: - Uma piranha dando em cima do Lugi lugi, botei ela pra correr.

Narkissa: - Deixe o homem viver um pouco, deve fazer um tempo que ninguém deve dar em cima dele.

Valugi: - Até ontem a noite tinha alguém, mas agora, acho que não tem mais.

Havia uma certa tensão sobre os dois ali, até Violetty percebeu isso. A morena se colocou entre o "casal" pois pela cara que a irmã fez parecia que ia matar ele ali. Até a música começar a Russa fez uma cara animada e deu um beijo no rosto da irmã indo para a pista de dança novamente.

Narkissa: - I'm a bitch, I'm a slut, I'm a mother fucking whore.

A Russa cantava uma parte do refrão da música olhando diretamente para o inglês antes de dar as costas e ir dançar, ele ficou ali parado a encarando tentando entender o que havia dado na loira. Ela se afastou deles o bastante para poder dançar ser arriscar ser vista pelo inglês e claro, poder dançar junto de outros rapazes, a mulher não se importava se estavam a tocando ou não apenas queria dançar com eles, e o estava fazendo naquele momento, os corpos colados e a excitação eram disso que ela precisava para se sentir viva novamente e não com apenas um homem e sim dois ou três, só queria se divertir e ser a Súcubos que todos a chamavam novamente. A loira saiu da pista por uns minutos e foi para uma parte afastada do bar, ali começou a flertar com um homem, ele lhe pagou uma bebida e as coisas continuavam avançando, ela não estava mais ligando se a veriam ou não, dentre risadas e quase beijos o homem se aproximava mais enquanto a Russa deixava aquela aproximação. Enquanto Violetty e Valugi conversavam do outro lado.

Valugi: - Violetty, o que deu na sua irmã.

Violetty: - Ela é assim, deve estar mal humorada, logo encontra um cara aqui e se anima de novo.

Valugi: - Está falando serio?

Violetty: - É, estou. Quando ela fica muito tempo sem....Fazer....Er.....Sexo, fica de mau humor, mas ela fez e volta a ficar feliz.

Valugi: - Eu não acredito que acabou de me falar isso.....

Violetty: - Mas ela gosta de você Val, do jeito dela mas gosta.

Valugi: - Isso está muito claro, com certeza ela deve me amar. Falando nisso, aonde ela foi parar?

Ambos procuravam pela loira até Val a ver ali, com um homem a segurando pela cintura a tentando a beijar o ceifador junto de Violetty foi para o meio do povo atrás de Narkissa, a mulher se afastou provocando o homem e foi sua sorte pois o mesmo levou um soco na cara de Valugi, o apagando. A russa se afastou do balcão do bar e encarou o ceifador.

Narkissa: - Valugi!

Valugi: - Ele tocou em você? Te machucou? Fez algo?

Ela nem pode responder antes dos amigos do homem virem para cima do inglês e um deles acertar um soco na boca do homem, ele limpou o sangue e olhou para os rapazes.

Valugi: - Um bom golpe.

O inglês falou rindo e foi para cima dos rapazes os derrubando com certa facilidade, enquanto Violetty torcia para o ceifador Narkissa apenas ficou observando a cena e achando engraçado eles brigando por causa dela. Não demorou para aquele desentendimento virar uma grande briga, Val batendo em diversos caras os nocauteando e sujando todo o chão com o sangue deles e claro sem derramar um pingo de sangue em sua roupa, Violetty foi ajuda-lo e bater em mais pessoas e foi ai que as coisas saíram totalmente do controle, Narkissa queria ajudar mas o ceifador falava para ela não se envolver por causa das costas e dos machucados feitos por Havoc, ela revirou os olhos e cruzou os braços olhando a briga, logo a policia chegou e muitos foram presos porém, os três fugiram pela porta dos fundos antes de serem pegos. O inglês tinha deixado o chão todo sujo com sangue e corpos, e a Bruxa só o ajudou a empilhar mais corpos lá na festa.

Violetty: - Isso que é ser estraga festas Lugi Lugi.

Valugi: - É eu sei, sinto muito acabar com sua noite bruxinha, mas não aguentei em ver aquele homem desrespeitando sua irmã daquele jeito.

Violetty: - Eu gostei! Adoro brigas de bar!

Ele acabou por rir das palavras da morena que o abraçou, ela apontou para Narkissa que estava de costas com os braços cruzados, ela estava claramente incomodada com algo, a Russa respirou fundo e se aproximou dos dois, ela viu o lábio machucado do inglês e suspirou pesadamente.

Valugi: - Tudo bem Narkissa?

Narkissa: - Estou bem sim, não se preocupe Val. E você?

Valugi: - Essas crianças nem viram os que as atingiu, isso aqui não foi nada, com certeza o deles doeu bem mais.

As duas irmãs riram, e os três decidiram ir embora antes da policia e etc chegaram pois sabiam que isso iria estragar a noite, até porque uma briga sempre é muito divertida. Eles pegaram um táxi para os levar de volta ao hotel, Violetty foi ao lado de Val agarrada em seu braço enquanto a loira estava ao lado da irmã olhando pela janela do carro. Eles chegaram ao hotel desceram e foram para o elevador, logo as duas chegara em seu andar mas o homem resolveu descer para as acompanhar até o quarto, Violetty usou a chave dela para abrir a porta mas quando a Russa ia entrar ela bateu a porta na cara da irmã a trancando do lado de fora junto de Val.

Narkissa: - Violetty! Qual é!

Ela dizia enquanto tentava abrir a porta.

Valugi: - Acho que ela quer que a gente converse.

Narkissa: - Mais? Vamos abre a porta Violetty.

Valugi: - Só usar a sua chave.

Narkissa: -  O problema é que está com ela.

Valugi: - Então quer ir para o meu quarto....? Pode descansar lá e depois voltar pra cá, ou posso ir com você até a recepção para pegar outro cartão.

A loira olhou para o homem com afeição seria

Narkissa: - Valugi eu não vou para seu quarto porque minha irmã RETARDADA pegou minha chave, eu iria para o seu quarto para dormir com você, transar com você, porque é isso o que eu quero nesse momento! Não ir para lá olhar as estrelas e beber vinho enquanto você faz carinho no meu cabelo! Eu não tenho mais 14 anos e estou com o meu namorado no sofá de casa com os meus pais na sala, eu tenho 27 anos e estou BEM longe de casa, não vou para o quarto de um homem bonito pra conversar.

A Russa fez questão de se aproximar da porta e gritar o retardada, para a morena ouvir, e logo em seguida um soco na porta é ouvido. Valugi encara Narkissa logo em seguida faz uma cara seria a olhando.

Valugi: - Então é disse que se trata? Para você é só isso?

Narkissa: - E o que mais poderia ser? Isso é um absurdo, é ridículo, a não ser que quando eu chegar no seu quarto você me pegue de jeito, caso contrário Boa noite.

Valugi: - Eu não irei discutir isso com você no meio do corredor a essa hora da madrugada Narkissa, para mim esse tipo de relação requer envolvimento, requer algo a mais, isso é um completo absurdo.

Narkissa: - Eu só disse o que eu quero, não vou para seu quarto fazer tranças no seu cabelo.

Valugi: - Já disse que não irei discutir essa assunto aqui, e agora, eu vou para o meu quarto. Boa noite.

A loira nem respondeu  e deu de ombros a ele, aquela foi uma discussão um tanto desnecessária, depois ela sabia que teria de falar com ele em algum momento. A russa se encostou na parede e ouviu a porta destrancar e abrir.

Narkissa: - Feliz?

Violetty: - Por que brigou com ele? É idiota por acaso?

Narkissa: - Não enche Violetty. Isso tudo foi culpa sua.

Ao entrar a Russa trancou a irmã para fora do quarto, e mesmo depois de varios protestos por parte da morena ela não abriu a porta largando a irmã la fora, ela estava irritada por sua noite ter acabado daquele jeito. Ela foi para seu quarto e nem queria saber de Violetty.


Última edição por ♛ GiihHime ♛ em 14.08.17 20:27, editado 1 vez(es)



♰ Oh poor boy, did you really think i loved you? You're just a stupid man, you're just....Sacrifice. ♰
avatar
JuanPedro

Mensagens : 44
Pontos : 56
Reputação : 16
Data de inscrição : 16/09/2015

Re: Prome Aqui!

Mensagem por JuanPedro em 13.08.17 20:36





Vídeo postado no site oficial da NWR.

A transmissão se inicia mostrando um gramado com uma pista no centro. Com um jatinho ligado. O homem aparece trajando um look casual. O homem entra dentro do jatinho que pega vôo rapidamente. O homem se senta em uma cadeira, apoia seus braços em uma mesinha. Ele pega seu celular e entrega uma pessoa que ali estava. A imagem está perfeita. O homem abre um sorriso gentil e olha fixamente para câmera e diz:

- Olá NWR Universe, tudo bem com vocês?

O homem olha pela janela e gentilmente diz:

- Bom. Pelo visto King decidiu abrir sua boca, falando um monte de coisas ao meu respeito...Que cara mais engraçado...Hahahahaha.

O homem dá uma breve risada. Ele passa sua mão direita pelo cabelo o penteando lentamente.

- Começando por "o rei assumiu sua verdadeira face". Você meu caro, não têm personalidade, você não consegue manter absolutamente nada e ainda quer falar de mim? Você nunca tentou ser bom, como eu já disse, você faz apenas um tiatrinho que não engana ninguém!

O homem fica imóvel, olhando pela janela, com um sorriso gentil em seu rosto.

- Você diz  que o "assumiu sua verdadeira face" mas nunca a escondeu! Você sempre se engana, e se engana ao meu respeito, falso rei! Você usa máscaras, tentando enganar alguém, uma cascavel no deserto. Você King já começa um vídeo da maneira errada. Este papo não me engana e muito menos me amedronta, você sempre foi o mesmo, apenas enganou a si próprio, a achar que estava enganando alguém!

