Prome Aqui!

Compartilhe
avatar
★ Bé ★

Mensagens : 339
Pontos : 916
Reputação : 520
Data de inscrição : 08/07/2014
Idade : 22
Localização : Portugal

28

Mensagem por ★ Bé ★ em 05.09.17 15:34









 

 


Júnior "Jigglypuff" Ribeiro


Nwr/JiggyLindo.com


Um video se inicia em um local bem iluminado, estava deitado Jiggly na cama do hotel. Ele estava com as mãos atrás da cabeça e com as pernas cruzadas, ele parecia bem tranquilo vendo Tv, ele desliga ela com o comando, se ajeita um pouco e se coloca sentado na cama. Ele passava com a mão pela cara e depois ficava olhando para a câmara.





Jiggly: Fãs... As vezes são engraçados e tals. Mas eles sempre exageram em tanto... Não imaginam a quantidade de HashTag CholaMais que tenho recebido nas redes sociais.


Ele tirava seu gorro enquanto ria um pouco da situação.


Jiggly: Eu não estava a planear sequer gravar outro video, e deixar minhas ações falarem por mim. Mas como vocês são chatos não é? Todo o mundo ateimando com o mesmo pequeno desgraçado de novo. Mas não se preocupem, esse pequeno desgraçado é forte.


Jiggly: E então estou aqui para vos mostrar, Adam não me detonou. Mas sim a ele mesmo. Falar o quanto eu sou inferior a outros membros da minha familia, não vai fazer de Adam alguém. Está somente dando nas vistas. Porque tem muito para falar sobre a minha carreira.


Ele colocava o gorro em cima da mesa de cabeceira enquanto passava com as mãos pelo cabelo.


Jiggly: Tem muita merda que podem ir buscar no meu; Passado. E me tacar isso na cara. Eu não olho para o meu passado mas sim para o meu presente, para que possa ter um futuro. Adam, eu não tenho vergonha. Me diz, se você também não tem, porque usa uma mascara?


Jiggly: Precisamente por vergonha, porque Lady por exemplo usa por motivos de honrar sua familia, por mais tonto que seja, ela tem sua desculpa. Então e você? Porque acha que é Fashion? Sua roupa de Suicide te vai fazer parecer mais magro e atlético?


Jiggly: Você tem um motivo para usar mascara, e é porque assim você é imune a vergonha, pode se suicidar pode falar o que quiser, que sua imagem nunca será afectada. Pois não tem uma. Proclama não ter rosto, e seu rosto ser essa mascara, por exactamente esses motivos. Assim pode ser um merda ah vontade que não vai aver consequências!


Ele passava com a mão pelo pescoço enquanto movimentava um pouco a cabeça de forma meio irónica.


Jiggly: Tão engraçado quando fala sobre os outros. O quanto fala sobre o grande homem corajoso que é. Mas tem até medo de dar as caras. Não precisa de ser corajoso, mas sim minimamente intelegente. Obrigado por julgar a minha sherlock. Posso ser burro, mas nunca serei tanto quanto tu. Isso me faz sentir um burro feliz.


Ele levantava as palmas das mãos enquanto encolhia um pouco os ombros, ele depois olha para a câmara e volta a falar.


Jiggly: Respeito? Não estou aqui para te respeitar a ti nem a ninguém. Estou aqui para conquistar algo e trabalhar na minha carreira. Seu respeito não significa nada para mim. Ou para ninguém. Compreenda, eu não estou a ser arrogante, eu sou o campeão e você é o pretendente.


Jiggly: E enquanto eu for o campeão e você o pretendente, eu sou oficialmente melhor do que você, se realmente quer provar o contrario, então nos vemos em Moscou mesmo. Que bom que você é um vigilante. Tem realmente grande conhecimento sobre tudo não é mesmo?


Jiggly: Acha que saber de algo vai mudar o rumo de uma briga dentro do ringue? Saber se eu sou melhor ou pior que meu irmão vai mudar o nosso combate? Você é tolo se pensa isso Adam. Eu não preciso de ser melhor que o meu irmão. Eu preciso de ser melhor do que tu!


Ele toca com o dedo no peito enquanto se referia a ele mesmo.


Jiggly: Sim Adam, sempre existe um caminho a seguir. Sempre existe algo para caminhar. Você está seguindo qual caminho? Suicídio. Você quer morrer, por isso não liga de tentar algo que sabe que não consegue alcançar. Eu mesmo que tente seguir o meu, eu tenho em mente que eu vou conseguir isso.


Jiggly: Sua ignorância doi ao ver. Ter um objecto não me transmite grandeza, não me ia mudar em completamente nada no passado. Veja exemplos. Do Caio e Devon.


Jiggly: Eles tinham isso em mente. Que títulos e vitorias era tudo. Agora me responde, quanto sucesso têm eles hoje em dia? Eles falharam em seguir um bom caminho. Outras Opções como Bé e Valugi. São pessoas bem sucedidas, não porque foram campeões, mas sim porque seguiram um rumo.


Ele se levantava da cama, ele procurava algo na mesa e pegava o seu titulo.


Jiggly: Eu nunca precisei que Violetty me de-se esse cinto. Eu precisei que ela o fize-se significar algo. É uma regra de 24/7. Eu poderia ter conseguido ele a qualquer momento, quando não estava nas mãos da Vio, eu não tentei antes, porque não tinha toda aquela vontade de ser campeão.


Jiggly: Porque para ser campeão, eu quero ser um grande campeão. Para isso, precisamos de moral, de um começo, de apoio. Eu felizmente tive todo o apoio do mundo. Tanto da minha familia como dela. E esse apoio me fez forte me fez seguir em frente, porem dessa vez, sem combates ou rivalidades aleatorias.


Jiggly: Porque era esse o meu jeito, combates aleatorios, sem relevancia. Então eu precisava de mudar isso, e dar um jeito em mim. E eu estou mudando. Eu estou melhorando e evoluindo cada vez mais. Eu tive uma chance de ouro, uma chance que eu não vou jogar fora só por causa de um homenzinho como tu.


Ele colocava o cinto no seu ombro e continua a falar.


Jiggly: Eu sei que fui um perdedor. Eu fazia essa questão de não querer saber. É por isso que as coisas deveriam mudar. Eu não vou voltar a perder, dessa vez eu sempre vou focar no que importa.


Jiggly: Ganhar coisas e conquistar titulos. Ainda bem que sua opnião é essa. Pena eu não ter pedido por ela. Primeiramente eu cuido de minha vida. E depois, essa é a sua opnião? É a opnião corrente, que qualquer pessoa pode dar. É a opnião que qualquer um daria.


Jiggly: Eu preciso de algo mais profundo, não de um "Ah, deveria ganhar combates". Mas isso é a coisa mais óbvia do mundo, me impressiona como tu julga que eu não sei disso. Porque é claro que eu sei. Isso vai aumentar recordes, defesas, vitorias, numeros... Não vai fazer de ti bom.


Ele falava com alguma convicção enquanto ele voltava para perto da cama.


Jiggly: Claro que só está aqui por competição física. Está na cara. Ou naquela que tu finge ser uma. Está pouco se fodendo para a sua carreira? Adivinha, eu também estou pouco me fodendo para a sua carreira. Também não tou nem ai se tu tem ou não uma.


Jiggly: Me chama de egoísta ou o que quiser. Mas eu tenho finalmente que olhar por mim. Você deveria fazer o mesmo. Você é infeliz, porque você faz de sua vida infeliz. Porque você luta apenas como proclama, por competição fisica. Não luta por felicidade, ou bem esta, ou porra nenhuma.


Jiggly: Luta por apenas para que? Se divertir? Usar de seu corpo para bater em pessoas? Isso vai te levar onde? Não se trata de tentarem te compreender Adam, trata-se que não tem logica. Isso não é um desporto, é um estilo de vida. Se você só quer bater deveria treinar outra modalidade.


Ele se ajeitava um pouco enquanto ficava sentado na cama.


Jiggly: Estamos na Nwr. Temos que actuar como SuperStars, nós somos pagos para sermos grandes. É isso que se deve seguir, você não quer ser grande, nós temos parecenças. Mas felizmente eu não sou como tu. Eu quero ser grandioso claro. Por isso eu quero seguir algo que me leve a isso.


Jiggly: Se não resultar, Bés sempre têm um plano B.


Ele tocava no cinto com o dedo.


Jiggly: Eu realmente crio o meu próprio caminho. Ninguém vai lutar por esse titulo por mim. Ninguém vai surgir no nosso combate para facilitar uma vitoria em ti. Ninguém vai defender esse titulo por mim. Eu procurei uma facção, não alguém para me carregar nas costas.


Jiggly: Eu procurei apoio, não alguém que faça por mim. Eu não te rebaixei Adam. TU vem a fazer isso a CADA, video, de merda, que tu, tem feito!


Jiggly: Você se rebaixa a si mesmo e isso me mete nojo. Se você é grande lute e acredite que você é grande, não no sentido literal. Se você é realmente tão bom não vai ser manosprezando sua propria vida que vai conseguir mostrar isso ao mundo.


Ele colocava gentilmente o cinto ao lado dele enquanto falava.


Jiggly: Você fala o quanto você é distorcido, admite que tem problemas psicologicos, esconde a sua propria identidade, não se considera nem ser humano ou nada. Compreenda Adam. Eu debatendo contigo não preciso sequer te xingar ou te tentar rebaixar. Apenas concordar com o que tu fala em promocionais corrente!


Jiggly: Porque raios iria eu combater ela? Se eu tive-se pedido o cinto ela me dava. Que se importa se ela é ou não melhor do que eu? Quem quer saber? Ela é minha amiga, minha aliada. Porque iria surgir vontade em mim para combater ela?


Jiggly: Você é desse jeito. Você se tive-se um aliado iria querer bater nele. Se você estive-se perto de alguém iria machucar esse alguém e não só de modo fisico. Eu não funciono assim. Ela deixou de ser campeã, agora eu sou o campeão isso é o que importa. Ela deixou o cinto comigo de bom grado.


Ele dava algumas palmadas no titulo que tinha em cima da cama.


Jiggly: Você tem razão quando falou que eu perdi de um jeito tosco para Lady, foi exatamente desse jeito que eu perdi. De um jeito tosco. Eu estava em pé durante um Last Man Standing, e ai o arbitro corrupto mandou parar o combate de qualquer dos jeitos. Essa é a derrota no qual falou? Bravo, foi uma derrota maravilhosa.


Jiggly: Você nunca será campeão. A empresa só quer fazer de ti campeão, para tirar os titulos dos seus actuais portadores. Você nunca será um bom campeão. É libre para vir aqui tirar este titulo de mim o quanto quiser, eu vou reaver ele, e podemos trocar até uma guerra infinita.


Jiggly: Eu não sou covarde. Você me atacou como um. Durante um segmento onde eu estive lessionado. Esperava o que? Que eu fosse deixar isso para lá? Claro que não, se você me fizer mal eu mais tarde ou mais cedo volto para ter alguma vingança.


Ele ficava falando calmamente e olhando para a câmara.


Jiggly: Você fala de modo bem basico. Se eu não te conseguir deitar a baixo vai quebrar minha cara? Será que vamos continuar debatendo logicas tão simples? Mas é só entender. Se eu não te socar tu vai me socar a mim. Se eu não te deitar ao chão eventualmente eu vou cair.


Jiggly: Afinal é assim que funciona uma luta. Se você enfrentar Kevin e ficar frente a frente com ele, e não o agredir... Kevin te vai agredir a ti! Se você não o deitar abaixo, ele vai te deitar a ti a baixo. Então boa sorte tentando quebrar a minha cara, mas se lembre que eu serei mais rapido.


Jiggly: Você é um Powerhouse? Foda-se. Eu sou um Brawler. E dai?


Ele fechava os punhos e batia um pouco com eles um no outro.


Jiggly: O que faz você ganhar é o seu talento, não o seu estilo de luta. Eu não tratei minha jovem Violeta como uma mercenária. Eu não lhe dei nada em troca. Eu não pedi nada. Apenas agradeço pelo seu gentil gesto. E isso é um grande motivo para não deixar ela ficar mal.


Jiggly: Você, o tão grande e importante vigilante. Sabe que eu nunca defendi um titulo. Mas é engraçado falar isso, pois eu nunca te vi defendendo um também. Eu lutei contra grandes nomes no passado, e não defendi o titulo principal porque a gerência na altura ferrou comigo. Tanto no titulo mundial como esse aqui. Que voltou para mim após longos dois anos.


Ele pegou no cinto e colocou em cima do seu colo ele fica apreciando o objecto.


Jiggly: Outro nome, ou aspecto, ele está lindo. E renovado.


Jiggly: Claro que eu vejo seus videos, eu vejo toda a merda que é postada no site. Até esse ultimo do King. Qualquer pessoa que se preocupa com carreira, com redes sociais, com essas coisas vê ou ouve falar. Eu posso andar na rua e receber um telefonema de alguém falando;


Jiggly: "E ai, viu o video do Adam? O mano te alfinetou forte, melhor ir checar". E lá vou eu fazer a minha responsabilidade que é aturar suas palavras.


Ele prendia o cinto na cintura, ele passava com as mãos por ele e deu uma leve palmada.


Jiggly: Adam, tem uma diferença sobre aquilo que procuramos. Eu VOU encontrar o meu lugar na Nwr. Você nunca VAI manter ordem. Isso sempre será um caos, você vai ter que aprender a viver nele. Especialmente porque eu vou causar caos na tua desordem. Por pura diversão.


Jiggly: Engraçado quando eu te ouvi falar na minha familia. Você não compreende, que não é o unico merda que pisa no ringue. Mas é tão merda que se esconde atrás de uma roupa e esconde sua cara? Você é o unico que se xinga, e não faz por melhorar.


Jiggly: O pessoal não tem dó de atacar o preferidinho dos Bés. O pessoal só não gasta o seu tempo nisso porque é em vão. Se atacarem, eu vou revidar. E quem ficaria querendo vir aqui debater comigo eternamente estes topicos? Provavelmente só tu porque não tem mais o que fazer da vida.


Ele acenava que não com a cabeça, e se chegava mais para cima da cama para perto das almofadas.


Jiggly: Verdades. Verdades que eu nunca neguei. Bé é sim alguém que eu nunca serei, ou tu ou outro qualquer. Bé é alguém que nunca ninguém será. O facto de gostar ou não fazer isso não vai fazer dele pior. Ele mesmo não gostando e se calhar estando no card meio contra a vontade, ele tem mais potencial que a gente dois juntos.