O homem diz com um tom de confiança. Ele mostra que está falando o correto, demonstrando não ter medo do "imortal".

- Então...Aprenda, você poderia usar até uma máscara que ficaria melhor, pois não seria obrigado a ver está cara feia! Você têm nem capacidade de iludir alguém e diz ser "campeão"? Você é hilário! Um tolo!

O homem olha fixamente para câmera. Ele pentea seu cabelo com ambas as mãos suavemente, enquanto sorri.

- Outra observação. Aonde você é rei? Por acaso possui um reino? Um exército? Um povo? Não! Novamente você está enganado! Você apenas possui um cinturão, que em breve não será mais teu! Você diz um trecho com tempos erros e mentiras logo no início. Lamentável!

O homem balança a cabeça negativamente enquanto sorri sarcasticamente.

- Você nem tem um trono, se quer! Você não têm NADA! Você "rei" é um bobo da corte, você é um mero plebeu que sonha alto demais! Alguém que acredita em sua própria mentira!

O homem diz com um tom meio rude. Enquanto diz cada verdade, ele usa seus dedo indicador direito, apontando os fatos.

- Este "reino" que você acredita que existe, será destruído, não por mim, sim por você! Eu apenas darei o ponto inicial, porque você não merece está aqui, você não lutou tanto por algo como eu, teve rapidamente está oportunidade. Já eu? Lutei meses por isso! Então não me venha com este papo de "rei"!

O homem fica sério. A imagem fica trêmula por um período enquanto o homem, observa o mar.

- "Pequeno desafio". Hahahahaha...Bom, se acha que será fácil me vencer problema é teu! Sabe King, faz ideia do que lhe aguarda? Acha que será fácil me derrotar? Pois bem, vamos ver.

O homem passa suavemente seu polegar da  mão direita em seu queixo, mostrando um ar pensativo.

- Sou mais rápido que você, sou mais técnico, mais esperto, minha ring skill é melhor, continuo? Você é apenas força física! E acha que isto é o suficiente? Eu digo que não será! Eu não deixarei me derrotar tão fácil! Irá precisar de muito mais para me derrotar! Como eu disse, minha força de vontade e perseverança são minha força!

O homem se move lentamente na cadeira, enquanto olha fixamente para câmera, enquanto rir baixo.

- King Armstrong, você terá um grande desafio, como Bé disse. Eu me preparei para isso, e hoje posso dizer, que sou capaz! Caso duvide disso terei o prazer de lhe provar em Zurique no Night Of Champions!

O homem diz com bastante convicção. Ele passa sua mão esquerda na barba, enquanto observa ao seu redor.

- Este "pequeno desafio" irá te supreender assim como foi com a Lady! Eu provei que sou bom, e continuo provando, mas parece que para ti, não é o suficiente, pois bem, terás a honra, de presenciar minha evolução!

O homem recebe um copo de água, e toma dois pequenos goles. Ele respira fundo e diz:

- Desafios...Bom, este seu desafio será o maior... Não o menor como pensa, estou apenas te alertando. Estou aqui, só ouvindo e treinando, King! Está sua ideia das coisas, está bem distorcida, este seu "pequeno desafio” irá te supreender, pode ter certeza! Eu sou uma máquina de surpresas, e está para ti será bem desagradável!

O homem diz meio animado. Ele olha lentamente para câmera, enquanto sorri gentilmente.

-  King, você disse que deixou seu cinturão para mim, e que eu não aceitei, que tomei uma decisão errada, blá blá blá. Eu ao contrário de você, não aceito coisas de bandeja. Eu gosto de ser merecedor, gosto de lutar pelos meus sonhos, e você parece não gostar disso. Qual o problema? Isso te incomoda?

O homem diz com um tom irônico. Ele olha fixamente para câmera, demonstrando curiosidade. Após abri um pequeno sorriso de canto o homem diz:

- “Eu deixei este cinturão para você! E o entreguei para ti e o que você fez? Nada. Você sempre se enganando ao meu respeito...Eu não quero simplesmente pegar este cinturão e ficar por aí sendo chamado de Elite Champion!

O homem aponta seu polegar direito para câmera, como se fosse para King. Ele fica com um semblante sério, e diz:

- Eu não preciso lhe provar nada antecipadamente, eu King, te mostrarei como está enganado! EU TE DERROTAREI! Provando para ti, quem é o melhor! Provando, que sou merecedor, que não preciso simplesmente pegar um título, para provar que sou bom. Ganharei de forma limpa e honesta para que você saiba, que Bruno Jackson lhe derrotou!

O homem  toma mais um pequeno gole. Ele têm a respiração um pouco pesada. Com um olhar leve baixo diz seriamente:

- Eu sou diferente de todos, eu sou o diferencial, eu sou aquele que faz a diferença. Não pelo, sim pelo jeito de agir! Este meu jeitoz está minha capacidade, irá lhe derrotar, custe todo meu esforço físico.

O homem passa suavemente suas mãos na mesa. Ele olha pela janela, e abre um pequeno sorriso.

- Quero dizer, King. Aquele menor, o mais menosprezado, o que todos acharam ser o mais fraco! Sempre...SEMPRE...Supreendera. O bem vence o mal, e a prova  é quando Lady o derrotou, falso rei!

O homem termina de beber a água. Ele respira fundo, estala seus dedos e com confiança diz:

- Você diz que queria evitar derramamento de sangue, que não queria sujar suas mãos, blá blá blá. Bom, por acaso, eu pedi para que seja fácil? Ou algo do tipo? Não! Eu não me importo se sangrarei, se me machucarei, ou algo do tipo. Eu sempre soube que seria difícil, que eu sabia que iria sangrar, mas você? Está preparado? Pois você também irá sangrar. Não importa a quantidade, sim o resultado final.

O homem aparenta está cansando desta viagem. Ele abre um sorriso irônico e diz:

- Esse seu papo, não me assusta. Você disse algo que já sabia...Hahahahaha... Enquanto eu me preocupo com algo realmente importante, você apenas fico tomando sua cerveja. Que campeão afinal você é? Você desonra este cinturão! Você não o merece!

O homem fica sério, demonstrando irritação. Ele olha fixamente para câmera e diz:

- Você diz, que meu ego e confiança estão elevados demais! Olha quem fala. Por acaso, estou aqui dizendo que sou melhor que você? Não! Estou apenas te provando com fatos, que eu mereço este título mais do que você, irá merecer um dia!

O jatinho chega em seu destino. O homem saí do jatinho e observa a linda paisagem. Depois de um tempo a admirando ele caminha pela ponte de madeira observando o local, com um grande sorriso sem seu rosto. Ao chegar no topo, ele se vira para câmera e diz:

- Vejamos...Meu ego, um assunto até meio peculiar, devo dizer. Você disse que eu tenho um ego enorme, que devido a isso não tive inteligência! Bom, vejamos, sabe o significado de inteligência? Pois se sabe, não deveria falar isso. Você não sabe qual é meu plano, você não me conhece, não sabe o que eu pretendo fazer! Apenas acha, que eu irei fugir ao ver você naquele ringue! Pois está enganado, eu lutarei, com garra, e verás que tive motivo o suficiente para ter está “confiança”!

O homem se aproxima de uma árvore e se apoia nela. Ele coloca suas mãos no bolso da calça, e seriamente diz:

- Meu ego e confiança estão muito elevados? Isso é sério? Já viu como bem, como você anda agindo, e ainda ousa falar de mim? Você é realmente um tolo! Você King, têm o maior ego de toda NWR! É o mais confiante! O que se acha o melhor de todos, mas na verdade, não é tudo isso! É bom? Sim. Mas não tudo isso, que você acha que é!

Ele fica cheirando as flores da árvore, na qual, ele se apoia. Ele demonstra felicidade, por está em um local tão lindo, mas mesmo assim, fica um pouco incomodado.

- Você King. Não é tudo isso, você não têm o direito de julgar ninguém! Muito menos de ficar dizendo mentiras a respeito de outras pessoas. Você acha tal coisa minha, mas se engana, você fala algo, mas eu provo que está enganado! Você têm um ego tão, mais tão grande, que nem percebeu o quanto você decaiu! Sua Ring skill diminuiu, sua Mic skill diminuiu, sua capacidade não é mais a mesma! E duvido, que hoje será cogitado a ser campeão principal!

O homem diz com um tom extremamente sério. Ele olha a seu redor as árvores, o lago, e a cachoeira. Ele sorri, por está onde ele realmente gosta, pois isso o ajuda também em outras coisas. Isso o motiva!

- Você disse que sou fraco, limitado e preguiçoso. Bom, vejamos, quem lhe derrotou no For Victory depois do Clash Of Revolution? Quem lutou de igual contra três adversários incríveis? Quem se esforçou tanto por uma oportunidade se quer? Eu! King. Novamente você está enganado, como se engana, ao achar, que transformara minha vida em um pesadelo! Eu sou aquilo, que demonstro ser, e sou eu, aquele que irá lhe derrotar! Sou EU!

O homem olha fixamente para câmera. Ele está um pouco irritado, e com um tom meio rude diz:

- King, eu provarei o quanto está errado ao meu respeito, porque? Porque eu sou sim capaz! Essas palavras ditas por você, ao invés de me afetar, me motivam. A melhorar, a evoluir, a me superar! Para te derrotar, de forma limpa e honesta, te mostrando o quanto está errado!