Jiggly: Talvez se ele tive-se no lugar de um de nós as coisas até ficariam elevadas a um nivel bem mais alto. Porque ele é sim melhor do que eu. E melhor do que tu. Ele não carregou o meu fardo. Bé é o nome dele. Não o meu. Eu não escolhi ser um Bé, ao contrario do meu tio.


Jiggly: Eu não vou lutar pelo que ele lutou. Para honrar o nome de Bé. Eu quero parar, pensar um pouco, e honrar o meu nome. Júnior Ribeiro. Ele fez suas escolhas, ele foi admirado, ele foi julgado, e ele acabou sendo o bom e velho Bode que todos adoram por todo o seu carisma e destreza.


Jiggly: Carisma e destreza, que tu não tens e infelizmente não queres ter...


Ele suspirava um pouco ao de leve.


Jiggly: Não, eu não estou mais perdido. Tudo o que eu lutei até agora tem sido praticamente sozinho. Meu irmão me deu apoio, e eu lhe sou agradecido. Qual o seu problema nisso tudo? Porque sequer se importa em se meter na minha relação com o meu proprio irmão? Você nem sequer conhece ele. Você reclama de eu não querer te compreender... Bem, você defenitivamente não vai compreender ele.


Jiggly: Eu não estou tentando me adaptar a nada. Eu estou caminhando tentando entender para onde eu QUERO ir. Sabe para onde eu quero ir? Claro que não sabe, eu te explico, eu quero ir para a frente. Agora tu? Só demonstra que quer ir pro caralho ou coisa do tipo.


Jiggly: O mundo é duro e cruel? Bem, então eu creio que já estou adaptado. Mesmo se o foco fosse esse, veja só, eu estou de boa no meu mundo.


Ele levantava os braços para os lados enquanto movimentava um pouco a cabeça para trás, depois ele volta a falar.


Jiggly: Você não sabe nada sobre mim ou o meu irmão, ou da Violetty. Cada um gosta de quem gosta e cada um deve ser feliz como achar que é feliz. Eu não estou chateado com o meu irmão, ele provavelmente sabe disso. Eu nem sequer o vi desque eu voltei, assim que eu coloquei os pés aqui ele sumiu pro merchandinse.


Jiggly: Como posso eu renegar alguém que nem está aqui? Bem, talvez você tenha ciumes no fundo disso tudo. Porque Stryker não deve ser chamado para estas conversas. Você tem ciumes de eu ter um irmão, alguém que mesmo sendo louco se preocupa comigo. Você tem irmãos? Acho que não né.


Jiggly: Você quer saber como me faz sentir sabendo que meu irmão é melhor do que eu? Eu te explico o que isso me faz sentir.


Jiggly: Orgulhoso.


Ele falava a palavra num tom um pouco alto e com uma voz diferenciada.


Jiggly: Esse é o sentimento perante ele. Agora sobre meu pai? Grande observador realmente ficou assistindo estes episódios até desda idade da pedra. Meu pai foi assassinado por Denner. Ele não resistiu a seus ferimentos. Meu pai sempre me adorou, antes da morte dele, tudo era normal.


Jiggly: Eu nasci, eu cresci, e eu tive até aos meus 20 anos... O melhor pai do mundo. Você está certo. Ele cuidou de mim, ele tomou conta de mim. Eu aprendi tanta coisa com ele. Eu sinto falta dele. Eu dava tudo só para o poder abraçar uma vez mais, de poder lhe dizer o quanto eu o adorava.


Jiggly: Ele foi mais que meu pai, foi meu mentor, meu professor. Nós lutavamos na Fsa e na insane, lado a lado. Nós aguentavamos estas situações e esta merda, juntos. E nós prevalecemos juntos. Ele era o meu pilar. O meu próprio herói. Um homem forte, tão importante para mim, que quando ele caiu. Eu cai junto.


Ele passava com a mão pela cara esfregando ela com um ar meio comovido.


Jiggly: Meu tio foi mais forte. Ele conseguiu fazer algo pelo seu irmão. Adoptou o nome dele, e lutou para honrar a familia. Enquanto isso você estava certo. Eu não tinha ninguém mais para me guiar. Meu pai não teria vergonha de mim. Porque se ele estive-se aqui ele estava me ajudando.


Jiggly: Se ele estive-se aqui, se calhar nem teria sido Violetty que me tive-se entregado esse cinto. Se ele estive-se aqui, ele iria pisotear sua cara para me proteger, e eu realmente não tinha que fazer nada, e eu realmente iria fazer o meu papel de criança e ficar assistindo.


Ele colocava as mãos em cima da cama enquanto continuava a falar.


Jiggly: Mas infelizmente ele não está mais aqui. E quando uma pessoa que se despreza a si propria surge. Eu me lembro, o quanto insignificante essa pessoa é. E o quanto grande essa pessoa poderia ser. Você talvez seja um desses casos.


Jiggly: Eu não estou querendo participar da legião para seguir ordens. Eu estou procurando apoio da Legião, apoio que minha familia não está dando tão bem. Apoio para a minha carreira, especialmente, como você mesmo disse, se eu realmente sou uma vergonha para minha familia, algo deveria mudar não é?


Ele levantava uma mão para a câmara apontando para ela enquanto questionava. Ele depois abaixa e continua a falar.


Jiggly: Claro que a Legião não vai fazer de mim um homem. Tenho ainda muito que provar. E que sou um homem capaz de permanecer nela. Legião não é uma escolinha onde você entra merda e sai decente. É um grupo de pessoas que se unem com um intuitivo.


Jiggly: Eu se quise-se seguir ordens eu estaria trabalhando como garçon ou coisa do tipo. E eu não vou desistir de minhas ideias ou aspirações. Mas enfim, já que estou falando no topico da legião, eu agredeço a Valugi por se dar ao trabalho de desenvolver um video justamente para mim.


Ele voltava a segurar no cinto, mostrando um sorriso bem honesto.


Jiggly: Você tem razão. Eu não iria querer a nossa linda Violeta incomodada por eu ser fraco, você irá ver o enorme esforço que eu vou fazer, para me mostrar digno a ti, a ela. E aos deuses. Esse cinto está em minha pose, se este é o teu interesse, então não se preocupe, ele vai continuar bem aqui.


Jiggly: Traga quem quiser Valugi. Eu dou conta de qualquer um. Se me derrotarem, eu assumirei a minha derrota. Mas acredita no que estou a dizer. Você está olhando para uma pessoa diferente. Está a olhar para um guerreiro. Você tem visto que tem acontecido comigo né?


Jiggly: Passei por toda essas merdas e continuo aqui e firme. Vou me manter assim antes e depois dos seus desafios. E de outros que se colocarem em meu caminho. Eu estou confiante em mim mesmo e nas minhas capacidades.


Ele colocava o cinto no ombro parecia realmente feliz ao mexer naquele objecto, ele sorri um poco para o cinto e toca nele com o dedo.


Jiggly: Isso ai vai ficar comigo. Independentemente do que aconteça o foco é manter isso. Se o teste realmente for manter ele, então é um teste que será a meu favor.


Jiggly: Você me convenceu. Realmente são uma familia. Uma familia no qual eu gostaria de fazer parte. Compreendo sua insegurança sobre pessoas novas. Afinal, para que uma grande aquisição se isso ariscar o bem estar delas? Você realmente se comporta como um bom pai.


Jiggly: Sobre o facto de ter ficado com outra pessoa, bem... Eu já fiquei com muitas outras pessoas que não são ela.


Ele ficava rindo um poco enquanto movia a cabeça para o lado, estava falando num tom de brincadeira.


Jiggly: Mas a verdade é que eu err. Não me consigo aproximar de outra mesmo que eu queira, essa é a minha triste verdade.


Ele ficava colocando a mão na cabeça claramente estava um pouco envergonhado.


Jiggly: Mas poxa, isso não é relevante e eu quero focar no proprio grupo, por isso essas conversas sobre o facto de eu ser apaixonado por sua bruxinha, ou coisa do tipo, tem que parar.


Jiggly: Tem razão, talvez insinuar que elas sejam como familia seja exagerado, para mim eu garanto que são, eu sei aquilo que eu sinto. Mas como disse, o bem estar de todos conta. Especialmente o seu.


Jiggly: Sobre o Bé, eu não sei muitos detalhes do que o porque que saiu. Não só espero, como posso fazer aqui um apelo para que ele faça mais um video. Porque surgiu no card com o Sudz, né. Algo de errado nesse bode não está certo. Talvez ele se dê ao trabalho de explicar algo, talvez não dê.


Ele mostrava um ar um tanto quanto confuso.


Jiggly: Tal como elas, eu não tenho grande contacto com o meu tio. Mas não foi por isso que ele deixou de ser da minha familia... Mas enfim. Até mais.


Promo se encerra.




 


 



★ Have faith in yourself. ★
avatar
Lady of wrestling

Mensagens : 71
Pontos : 80
Reputação : 11
Data de inscrição : 19/02/2017

Re: Prome Aqui!

Mensagem por Lady of wrestling em 06.09.17 5:12

A Vinheta do programa Lady show entra como normalmente

- Olá a todos que acompanham o programa, faz tempo que não gravava um Lady Show, e dessa vez o motivo é bem claro, vocês viram quem eu e Jojo vamos enfrentar no Main Event? A temida Legião, só de falar tem um monte de lutador aqui que sai correndo, e eu já falei sobre eles, e para mim simplesmente representa o mal aqui dentro, claro que eu sei que sempre teremos pessoas de índoles duvidosas nesse tipo de ramo, mas a Legião é diferente, eles a tratam como uma religião que atrai seguidores em todo o mundo, e a NWR está dando esse holofote para eles espalharem essa ideologia doente, por isso que disse que sempre seria uma resistência para isso.

Ela falava com determinação de que sabia o que estava expressando

- Eu vi a Violetty e o Valugi, falando um monte de coisas sobre mim, muito do que eles falaram já tinha ouvido de Narkissa na nossa intensa rivalidade, e no final quem estava certo era Bé, eu não mudei, muito menos Narkissa, eu nem quero saber dos deuses que a Legião e as Gardeas seguem, porque só a ideia disso já me incomoda, o que eles representam é o que bastam, mas entendo que a Jojo queira entrar nessa área, eu não sou uma Anja minha amiga, mas posso ser uma guerreira que vai enfrentar esse mal, e se nos derrubarem, nos levantaremos de novo, diferente deles o que nos somos é que real, por isso que se identificam com a gente, nos erramos, nos perdemos, nos vencemos, nos somos humanas, não seres tirados do conto da Cripta, chega de Bruxas, ceifadores e Succubus, chega das mesmas ameaças. chega de subestimar a inteligência do nosso público, chega de Legião.

A luchadora falava inclusive com um tom de raiva na voz

- Eu estou gostando de ver que eles estão subestimando a gente, nesses momentos e que geralmente eles caem da cadeira, inclusive aconteceu comigo recentemente, quando subestimei a força de Megan, mas lembro que Narkissa me subestimou no começo, King Armstrong me subestimou quando segurava o título Intercontinental, e olha o que aconteceu, em todos esses casos quem foi subestimado acabou perdendo, então entrem com salto alto, o bom é que sua queda vai ser cada vez maior, quanto maior a altura, maior será a queda e realmente eu acredito no fim da Legião, pode ser não ser agora, mas será em breve.

Aparecia uma imagem com os membros do grupo

- Vamos lá Violetty diz que é parte da família dela, mas eu já percebi que ela se apega muito fácil com as pessoas, quantas pessoas ela já se apegou e abandonaram ela não é? A irmã dela parece ser o contrário super desconfiada e enjoa fácil das pessoas, será que ela não enjoará da Legião? Ou mesmo não desconfiará de mais do seu líder, no caso Valugi Angelripper, uma mente brilhante para o mal, que descarta facilmente qualquer coisa por uma melhor jogada, realmente essa Legião, tem tudo para mais cedo ou mais tarde terminar por causa dos seus próprios membros, talvez nem seja uma força adversária que acabe com eles, mas eles próprios, tirando Megan tem certo conhecimento sobre esse grupo e me parece que o fim pode está mais próximo do que possamos pensar, sabe e normal quando chegam no topo ter uma queda, veremos atualmente a Legião tem os 3 principais títulos, e se a Bruxa não tivesse dado o cursed dela para o Jigglypuff, eles teriam todos os 4 títulos, enfim a Legião surgiu e no primeiro PPV, já conseguiram praticamente dominar a federação, mas agora a tendência e a queda e quem sabe no próximo show, pode ser o começo dessa queda? Ou no PPV, pouco importa, o que importa que o futuro da Legião vai ser a mesma coisa que seu passado, vai crescer, dominar e depois cairá e ficará somente como uma grande stable que caiu 2 vezes por problemas internos.

A vinheta do programa encerra o vídeo de Lady
avatar
King

Mensagens : 86
Pontos : 94
Reputação : 12
Data de inscrição : 12/01/2017

PROMO #81 - FUCK YOU MOSCOU AND KATRINA

Mensagem por King em 06.09.17 17:21

VÍDEO POSTADO EM NWR.COM/ KING

Surge a imagem de King em pé, na sacada de um quarto, o irlandês está vestindo uma camiseta regata preta e calça de moletom da mesma cor, a câmera está posicionada de lado, focalizando o lado direito do irlandês. King olha para a câmera, puxa uma cadeira de madeira, senta-se nela e diz:

- Katrina, quem é você para falar qualquer coisa ao meu respeito? Não passa de uma piranha mimada, atrás de uma mesa de escritório, achando que pode dar ordens para todos, se enganou ao meu respeito completamente porque não pode me controlar! E que conversa infantil que você proferiu ao dizer que estou enchendo o saco? Passei em silencio por duas semanas, aproveitando o recesso da NWR, e me vem com estes insultos? Simplesmente desnecessário este teu falatório, bastava marcar a luta e ponto final, mas precisava demonstra que tinha algum tipo de moral...ridícula. Covarde perdido, mas sou Triple Crown Champion, bitch! E não precisei lamber as botas do Carter para isso, foi por MERECIMENTO! Aliás, quem é você na história do Pro Wrestling?

O irlandês faz uma pausa, aponta o dedo indicador médio da mão direita para a câmera e diz em alto e bom tom:

- Nada!