O homem caminha em direção a cachoeira e fica a observa-la. Ele fica imóvel e com um tom sério diz:

- King. Eu não preciso de força física para lhe derrotar. Eu preciso apenas de mim! Da minha força de vontade, da minha perseverança e de tudo que eu tenho! Todos meus atributos irão superar está sua arrogância! Este seu “reino” será destruído, assim como tantos outros descritos na história! King está sua arrogância prova o quanto estou certo, e o quanto você está errado, está sua língua afiada, apenas me leva a conclusão, que King “Imortal” Armstrong não passa de um gordo gigante, sem capacidade, que é extremamente confiante, assim como eu disse anteriormente!

O homem se apoia na cerca de madeira. Junta suas mãos e observa a cachoeira, com um olhar fixo. Ele abre um pequeno sorriso meio irônico e diz:

- Sabe o que é mais engraçado? Você havia dito, que era bom, que não usava seu tamanho e peso como argumento, que tinha mudado....Mas o que eu vejo? Tudo é um teatro, uma mentira construída por você mesmo, mal feita ainda! Uma cena de uma novela de quinta categoria, que ninguém assisti. Você tentou me enganar, mas fracassou em sua missão, e ao percebe isso, teve que admitir, que é essa pessoa, que vejo hoje! Percebeu que estava incurralado, e teve que arrumar uma desculpa, para dizer, um monte de besteiras...Como eu disse você não mantém nada! Você têm medo, de ser enganado, têm medo de ficar sem uma escapatoria, como eu deixei. E voltou as pressas a ser isso. Você é uma vergonha!

O homem balança a cabeça negativamente. Ele continua imóvel. A câmera foca apenas no lado esquerdo de seu rosto e corpo.

- Diz que eu sou medroso, mas na verdade o medroso aqui é você! Eu lhe desafiei e fui homem o suficiente para negar esta sua proposta, como que poucos fariam. Fui digno, ao contrário de você que com certeza aceitaria este acordo...Duvido que não...King você não consegue ver a verdade, muito menos aceita-la, você se perdeu em meio a uma mentira e hoje está desesperado para escapar, mas lhe digo, você não escapara, porque você é essa mentira!

O homem abre um pequeno sorriso de canto. Ele continua observando a cachoeira, ele passa sua mão direita no cabelo, e passa seu polegar esquerdo na madeira.

- Quero lhe dizer, falso rei. Você é o medroso, porque tentou fugir de mim, ou da Violetty ou até mesmo do Draven. Ao perceber que não era capaz contra nenhum de nós, optou por largar o cinturão, e fazer uma proposta horrível para mim e para Violetty. Como nós não aceitamos desistiu do que era, e agora fica falando essas besteiras! Você não têm jeito mesmo, não mantém nada, fugiu de mim, e da Violetty, e fez ainda um papel fracassado de bonzinho, me poupe.

O homem se vira, ficando de frente para câmera. Ele observa tudo ao seu redor, mexendo a cabeça lentamente, ele sorri e diz:

- Você disse que eu, preciso de uma peça para ser relevante. Interessante isso, pois te digo, novamente está errado! Eu sou exemplo de perseverança, de força de vontade, de humildade, e várias outras coisas, que você nunca será! Minha relevância está feita, já a sua não. Você é experiente, então deveria saber, que tudo é possível, que pessoas são capazes de surpreender até os melhores e mais experientes. Mas não, sua experiência não serve para absolutamente nada! Sua relevância se perdeu em meio ao esquecimento. Falso rei!

O homem dá uma breve gargalhada. Ele fica com um leve olhar baixo, com seu semblante sério e seriamente diz:

- Você diz que eu sou oportunista e um simples completados de roster e ainda acha que irei chorar? Bom. Eu não me importo com suas palavras, porque elas não daram diferença nenhuma em minha vida, essa sua arrogância, apenas me surpreende por ela ser tão grande. O resto dane-se. Eu deveria chorar por acaso? Porque essa sua ideia está bem distorcida. Se sou oportunista, hahahahaha, não vejo problema, mas não sou apenas isso. Se eu tive está oportunidade significa que sou merecedor certo? Um oportunista que irá lhe derrotar, que irá lançar suas palavras por água a baixo. Este simples completador de roster, será seu maior desafio. Ok?

O homem demonstra certa dúvida. Ele rir por um curto período, logo após se senta em uma cadeira de madeira que estava ali perto.

- King, quer saber se este “oportunista” têm a falar? É o seguinte, veremos quem é o completador de roster, veremos quem irá chorar. Porque se você ficou tão abalado por uma simples derrota, imagina se perder um cinturão! Irá cair em depressão profunda! E não estou exagerando nem um pouco. Você irá relembrar a cada dia, a data que sua arrogância foi sua ruína, será lembrado por isso, irá ficar chorando diariamente, de maneira desesperada por um consolo. Um consolo que nunca vira, porque tudo que você conseguiu nesta vida, você destruiu, você desperdiçou. TUDO! E depois ficará sem nada! NADA!

O homem diz gritando a palavra “nada”. Ele demostra irritação , ele olha fixamente para câmera e diz:

- Você diz  que a NWR vive um tempo de loucura, sangue e dor. Bom sim, nessa parte sou obrigado a concorda, mas lembre-se a luz sempre irá prevalece, o bem sempre irá vencer o mal! E no Night Of Champions teremos mais uma prova disso, quando eu lhe derrotar, após tudo que você fez, para tentar me vencer, para tentar me destruir! Pode fazer sair sangue do meu corpo, pode me destruir, pode fazer TUDO! Mas mesmo assim irei me levantar! Porque? Porque sim! Porque tenho caráter, porque sou digno, porque tenho força de vontade, enquanto você? Não têm nada!

O homem olha seriamente para câmera. Ele pentea seu cabelo com sua mão esquerda lentamente, enquanto respira fundo.

- Este tempo uma hora irá acabar, e quando acabar? Voltará para o lado do bem? Pedindo desculpas, falando que errou, e fazendo novamente um teatro até ter a oportunidade de voltar para o mal! Tudo têm um fim falso rei, entenda isso, e aceite este fato! Uma hora a Legião não existirá, tudo que você acredita, não irá mais existir, ai será tarde demais, para pedir perdão, para se explicar. Então após o PPV estarei esperando suas desculpas ou palavras podres sem nenhum sentido!

O homem a cada “fato” dito usa seu dedos indicadores como se estivesse apontando. Ele sorri e diz:

- Em meio a esse tempo, descubrimos quem é bom e quem é ruim! É nesse tempo, que podemos saber, quem é o herói e quem é o vilão. Ou seja este tempo é fundamental, para que possamos descubri quem é quem, verdadeiramente! Mas esse período irá passar e apenas um lado irá sobreviver! E desde o princípio do mundo é o bem! O meu lado, o lado que sempre gostei e admirei, e agora, aonde estará o mal? Os seus seguidores? Os seus proclamadores? Todos irão sumir, ficarão escondidos, pois sabem, que sua época acabou, eles terão medo, de ficar até nas ruas. E você estará junto a eles? Ou fará parte do grupo dos derrotados? A escolha é sua!

O homem se levanta da cadeira, e volta a observa a cachoeira. Ele novamente se apoia na cerca de madeira, e ainda sério diz:

- Você disse que é um oceano. Bom sabe que pode secar né? Hahahahaha que escolha ruim você fez. Você irá secar cada vez mais e mais, derrotas atrás de derrotas, assim como foi, após perder o Intercontinental Championship, para Lady! Não têm como saber o que passa em sua cabeça? Verdade, nenhum humano ler mente, mas quem te conhece, consegue saber o que tu fará! Basta de observa, assim como eu faço. Falso rei!

O homem mexe a cabeça lentamente, observando um pouco mais da cachoeira. O homem sorri ironicamente e diz:

- Este oceano, em breve não existirá. Um dia... Então King, não me diga o que é oceano, de vitórias e derrotas, e blá blá blá. Você apenas se ilude...Quantas vezes tenho que repetir isso? Você não consegue entender né? Meus Deus!

O homem balança a cabeça negativamente, enquanto demonstra irritação.

- Você King, diz que sou óbvio enquanto você é imprevisível. Bom, sabe se eu sigo um roteiro, diga-me quem é o autor? Você não têm argumentos para provar o contrário de minhas palavras, não têm criatividade para dizer algo, apenas mostra que eu estou certo, que eu permaneço com toda a razão! Falso rei!

O homem sorri ironicamente e seriamente diz:

- Todas suas palavras, não mostra nada. Não prova nada. Você King, não têm capacidade, você apenas servi para divertir, mas não desejo essas diversão, sim o seu cinturão, um cinturão que lutei com todo meu suor e sangue para evoluir, para merecer essa oportunidade, e você? Ganhou ela de bandeja, e ainda diz ser bom? Poupe-me. Você King, poderia ser um brinquedo inútil, cuja a única função é divertir os outros. Se prepare falso rei, pois está se aproximando nosso confronto.

O homem sorri. Ele desencosta e se vira, olhando gentilmente para câmera, com um olhar sério.

- Por hoje é só, espero que tenham gostado deste vídeo. Até logo!

O homem sorri gentilmente, enquanto a imagem se escurece. Ouvi-se ao fundo a frase “eu ainda darei minha cartada final, falso rei”. Com um tom irônico. A imagem se escurece totalmente, encerrando assim o vídeo.

Vídeo encerrado.


avatar
★ Bé ★

Mensagens : 339
Pontos : 916
Reputação : 520
Data de inscrição : 08/07/2014
Idade : 22
Localização : Portugal

Re: Prome Aqui!

Mensagem por ★ Bé ★ em 14.08.17 6:38










 

 


Nwr/DaniModeON.com


Um video se inicia no estúdio de Daniela, ela esta bem sorridente, com todos os seus brilhantes espalhados por ai, inclusive em seu cabelo e roupa, ela está em frente dos cenários com borboletas que se movimentam, e bastante colorido.