King inclina o corpo para frente, solta o cabelo que estava amarrado com a mão esquerda e fala calmamente:


- E se acha ruim a qualidade cinematográfica dos meus vídeos, posts e etc., incluindo minha adorável bipolaridade: não se importe! Deixe que os fãs me julguem e ponto final. Sobre a questão de salário, nunca precisei ser bajulado por causa dele, dinheiro é apenas um papel na mão dos tolos, você é um exemplo vivo disso. Ao menos me agradeça, porque não fui desleal com o Kevin e não o espanquei na noite de hoje, então ponha teu rabo atrás da mesa e faça algo que preste em relação a tua existência e função que possui na NWR, porque quem entra no ringue por esta companhia sou eu e não você. E que conversa retardada esta de títulos, está me vendo mendigar por algum? Eu já tenho o que preciso, não vou ficar implorando, puxando saco ou lamentando a ausência de um cinturão no meu ombro, você é semelhante a outros do passado que achavam que podiam me controlar ou compreender, porém, no final não passaram de meros coadjuvantes da grande fábrica de ilusões que é o Pro Wrestling. Eu já coloquei minha carreira em jogo, não quis, então dobre tua boca imundo ao pronunciar meu nome. Medo? Medo eu tenho da morte, mas como sei que ninguém por aqui tem a capacidade de me matar, esta palavra não faz parte do meu vocabulário. Eu não dou a mínima para você, eu não respeito você e que meu ódio se prolifere dentro de teu corpo, fazendo-o apodrecer por dentro e lentamente. E da próxima vez que você se achar suficiente para me desrespeitar, eu vou preparar o contrato da nossa luta, com meus advgados e daí quero ver se tua caneta Bic vai poder salvá-la da quantidade de murros, socos, pontapés e violência gratuita que proporcionarei; como você não representa as mulheres ao redor do mundo, não considere isso como assédio, ameaça, covardia ou desrespeito as mulheres, apenas uma certeza contra alguém podre, fétida, falastrona e egoísta como a senhora. Com ou sem cinturão, eu permaneço CAMPEÃO e nenhum ser vivo pode dizer o contrário.

- Colocar uma “criança” para lutar contra mim foi um menosprezo à NWR e não a minha pessoa, enfim, agora quero falar do que realmente interessa:


King se ajeita na cadeira, colocando suas costas eretas no encosto, olhando seriamente para a câmera e falando calmamente:

- Violetty, não vou entrar no ringue para aplicar golpes, vou entrar para brigar, pode ficar tranquila que minha motivação não está no teu cinturão, apenas em machucá-la o máximo que eu puder, nada além disso. Já sei que vai dar o melhor de si, que vai me xingar, que serei sacrifício para seus deuses, sacrifício para Legião, ou nem sei se os teus deuses vão me querer, irá me derrotar e todo este discurso que tenho escutado nos últimos 6 meses, então vamos pular o óbvio e vamos simplesmente derramar sangue, criar novos hematomas e quem sabe quebrar alguns ossos para entretenimento dos fãs; simples assim! Fui claro? Caso não tenha sido, faço questão de esclarecer este problema de comunicação contigo em breve. E parabéns Legião pelo belíssimo Main Event, só que não! Graças ao heroísmo demonstrado por Jojo e Lady, vocês tiveram uma luta, pena que as trevas prevalecem na NWR e as heroínas foram derrubadas, porém permanecem vivas para novos desafios contra o império do mal.

- Aos meus fãs, King Armstrong permanece intacto, imortal, bipolar e disposto a uma nova caminhada, primeiro degrau: Violetty Gardea e quem sabe chutar o traseiro de uma tola que me interrompeu na noite de hoje? Aguardem novas possibilidades vindas deste que vos fala, até breve.

King levanta-se e desliga a câmera.
avatar
King

Mensagens : 86
Pontos : 94
Reputação : 12
Data de inscrição : 12/01/2017

PROMO #82 - VOIGH E SEUS EMPREGADOS, MENOS EU

Mensagem por King em 06.09.17 23:10

TEXTO PUBLICADO EM NWR.COM/KING [u]

Voigh, que maravilha, resolveu agir como seu caráter insignificante predomina e vai me dar duas semanas de aquecimento, antes de pisar em seu pescoço em nossa luta; parabéns! Mesmo sendo pisoteado, provavelmente em razão de ter múltiplos adversários de qualidade ao mesmo tempo, eu vou enfrentar você de uma maneira ou de outra NO MERCY. Eu disse enfrentar e não lutar, mas só para mostrar que teu rabo gordo e fétido é compatível com aquilo que repousa dentro do teu crânio: o cérebro. Acha que estou com medo deste Handicap Match? Mero engano de tua parte, para ser bem sincero estou excitado e não vejo a hora de batalhar os melhores demônios que governam a NWR. Quero saber quem será o ser petulante que irá me chamar de covarde agora? Na história da NWR, já ocorreu uma luta assim de cinco contra um bipolar? Podem por meu nome na história permanente da NWR! (Risos)

Deixo bem claro a você, que mesmo lesionado eu não estarei morto e um irlandês não foge de uma boa briga, mesmo você sendo mais insignificante do que a bosta de um cavalo real britânico; eu vou atrás de você custe o que custar e no NO MERCY terei minha VINGANÇA!
Valugi Barros, Megan Andrews, Violetty e Narkissa Gardea (excluo o Draven porque ele é apenas um fantasma alegórico e mesmo que apareça, não será nenhuma novidade), terão o prazer de me fatiar em longos pedaços, derramar um pouco do meu sangue naquele ringue e me proporcionar minutos de pleno êxtase, por favor, me machuquem com vontade, pensem em mim como um aquecimento para o próximo PPV. Coloquem em seus golpes toda raiva, ódio, luxúria, indignação, frustração e demais sentimentos nocivos a raça humana. Eu estarei naquele ringue de peito aberto para ter o prazer de receber novos hematomas no meu corpo, espero ao menos machucar um de vocês para compensar os minutos de vida que perderei nos braços de vocês.

=)

Terão um gigante de 2 metros de altura sedento por uma briga, não uma mera luta ou entretenimento e sim uma arte genocida. As possibilidades de vitória a favor da Legião são de praticamente cem por cento, porém, eu não vou me dar por vencido na noite em que nos enfrentaremos, pelo contrário, independente de que maneira meu corpo estará após o término deste massacre, eu me vangloriarei pelo feito de sobreviver a esta orgia diabólica. E aos meus fãs, saibam que estarei pronto para aniquilar, trucidar e humilhar a senhora Voigh. Acha que vou me esquecer de ti, NUNCA. Este Main Event no próximo show não é uma luta entre EU e VOCÊ e sim um baile de sangue, dor e ódio para teu deleite, não conta para nada (salvo massagear teu ego).

Gostei da tua ação de usar o poder contra mim, mas como dizem:

VOCÊ COLOCOU O PÉ NO PESCOÇO DE UM TIGRE, EM ALGUM MOMENTO O TIGRE VAI TE MATAR.

Aproveite teu mísero deleite em minha desgraça, pode confirmar meu HANDICAP SATANIC MATCH contra a Legião no dia 13 (que data mais conveniente, seria coincidência?), porém, o filho da puta aqui vai caçar você até a última consequência, parabéns, Voigh, você ganhou o passaporte vip para o trem fantasma, mas não sairá ilesa dele; abraços da ovelha negra da NWR.

Ps: faça promoção do preço da pipoca, refrigerante e bebidas alcóolicas porque a cidade de Bufallo verá um irlandês sangrar e sorrir no Main Event.
avatar
★ Bé ★

Mensagens : 339
Pontos : 916
Reputação : 520
Data de inscrição : 08/07/2014
Idade : 22
Localização : Portugal

127

Mensagem por ★ Bé ★ em 07.09.17 0:57










 

 


Durante o show ForVictory 27 - Combate Breaking X Vs Jobber Team


Sudz fazia a contagem em Robeer, Bé fazia em Giver e assim o juiz contou até três dando a vitória a Bé e Sudz, os dois comemoram dentro do ringue enquanto a crowd ovaciona ambos os lutadores. Com Bé e Sudz comemorando no ringue a transmissão vai para o comercial.


         


*Texto mais tarde postado no site*


Eu subia em um canto, colocava meus pés em cima das cordas do meio e ficava apoiado. Eu olhava a meu redor, vendo e apreciando toda a plateia do ForVictory. Já era o 27º show mas o povo me gritava igual como no primeiro, eu levantava meus braços para cima com meus dedos apontando para o céu. Eu via toda a crowd Russa gritando por mim e por "Béletty", gritando o meu nome e do meu parceiro. Eu tinha esquecido o quão bom era sentir milhares de pessoas gritando e me apoiando. Porem infelizmente era algo que ainda me era indiferente... Eu lentamente baixei meus braços e olhei para trás.


Eu via Sudz fazendo também alguns taunts em um canto. Eu olhava uma vez mais para a plateia. Eu me sentia ovacionado, porem não estava tão tranquilo quanto a isso. Afinal, onde estavam meus fãs quando eu precisei? Me renegaram por estar associado as Gardeas. Onde estavam meus fãs quando Violetty com um ato nobre me salvou na Elemination Chamber? Onde estavam meus fãs quando eu rivalizei com Devon? Onde estavam meus fãs no Clash? Quando eu mais queria eles, eles... Me rejeitaram pelo simples facto de eu ter mudado.


Me volto a colocar no chão. E eu fico apoiado nas cordas olhando pela plateia. Eu sinto que nunca mais conseguiria ser o mesmo do passado naquele ringue, mesmo que Sudz tenta-se isso. E eu conheço ele, enquanto não se lesionar ele vai ficar me arrastando com ele para aquilo que ele acreditar ser um bom caminho. Claro que eu dei uma chance para ele. É o meu melhor amigo. Alias, meu único amigo. Eu sei o que ele quer, e eu o compreendo. Mas infelizmente, ele não me compreende a mim. Porque nem eu próprio me compreendo mais. E isso não vai dar certo.


*Fim do texto postado*


Bé ainda apoiado nas cordas, vai caindo lentamente para o chão e rola para fora do ringue. Ele é seguido por Sudz que vem cumprimentando alguns fãs pelo caminho, ele o segue até a rampa, Sudz coloca a mão no ombro dele e fala.


Sudz: Então Bé, como se está sentindo?


Filipe Bé: A mesma coisa Sudz, porque eu estou aqui sequer?


Sudz: Você aceitou combater comigo. E como assim a mesma coisa? A gente venceu.


Filipe Bé: A gente não venceu nada.


Sudz: Veja, os fãs todos gritando por nós.


Filipe Bé: E depois?


Bé levantava os braços enquanto fazia a questão.


Sudz: Não é essa a intenção?


Filipe Bé: É a sua intenção, não a minha. O que está procurando?


Sudz: Gloria.


Filipe Bé: Nenhum grito de nenhum fã te vai trazer isso, Sudz.


Sudz: É, e agora vai me deixar aqui plantado?


Bé caminhava um pouco de costas e fazia o Taunt do "Suck It" para Sudz, que ri com o gesto. Bé se retira da arena deixando Sudz ainda lá no topo da rampa.


----------------------------------------------------------------------------------------------------


Bé se dirige para perto dos backstages, foi quando ele viu Narkissa Gardea ali cerca, ela estava aquecendo e fazendo alguns alongamentos mesmo com o seu vestido, afinal ela teria um combate pela frente contra um oponente surpresa. Bé se mostra um pouco pensativo e não muito confiante porem se aproxima.





Ele fica em frente de Narkissa, ela repara na presença dele e fica olhando também para ele, ela fala.


Narkissa: Se procura minha irmã ela está lá atrás no balneário.


Ele não falava nada, apenas lentamente colocou as mãos no rosto dela, Bé puxou lhe o rosto um pouco para baixo e lhe deu um pequeno beijinho na testa, ele após isso abraçava Narkissa mostrando algum afecto e carinho.


----------------------------------------------------------------------------------------------------


Bé continuava a caminhar pelos backstages ele parecia um pouco perdido no local, sem saber onde seria o balneario dela. Dificilmente se via Bé tão perdido daquele jeito, ele passa com as mãos no rosto enquanto ele se encosta na parede, ele lentamente deslizava até ao chão e ficava sentado, foi quando uma sombra surgiu e Bé olhava para uma pessoa a sua frente, ele olhava e via o mascarado.





Adam: Vejam só, que temos nós aqui? Um pequeno bode perdido.


Filipe Bé: Me deixa em paz.


Adam: Você realmente parece em baixo.


Filipe Bé: O que quer de mim?


Adam: Sabe, você é um homem difícil de encontrar. Apenas talvez falar um pouco com um verdadeiro campeão.


Filipe Bé: Eu não tenho nada para falar.


Adam: Quanta arrogância?


Filipe Bé: Sim. Deveria te tratar bem por querer guerras com as pessoas que eu amo?


Adam: Seu sobrinho... Aquele desgraçado é irritante sabe?


Filipe Bé: Sim... Jiggly me faz lembrar o pai dele.


Adam: Sendo um completo idiota?


Filipe Bé: Nesse sentido eu acho que sou mais parecido.


Adam: Você não é como eles.


Filipe Bé: Eu sou pior.


Bé abraçava as pernas enquanto continuava sentado, Adam parece suspirar um pouco, ele se senta ao lado de Bé.


Adam: Você venceu. Você voltou a ser ovacionado pela plateia. Porque continua assim?


Filipe Bé: Eu abandonei minha sereia. Eu machuquei ela. E agora... Ela já não gosta tanto de mim.


Adam: Só pra ter a certeza... Estamos a falar da Violetty né?


Bé olha de lado para Adam.


Adam: Certo. Bem, me explica, porque a abandonas-te?


Filipe Bé: Eu... Eu não sei.


Adam: Porque você saiu da Nwr?


Filipe Bé: Eu não sei direito. Eu estava confuso. Pensei que passar dias fora iria me fazer ficar bom. No entando se passou um mês inteiro, e eu ainda não tinha encontrado a resposta para as minhas perguntas.


Adam: Qual as suas perguntas?


Filipe Bé: Agora que eu sou declarado o melhor campeão da historia da Nwr... Eu não tenho nada a fazer. Eu perdi o sentido da minha vida.


Adam: Viver é isso. Umas vezes tu está bem. Outras vezes tu está fodido. Mas o que conta é levantar sempre e voltar a ficar bem. Você sim, é um guerreiro, o mundo precisou de ter ficado sem ti para ver a quanta falta tu fazias.


Filipe Bé: Isso é irrelevante agora. Eu não quero saber mais dos fãs.


Adam: Então está na hora de pensar um pouco em si próprio?


Filipe Bé: Para que. Para eu acabar desapontando mais alguém?


Adam: Você tem mais alguém para desapontar não é?


Filipe Bé: Sabe... Você não está me ajudando.


Adam ri um pouco, era raro ver ele rindo.


Adam: Quem falou que eu queria ajudar?


Filipe Bé: Pensei que quise-se tentar dar alguma resposta para mim.


Adam: Não tenho uma. Sudz não tem. Ninguém tem uma resposta para te dar. Tu mesmo precisas de compreender o que queres fazer. Eu posso te dizer o sentido da minha vida, mas isso seria só o meu. Você precisa de encontrar o seu, como cada pessoa precisa do seu.


Filipe Bé: Tá. Isso é um bom conselho. Eu acho.


Adam: Não é um conselho, é uma afirmação. Se ficar e recuperar, lembre-se de um dia pisar em um ringue comigo. Iria adorar competição de verdade.


Adam deu um leve soco no ombro dele o fazendo movimentar o corpo. A intenção era ser algo amigável mesmo machucando Bé. Adam se levantou e seguiu embora, enquanto Bé ficou ainda no chão um pouco pensativo.


Promo se encerra.

 


 



★ Have faith in yourself. ★
avatar
✡ MadameZombie ✡
Admin
Admin

Mensagens : 180
Pontos : 524
Reputação : 324
Data de inscrição : 31/12/2016
Idade : 21
Localização : Salém

Re: Prome Aqui!

Mensagem por ✡ MadameZombie ✡ em 07.09.17 11:39

Vídeo postado no site oficial da NWR

O vídeo começava em uma sala iluminada por velas no chão estava sentada a bruxa ela parecia fazer alguma meditação enquanto no fundo vozes distorcidas dominavam o ambiente a câmera filmava de cima a mulher se encontrava no centro de um tabuleiro ouija estava pintado no chão com uma tinta vermelha dava a impressão de sangue atrás das velas tinham bonecas quebradas sentadas como se segurassem as velas a câmera mudava focando no rosto da morena que sorria com crueldade ela abriu os olhos as vozes paravam

– Quando se brinca com o mal você acaba marcada para sempre e quando se brinca da maneira errada...você MORRE!

A câmera distorceu e desligou quando voltava as bonecas estavam sujas de vermelhos sem partes dos corpos e cheias de símbolos mostrava uma boneca com as asas queimadas e outra com tinta vermelha saindo dos buracos onde deviam estar os olhos a boneca usava a máscara de Lady

– Vergonha de vocês vergonha de suas palavras blasfemam com essas vozes irritantes essas mentiras cuspidas na cara das pessoas não queremos saber de seu falso heroísmo sua falsa inocência revira meus estômago se escondendo atrás de Deus medroso um Deus que manda os outros fazerem o trabalho sujo dele e ainda se acha misericordioso por tirar vidas uma anja plastificada e uma heroína sem nada a que se agarrar sem fãs é caída é derrotada e humilhada quando não gritam seu nome hahahahaha pobres meninas dependentes sujas por dentro contaminadas pelo mal que juram erradicar...VOCÊS SÃO O VERDADEIRO MAL AQUI..nós apenas mostramos o caminho da verdade é a verdade é cruel

Ela se levantava e começava a caminhar pelo tabuleiro a bruxa parava de andar e mexia os dedos olhando para os lados alguma coisa devia estar falando com ela

– Não fale de mexer no passado quando cita sobre o meu não é verdade? Enquanto você desfilava e sorria para tv´s eu lutava pelo o que eu acreditava pelo que eu sempre acreditei e o mundo cheio de pessoas como você me julgavam de louca eu fui jogada em um hospício mas não fui esquecida eu batalhei não desfilava eu sobrevivia não vivia para agradar meus país e sair em capas de revistas eu sempre fui uma lutadora forte de determinada uma mulher de verdade..uma bruxa

A bruxa se abaixou e pegou o título o levantando as vozes ficavam mais altas outras mais altas uma risada masculina fazia todas ficaram quietas

– Filho não é um dom divino? Não é uma bênção? Tudo o que amamos chamamos de filhos eu amo meu título mesmo não precisando dele para esmagar sua cabeça...aos olhos de seu Deus somos todos especiais somos presentes na terra servos do bem assim como você..repare que são “servos” todos nós crescemos com a crença de um homem que manda em tudo um único homem capaz de comandar casa passo seu marionetes porque o livre arbítrio é uma mentira seu livrinho é cheio de regrinhas se não as segue você é um merda EU tive a audácia de questionar de ouvir o outro lado e para ser sincera gostei mas da versão Deles onde não envolve assassinato coletivo

Ela ia pulando pelo tabuleiro como se dançasse o titulo estava preso na roupa da bruxa ela rodava a filmagem ia distorcendo e conforme ela girava a câmera mostrava vários espelhos colados nas paredes

– Seu trabalho é ser uma mentira por isso gostam de você as pessoas gostam de mentiras elas custam a acreditar que existe injustiça que existe o mal assim como você e sua religião falida robôs que seguem o que são ensinados a seguir e adorar eu não preciso ser melhor que minha irmã eu não preciso da atenção ser deixada naquele manicômio me fez mais especial e forte que você desfilando e exibindo o corpo para agradar um bando de retardados eu sou a mulher que você nunca vai conseguir ser porque eu tive coragem o suficiente para questionar as leis de seu Deus eu tive a força Deles de aguentar tudo o que me foi imposto de cabeça erguida e fiel ao que eu acredito não sigo ao que todos gostam e aprovam eu fui instruída a ser como você mas nossa diferença é que eu escolhi pisar e queimar seu livrinho de regras ao invés de ser uma serva eu resolvi ser uma escolhida sozinha resolvi que o que os outros queriam e adoravam não era o que eu acreditava não era o que eu achava conceito de certo sacrificar milhões pelo erro de um não me parece justiça e sim arrogância camuflada seu Deus é uma criança que não aceita “Não” como resposta pergunte a Eva

Ela arqueou uma das sobrancelhas encarando a lente da câmera mostrando todo o desprezo que sentia naquele momento

– Você precisa ser um exemplo porque sua vida inteira foi criada pra isso ser um exemplo você não pode ser nada além disso enquanto suas vitórias você atribui ao egoísmo de seu Deus como uma obrigação ele te ajudou e ponto os meus Deuses não escondem o que querem Eles não mentem para agradar a ninguém Eles são verdadeiros eles são o que querem ser e por isso são abominados por pessoas que acreditam que fazem apenas o mal e isso não é verdade enquanto eu sou louca e controversa você é ignorante presa numa caixa assim como a Barbie que foi criada para ser

Um dos espelhos quebrava a mulher olhou e era o reflexo de uma foto da loira a anja estava em uma foto queimada a imagem ia sendo consumida pelas chamas e mostrava uma Barbie toda torrada e distorcida uma cena grotesca

– Eu te chamo de anjinha porque é a imagem que você quer passar em momento algum tratei isso como uma verdade absoluta seus fãs te chamam de anja devido ao seu antigo trabalho desfilando com asas falsas e cheias de glitter você não é uma anja de verdade é apenas uma mulher buscando a inocência que lhe foi arrancada quando te forçaram a ficar na frente de uma tela e na sua busca pela adoração e fama você aceitou essa apelido porque é algo que adoram é algo que mostra que pode ser poderosa a grande modelo de pureza e no primeiro seu Deus se livra de você te jogando no escuro para pagar por seus pecados porque ele sacrifica a todos que não fazem o que ele manda você mesma disse que ele é odioso quando convém e ódio...é um pecado

Outro espelha estoura e algo parecia caminhar entre as sombras apenas um vulto grande era mostrado a bruxa esticou a mão para as sombras e sorriu

– Valugi é um homem esperto ele quer pessoas fortes ao lado dele e eu me aliei a ele como meus Deuses me pediram me guiaram pelo caminho de algo maior do que sua cabeça fechada pode compreender seu você luta pela justiça e pelo amor enquanto eu luto pela verdade mostrando que nem tudo é como nos seus filmes onde o final é sempre feliz na vida real isso não existe eu e minha irmã somos fortes mas não somos usadas porque ser usada é quando não sabe o que está fazendo e eu sei bem o que faço...qual o problema em ser uma arma? Somos temidas somos fortes somos a sombra que atrapalha sua luz que contamina o seu puro mundo de flashes e máscaras armas matam armas constroem impérios e nós seremos a sua destruição nessa guerra

A bruxa levou o dedo na cabeça como se fosse uma arma mas acabou virando o dedo na direção do espelho com outra foto da modelo a bruxa fingiu atirar e o espelho se quebrou caindo da parede

– Hahahahahaha meus Deuses gostam das coisas que eu gosto se eu perder sou fraca sou inútil e sem utilidade eu mesma mereço a pior das punições por falhar a culpa não é deles do meu fracasso é minha minhas vitórias são com a força Deles quando se dobra o joelho Marjorie não é sempre para pedir ou para vencer eu dobro meus joelhos perante meus Deuses nas minhas derrotas e na dor busco na força Deles a minha vitória na escuridão rastejando na lama não cria pessoas fortes adulando elas se cria guerreiras mostrando que o fracasso não é algo aplaudível e sim algo punível algo que deve ser consertado...sua escolha foi algo fácil porque é disso o que você gosta da facilidade sem meus Deuses o seu não passa de nada os meus apenas são desculpas para o mal que os outros causam todos são cruéis as pessoas são cruéis elas só precisam de algo para justificar suas maldades

A morena continuou caminhando ela jogava o título no meio do tabuleiro e apontava pra ele

– No show eu provei que o mal não pode ser derrotado que a Legião é a palavra verdadeira aqui que não vivemos de aparências nem de aplausos que escolhemos o caminho que todos temem mas no final vão ter que enfrentar o cruel destino que cada um de nós vai passar seja pelo fogo ou seja embaixo da terra

Ela ficava encarando o título e cerrava os olhos colocando as mãos na cintura a bruxa riu sozinha e a câmera chuviscou ficando chiada quando normalizava a boneca com a máscara de Lady pegava fogo junto com a vela

– Não caímos pobre lutadora você por si só é uma argumento do fracasso uma mulher cheia de desculpas e vivendo uma farsa escondida do mundo real que é cruel demais para a pobre lutadora a menininha sozinha que sempre precisou de um herói mas nunca teve nenhum então resolver brincar de salvadora você subestima a inteligência das pessoas agindo assim e no show eu provei que a verdade não pode ser comprada com máscaras a verdade nem sempre vem brilhando e salvando o dia a verdade pode ser escura pode ser fria pode ser sangrenta e isso ninguém pode comprar Lady eu não preciso convencer ninguém de nada ou você acha que o público é burro então apenas porque falamos bonito eles nós seguem? NÃO quem acredita em nós viva a realidade quem apoia o que somos entende que na escuridão são onde todos os segredos ficam até porque debaixo de uma máscara é bem escuro não é?

A bruxa gargalhou girando em volta da boneca de Lady a mulher acabava chutando a boneca para longe a fazendo bater na parede com violência

– Me apegar fácil as pessoas? Que pessoas? Está querendo falar de Krauser? O homem que largou o casamento dele por minha causa? Ou do bode que nunca sequer deu ouvidos a você nunca ligou pra você e mesmo sendo o herói dessa federação preferia estar ao meu lado do que do seu...meu demônio loiro era fraco quando a escuridão chegou aos pés dele ele preferiu correr preferiu se esconder e eu dei um jeito nele por isso meu bodinho infelizmente sucumbiu ele caiu na própria ambição ficou com vergonha e sumiu nada dessas coisas foram culpa minha pra você ver como esse sentimento bom que você tenta propagar por ai não significa nada não é forte o bastante não é motivo para guerras me diga Lady o erro foi meu? Eu amei Krauser e ele foi embora esse sentimento pobre não foi capaz de convencê-lo a ficar o mesmo serve para meu bodinho nem todos os meus sacrifícios nem todas as minhas demonstrações de amor foram boas o bastante pra ele....amor e bondade não significam nada todos os sentimentos acabam em raiva e dor seus fãs podem me usar de exemplo não importa a dedicação que tenha no final...você acaba sozinho

As velas apagaram ficando apenas uma que estava aos pés da bruxa ela olhou para cima vendo umas escritas na teto foram feitas com arranhados a mulher virava a cabeça para os lados devagar admirando ela abaixou a cabeça lentamente

– No show eu provei que sentimentos bons de levam a derrota como me levaram muitas vezes não é Lady? Apego amor nada disso importa quando se tem algo de couro em jogo quando se tem dignidade em jogo amar foi meu erro me importar foi meu erro lutar por ganhar isso em nome de alguém foi meu erro..erro esse que você incentiva em cada idiotinha que compra suas coisas e da anjinha lutar pelo amor lutar por algo que acredita...lindas criancinhas lutem pelo ódio ele sim vai te levar longe e vai te fazer vencer sem derramar uma lágrima no final

Ela passou a mão no rosto borrando a maquiagem que ficava manchando as bochechas da mulher parecia que ela havia chorado ou algo assim

– King não perderei meu tempo falando com você até porque não falo a língua dos derrotados não falo a língua dos medrosos meu nível é muito acima do seu um homem conformado e caído que vive de migalhas sempre buscando algum fracassado para bater nosso encontro iria ser divertido mesmo que meus Deuses vomitem sempre que te olham mas agora a vadia ruiva quis animar as coisas e o castigo em cima de você vai ser bem maior que sua arrogância e conformismo patético dignos de sua decadência grotesca

A mulher desenhava na testa um tipo de coroa estava mal feita e torta já que ela fez isso usando a maquiagem do rosto

– Você não é imortal é apenas um homem esperto o bastante para nunca lutar com quem pode realmente te matar você foge dos desafios e se esconde mas dentro da cela não tem escapatória mesmo que sua motivação fosse um titulo você nunca seria capaz de o pegar você nunca seria digno de o segurar invente o que quiser mas nunca será um Rei apenas um plebeu com síndrome de grandeza e bipolaridade benéfica é muito fácil mudar quando o convém é muito fácil falar que é o melhor batendo nos piores estou aqui a 8 meses e apenas vi um cara grande ser preso numa cela e perder para um homem com o nome de animal que só sabe cagar depois bateu nesse mesmo cara ganhou o Inter batendo numa gazela a única luta decente foi com minha irmã que você teve o desprazer de enfrentar afinal ela te enterrou na cova que você nunca deveria ter saído grande e covarde ou um grande covarde você decide