Daniela: Oi meus queridos fãs eu sei que ando bem sumida ultimamente mas minha vida parece um grande caos e quando acho que estou fazendo a coisa certa descubro que é a errada porém não adianta lamentar eu venho aqui para conversar seriamente e tentar explicar minhas ações eu mesma não estava me reconhecendo.


Daniela: Eu acabei entrando no Sweet Heroines Club querendo me juntar as minhas amigas mas não batalhar ao lado delas sem precisar sem ser uma luta de duplas eu sempre quis ser como meu tio e enfrentar minhas próprias batalhas sozinha e buscando essa força que ele tinha eu traí minhas amigas e acabei traindo a mim mesma perdi o rumo e o controle achei que poderia simplesmente sair e fingir que estava tudo bem mas então me veio o Clash e eu tive que enfrentar minha amiga Marjorie.


Daniela: Admito não querer aquilo de inicio ela era minha amiga e tínhamos o dever de ajudar uma a outra mas nossas ambições tomaram a frente quando King caiu vi minha chance de vencer mas ela também viu e acabou puxando meu pé eu na hora não acreditei ela tinha que me ajudar...na verdade nós tínhamos que se ajudar mas uma virou as costas para outra e então a briga começou quando King venceu eu me senti derrotada e humilhada meu sonho se foi e infelizmente descontei toda essa raiva na minha amiga e virou um circulo de ódio constante eu atacando Marjorie e ela revidando dentro de seus padrões


Daniela: Nos duas perdemos o controle eu estava com raiva eu culpei a elas eu estava culpando tudo a todos exceto a mim mesma eu errei eu estava com raiva não pensei apenas culpei as pessoas mais fáceis Lady e Marjorie apenas entendam as pessoas perdem a cabeça e peço desculpas eu quero resolver isso de uma vez dentro daquele ringue no Night agradeço Marjorie pedir para evitarem os ataques mas não podemos segurar nossos fãs não é verdade? Sei que você também pode sofrer alguns mas quero que saibam que eu por mim isso vai acabar no PPV chega de brigas chega de cabeça quente apenas vamos parar com isso correto?


Daniela: Minha missão é representar o nome da minha família um nome que eu não nasci com ele mas foi me dado como um presente um dos motivos que me faz realmente querer honrar cada letra com minha alma esse nome não veio para mim de herança ele não é fardo que nasceu comigo e eu sou obrigada a manter eu escolhi manter eu escolhi por amor e por orgulho lutar por ele e o manter no topo e ninguém pode dizer o contrário disso vou lutar até o fim não importa qual seja ele eu estarei pronta firme e forte.


Daniela: Meu último combate foi sobre exatamente isso..honra...eu acabei perdendo infelizmente para meu primo mas isso não me abalou eu não desisti as coisas ficaram turbulentas e acho que precisava dessa derrota para ver as coisas com mais clareza derrotas não existem para te derrubar mas sim para os fortalecer para uma futura vitória e é isso que venho buscar eu quero vencer eu quero ganhar mostrar a todos que eu ainda sou a mesma Daniela que chegou aqui que lutou na jobberdivison que caiu e se levantou tantas vezes e eu farei isso de novo.


Daniela: Então Marjorie pode vir com tudo porque dessa vez vai enfrentar uma Daniela diferente mais forte e decidida uma Daniela que não vai se deixar levar por mais nada que vai agir igualmente a você e deixar amizades fora do ringue nossos negócios iram acabar dentro daquele ringue na frente de todos e não importa qual seja o resultado eu sei que vou sair de lá vitoriosa e orgulhosa de mim mesma nós duas tivemos nossos problemas mas não podemos ignorar que também fomos amigas e eu não quero fazer mais um vídeo falando mal de você ou motivando e alimentando essa briga inútil o que passou está na lá trás você não tem titulo e muito menos eu pra que prolongar isso então?


Daniela: Vejo como você mesma mudou fez vários vídeo no passado me julgando e apontando o dedo pra mim e não irei fugir da culpa sou mulher para assumir que errei mas...você mudou seus últimos vídeos são alfinetadas e criticas a todos até mesmo reclamou de estar numa Open Match coisa que não é motivo de vergonha para ninguém todos nós começos lá certo? quem aqui nunca esteve numa Open Match? Quem aqui nunca lutou em combates “pequenos”? não deixa a arrogância subira sua cabeça Marjorie você apenas teve chances de títulos como boa parte de nós teve o título não está em seus ombros para exigir coisas.


Daniela: Eu estou falando porque estive nesse lado gritando e exigindo e até mesmo brigando e não lucrei nada você devia se considerar com sorte por lutar com o campeão mesmo que seja numa Open Match vemos como as pessoas sofrem em busca de chances contra pessoas que possuem títulos Bruno é um desses com uma grande trajetória de batalhas árduas e sofridas mesmo com um reinado ruim de cursed ele tentou e agora está contra King você não vê Bruno reclamando se o colocam numa Open Match ou um Mais Event ele trata todos os combates iguais e creio que deva seguir o exemplo dele já que no último show exigiu chance pelo titulo principal se não o pegou e já está assim com ele em suas mãos é capaz de nem querer aparecer se não for em PPV´s....então não esqueça a humildade já que me julgou tanto por fazer isso.


Daniela: Eu sinceramente estou buscando melhorar voltar as coisas mas é difícil eu perdi o apoio de alguns mas nunca perdi a fé em mim mesma você está seguindo um caminho sem volta e um conselho de velha amiga e que pare e analise está mordendo mais do que mastigar anjos são bons e você parece que se esqueceu disso está xingando campeões está apontando o dedo para todos e esquecendo de si mesma não que o nosso campeão não mereça ouvir suas duras palavras ele merece junto com uma surra pra aprender a valorizar as coisas e analisando bem ele é um exemplo que nem tudo o que queremos vai nos completar pense bem nisso antes de lançar desafios.


Daniela: Eu tenho um sonho e vou lutar por ele esse PPV pode ser minha grande chance com essa nova regra eu não desisti do que eu quero e vou lutar por isso nem que eu saia quebrada ou desmaiada eu tenho um objetivo em mente além de lutar contra Marjorie muitas chances estão sendo dadas neste PPV então eu não pretendo deixar em branco lutando na noite ou não eu vou tentar alcançar minha chance porque é isso que lutadoras fazem elas vão lá e enfrentam as coisas não importa quando ou onde as lutadores de verdade fazem suas oportunidades com sangue e suor nós provamos que podemos e farei exatamente isso não pretendo desapontar novamente nem meus fãs nem ninguém.


Daniela: Antes de finalizar isso eu gostaria de falar sobre a volta do meu tio eu sei que muitos estavam com saudades dele e obviamente eu estou incluída nesse grupo fiquei muito feliz quando ele decidiu voltar e tentar por ordem por aqui mostrar quem é o campeão de verdade e dessa vez não vai ter ninguém para Devon dar cadeiradas numa chantagem baixa e muito covarde é triste saber que o rosto desse homem representa a nossa empresa.


Daniela: Mas em meio aos caos sempre surge uma luz e dessa vez foi meu tio que percebeu como precisamos dele para dar um combate digno de um PPV chamado Noite dos campeões coisa que Devon não é ele não mereceu ganhar ele não honra o título que tem e na minha sincera opinião não é um campeão é um oportunista e como todos os oportunistas quando enfrentar verdadeiros campeões de igual para igual ele vai cair e meu tio voltou para provar isso estarei na sua torcida tio boa sorte.


Daniela: Bem meus fãs é isso espero que possam me perdoar e agradeço o apoio de cada um que não me abandonou e ainda me mandavam mensagens me ajudando obrigada de coração vocês que me fizeram ver que eu não estava perdida a Rainha do Brilho está de volta e pronta para a batalha.


Ligação se encerra.

 


 
(/Off Obrigado minha mozona)



★ Have faith in yourself. ★
avatar
King

Mensagens : 86
Pontos : 94
Reputação : 12
Data de inscrição : 12/01/2017

PROMO # 79 - CARTA REAL PARA UM VERME

Mensagem por King em 14.08.17 14:30

TEXTO PUBLICADO NO SITE DA NWR.COM/KING



Meus súditos queridos, sorte a de vocês que não puderam sentir o cheiro fétido vindo do interior de Bruno Jackson, também tive este prazer, mas infelizmente meus ouvidos e olhos foram bastante afetados pela mediocridade e desespero demonstrando pelo ser que terá a honra de perder para mim, no Night of Champions. E para início de conversa, me considerar engraçado ou cômico, não afeta minha personalidade, tente outra vez porque está bem repetitivo neste ponto de nossa pseudo rivalidade.

Não possui nenhuma intimidade para me chamar de caro, salvo no sentido de riqueza porque estaria completamente correto, já que teu valor é meramente ilustrativo na NWR. Eu realmente não consigo manter absolutamente nada, será? Você sempre esteve na mediocridade, enquanto eu sempre estive na disputa por grandes títulos, por exemplo: você saiu da Cursed Division para a Intercontinental Division? Não. Você teve mais de 100 dias de reinado, sem nenhuma mácula? Então rapaz, dobre sua imunda boca ao falar da minha carreira, porque não tem moral alguma para isso e só tem feito aquilo que tua mente limitadíssima pode fazer: o óbvio. E para completar, nem saio das fraldas ainda. E desde quando ser bom é sinônimo de alguma coisa por aqui? Veja ao teu redor seu tolo, a Legião irá queimar todos por aqui incluindo você e vem me falar de bondade? Poupe nossos ouvidos e olhos para não sermos mortos por tuas enormes inocências juvenis.