Ela batia palmas de forma cínica a mulher puxava o título com o pé e ficava pisando em cima

– A legião vai acabar com você não vai sobrar nada no PPV e se sobrar vai ser apenas sua vergonha querendo lutar com a vadia ruiva e sinceramente por mim pode estuprar ela na porrada eu não ligo pra ela..mas ligo em quem se coloca no meu caminho e pro seu azar está no meu caminho você fugiu com todas as forças desse encontro e agora vai ter que enfrentar a Legião totalmente sozinho o Rei sem súditos sem nada sua visão distorcida de si mesmo não vai te salvar do que está por vir assim como não salvou Lady e Marjorie

Ela olhava para o título e dava de ombros

– Querem meu filho? Só vir Marjorie se incomoda comigo de campeã? Me desafie o mesmo serve para todos eu nunca fugi de uma boa briga nunca fugi de nenhum desafio não ganhei títulos subindo em escadas não ganhei títulos batendo um péssimo campeão muito menos em jobbers...eu enfrentei um homem considerado o maior e levei meu primeiro titulo após isso apenas guerras e destruição eu quero eu vou atrás eu quero eu pego diferente de vocês..então quem se incomodar comigo que venha bater de frente com a bruxa e conheça o que é dor de verdade porque eu vou machucar eu vou lutar com tudo o que eu tenho e com essa força eu derrubei cada um e continuarei fazendo isso

A câmera mudava e mostrava que onde a bruxa pisou formou a palavra “Legião” ela estava em pé em cima do L como se tivesse começado de trás pra frente

– Agora aos que tem medo de se machucar os que prezam pela reputação ou vitórias nem cruzem meu caminho serei a mancha de cada um serei a destruição de todos vocês com ou sem meu filho eu sou a pior inimiga que poderiam ter

Ela pisava na única vela que iluminava a filmagem ficando tudo escuro


Vídeo encerrado



♦️ You're lookin' crazy and you're lookin' wrong
We look like we belong ♦️

avatar
★ Bé ★

Mensagens : 339
Pontos : 916
Reputação : 520
Data de inscrição : 08/07/2014
Idade : 22
Localização : Portugal

128

Mensagem por ★ Bé ★ em 07.09.17 12:48










 

 


Durante o show ForVictory 27 - Continuação da promo anterior.


Bé continuava sentado no chão abraçado a suas próprias pernas. ele ficava com a cara apoiada nos joelhos e braços, enquanto olhava na pequena Tv, estava a dar o Segmento da Narkissa. Ele não olhava para a Tv durante muito tempo. Ele ficava mais olhando para o chão tentando refletir em algo. O ambiente estava bem iluminado, mas ele se sentia como se estive-se em um lugar bem escuro.


Foi quando ele começa a ouvir alguns barulhos de estrondos bem grandes, ele ouvia alguém quebrando coisas em um balneário cerca. Ele não queria sair dali e não ouvia barulhos da clava por isso certamente nem era a Violetty. Ele parece levantar um pouco a cabeça quando vê alguns seguranças correndo ali adentrando no balneario e começando uma briga.


Ele se levanta do chão apoiado na parede e se dirige para o balneario também, ele volta a abrir a porta e vê o seu sobrinho Jiggly discutindo com os seguranças e quebrando as coisas bem frustrado, Bé se aproxima e manda os seguranças embora. Ele assiste um pouco Jiggly até que ele repara na sua presença.


         


Filipe Bé: Já terminou de quebrar isso, Jiggly?


Jiggly: Ahh, vejam só. O grande e velho Bé voltou. Para que veio aqui? Vai me dar alguma moral?


Filipe Bé: Talvez estejas precisando isso. Mas seria difícil eu te dar algo que eu não tenho.


Jiggly: Eu só... Arrr. Tô farto dessa merda. Viu o que o Adam fez no combate?


Filipe Bé: Ele combateu. E melhor do que tu por sinal.


Jiggly: Melhor? Ele usou meus movimentos! Meus movimentos contra mim mesmo! Movimentos usados por meu irmão e minha familia.


Filipe Bé: Senta ai e fica calmo.


Bé se aproximava de Jiggly, ele notava vergões gigantes nas costas dele e marcas bem feias lá, para além de seu rosto bem vermelho no lado esquerdo, assim que fica sentado no banco Jiggly volta a falar.


Jiggly: Ele me tentou eleminar com o Tko do pai. Ele usou isso para me afectar, esse foi o tapa dele que mais me doeu durante o combate inteiro...


Filipe Bé: Foi por isso que decidis-te o vencer daquele jeito tosco?


Jiggly: Que importa isso... Estamos na divisão Hardcore. O que importa é que eu venci mesmo assim. Eu continuo campeão. E ele não é nada.


Filipe Bé: Ele parece ser alguém razoável. Claramente ele não tem um problema contigo mas sim com ele mesmo.


Jiggly: Então que está ele a fazer aqui? Ficar me irritando e ofendendo? Viu o ultimo video dele?


Filipe Bé: Ele não disse nada que não mereças ouvir.


Jiggly permanece sentado, ele claramente estava bem machucado. Ele passa com a mão pelo rosto dorido enquanto ouve o tio.


Filipe Bé: Você tem que permanecer com foco. Se realmente quer entrar na Legião, luta por isso até ao fim. Mas Adam tudo que fez foi usar movimentos aleatórios que a situação requeriu.


Jiggly: Tá.


Filipe Bé: Você não parece bem, deveria ir na enfermaria.


Jiggly: Eu não quero ir.


Filipe Bé: Tudo bem.


Bé passou também um pouco com a mão pela cara, e ele se dirige a saida.


Jiggly: Pera, onde tu vai?


Filipe Bé: Vou indo.


Jiggly: Você não vai insistir pra eu ir na enfermaria?


Filipe Bé: Se não quer ir tudo bem.


Jiggly: Como assim tudo bem? EU tou machucado quase morrendo aqui, e tu fala que está tudo bem?


Filipe Bé: Se não quer ir é porque não é urgente, e vai ficar bem.


Jiggly: Vou ficar bem? Que raio de tio não insiste pra seu sobrinho ter cuidados médicos?


Filipe Bé: Bem... Ar... Se dizes que não é preciso então não é.


Jiggly: Como não é preciso? Já viu a merda do meu estado?


Filipe Bé: Você não está bem...


Jiggly: Claro que eu não estou bem, estou machucado obrigado por finalmente reparar!


Filipe Bé: Não era bem isso que eu me referia...


Jiggly: Ah, sabe que mais? Agora eu vou lá nessa porra de enfermaria. Obrigado por me convencer.


Jiggly se levantava e saia meio furioso da sala deixando Bé com um ar meio "Wtf". Ele então sai também do balneario e fecha a porta, ele caminha mais um pouco até ao fim daquele corredor, ele encontra por fim Violetty, estava assistindo na Tv o combate da irmã já terminando. Ele tentou se aproximar.


----------------------------------------------------------------------------------------------------


Porem quando ele viu que ela estava acompanhada por Valugi, ele não seguiu em frente, ele apenas foi para trás de uma parede, e ficou lá espreitando. Ele não queria encarar ali Valugi. Ele claramente poderia dizer algo que ele considera-se ofensivo, e isso poderia desenrolar ali uma briga desconfortável. Então ele ficou ali escondido e quieto.


         


Ele ficava atrás da parede, ele tentava espreitar colocando só alguns dedos e seus olhinhos de fora de modo timido. Ele ficava olhando para ela, estavam prontos para o seu combate que seria justamente logo a seguir. Ele suspira de forma bem pesada e se voltava a esconder para não ser reparado.


Ele não queria se aproximar muito menos com a presença de outro membro da legião por perto, ele tinha ouvido o que Valugi vem falando nos videos. Embora ele respeite ele não gostou muito disso. E ele no fundo até considera que Valugi provavelmente tem razão. Ele cometeu um erro, que não pode ser irreversivelmente mesmo com a lesão de Devon.


Ele ficava espreitando uma vez mais com muito cuidado e silêncio espreitando pela parede, tentando ver a Violetty. Que estava claramente distraída a olhar na Tv. Ele não sabia o que fazer e sabia que não se deveria de aproximar. Aquilo para ele claramente era uma pequena tortura. Uma pequena tortura que ele merecia.


Ele virava seus olhinhos para Valugi também, ele tinha o libro da Legião na mão. Ele se lembrava de tudo que seu irmão lhe tinha contado sobre a Legião muitos anos atrás. Ele mesmo não acreditou tão bem nas historias que ouvia e no "mito" do Ceifator. Ele deveria ter lido algo no libro enquanto tinha tido a chance. Deve esconder informações cruciais.


Afinal, ele é alguém curioso. Apenas por isso. Porque ele não odeia a Legião. Nem Valugi, e muito menos as Gardeas. Embora lhe tentem cobrar para enfrentar a Legião, ele não era capaz de fazer isso. E ficava chateado de Valugi o ver como inimigo faz tempo que Bé não era considerado como um Herói por ninguém.


Nem ele mesmo se considera mais assim. Porque Valugi poderia o considerar? Muitos pensamentos vagueiam por sua mente. Será que Sudz realmente quer tentar forçar ele enfrentar essa Stable? Como tentou forçar ele a enfrentar a Zenite do passado? Bé não dá a minima para lutas entre bem e o mal. Nunca deu.


Bé ficava olhando para ela. Sua sereia estava ali, ele só queria mais um abraço tal como ela lhe tinha dado mais cedo no show. Ele queria voltar a interagir e a brincar com ela como faziam no velhos tempos, mas estava envergonhado e em baixo demais para sequer se aproximar de Valugi. E nada pode mais voltar a ser como dantes.


Assim que o combate da Naki termina, Bé rapidamente se volta a esconder. Foi quando eles foram embora dali. Bé viu eles se dirigindo para a arena. Ele passava com a mão pelo cabelo o penteando para trás. Ele voltava a se sentar uma vez mais no chão, na mesma postura que ah pouco.


----------------------------------------------------------------------------------------------------


Ele ficava reflectindo uma vez mais enquanto colocava suas mãos na cara chorando, depois da asneira que fez. O retorno dele não o estava a ajudar nos seus problemas. Ele claramente tinha feito asneira por se afastar durante um mês inteiro. Como ele mal sentiu os dias passando? Como ele mesmo mal reparou nessas coisas?


Ele não estava tão bem de modo psicológico. Ele precisava de fazer algo que não consisti-se em ficar sentado em um canto escuro a chorar. Mas ele não tinha mais forças para fazer nada. Talvez ele não deve-se nem comparecer no show seguinte. Talvez ele nem deve-se ter comparecido neste.


Foi quando ele sentiu passos indo em direcção dele, ele de imediato escondeu a cara com seus braços abraçando a própria cabeça, vergonha era o seu unico sentimento ao saber da presença de alguém ali naquele momento. Ele ficava ali se escondendo com seu porprio corpo, como um bichinho intimidado e assustado.


Filipe Bé: Me deixa em paz. Eu quero ficar sozinho.


Marianne: Tu? Queres ficar sozinho?


Ele lentamente levantou um pouco a cabeça, ele reconheceria aquela voz em qualquer lado, ele olha e vê que realmente era ela, Marianne. Ele limpava a cara com suas mãos e ficava só olhando.





Marianne: Levanta-te dai. Foi assim que o melhor dos 5 Bés que eu treinei acabou?


Filipe Bé: Que... Que fazes aqui?


Marianne: Eu sou Russa. Krasivyy. Lembra? Mas a questão é. O que fazes tu aqui no chão? Não lembra do que fazemos sempre que caimos no chão?


Filipe Bé: Eu perdi minha vontade de lutar, Madam.


Marianne: A tua presença no show de hoje diz exactamente o contrario.


Filipe Bé: Eu... Eu cometi um erro. Eu me tornei numa das pessoas que eu sempre julgava. Eu não sou melhor do que Krauser.


Marianne: Estás aqui. E ele não. Tu ficas te culpando de um erro que EU cometi. E isso, isso é frustrante.


Filipe Bé: Você não me forçou a nada.


Marianne: Falhei em ajudar como deveria, eu falhei por ti, durante esse tempo todo. Eu errei quando te abandonei no Royal Rumble. Eu falhei porque eu te mantinha equilibrado e eu falhei não só sendo profissional, eu falhei como pessoa. Eu te deixei seguir sozinho julgando que estavas pronto, mas não estavas.


Filipe Bé: Eu só não sou mais a mesma pessoa... Também vem aqui me cobrar aquilo que Sudz quer?


Marianne: Se te referes em fazer de ti um palhaço entertainer para fazer pessoas pagarem para gritarem o teu nome contigo soando que nem carneiros. Então não.


Filipe Bé: Então o que quer de mim?


Marianne: Te ajudar.


Filipe Bé: Ninguém me pode ajudar.


Marianne: Eu posso. Eu te coloquei assim, eu posso te ajudar. Mas isso depende.


Filipe Bé: De que?


Marianne: Se queres ser ajudado?...


Ela momentaneamente levantava um pouco a mão para a frente. Ela olhava um pouco para o seu estado e volta a baixar a mão. Mas após fazer um ar pensativo olhando para ele que se tentava recompor, ela estende a mão para o ajudar a levantar. Ele assim aceita a ajuda para se levantar.


Promo se encerra.

 


 



★ Have faith in yourself. ★
avatar
♣ Kaoryy ♠

Mensagens : 102
Pontos : 102
Reputação : 2
Data de inscrição : 02/01/2017
Idade : 26
Localização : Berlim

Re: Prome Aqui!

Mensagem por ♣ Kaoryy ♠ em 07.09.17 18:54

– Perdi a batalha! Mas não a guerra! Pronunciamento um dia após o Show!  Quinta – Feira 18h 54 min. –

O vídeo se inicia em uma praça era uma tarde ensolarada a loira estava sentada usando óculos de sol com um livro em mãos. Logo a loira o fecha marcando a pagina para que continuasse a ler depois. Ela tira seus óculos de sol e encara a câmera com seus olhos azuis, um olhar calmo e um sorriso meio tímido!