Eu sou o maior enganador da história do pro wrestling! Gostou da frase? E se eu for, o que tem de errado nisso? Nada. O maior prejudicado e beneficiário sou eu e nada além disso, Bruno. Está incomodado porque sabe que não tem a mínima chance de mudar seu comportamento natural, deixando nítido que sou o ser mais imprevisível que enfrentará na vida e pasmem, não está preparado para isso e repete o que outros já o fizeram: falso rei, tolo e outros termos pejorativos que não abalam minha alma; se é que tenho uma não é verdade? Nobres fãs da NWR, Bruno Jackson é o nosso Mis Beleza 2017! Hahaha, desde quando o fator beleza influencia em alguma coisa? Garoto, você parece um adolescente traumatizado que foi chamado de gordo, teve o lanche roubado por um aluno veterano e no fim das contas o chama de: Bobo. Aonde eu estava com a cabeça, em permitir que fosse postulante a este cinturão? Devia estar fora do meu juízo, porque ter um campeão como tu na Elite Division seria a mesma coisa de colocar uma leitoa para ser GM da WWE!

Sabe por que eu me proclamo rei? Pelo simples fato de existirem imbecis como você para enaltecerem meu ego, pelo fato de existirem pseudo lutadores aos quais eu piso e derroto com supremacia (o que acontecerá contigo daqui a alguns dias), porque aqui é vida real e não tem ligação alguma com as fábulas de tua mente e porque acredito nas minhas habilidades para provar aos que me odeiam que sempre serei maior do que eles, em tudo! Eu sou o exército de um homem só, você é quem mesmo? Um mero Jobber tendo seus poucos minutos de fama as minhas custas e nada além disso, realmente lamentável ter que sujar minhas mãos no Night of Champions com a escória genérica de um lutador, lastimável ter que aguentar o bobo da corte e seus argumentos juvenis. De qual livro tirou inspiração para tuas argumentações? Harry Potter? Scott Pilgrim? E para ser rei, precisa de trono? Vou comprar um, assunto resolvido ou vai insistir nesta medíocre tentativa de me abalar?

Você não consegue amarrar suas fraldas na cintura e acha que pode dar ponto inicial e final na minha vida? Foda-se! Se lutou por meses, eu luto há anos e amo o que faço, por isso garoto vou cortar tuas asas e jogá-lo na vala do esquecimento, sou senhor do meu e do teu destino no Night of Champions e sabemos que irá perder nesta noite. Quem dera você fosse um desafio, como Erick Morgan, Narkissa, Lady e Daniela Ribeiro, por exemplo; você não tem a menor noção do que será tua última luta na Elite Division. Está pensando que será como no vídeo game? “King joga Bruno nas cordas, Bruno volta rapidamente e aplica um Spear!” A tua inocência me constrange, mentira, só me dá maior prazer em te surrar, algo que teus pais não fizeram, para ter a mais dolorosa lição de tua superficial existência: nunca desafie quem não pode derrotar.

Você está tão desesperado em me abalar, que voltou em falar em atributos físicos, que patético moleque. E daí que é mais rápido, técnico, esperto e cheio de variações acrobáticas? Eu sou apenas força física, conforme tuas palavras. Entenda, tenho três títulos por aqui e você foi apenas Cursed, certo? Um reinado irrelevante o teu, sem sombra de dúvidas e acha que me amedronta com estas palavras? Estou morrendo de medo do senhor técnico! E com tantas qualidades, por onde andava enquanto eu era, Cursed, Intercontinental e agora Elite Champion? Você vai me deixar te derrotar e será fácil, sabe os motivos? Você fala mais do que faz! Não ganhou nada de relevante na NWR, teve uma chance proporcionada por outra pessoa, sem merecimento, e não tem a mínima noção da dura realidade que o encontrará em Zurique. Está me esperando em modo Berseker ou Super Sayajin? Nenhum destes ou quaisquer outros que saírem de tua imaginação fértil, evitarão tua derrota. E depois fica enchendo o saco dizendo que só falo dos meus atributos físicos, muito inteligente de tua parte.

Teve uns momentos em teu vídeo, ao qual tenho convicção de que foi auxiliado pela mamãe e papai para não passar vergonha, que você demonstra várias reações, além de tolo tem múltiplas personalidades? Avise aos teus pais, que podem encomendar o melhor leito da Suiça, porque seu amado filho estará repousando e meditando bastante, porque o irlandês insano vai passar por cima dele e ninguém o irá deter! Aproveitando isso, putz como é cansativo rever um vídeo teu por muito tempo, chega a ânsia de vomito com força, porque não tem graça e falta objetividade, mas é meu papel como campeão me manter focado para defender este cinturão, após sujar minhas mãos contra ti, de encarar verdadeiros adversários e não pequenas distrações.

Distração esta, que afirma ser um exemplo de perseverança, força de vontade e humildade. ISSO NÃO LEVA A LUGAR NENHUM! Olha o Ceifador, será campeão da NWR (salvo a superação de Devon Maverick) e não carrega estas idiotices de um ser que não possui maturidade, nos poupe Bruno e aceite que dói menos. E ainda vem falar de fuga! Você foge de tua realidade que é a Cursed Division, não tem como chegar aqui onde estou sem sacrifícios, sem dores, sem amargura e sem sangue nos olhos, você é apenas um sujeito sonhador e que está iludido com o momento, fique tranquilo, vou acabar com tua ilusão de maneira gloriosa e daí poderá dizer para os quatro cantos que foi o exemplo de perseverança, superação e força de vontade, entendeu?

E não contente com as asneiras ditas, você nos surpreende com papo de eletricista? Por favor, alguém interne este menino no hospício após o PPV, por favor. A luz sempre irá prevalecer, o bem sempre irá vencer o mal! Tirou isso de alguma música do desenho do He-Man? Vai lá senhor da razão, fale isso para cada um dos membros da Legião e os derrote, porque se o fizer será a coluna de fogo que trará a paz na NWR, ajude a você mesmo e pare de gravar vídeos. Apenas treine porque não vejo solução para tua carreira a não ser saco de pancada do O Ceifador e seus aliados, porém, estarei de camarote vendo tua ruína. Esquece esta questão de luz contra trevas, isso aqui não é vídeo game e sim vida real! A Legião terá o maior controle da NWR, algo que nenhuma stable conseguiu e me pergunta de que lado estarei? Parabéns Bruno, vou secar tua cara com tantos murros e marteladas em tua face, não dá para entender tua mente, se é que possui algum cérebro embaixo do couro cabeludo.

E me explique esta piada: você disse que é um oceano. Bom sabe que pode secar né?

E eu que sou o hilário? Percebam fãs da NWR o possível Elite Champion; não fiquem alarmados, porque não vou permitir que este retardado mental me derrote, podem continuar tranquilos que vou mostrar a este verme que não existe maneiras de me deter, mas o que me alegrou mesmo no teu último vídeo foi o teu olhar! Fazia tempo que não enxergava o medo em alguém, o sentimento de que bateu de frente contra alguém que não podia, o arrependimento em você é tão evidente que conseguiu produzir o vídeo mais longo e trivial de tua carreira; parabéns. O próximo vídeo terá quantos minutos: vinte? Chega Bruno! Pode começar a avisar teus parentes que estará descansando em algum hospital de Zurique, todo deformado por dentro e principalmente por fora! Ponha isso em tua massa encefálica, se é que tem alguma, não sairá como Elite Champion, Cursed Champion ou lâmpada da bondade no Night of Champions, sairá como tua atual carreira merece ser conhecida: DERROTA!

E para encerrar, mesmo ciente de que poderia passar horas contra-argumentando tuas tolices: eu não tenho capacidade? Seu moleque de merda e desprovido de intelecto, a diversão será você seu coliforme fecal! Eu vou descontar todas as minhas últimas derrotas, frustrações e pensamentos doentios. Não haverá escapatória para você quando o gongo soar, pode clamar pela ajuda do “além” porque ela estará ausente em meu terreno; vou me divertir pisando na tua cara e o fazendo lamber minhas botas, não haverá um confronto em Zurique, apenas um massacre proporcionado por mim, contra um ex postulante ao Elite Championship: você.

Bem, acredito que deixei claro aos próximos interessados ao Elite Champion, que não facilitarei a vida de vocês e Bruno Jackson, será usado como um mero exemplo de que King Armstrong continuará sendo Elite Champion. Bruno Jackson, obrigado por esta rivalidade e se quiser me fazer rir, grave algum vídeo juvenil, te vejo na Cursed Division sendo Jobber da Violetty, Havoc, Daniela Ribeiro ou quaisquer outros lutadores; faça seu melhor, porque mesmo que o consiga, não será o suficiente para matar o Imortal.
avatar
valugi

Mensagens : 84
Pontos : 156
Reputação : 78
Data de inscrição : 19/01/2017
Idade : 27

Re: Prome Aqui!

Mensagem por valugi em 14.08.17 22:23

Mais um vídeo era postado no site da NWR com a marca da Legião

Dessa vez Valugi estava em um ambiente diferente do trono que ele normalmente era visto, o local estava escuro, mas se percebia que ele estava em um altar, atrás o L gigante da Legião começa a iluminar o local percebemos o que parece ser uma igreja bem no estilo das igrejas da idade média, ela estava lotada de pessoas encapuzados, mesmo com a iluminação o local ainda era bem escuro e soturno, o ceifador estava no altar e levantava o seu livro de metal com o símbolo da Legião gritando como se fosse uma pregação

- A LEGIÃO DESTRUIRÁ TUDO, A LEGIÃO DOMINARÁ TUDO, A LEGIÃO VAI FAZER COM QUE MUITOS INCRÉDULOS ACORDEM DE SEUS MUNDO DE FANTASIA, E SIGAM A REALIDADE, SIGAM PELO CAMINHO TORTO NO OLHO DE MUNDOS, MAS NA VERDADE E O CAMINHO MAIS CERTO DE SUA VIDAS INÚTEIS, NÃO PODE ESCAPAR NEM FUGIR DA LEGIÃO

Todos os presentes começam a cantar essa música



Com o gesto da mão Valugi regia como se fosse um grande coral, até o fim da música, e ele voltava ao seu discurso

- Todos estão vendo que na Noite dos Campeões se tornará a noite da Legião, e nada vai impedir de nos concretizarmos isso, nem retorno de pessoas que todos já tinham esquecido, e claro que estou falando de você Bé, você disse que pouco importa se estará enfrentando o Barros ou Angelripper, sabe que esse é o seu primeiro erro, eu sou bem melhor do que aquele velho, não é a toa que sou o ceifador e o outro lá era um perdedor, inclusive perdeu para você no passado, mas sabe Bé o Valugi Barros pode até lhe respeitar, mas eu (risos), sinceramente e mais um obstaculo para levantar aquele cinturão e marcar a Legião no centro do mundo

O Inglês pegava o livro e novamente em alto bom tom conclamava os gritos

- QUAL O DESTINO DAQUELES QUE FICAM NO CAMINHO DA LEGIÃO?