– Quando se brinca de ser Bruxa seu destino é a morte. Quando se brinca de ser Bruxa seu castigo é a dor. Quando se brinca de BRUXA é não conhecer a vida eterna. –

A loira falava calmamente enquanto permanecia sentada no banco feito de madeira pintado de branco, segurando seu livro e permanecia com as pernas cruzadas.

– A única que faz blasfêmia e diz mentiras é exatamente você Violetty! É exatamente uma criança adulta que está acostumada a servir Deuses medrosos. Sim você diz que o meu Deus é medroso não é? Mas o seus usam você e sua irmã para fazer o trabalho deles. Eles possuem corpos de inocentes, eles te usam para trazer dor aqueles que entram em seu caminho... –

A loira olhava para cima enquanto a brisa começava a passar por ela.

– Agora se estou contaminada pelo mau porque estou contra você? Por que estou lutando pelo que acredito? Palavras sem nexo, palavras sem destino. Eu irei falar mais uma vez, eu não vim para ter fãs, eles são meus fãs pela conseqüência do meu trabalho.  Eu não ligo de estar sozinha por que nunca estarei sozinha Violetty. Você acha que eu necessito de que todos clamem pelo meu nome, que me adorem eu não quero isso! Não quero que me adorem. Não quero que clamem pelo meu nome, mas eles fazem isso pelo meu trabalho. Perseverança... Lutar e nunca desistir –

A mulher colocava seu livro dentro de sua bolsa e começava a guardar algumas coisas que estavam largadas no banco.

– Nós não fazemos o mal e nunca Violetty nunca dizemos que a vida é fácil, que existem tentações, existem traições vindas ate da própria família. A história diz muitas coisas, foi preciso ser feito muita coisa para que a primeira profecia venha ser cumprida. Você diz que ama fazer os outros sofrer e isso não é ser cruel? –

A loira levantava e começava a caminhar enquanto a câmera a seguia mostrando a sua face.

– Você não entende o que é ser forçada a exercer aquilo que você não quer do que exercer aquilo que quer não é? Já expliquei diversas vezes, mas irei novamente falar sobre isso! –

A modelo respirava fundo enquanto caminhava.

– Aos cinco anos quando ainda era uma criança que não sabia o que queria  da minha vida já fazia comerciais devido aos meus pais queriam, eu cresci ouvindo minha mãe dizer que para ser alguém na vida devia ser atriz, uma modelo. Ninguém me perguntou se eu queria ser modelo ou atriz. Eu simplesmente fazia o que os meus pais queriam, quando passou a morar sozinha e a ter responsabilidade aos 14 anos, quando finalmente convenci meus pais de me emanciparem para que eu vivesse a minha vida. Eu larguei a carreira de atriz e permaneci sendo modelo eu me dediquei por um tempo sendo apenas modelo. Passei a correr atrás de treinar, correr atrás do que eu queria e cheguei aqui graças ao meu esforço, não venha dizer que minha vida não é fácil! Pois você não sabe o que é enfrentar seus próprios pais para seguir o que o teu coração pedia! –

A mulher parou de andar e voltou a encarar a câmera a brisa jogava seu cabelo no rosto enquanto a modelo arrumava o cabelo ela deu um sorriso doce permanecia calma.

– Você não ouviu palavras duras de alguém dizendo que sua vida vai ser um inferno, e quer saber? Eu não ligo, eles os meus pais não me apóiam e isso não muda o fato de que é aqui que eu quero estar! Você não foi a única que correu atrás de seus objetivos Violetty, Enquanto estava desfilando e sorrindo para TV’s e câmera fotográficas eu estava treinando para chegar aqui! –

– Eu sou serva do meu senhor, eu tive a escolha de vir lutar por ele, ou de ficar em casa assistindo televisão e desfilando como sempre fiz deste que criança. E EU ESCOLHI LUTAR! Você teve a escolha e fez a sua assim como eu fiz a minha, temos regras sim, e escolhemos se seguimos ou iremos infringir elas. Nós escolhemos obedecer ou desobedecer, pois temos na consciência que se errarmos vamos ter castigo. Mas também sabemos que se arrepender-nos seremos perdoados. Sempre teremos escolhas... –

A mulher continuava calma, e voltava a caminhar.

– Muito pelo contrario Violetty, as pessoas sabem que existe o bem e o mau! Elas sabem que existe a injustiça neste mundo elas não são induzidas a ver apenas a injustiça e a maldade que você e seus deuses plantam! Eu não preciso questionar as regras de deus, eu não sou um robô! Não é uma antiga profissão que irá dizer o quão forte eu sou! E o agora, o passado ficou para trás! O que vale a partir de agora o meu futuro, que é acabar com o que você representa o Mal em pessoa! Eu não tenho vários amores, eu não preciso ter vários relacionamentos para me sentir especial, não preciso ser modelo para me sentir especial, eu não preciso disso sabe por que Violetty? Simples a estrela que vive dentro de você brilha quando você começar a correr atrás daquilo que você quer para tua vida! E isso já é especial.  –

A mulher pegava uma garrafa d’água a abria de vagar e a bebia logo em seguida.

– A diferença Violetty é que estes muitos que morreram, todos blasfemaram, deram risada de Noé, quando ele avisou do dilúvio que iria acontecer. Eles não acreditaram em Noé. Eles foram avisados, por que acharam que não era possível acontecer um dilúvio, o meu Deus avisa ele aconselha. Mas cabe a você ouvir ou não! Eles não ouviram e sofreram a conseqüência disso! –

A na já tomava mais um gole de seu liquido incolor.

– Eu fui criada para ser uma modelo, uma boneca que você mesma já disse, mas eu tomei o controle da minha vida, eu deixei de ser apenas um modelo de inspiração para pessoas virarem anorexas procurando ter o corpinho perfeito. Eu mudei o rumo da minha vida e eu vim para cá. Onde a beleza não chama a atenção e sim a sua garra! A sua força de vontade e é deste exemplo que eu dou a todos eles. Não importa o quanto você cai, você vai sempre se levantar e lutar, ter fé, pois fácil nunca vai ser. Procurar forças naquele que te fortalece para continuar a tua caminhada. A cada vitoria que eu me tenho agradeço ao meu Deus, por ter tido forças para vencer. A cada vitoria que tenho eu ofereço a ele assim como você também faz. Então esqueça eu não sou a Barbie eu não vivo numa caixa feita de papelão! Piis se eu vivesse, eu continuaria a desfilar... –

A mulher se senta novamente em um banco, ela cruza as pernas e respira fundo.

– Eu não busco inocência Violetty. As crianças são puras e cheias de inocência até os seus doze anos. E pela inocência eu fui sim, eu fui forçada a ser modelo e atriz. Porém eu não cresci pensando que o meu destino era este. O meu destino era lutar, e sim você me chama de anja não por conta do meu trabalho, não por conta dos meus anjinhos me chamarem desta maneira, mas sim pelo fato do que eu represento! –

A mulher fica calada por um tempo antes de voltar a falar.

– EU REPRESENTO O MEU DEUS, EU LUTO POR ELE E SEMPRE IREI LUTAR POR ELE. EU LUTO PELO AMOR E PELA JUSTIÇA EU SOU UMA GUERRIRA, COMO OS MEUS ANJINHOS DISSEM EU SOU UMA ANJA CHEIA DE LUZ. Não importa quantas vezes eu venha cair Violetty. Eu não vou me acovardar, você planta mentiras e mais mentiras diz conhecer a palavra, mas não sabe nenhum terço do que cada palavra representa. –

A anjinha gritava apenas uma vez, mas mesmo assim mantinha a calma e a voz doce que sempre teve. A mulher cruzava os braços e olhava para o céu que já havia anoitecido!

– Eu luto sim pelo amor e a justiça. Quando dissemos isto Violetty eu quando eu digo isso estou  dizendo que existe o mal, que existe a injustiça, a verdade está sempre nos jornais, a cada noticiário. A sua verdade não é a verdade que eu carrego. Você lesiona seus adversários e diz que eles mereceram por estar no seu caminho, e seus deuses de guiam a fazer isto, você é vista como arma e não se importa. Eu não preciso ser adorada, eu preciso ter fé no meu Deus, ter fé naquilo que eu acredito. Quando entramos em uma guerra devemos saber que existem aqueles que estarão ao seu lado, e aqueles que irão fugir. Eu estou sozinha nesta Guerra é verdade, mas isso não me dá medo! Você se diz Bruxa, mas no fim não passa de uma simples pessoa sem nada. –

– E neste ultimo show você Violetty, mas a sua irmã precisou que outras pessoas no segurassem para que não pudéssemos nos defender, isso é bem irônico não é verdade? Vocês podem ter o poder agora, mas no fim vocês vão acabar derrotados. Escute essas palavras Violetty... Aproveitem enquanto ainda podem por que o fim de voc~es está chegando... –

A mulher se levantava novamente pegava suas coisas e ia embora mandando um beijo e um sinal de Tchau como de costume.  Ela caminhava enquanto a câmera a filmava de costas e a imagem escurecia conforma a loira ia se distanciando. Encerrando a gravação!



Os dias vão passando devagar e as coisas encontrando seu lugar tudo muda, menos o que eu sinto por você

avatar
♛ GiihHime ♛
Admin
Admin

Mensagens : 136
Pontos : 384
Reputação : 252
Data de inscrição : 13/02/2017
Idade : 22
Localização : Sodoma/Gomorra

Re: Prome Aqui!

Mensagem por ♛ GiihHime ♛ em 07.09.17 22:09

Video postado no site Oficial da NWR e nas redes sociais de Narkissa.


Narkissa estava sentada no mesmo ambiente do vídeo anterior, porém esse lugar estava todo derretido e destruído,haviam varias letras L espalhadas pelo lugar escrito em negro, penas negras por todos os lados, paredes derretidas, pedaços de panos queimados pelo chão outros ainda pegavam fogo, os manequins derretidos e deformados estavam sob os pés da Russa que admirava seu titulo, aonde ela tinha as asas nas costas estava machucado, e costurado de uma forma grotesca, as costas da mulher estava sujas de sangue escorrido pela ferida. Ela passou a mão pelo rosto de uns dos manequins destruídos e suspirou.

- E mais uma vez provei porque sou a porra da rainha dessa divisão, em minha casa defendi minha coroa. Mesmo sendo contra um novato bonitinho, espero que agora Trevor você saiba com quem está se metendo antes de pisar no meu ringue, mas, mesmo minha defesa ser do que eu gostaria de falar, outra vez os vermes saem dos cadáveres pútridos aonde residem para falar.

Narkissa apertou seu cinturão com força antes de o colocar em volta do pescoço de um dos manequins.

- Ainda com sua cisma em achar que pode nos derrotar, Marjorie, Lady, acho que o último combate deixou bem claro que vocês são dois fracassos quando o assunto é relevância, parem de falar e comecem a provar suas palavras pois nós fazemos a nossa valer, cada palavra que sai da nossa boca, cada ameaça, é a realidade de vocês, são verdadeiras e vocês podem apenas sentar e chorar como duas garotinhas assustadas, menininhas precisando da mamãe e do papai.

A Russa fez uma voz fofa falando, e depois se levantou andando pela passarela derretida e destruída.

- Tentando inutilmente nos afetar, nos jogar uns contra os outros. Deixa eu contar um segredo pra você Marjorie, nós não somos como você não traímos nossos amigos, ou aliados, então quem realmente é o vilão? Eu e a minha irmã conseguiu acabar com seu grupinho idiota sem precisar fazer muito, conseguimos destruir vidas sem precisar fazer muito, nos estamos crescendo enquanto você está lutando para derrubar o mal com sua amiguinha, já parou para pensar que vocês não tem força suficiente conseguir se quer nos arranhar?

A voz dela era em tom duvida, enquanto ela caminhava.

- Esses seus discursos de bondade, sempre a mesma coisa, sempre falando da mesma coisa, vocês são perdedoras e vem provando isso com muita frequência ultimamente, me diga Lady quando sua ultima vitória? E quanto a você Marjorie? Aonde sua bondade está as levando? Pois ontem a única coisa que ouvi eram os fãs gritando meu nome e da minha irmã, não ouvi nenhum torcendo para vocês. E claro, vocês podem usar o argumento de que é porque estamos na Russia, mas vejo isso de outro jeito eles se cansaram de torcer por derrotadas.

Ela falou com maldade em sua voz, ela olhou para a câmera e sorriu de lado.

- Vocês duas foram feitas para serem as boazinhas, serem o exemplo, criadas para serem nada além de duas farsas com sorrisos e risadas para oferecer ao publico, se realmente fossem boas a Legião não estaria com a maioria dos títulos em mãos. Vocês só estão aqui para os fãs terem um embate entre o bem e o mal, terem algo para quem torcer e quando eles viram vocês....Viram o duas meninas com síndrome de heroína, lutando contra os vilões do lugar e não ganhando nada! Por que TODOS sabem quem realmente importa e não são as heroínas da federação, vocês podem falar que nos repetimos que seguimos as trevas, nas trevas temos as coisas que vocês nunca vão ter na luz.

Ela balançava a cabeça negativamente enquanto falava.

-  Lady você falou sobre subestimar....Quer que eu te lembre da Hell in a Cell? Quando Ela te destruiu, corroeu sua mente a ponto de você deixar de lado sua bondade, não estamos subestimando ninguém estamos apenas falando as verdades. Vocês não tem absolutamente nada a oferecer sem ser um rosto bonito e alguma besteira de heróis. Agora querem entrar em nosso caminho sozinhas e ainda acham que podem vencer! Querem falar de coisas que nem ao menos sabem, o engraçado disso tudo é que: No final quem vai cair serão vocês.

Narkissa olhou para baixo vendo os manequins e inclinou a cabeça para o lado pensativa.

- Lady novamente você com suas palavras e voz irritantes, falando coisas das quais não sabe. O que? Você por acaso me segue? Eu duvido muito está ocupada demais com suas bobagens de heroína, tão ocupada que nem aparece mais na federação direito, diz que sou desconfiada e me enjoou fácil das pessoas....Você até estar certa em algum ponto, porém, eu deixo os meus Deuses me guiarem e eles me falam para confiar na Legião, confiar no Anjo Ceifador, e eu faço isso, sigo as ordens deles porque eles não mentem, não como vocês. Não.....Vocês iludem as pessoas falando que vai ficar tudo bem, que vocês vão nos vencer, e bem no fundo vocês sabem que é mentira!

Ela se agachou perto de um dos bonecos e tentou o alcançar sem muito sucesso ou esforça da parte dela em o pegar.

- A cada maldito show que vocês fazem e perdem é mais um acreditando em nós! Acreditando na Legião! Vocês mentem e mentem e com isso perdem aquilo de mais importante para vocês a fé das pessoas, a crença delas que vocês podem vencer as trevas! O último show provou o quão fracas e patéticas vocês são, nunca conseguem vencer, nunca conseguem sair da lama em que nós a jogamos! Mas continuam voltando como baratas, isso não prova sua força, sua vontade, provam que são burras o bastante para continuar a se iludirem com o que acham que vão conseguir.

Ela dava risada enquanto falava com certa raiva.

-  NINGUÉM aqui pode nos deter, ontem quando vocês perderam mais uma vez eu pude o olhar das pessoas, o olhar de decepção, olhar de vergonha, eles torciam por vocês e mais um vez foram decepcionados pois é isso que vocês proporcionam ultimamente, decepção. E foi tão bom os ver torcendo por nós, torcendo para eu e a minha doce irmãzinha quebrar vocês na lona, seus fãs! Eles veem a realidade que vocês duas se recusaram a contar, que não podem nos vencer. A Legião está mais forte do que antes e isso é porque Valugi sabe que precisava das Gardeas, precisava das mulheres mais poderosas e brutais dessa federação ao lado dele! Ele não é o Mr.Smart atoa não, agora vejam só vocês.....Tentando usar técnicas falhas para nos atacar, tentando nos destruir com palavras vazias.....

Narkissa balançava o dedo indicador de um lado para o outro mostrando que não com o mesmo.

-  Como é saber que a Legião só pode acabar por dentro? Qual o sentimento em saber que vocês não tem a capacidade de nos destruir? Deve ser muito ruim saber que a unica forma desse mal acabar é se um dos membros quiser, pois os Anjos da federação não podem fazer isso porque são fracas demais, tentam nos jogar um contra os outros, falando coisas interessantes sobre todos dentro do grupo. É engraçado ver a tentativa desesperada de vocês em nos deter, parem de mentir a admitam logo seu fracasso, seu destino patético. A cada palavra de salvação que sai de suas bocas uma luz se acendem, mais a cada vez que vocês são postas na lona e derrotadas cinco luzes se apagam. São cinco pessoas seguindo a nossa doutrina, torcendo para nós vencermos e vocês serem nada mais, nada menos que gado indo para o abate.

Ela sorriu e abriu os braços rodando antes de se jogar em meio nos manequins derretidos no chão.

-  Realmente eu e a minha irmã somos a força da Legião, somos as Bruxas, somos os demônios reais desse lugar, ainda sim a Legião tem uma força, e a de vocês quem é? Pois vocês duas obviamente não são, perdedoras. Valugi sabe como jogar e como mexer as peças de xadrez nesse jogo doentio em que vocês entraram, e cada movimento que fazemos é para destruir e derrotar vocês, e para mostrar que o lugar de vocês é no chão! Pois simplesmente não conseguem vencer essa escuridão, ela se tornou forte demais para vocês duas.....

A loira ria de forma sarcástica, fazendo um anjo com o plastico derretido no chão.

- Dois vaga-lumes na da noite, vocês não podem iluminar nada a sua frente. Estamos aqui para toda vez que vocês duas levantarem nós pisarmos em suas cabeças as jogando no chão novamente, nenhuma de vocês pode vencer, nem juntas, nem separadas, agora a Legião se separada já é forte junta, é invencível, suas pequenas mentirosas apenas vão afundar no poço de piche em que estão presas afundando lentamente, lutando para sobreviver aqui dentro, não tem mais nada para vocês lutarem, sempre vão cair sempre vão ser derrotadas por nós, as trevas, os contos da Cripta vamos as levar para a obscuridade e as largar lá, lutando contra as sombras, enquanto nós transformamos essa federação no caos e da desordem.

A russa se levantou e olhou seu "anjo" de plástico derretido e quando a câmera se focou ali, não era um anjo estampado no chão e sim algo com asas de morcego e todo torto nem parecia que a loira estava deitada ali.

- Hahahahahahahaha a anja está se vitimizando! Culpando os pais pelo passado de brilho e cor-de-rosa! É como dizem filhos são ingratos mesmo. Você falou serio Marjorie? Culpando todos a sua volta, é mesmo uma menina mimada e sem noção do lugar que está, espero que seus pais sintam vergonha de você, eles devem sentir mesmo.....Descobri coisas interessantes sobre você Marjorie......Como é saber que mesmo sendo perfeita desse jeito seus pais preferem a irmã estragada? Como é saber que seu antigo namorado ia preferir um homem a você? Nossa.....Deve ser horrível.

Narkissa falava com desgosto no começo antes de sua voz ficar em um tom maldoso, ela caminhava pelo lugar sem tirar os olhos da câmera que acompanhava seus movimentos.

- Quer a atenção do papai e da mamãe? "Olhem pra mim, eu tive uma vida muito sofrida sendo modelo e tendo tudo o que eu sempre quis!" Me  poupe dessas sua ladainha triste e patética, esse seu grito por atenção é tão óbvio, atenção masculina...O que foi? Seu pai não gosta de você? Ele não te deu um pônei? E a sua mãe? Ahhh mães sempre nos forçando a serem quem não queremos, pobre Marjorie, vamos deem atenção a ela pois ela precisa disso! Ela grita por isso! Ela precisa provar para os pais que ela não é o fracasso da família! Ela precisa mostrar a todos que não é uma modelo e sim uma lutadora, estamos esperando Marjorie! VAMOS MOSTRE ALGUMA COISA!

A Russa gritou de forma agressiva e depois sorriu de forma macabra, uma leve oscilação em sua personalidade.

-  Ela quer você.....Ela gosta de destruir anjas, as fazer cair em desgraça.....Você não tem absolutamente nada para mostrar sem ser seu rosto, seus pais devem estar querendo te deserdar nesse momento, vendo o quão fraca e patética a filha desses pode ser, o quão triste ela é por eles terem a obrigados a coisas horríveis como fazer desfiles, e aparecer na TV, será que depois desse seu emocionante desabafo eles vão ver que erraram na sua criação? Será que eles vão te ligar aos prantos dizendo que erraram e que você é uma excelente filha, dizendo que você deve seguir seu sonho de além de ser uma modelo fracassada é uma péssima wrestler? Pobre criança, acha que teve um vida difícil, só porque os pais a obrigaram a ser modelo, parece que o livre arbítrio do seu Deus não foi útil para você.

A russa novamente levou as mãos a cabeça a apertando, Ela ficava falando e gritando querendo falar, querendo pegar o controle, Narkissa lutava contra uma de suas personalidades até começar a rir.

- HAHAHAHAHAHAHAHA ANJA! MUITOS ANJOS AQUI! IREI DESTRUIR TODOS ELES E COMER AS ASAS!

A voz totalmente psicótica e perdida que falava era o lado oculta da russa querendo sair, querendo agir novamente, machucar as pessoas, Ela estava querendo lutar novamente e a última vez foi contra Lady, agora tinha outra Anja para destruir.

- Falando em fracasso....Veja só quem volta a minha vida! O pálido reflexo do Rei Imortal, agora banhado em medo e nas trevas, elas te enlouqueceram querido? Eu falei que depois de mim você iria ser cada vez mais decadente até que se ajoelhasse aos meus pés. E eu ando você perdido, falando coisas sem nexo, aceitando a bipolaridade como uma dadiva divina, pobre Rei....Se eu soubesse que você cairia na desgraça quando eu lhe deixasse teria feito algo.

A  mulher foi caminhando desviando por dentre os manequins deformados até alcançar o que estava com seu titulo, a mulher o pegou e colocou no ombro sorrindo de forma maldosa.

- Você foi oferecido como sacrifício antes da hora, realmente nossos Deuses não querem uma carcaça suja e ridícula para comer, mas, tem sempre alguém disposto a ficar com os restos. Sua bipolaridade atual é a consequência da arrogância que lhe cegou, amaldiçoado pela mulher que julgou amar, se perdeu correndo na escuridão e acha que está no controle. Aquela maldita te colocou nessa e você assim como muitos outros foram, será mais um sacrifício para a Legião fazer, e com isso nosso domínio vai ficando cada vez maior. Você era o maior, o mais viril dentro desta federação, e agora....Eu vejo apenas um homem derrotado, que foi levado a loucura pela própria arrogância.

A russa fazia uma cara decepção e balançava a cabeça em negativo.

- Eu lembro que você falou algumas coisas sobre mim, uma leitoa, uma cobra, uma mentirosa, uma Rainha, uma Bruxa, eu tive de bater no meu grande amor por minha coroa, tive de destruir meu grande Rei imortal pela minha coroa, eu ainda tenho alguns súditos seus gritando em agonia em meu reino. Não que agora você se importe, pois perdeu toda sua garra e força de vontade, se contentando em bater bater em fracos e oprimidos, acho que tínhamos o Rei Jobber errado, você sempre foi o Rei dos jobbers não o meu Havy, e agora por um erro seu não vai apenas enfrentar a minha irmãzinha, vai enfrentar a Legião inteira! Coisa da qual você fugiu desde que ela chegou no Clash, até mesmo trocou de lado para evitar o confronto e olhe agora.

Narkissa deu risada enquanto as luzes do ambiente piscavam ou explodiam conforme ela andava apagando atrás da loira fazendo um caminho de escuridão nas costas da mulher.

- Você vai ser obrigado a lutar por sua vida, vamos testar se é mesmo imortal grande King, a muito eu queria ter o prazer de te humilhar a frente de todos, e agora essa oportunidade veio, mesmo que seja acompanhada pela Legião vamos novamente pisar em um ringue. Suas palavras provam o quão perdido está, já dando desculpas pela derrota, não mudou em nada mesmo. Já dizendo que vai perder para nós, aonde estão seus punhos? Aonde está toda sua raiva? Vamos Armstrong, se você não lutar não terá a menor graça esfregar sua cara na lona! Se você não gritar aos quatro ventos sobre sua força, não vai ter graça nenhuma lhe quebrar inteiro. Katrina assinou sua aposentadoria lhe colocando dentro de uma cela com as piores quatro pessoas do mundo, e não será a amável Bruxa, nem a Berserker, nem o cachorro, muito menos o Ceifador que vai lhe destruir lá dentro, será sua Rainha dos Condenados, sua cobra favorita, ou a leitoa.....

A voz da mulher saia com raiva e desprezo, seus olhos encaravam a câmera como se ela fosse matar alguém. O ambiente estava parcialmente escuro quando a russa voltou a subir na passarela olhando para frente com nojo.

- Farei você se ajoelhar aos meus pés, e quem sabe se você for muito bonzinho quem saiba eu não te mostre o caminho novamente, o caminho do qual você se desvio, não necessariamente o da luz, mas, os das trevas já que você as almeja tanto, já que quer as aceitar mesmo sendo óbvio que não foi para ficar nelas. Vou adorar testar sua imortalidade até o momento em que você fique inconsciente dentro daquele ringue, o momento em que seu sangue sujar toda o ringue nessa macabra a qual você foi posto.

As luzes piscavam ao redor da russa e ela ria, dentro da escuridão parecia que a mulher tinha grandes asas de morcego, algo espiava na escuridão podia sentir isso dentro de seus ossos, a imagem começou a pular e a chiar.

-  Que venham anjos, heroínas, Reis caídos, amores passados e tudo mais o que vocês tem a oferecer pois ao final todos estão fadados a serem os tijolos que a Legião vai usar para construir seu castelo de terror e destruição, os cavaleiros do apocalipse trazendo a praga, a guerra, e toda a escuridão escondida nas profundezas do inferno!

A imagem ficava cada vez mais ruim e mostrava os manequins derretidos se arrastando pelo chão indo em direção da mulher em cima da passarela, as luzes piscavam freneticamente dificultando ainda mais a visão, porém, tinha algo trás da loira, olhos prateados atrás da mulher observam os manequins pegando nos pés dela, almas aprisionadas buscando a salvação aos pés da loira, Narkissa sorriu e bateu o salto fortemente no chão com isso o batulho ecoou pelo lugar desligando todas as luzes.


Fim da transmissão.



♰ Oh poor boy, did you really think i loved you? You're just a stupid man, you're just....Sacrifice. ♰
avatar
✡ MadameZombie ✡
Admin
Admin

Mensagens : 180
Pontos : 524
Reputação : 324
Data de inscrição : 31/12/2016
Idade : 21
Localização : Salém

Re: Prome Aqui!

Mensagem por ✡ MadameZombie ✡ em 07.09.17 22:43

Após o FV 27

A bruxa estava caminhando indo embora da arena ela suspirava pesadamente passando a mão nos cabelos a mulher olhava muitos fãs por ali eles estavam animados com alguma coisa não demorou para ela ver Lady por ali e também estava Sudz ela deu de ombros e continuou caminhando até ver de longe não mostrando muito interesse estava Bé a bruxa sorriu e foi se aproximando devagar dele ela soltava as coisas que estava segurando e colocava as mãos tampando a visão do lutador

Violetty: - Adivinhaaa quem é?

O homem riu e colocava as mãos por cima das dela e ia subindo pelo braço

Bé: - Eu acho que é minha bruxinha linda

Ela tirou as mãos dos olhos dele e agarrou o lutador em um abraço apertado assim que ele se virou pra mulher ela ficava apertando ele como se fosse a primeira vez que tivesse o vendo após anos  

Violetty: - Estava com saudades de você estou tão feliz que você voltou as coisas não são as mesmas sem meu bodinho

Pela reação dele em a apertar com tanta força a bruxa achou que tivesse tocado em um assunto complicado ele ia abraçando ela e a morena retribuía

Bé: - Eu também estava com saudades de você eu sei que agi de uma forma errada e-

A bruxa colocou devagar o dedo na boca dele para evitar que ele falasse ela o olhava dentro dos olhos a morena colocou as mãos no rosto dele e se aproximou

Violetty: - Não importa eu não quero saber o que importa pra mim é que está aqui agora esquece o resto

Ela juntou a testa com a dele e fechou os olhos o homem fazia carinho nos cabelos da bruxa e ia para o rosto dela

Bé: - Eu nem sei o que estou fazendo aqui na verdade Sudz disse que me faria bem e que as coisas iam se acertar assim que eu lutasse..mas parece tão..vazio

Violetty: - Meu amado você sabe melhor do que ninguém que fãs gritando por nós não significa tudo você precisa de um objetivo maior que isso você é o melhor uma coisa que nunca entenderam

Bé: - Não me sinto assim na verdade eu acho que não sinto mais nada

A mulher abriu os olhos devagar e o encarava o sorriso gentil e raramente visto nos lábios da bruxa sempre aparecia perto dele aquele lado protetor e meigo

Violetty: - Você é meu bodinho e seu maior problema sempre foi sentir demais você é bom demais para esse mundo tão podre e corrompido Eles concordam você sempre sente demais nunca de menos e te ferem com isso

Bé: - Eu acho que mudei minha bruxinha as coisas mudaram e eu não mantive o controle da situação ao menos não dá forma que eu queria

Violetty: - Quando eu olho pra você ainda vejo o homem que me convidava para tomar sorvete eu vejo o homem que saia comigo e acreditava no próprio potencial eu tenho minha parcela de culpa em tudo o que aconteceu meu egoísmo o colocou num mundo que foi feito apenas pra mim você não merecia o sofrimento e não merece sofrer mas eu te amo tanto que me ceguei e apenas quis ter você comigo...mas isso te prejudica né?