Todos respondiam

- A MORTE!!!!

- QUAL O DESTINO DAQUELES QUE DUVIDAM DA LEGIÃO?

- A TOTAL PERDIÇÃO!!!

Valugi sorria com o olhar para baixo, colocava o livro em cima do altar e continuava a falar

- Veremos no PPV o Bode Preto enfrentando o Anjo Ceifador, mas bode você foi abandonado pelos deuses, as Gardeas são parte da Legião agora, com que você vai contar? Eu tenho toda a uma Legião ao meu lado, pessoas que fariam qualquer coisa pela causa, você sabe o que é isso? Então cuidado onde pisa você pode está caindo em uma armadilha

O Ceifador afirmava com convicção de cima do púlpito

- Sinceramente eu pouco me importo quem vou enfrentar no PPV, seja Bé ou Devon, o destino já está traçado e a Legião vai dominar tudo.

Todos gritavam com a mão para cima

- HAIL AND KILL, HAIL AND KILL!!!

Enquanto repetia essas palavras aparecia 2 bonecos, um com a cara de Devon e outra com a de Bé, Valugi tinha mudado, estava com uma foice, as asas de anjo e um capuz preto com vermelho, com o L da Legião bem grande atrás, ele com um golpe cortou as duas cabeças, saindo muito sangue, que molhava o Inglês que abria um sorriso, deixando a cena bem macabra, parecida com um filme de terror, o público gritava outras palavras de ordem em unissomo, a mais ouvira era

- HAIL LEGIÃO! HAIL LEGIÃO

O público repetiu tal grito por vários minutos, até Valugi levantar o braço e o silêncio tomou de conta do lugar de modo instantâneo

- NA NOITE DOS CAMPEÕES A LEGIÃO VAI ERGUER, TODOS TORÇAM PARA OS MEMBROS DE NOSSO GRUPO, Violllety, Narkissa, Megan eu e Joe Draven, será o nosso dia

A Luz vermelha da Legião atrás começa a se apagar todo mundo some como um passe de mágica e o vídeo se encerra



-



avatar
★ Bé ★

Mensagens : 339
Pontos : 916
Reputação : 520
Data de inscrição : 08/07/2014
Idade : 22
Localização : Portugal

126º Promo

Mensagem por ★ Bé ★ em 15.08.17 7:43










 

 


Promo Off. Reencontro.


Está de noite, uma linda noite. Está caminhando pelas ruas, Filipe Bé. Ele está vestindo suas roupas habituais, ele estava em frente, um pouco afastado, de um hotel. Onde estariam hospedadas as Gardeas. O Homem suspira um pouco ao ver o hotel, ele tira seu mobile mandando uma mensagem para a Vio, ele tinha escrito comente um "Estou aqui fora - Bé". E ficava a espera.


A bruxa estava tentando convencer a irmã dela a deixar ficar no quarto já se faziam quase um dia que a Naki não queria falar com ela a mulher chutava e xingava até ouvir o celular ela olhou a mensagem e ficou encarando por uns minutos apertando o celular achou que fosse alguma piada mas resolveu ir conferir a mulher estava impaciente e não parava de reler aquilo ela sentia o coração apertar de novo quando enfim estava na porta do hotel ela pensou por uns segundos mas tomou coragem e resolver sair.


         


Violetty: Bé?


Bé passava com a mão pela cara, ao ver novamente Violetty, ele ficou olhando um pouco para ela antes de falar naquele momento, palavras lhe faltavam, porem ele realmente precisava de falar com ela, após tudo o que se passou.


Filipe Bé: Olá, Violetty. Eu... Voltei, precisava de falar contigo neste momento.


Ela olhava pra ele e ficou paralisada ela tentava falar mas nada saia ela foi pra frente como se tentasse o abraçar porém a mulher recuou olhando para baixo ela levou a mão até a cabeça a visão estava ficando embaçada pela vontade de chorar que ela segurava relutantemente ela o olhou


Violetty: Você voltou por isso? só por isso?...depois de ir embora quando jurou quando não me abandonar ficou com pena do trófeu que você arrancou daquele babaca? espero que sua escolha esteja te fazendo feliz Filipe porque eu estou no inferno


Ele passava com a mão pelo cabelo, claramente ele parecia perturbado, porem ele se mostra confiante,  mesmo independente da reação dela, ele realmente tinha que dar as caras depois do que fez.


Filipe Bé: Eu precisava de me ausentar, de uns tempos para pensar. Aquela derrota no Clash, pensei que tive-se me custado a carreira, mas claramente me custou algo mais mais importante que isso. Pena não é um sentimento que me moveu até aqui.


Ela olhava pra ele enquanto andava de um lado para o outro a morena ia passando a mão pelos cabelos eram muitas vozes muitas coisas estava inquieta e magoada a mulher parava e olhava pra ele ela ria de forma sarcástica e levantava o dedo como se fosse falar algo mas não podia encarando ele assim as lágrimas começavam a escorrer pelo rosto dela


Violetty: O que foi então? VOCÊ ME ABANDONOU!....eu te dei meu coração eu te dei meu mundo eu te mostrei um pouco da minha vida e você arrancou tudo de mim e foi embora você me vendeu você me usou e quando se cansou foi embora....consegue entender isso? EU TE AMEI...e você foi embora me deixou sozinha...


Ele escutava, mesmo que fosse estranho na altura, ele realmente precisava de ouvir a voz dela naquela altura, mesmo vendo algumas lagrimas, ele contava com isso, ele mantem sua postura e fala.


Filipe Bé: Eu não consegui te falar após aquele evento, eu não conseguia falar contigo. Eu me escondi, vergonha de eu falar aquelas palavras tomou conta de mim, e essa vergonha não me deixou falar contigo, eu só me escondi, sabendo que desapontei, não os fãs, mas sim a ti. Que confias-te em mim para vencer, onde eu perdi daquela forma tão... Tão...


Ela estava buscando palavras em sua mente a mulher espremia os lábios enquanto estava o ouvindo ela tentava segurar o sentimento mas estava tão triste e ao ouvir o motivo apenas quis bater no homem mas ela apenas apertou a mão com força


Violetty: Você não entende que a única coisa que eu queria era você? eu queria comemorar ao seu lado eu queria ficar perto de você eu queria te abraçar você não desapontou ninguém..Eles...Eles....já me resolvi com Eles...você é bom eu fui uma burra e continuo sendo


Ela olhou para baixo não conseguia falar olhando pra ele a dor era grande


Violetty: Eu confiava em você para lutar como acha que eu me senti jogada de lado? igual um lixo...eu largaria qualquer coisa pra ficar do seu lado e na primeira chance você me abandona e eu não consigo ficar com raiva de você até o último dentro daquele tanque eu achava que você ia me salvar...burra demais


Ele reparava, nela olhando para o chão, claramente ele não conseguia permanecer com sua postura, repara na vontade dela que talvez seria bater nele, eles esse sentimento tinham em comun, ele após um suspiro fala.


Filipe Bé: Eu sei, eu compreendo o quanto afectada estejas, e eu não sei, mas imagino pelo que tens passado. Eu não te quis deixar de lado, você não é burra. Fui eu que agi como um, em ter ido para casa durante um mês inteiro, com minha vergonha de te falar só aumentando por cada dia que passa, e com isso, só estava se tornando cada vez mais dificil finalmente voltar.


A mulher balançava a cabeça concordando ela estava pensando ouvindo ele atentamente foi quando a bruxa levantou o olhar


Violetty: Você está me tratando como uma completa estranha não tem reação nenhuma e eu fico aqui igual uma idiota sofrendo por você ouvindo as risadas entrando dentro daquele ringue e lutando mesmo que minha vontade seja sumir....Krauser ao menos fingia me amar até quando se desculpava


Ele permanecia em seu lugar, ele realmente se mantinha em sua postura ou tentava, escondendo sentimentos, tal como o de raiva, ao apenas ouvir o nome daquele homem.


Filipe Bé: Krauser não assumiu seus erros, e tão pouco veio falar contigo. Eu estou aqui, assumindo o meu. Não me acompare a ele. Se eu não te ama-se, porque acha que eu estaria aqui?


Ela se controlava muito pra não bater nele isso estava evidente no olhar da bruxa ela colocava as mãos na cintura e caminhava respirando fundo a mulher mordia o lábio com força uma força de controle se machucar


Violetty: Você voltou pela merda de um pedaço de couro quer um? eu te dou o meu aquele lixo isso não te faz mais homem do que ele ambos diziam me amar ambos me enganaram me jurando algo que eu nunca tive....está com a consciência pesada isso não é amor queria me ver fraca e inútil queria ver se seu trabalho tinha dado certo e deu estou fraca e sozinho chorando na frente de um homem que eu amei


Ele passava com as mãos pela cara, claramente estava sendo afectado quando ela falou "homem que eu amei". Afinal, ele merecia ouvir esse tipo de coisas, por mais difícil que seja.


Filipe Bé: O cinto mundial não é mais importante do que tu. Eu fiquei culpando Devon do que me tem sucedido a mim mesmo. Fiquei culpando ele do meu estado e de como as coisas ficaram, eu culpei ele, não de eu perder um cinto ou a carreira, mas... Mas sim a ti.


Aquilo foi como uma facada a mulher apertou as mãos em punho e se aproximou dele rapidamente de uma forma agressiva mas ela apenas parou ficando bem perto dele o olhando nos olhos o encarando seriamente dessa vez ela ignorou as lágrimas ignorou a dor ignorou tudo


Violetty: Parece que me perdeu? eu ficava te esperando cada dia cada minuto eu estava lá torcendo por você eu pedi pra Eles te deixarem em paz mesmo que isso custasse meu sofrimento eu fiquei sozinha num canto jogada por você todos me viraram as costas eu errei tanto desde que você foi embora nada parecia certo eu apenas fui massacrada e usada...agora olha nos meus olhos e diz se parece que me perdeu me diz se já não dói mais olhar pra você se eu não sofro...não sou eu que estou parada indiferente


Ele viu ela se aproximando daquele jeito, ele se mantem na mesma posição aguardando por alguma reação dela, independente do que fosse ele só aguarda, quando ela fica encarando ele de perto, ele ficou afectado e um pouco comovido ao ver ela chorando mesmo ali em frente dele, foi como se lhe tive-se doido mais do que qualquer soco que ela poderia desfriar nele.


Filipe Bé: Você não é nenhum objecto, você é uma pessoa, e tem sentimentos. Sentimentos que eu feri, eu sou culpado de todo o sofrimento. Eu sozinho. Como poderia eu sequer esperar que me perdoaria, se eu mesmo não me perdoo a mim proprio?


Ela olhava buscando alguma coisa estava olhando como se fosse a primeira vez que visse ele pela primeira vez a mulher estava tão relutante em sua mente que já era perturbada demais apenas queria alguma resposta


Violetty: Para perdoar alguém tem que guardar rancor e sou incapaz de o odiar sou incapaz de virar as costas pra você mesmo me tratando como um objeto não se importando comigo apenas virou as costas e se foi mas eu deveria estar acostumada com as pessoas fazerem isso...o que me surpreendeu foi acreditar em seu amor a ponto de largar um que lutei por meses eu só queria você mas eu nunca fui sua prioridade


Ele ficava quieto, porem mostrando um pouco mais de afecto em seu olhar, mesmo ele tentando esconder isso, era impossivel quando ela estava ali, bem na sua frente olhando em seus olhos.


Filipe Bé: Eu também lutei por ti durante meses, eu sempre gostei de verdade de ti, mas desde fui banido do ForVictory, tudo se tornou tão sentimental para mim. Meu amor por ti sempre foi real. Não foi um trofeu que eu conquistei, foi o coração da mulher da minha vida, que eu conquistei. Eu ganhei o titulo do Caio porque tu também eras campeã e odiavas ele, eu queria te mostrar o quão bom eu era, sempre foi tudo sobre ti. Tu sempre foste a minha prioridade.


Ela mostrava surpresa ao ouvir ele falar a cabeça dela ficou confusa não contava com isso a bruxa estava perdida ela começava a chorar mais ainda igual uma criança abandonada a mulher abaixou a cabeça e levou ambas as mãos até o rosto querendo conter as lágrimas


Violetty: Porque? então porque me abandonou? tem noção do inferno que tudo virou? eu só precisava de você aqui para me dar forças eu só queria você do meu lado eu ficava te procurando eu estava buscando alguma coisa e era você...você...você...se afastou de mim muito antes de ir embora


Ele via ela chorando, ele por mais que tenta-se, também não conseguia conter algumas suas, sabia perfeitamente que aquele reencontro poderia ser emocional, porem realmente estava a afectar ele, como nada o afectou em sua vida.


Filipe Bé: Eu não sei, eu fui ignorante. Eu me foquei nos treinos e no meu combate, eu julguei que iria vencer no maior evento de sempre da Nwr, e ser proclamado como o maior campeão de sempre, eu queria ter vencido no Clash, e eu queria ter vindo celebrar a maior vitoria da minha carreira contigo, mas tudo o que eu pensei, que talvez fosse julgado por ti, ou pior. Tive-ses vergonha de mim, tal como eu mesmo tive.


Queria parar queria ser forte mas estava tão magoada e machucada e ainda mais ouvindo aquilo a mulher buscava forças e ver que ele também estava afetado com aquilo tudo não ajudava ela jogou o corpo pra frente cansada a morena batia a cabeça no peito dele de leve


Violetty: Eu nunca sentiria isso falando assim parece que não me conhece eu queria te ajudar eu queria ir até você mas você me evitava parecia outra pessoa o meu bodinho que eu tanto amei tinha sumido eu apenas queria você.....era só isso


Ele não estava a espera, nem pronto para lidar com aquela situação. Assim que ela acalma, e encosta a cabeça no peito dele enquato lhe falava. Ele estava comovido, e sem grande reação após ela após o ato.


Filipe Bé: Tudo o que eu vim fazer, foi te pedir desculpas, mesmo sabendo que não aceitas. Eu nunca te quis magoar. Nunca quis te deixar assim desse jeito. Eu só queria lutar Devon, acabei me cegando para ti, antes e depois dele. Eu não mereço teu carinho. E eu não te mereço a ti.


A mulher mesmo sem olhar pra ele esticou a mão e passou delicadamente a ponta dos dedos pelo rosto dele era um carinho mais cauteloso a mulher estava se segurando tanto era uma luta interna entre agarrar ele e se fazer de durona mesmo isso não sendo mais o ponto a mulher desceu a mão devagar encerrando o "carinho"


Violetty: Só....apenas...eu...para de falar essas coisas e me abraça logo


Assim que ela falou, ele colocou seus braços por ela, e realmente a abraçou, algo que ele não fez antes devido a agressividade dela, ele abraça ela, bem lentamente.


Filipe Bé: Eu não queria te ter deixado sozinha, tentei voltar mais cedo, mas eu tinha medo de como irias reagir.


A mulher não pensou duas vezes e abraçou ele com força a bruxa apertava a roupa dele ela fechava os olhos e respirava fundo tentando se acalmar ela levantou a cabeça lentamente e olhou pra ele pela primeira vez desde que ele foi embora a bruxa sorriu de verdade


Violetty: Só não me deixa mais não pode ir embora você é o ponto de paz no meio do meu caos a única coisa boa em mim


Uma grande mistura de sentimentos, porem ele realmente estava satisfeito por ter vindo falar com ela, especialmente com ela o abraçando, e finalmnete lhe mostrar aquele sorriso maravilhoso.


Filipe Bé: Eu não volto a te deixar para trás, prometo.


Ele abraçava de novo ela, também com alguma força e com suas emoções ao flor da pele.


A mulher estava muito feliz ela deu alguns pulinhos mas continuava agarrada nele ela dava vários beijos pelo rosto do lutador apertando bastante o abraço


Violetty: Promete? promete? promete?


Olhava pra ele de uma forma bastante carinhosa e afetiva nem parecia a mulher furiosa de antes apenas queria ficar agarrado a ele


Bé parece sorrir também ao ver ela finalmente mais animada, ele libera um pouco o abraço, ele afasta suas mãos, e com gentileza, ele coloca as suas mãos na cara dela, aproximando o rosto dela mais perto do seu.


Filipe Bé: Sim. Sim. Sim.


Ela o olhou nos olhos e colocou umas das mãos por cima da dele fazendo um carinho a bruxa foi para mais perto encostando a testa na dele estava realmente muito feliz era como recarregar as baterias o sentimento de solidão havia ido totalmente embora


Violetty: Se for embora de novo eu vou atrás de você e mato cada um que te ajudou ou sabe onde está torturo todos até chegar até você então vou te trazer de volta


Ele ficava olhando para ela também, ele com a mão esquerda colocava o cabelo dela mais para trás com muito carinho, quando ela se encostou nele a sua, seu coração começou a bater mais forte, e sua felicidade voltou finalmente, após todas aquelas semanas solitárias.


Filipe Bé: Eu não vou mais embora, eu não quero ficar sozinho de novo. Eu quero ficar aqui contigo, com a minha linda sereia.


Não conseguia esconder o sorriso a bruxa passou a mão esquerda pelo rosto dele fazendo carinho com o polegar ela ia lentamente para os cabelos dele enfiando a mão ali a mulher mexia os dedos como um cafuné a felicidade dela estava estampada em seus olhos e rosto gostava de ficar assim próxima dele


Violetty: Você não merece ficar sozinho você tem que ficar aqui você é meu bodinho uma parte de mim a melhor parte de mim


Ele ficava feliz em ouvir essas palavras dela, ele a abraça com seus braços mais abaixo, um pouco acima da cintura dela. Eles ainda tinham a cara bem juntas, ele se aproxima ainda mais bem lentamente e com os braços puxa ela para um pequeno beijo.


A mulher fechou lentamente os olhos ao sentir os lábios dele contra os dela ela aproximava mais o corpo do dele colocando os braço na volta do pescoço do homem ela ia retribuindo ao beijo devagar ia aumentando o ritmo ao poucos aproveitando cada minuto daquilo para matar a saudades que tinha dele


Promo se encerra.

 


 

(Off/ Promo feita com a Vio Purple Heart )



★ Have faith in yourself. ★
avatar
Darklaw
Admin
Admin

Mensagens : 152
Pontos : 524
Reputação : 40
Data de inscrição : 02/07/2014
Idade : 23

#O Retorno

Mensagem por Darklaw em 15.08.17 17:00





Por volta das 06:00 da manhã de terça-feira, Sudz havia sido o primeiro a chegar no David Barton Gym & Spa - Astor Place se encontrando com Joel Nickson o instrutor escolhido para a reabilitação de Sudz, o russo começou a manhã de seu ultimo dia preparatório para voltar aos ringues com uma seção de levantamentos de pesos rápidos, seguidos para uma serie de exercícios nas barras para testar sua agilidade. chegando próximo as 12:00 horas BNN (Bad News Nego) chegou ao Ginásio com a câmera ligada in live para o ForVictory.com

BNN - Fala minha negada, BNN ta chegando na parada com uma puta novidade.

BNN - Olha quem ta para voltar aos ringues.


A camera passa mostrando um monte de pessoas se exercitando pelo ginásio ate que se vira para um espelho mostrando BNN usando seu antigo equipamento de wrestling totalmente fora de forma, ele da um sorriso confiante ate que o barulho de uma Slam chama sua atenção e ele volta a camera para o ringue mostrando o The Russian Machine em um Rali (sequencia de exercícios onde são feitos vários moves seguidos sem intervalo). Sudz enfrentava dois homens que corriam para cima dele sem parar sendo pegos em diversos Slams, DDTs, entre outros golpes, conforme ele girava e atirava os homens de um lado a outro o suor voava por todo o ringue chegando finalmente ao fim do rali onde Joel adentrou o ringue e fez alguns testes no braço de sudz para averiguar se haveria alguma diferença. O russo rapidamente foi liberado e viu BNN o apontando a câmera assim se aproximando enquanto retirava seu moletom ficando apenas com sua bermuda.

Sudz - ta gravando?

BNN - Não, e ao vivo.

Sudz pega a garrafa de água e acena para o publico enquanto BNN continua.

BNN - estou ficando cada vez mais animado.

Sudz - Por que?

BNN - Com nosso retorno!

Sudz - Nosso?

BNN - Claro!

Sudz - você vai voltar a que? a estressar Anabell Espinoza?

Sudz - Eu não vou por o meu rabo na reta para impedir ela de te demitir.


BNN - Como assim? Nós somos parças! Irmãos! Parceiros!

Sudz  - OW OW OW, meu melhor amigo se chama Filipe Bé, e você não tem os olhos da Narkissa nem o charme da Violetty.

Sudz da uma risada de leve soltando parte do riso enquanto continua.

Sudz - então não vem tentar apelar para cima de mim.

BNN -

BNN - Claro que você vai me proteger da jabiraca espanhola.

Sduz - Você sabe que ela ta vendo isso ne?

BNN -

Sudz começa a gargalhar e tira a câmera da mão de BNN deixando ele de lado por um momento, o russo pega uma toalha e seca o rosto voltando a olhar para a câmera.

Sudz - oi mais uma vez para cada um do outro lado dessa lente.


Sudz - e ate bom o babaca ali * aponta a câmera para BNN e volta a focar e si mesmo* trazer vocês aqui.


Sduz - Eu estou realmente voltando aos ringues, mas eu não vou falar muito sobre isso, não agora.

Sudz - mas eu conto com a aparição de vocês esta noite por volta das 19 horas no New York City Ballet.

Sudz - Eu vou estou esperando a presença dos primeiros 50 fãs que vão estar presentes numa surpresa que estou trabalhando conto com a participação de todos vocês.


Sudz entrega a câmera a BNN e o manda desligar a câmera, porem enquanto Sudz vai adentrando nos camarins BNN fica em close da câmera e começa a falar,

BNN - Oi chefinha, então só to aqui para falar que tava tudo no roteiro eu não quis te chamar daquele jeito.

BNN -

BNN - Serio Chefa, você e a melhor então me perdoa ta, te amo muito Very Happy


Ele adentra nos vestiários ainda pedindo desculpas e se senta em um dos bancos que ficam próximos aos chuveiros esquecendo de desligar a camera, Sudz o pede para buscar os convites e o manda sair e deixar a câmera para adiantar com os preparativos da festa,  assim sem saber (#O Twitter Pira) Sudz sai do box enrolado em uma toalha e passa em frente a câmera, mas assim que  ele ia retirar a toalha seu celular toca e ele o pega em cima do banco, ao atender vendo que era filipe Bé e possível ouvir os gritos dele pelo áudio da câmera.

Filipe Bé -

Filipe Bé- A CÂMERA TA LIGADA!


Sudz se assusta e chuta o banco fazendo a câmera cair virando para o outro lado, logo após a desligando. O russo pega a câmera e poem na bolsa e volta ao celular.

Sudz - Valeu  Irmão.

Bé - Valeu o cacete! olha esse conteúdo indevido maluco!

Bé -  ta achando que ta no X Videos?

Sudz - a vai se foder projeto de vassoura em miniatura, eu não sabia que o demente do BNN deixou essa porra ligada.

Bé - Demente foi você de contratar ele!

Sudz -

Bé - Pelo menos não acabou mostrando o que não devia, mal chegou e ja ta querendo ser demitido.

Sudz  - ta já entendi.


Sudz - mas mudando de assunto, eu quero que você veja o que eu vou transmitir hoje a noite.

Bé - Eu não quer ver essas suas coisas ai, chama a narkissa.

Sudz - Não e nada disso, só liga o computador e veja ok?

Bé - ta bom!

Sudz - Preciso ir, ate outra hora.

Bé - some desgraça.

Sudz termina a ligação e checa a câmera mais uma vez para ter certeza e se veste assim partindo para alguns compromissos, após algumas horas ele chega ao New York City Ballet e começa a carregar varias caixas para dentro com ajudas de alguns funcionários da nwr, uma segurança se monta o local que ja estava com uma grande fila de fãs querendo adentrar ao local, e em cerca de duas horas BNN chega e começa a fazer a recepção dos 50 felizardos que adentraram ao local. cerca de uma hora depois mais uma vez uma live e inciada.

Primeiramente a câmera mostra algumas pessoas usando mascaras de gás e usando roupas sujas de tinta com capuzes tapando seus rostos ate que um deles pega a câmera e começa a andar por um corredor todo grafitado quando a musica FOZZY - Judas começa a tocar mostrando o corredor.




Ao fim do corredor Sudz espera o câmera junto a BNN ambos vestindo os mesmo moletons das pessoas que preenchem o salão atirando baldes de tinta e pintando cada parede, pedaço de chão e ate mesmo algumas saltando presas a cordas para pintar o teto, no fundo  do salão, Sudz tira o capuz mostrando o cabelo e rosto todo coberto por varias cores de tintas e começa a falar.

sudz - Esse sim e o lugar para eu fazer um retorno.

Sudz - dessa vez eu não quis um quarto de hotel, uma salinha nos fundos de um galpão.

Sudz - Eu estou de volta para toma isso aqui.

Ele aponta para o palco onde esta de pé, BNN o puxa e toma sua frente para falar.

BNN - Esta na hora da NWR voltar a ter um pouco mais do que todo fã quer.

BNN - esta na hora de alguém dar ao povo o que todo mundo quer.

BNN - Ja passou a hora de trazermos GLORIA de volta aos ringues.

Desta vez e Sudz quem empurra BNN e toma a frente.

Sudz - realmente essa e a verdade, desde que eu sai daqui esses ringue sentiram a carência...

Sudz- não de sangue pós temos King!

Sudz - Não de brutalidade pós temos as gardeas!

Sudz -  Não também ...

BNN - De coca-cola nos camarins!

Sudz o olha com cara de cú.

BNN - Que foi? e verdade.

Sudz -

BNN volta para trás de Sudz.

Sudz - Como eu ia dizendo.... * ele começa a caminhar beirando o palco enquanto olha os fãs pintando e acenando*

Sudz - A NWR sentiu a carência de auguem que de a gloria merecida, não ao ringue, não os cinturões mas sim a Crowd!

Sudz  - agora que estou curado da minha lesão e voltei para dar a presença de cada fã que respira wrestling dentro do ringue.

Sudz - Eu voltei para levar os titulos ao povo, para destronar reis, demônios ou ate unicórnios!

Sudz - Eu estou voltando para arregaçar esse lugar e dar o que sobrar ao povo.

Sudz volta a se aproximar da câmera e aponta para a lente.

Sudz - Eu tenho assuntos pendentes, com pessoas que vão adorar me ver de volta.

Sudz -mas o único recado que eu tenho a dizer e que independente de gostarem ou não de mim, dessa vez não tem osso quebrando ou nervo rompido que vai me tirar daqui.


Sudz - eu voltei para chutar bundas e comer cús!

BNN pula na frente da câmera -

Sudz passa a mão no rosto respirando fundo e da um tapa na cabeça de BNN tirando ele da frente.

Sudz - mas ate que ele não ta tão errado.

Sudz - neste domingo em Zurique todos os títulos vão estar em jogo a qualquer hora, em qualquer lugar.

Sudz - e justamente no momento em que eu estou voltando a todo vapor.

Sudz - a única coisa que se tem a dizer realmente e....

Sudz -

Sudz - Por que essa vai ser a chance que eu não vou deixar passar.


Sudz - Neste domingo o povo vai ter um título entregue por mim

Sudz - neste domingo Zurique vai terminar com uma pintura no fundo de cada alma e rosto de todo o NWR Universe.

Sudz - a arena vai ser marcada por esse sinal.


Sudz aponta pra o outro lado do salão e câmera mostra uma grande mancha colorida em tons de vermelho mas conforme a câmera e suspensa por uma corda e mostra do angulo de cima a possível ver o grafite dizendo...




O vídeo se encerra.

-FIM-





Conteúdo patrocinado

Re: Prome Aqui!

Mensagem por Conteúdo patrocinado


    Data/hora atual: 22.09.17 14:06