Bé: - Ei ei da mesma forma que você não quer saber do passado eu também não quero tudo o que aconteceu eu sabia exatamente do que se tratava e eu aceitei não me prejudica apenas foi complicado demais porém não adianta nada a gente ficar nisso já foi acabou

Ele tentava animar a bruxa mesmo o próprio parecendo bem triste com tudo o que aconteceu

Violetty: - Desculpa só não desista de si mesmo não desista das coisas que gosta você sabe que eu sempre estarei ao seu lado não é? Não importa o que seja ou o que aconteça não vou o abandonar ou desistir de você

Bé: - As coisas parecem complicadas demais apenas isso eu me sinto perdido não tenho o que fazer não tenho uma grande motivação como no passado parece que tudo que eu queria eu já consegui é como se eu só tivesse que olhar agora..é difícil

Violetty: - Faça o que te faz feliz faça o que te completa você tem motivação para conseguir qualquer coisa

Bé: - Eu não sei o que me faz feliz agora esse é o problema eu nem sei se sou capaz de sentir isso de novo

Violetty: - Tem certeza?

Ele ia abrir a boca para responder a mulher mas quando olhou ela o homem apenas ficou quieto e bem pensativo foi quando eles perceberam o silêncio no lugar os dois se viraram e mesmo distantes dos outros eles haviam chamado a atenção de alguns fãs não dava para ouvir a conversa deles mas estavam vendo os dois a bruxa segurou o riso enquanto o lutador acenava meio sem graça para as pessoas

Violetty: - Quer ir embora comigo? Faz tempo que não ficamos juntos eu quero ficar com você

Bé: - Eu acho uma boa ideia

A mulher sorriu achava que ele não iria querer ela segurava na mão dele e mandava uma mensagem para a irmã avisando que estava com ele

Violetty: - Viu o Jiggy?

Bé: - Vi ele sim a gente teve uma conversa no mínimo estranha sobre a enfermaria e umas coisas assim

Violetty: - Ele não parece gostar muito de ser cuidado eu queria ter visto ele mas eu estava com o Lugi esperando meu combate e depois vim pra cá te ver

Bé: - Ele vai ficar bem só parece um pouco perturbado com o combate depois das coisas que Adam fez

Violetty: - Aquele cara pode ser bem irritante por isso foi ótimo bater nele

Bé: - Meu sobrinho tem que entender que os adversários dele vão fazer de tudo para o atacar e desestabilizar ele não importa o que seja ou o quão cruel seja

Violetty: - Jiggy é uma boa pessoa mesmo que ele não admita ou não goste que falem isso dele Adam vai se aproveitar de qualquer fraqueza dele ou qualquer coisa que o afete de alguma forma...igual aquele vídeo

A mulher mostrava certo incomodo ao falar disso ela ficava esperando o táxi ao lado do bodinho algumas pessoas vinham falar com ela por estar na Rússia a bruxa estava desajeitada não sabia lidar com os fãs quem ajudava ela era o lutador

Bé: - Não ligue para aquelas coisas as pessoas falam qualquer coisa e você sabe disso nós dois já passamos por muito

Ele riu baixo ao lembrar a bruxa acabou entendendo o que ele queria dizer e ria também era engraçado lembrar de como enchiam eles no passado

Violetty: - Só você mesmo pra me animar nesse lugar

Bé: - Um ajuda o outro...mas parece que tem algo te incomodando o que houve?

Violetty: - Não é nada

A mulher ficou em silêncio até olhar pra o homem que encarava ela ele apenas arqueou a sobrancelha cruzando os braços

Violetty: - Merda...Naki tem que ficar longe de mim por causa da nossa família você sabe eles não gostam de mim e também fui ver minha avó e ela ficou falando de bisnetos e casamentos...eu cresci aqui eu vivi aqui mas não parece minha casa a Naki é minha casa

A mulher abaixava a cabeça mostrando grande tristeza sobre a situação em que ela se encontrava o homem abraçou ela encostando a cabeça da bruxa no peito dele

Bé: - Eu compreendo esse sentimento minha sereia mas olhe sua família nunca vai entender como perdeu uma boa pessoa não importa o que eles falem ou façam você é melhor que todos eles Nakinha te ama e está aqui com você ignore essa falsa família eles não merecem que você pense neles ou se importe com o que eles acham

A bruxa apenas abraçou ele com força se aconchegando no homem

Bé: - Se eles não te aceitam como você é eles que se fodam não precisa deles você é a melhor pessoa que eu já conheci até mesmo melhor que eles não tem que provar nada a ninguém você é minha sereia uma mulher especial e forte que vê o mundo de forma diferente mas isso não é motivo para vergonha

Ele beijou a testa dela e balançou o corpo para os lados devagar agarrado a bruxa

Violetty: - Não queria ser um problema para a Naki

Bé: - Ela não te vê dessa forma a Nakinha é uma mulher bem resolvida e decidida nunca faria algo forçada ou que ela não acreditasse e tenho certeza que tudo o que ela faz é com orgulho e amor da pessoa que você é

Ele sorriu ao ver a mulher se mostrar mais calma sobre a situação o táxi chegou e ambos entraram a bruxa não resistiu em agarrar no braço dele e ficar a viagem toda com a cabeça encostado no ombro do lutador ela tirou algumas fotos com ele para guardar junto das outras que tinha e mandou algumas para a irmã eles chegaram no hotel e a bruxa saiu puxando ele para o quarto dela

Violetty: - Vai ser tão bom ficar com você de novo eu mal posso acreditar que está aqui de verdade

Bé: - Na verdade nem eu acredito...

Ela riu e entrou no quarto mal deixou o homem se organizar e puxou ele para o sofá se agarrando nele  

Violetty: - Vai ficar aqui comigo a noite inteira

Bé: - E a Nakinha?

Violetty: - Eu não sei ela não me respondeu ainda

A bruxa ia se aconchegando nele fechando os olhos estava tratando o lutador como um ursinho de pelúcia que ela sentia falta o homem riu e se agarrou na bruxa com carinho ele podia ver a grande felicidade dela em apenas ficar ali com ele o homem fechou os olhos se encostando na bruxa para aproveitar melhor o momento com ela



♦️ You're lookin' crazy and you're lookin' wrong
We look like we belong ♦️

avatar
★ Bé ★

Mensagens : 339
Pontos : 916
Reputação : 520
Data de inscrição : 08/07/2014
Idade : 22
Localização : Portugal

8

Mensagem por ★ Bé ★ em 08.09.17 11:23










 

 


Adam / Gms


Estavam as duas Gms em uma especie de corredor, elas estavam caminhando um pouco enquanto procuravam a de Adam, elas teriam que instituir ele a outra conferência, e alguns trabalhos relacionados para o merchandinse.


         


Anabell: Porque será que os fãs gostam tanto assim de Adam?


Katrina: Ele é boa pessoa.


Anabell: Ele é estranho, e triste.


Katrina: Luta por ordem e por aquilo que julga ser o certo.


Anabell: Também nós.


Katrina: Mas nós felizmente não temos essas preocupações.


Anabell: Podemos ter, imagina que lutas um dia contra King.


Katrina: Serei automaticamente ovacionada pela plateia se lutar contra esse merdinha gigante.


Elas param em frente da porta do balneário dele. O local parecia mal iluminado, elas ficavam olhando para o Icon estampado na porta dele.





Anabell: Olha isso, já imaginou se a gente tive-se um icon desses?


Katrina: O melhor icon que eu faço é a minha rubrica em cartas de demissão.


Anabell: Me pergunto porque essas mascaras vendem tanto, nem são visualmente próprios para crianças.


Katrina: Também tem as da Lady ah venda, por isso o que não falta é coisas para todos os gostos.


Anabell bate a porta, elas depois entram no balneario. Adam já estava com sua roupa colocada, sentado em um banco perto da parede do balneario.





Katrina: Porque esse balneário é tão escuro assim?


Anabell: Aqui ô.


Anabell clica em um interruptor e liga as luzes do balneário.


Katrina: Boa mana.


Anabell: E então como você está Adam?


Elas se aproximam dele que levantava a cara para cima olhando para elas.


Adam: Vivo.


Katrina: Isso é bom sinal.


Anabell: Sabe... Você pareceu bastante revoltado com Júnior. Talvez tenha exagerado um pouco?


Adam: Alguém precisa de manter ele na linha.


Katrina: Talvez realmente não fosse necessário ter levado as coisas de modo tão pessoal, se lembre do seu foco aqui. E o que está aqui a fazer.


Anabell: E que raios foi aquilo no arbitro no ultimo show? Nossa, você quase mata um funcionário nosso do nada.


Katrina: Se fosse outro qualquer iria levar um otimo sermão junto com uma multa. Mas a gente gosta de ti.


Adam: Vitoria foi roubada de mim.


Katrina: Não pelo arbitro. Ele não tem culpa das ações sujas de outros lutadores.


Anabell: Mas não se preocupe com isso. Proximo show tem uma chance de enorme vitoria e será contra a Anjinha Marjorie Beliviery.


Adam: Eu ainda não acabei com Júnior.


Katrina: Ele é campeão Cursed, só ir lá e chutar ele a qualquer momento.


Anabell: Mas o que acha de sua proxima oponente?


Adam: Porque estou enfrentando ela, e não alguém da Legião?


Katrina: Isso tem tempo. Se a Legião quer destruir ao menos deixa eu fazer utilidade disso.


Adam: Você não precisa de uma Legião para destruir Armstrong.


Adam se apoia com as mãos no banco e se levanta, ele vira um pouco a cara para o lado e depois volta a olhar para as duas.


Adam: Ele é grande, forte. Competitivo. Claramente do lado do mal e do caos. Ele é justamente o tipo de pessoa que eu vim para surrar aqui na Nwr.


Anabell: E você consegue fazer frente a ele?


Adam: Vocês sabem que eu consigo fazer frente a qualquer um.


Kat deu pequenas batida amigáveis no peito de Adam e fala para ele.


Katrina: Eu vou me lembrar disso.


Anabell: Bem, vamos indo?


Adam começa a caminhar com elas até a uma zona de entrevistas.


Promo se encerra.

 


 



★ Have faith in yourself. ★
avatar
★ Bé ★

Mensagens : 339
Pontos : 916
Reputação : 520
Data de inscrição : 08/07/2014
Idade : 22
Localização : Portugal

9

Mensagem por ★ Bé ★ em 08.09.17 13:30










 

 


Nwr/Adam.com


Uma transmissão se inicia em direto no site. Seria uma entrevista oficial da Nwr, onde estava presente Johnny Waterfall. Ele tinha conseguido uma audiência com Adam. Ele seria a convidada de hoje no programa dele. Estava tudo muito lindo e bem arrumado, se inicia com Johnny ali apresentando e falando sobre alguns assuntos aleatorios.





Até que ele finalmente chama o convidado, Adam surge no alcance das câmara, e se senta ao lado dele. Ela acena um pouco para a câmara e para a plateia presente.


          


Johnny: Olá a todos e sejam bem-vindos a finalmente uma entrevista aqui no site! As coisas definitivamente andam bem paradas, porem é bom estar de volta! E dêem suas boas vindas ao convidado no momento, Adam Rodrigues!


Adam: Isso. Como é bom estar na sua presença uma vez mais.


Johnny: Sério?


Adam: Não.


Johnny: Bem eu quero agradecer por aceitar meu convite para vir aqui dar umas palavras para os fãs!


Adam: Na verdade não tem que agradecer Johnny, eu sou o único que as Gms ainda conseguem convencer a vir aqui falar contigo.


A pequena plateia que estava presente começa a rir.


Johnny: Bem... Arrr. Tudo bem. Bem, Adam nos diga. Como tem apreciado a sua passagem pela Nwr?


Adam: Tudo realmente é bem mais pesado do que eu imaginava.


Johnny: "Pesado"?


Adam: Talvez tenha substimado todo o clima que a fed poderia trazer em mim.


Johnny: Você sempre esteve em um mau clima antes de entrar na fed?


Adam: Sim. Mas agora tenho preocupações e responsabilidades.


Johnny: Tipo o que?


Adam: Oponentes. Legião. Aquele Jigglypuff irritante.


Johnny: Creio que ele agora já nem é chamado assim.


Adam: Para mim sempre será um pequeno Jigglypuff irritante.


Johnny: Qual o seu problema com ele?


Adam: Ele é o problema em si.


Johnny: Porque?


Adam: Ele não sabe o que quer fazer da vida. É indeciso, lhe deram um cinto, e ele quer fazer um papel de boneco e quer seguir ordens de Legião.


Johnny: Isso como muitos dizem, é problema dele certo?


Adam: Waterfall, no que toca a Legião é um problema de todos nós. O desafio dele foi marcado, se Júnior completa ele, ai é uma preocupação a mais para TODOS nós.


Johnny: Então seu foco é?...


Adam: Valugi disse que seu intrese nele era somente o cinto. Então basta tirar o cinto dele e um potencial membro da legião é neutralizado.


Johnny: Você quer impedir que Júnior entre na Legião?


Adam: Se não dá para desmembrar a Legião em si. Então evitar novas adquirições seria otimo.


Johnny: Quer nos falar sobre a sua derrota no ultimo show?


Adam: Que bom que a primeira e única vitoria gloriosa de Júnior, foi em um School Boy pin covarde não é?


Johnny: Ele pareceu bem frustrado após o vosso combate.


Adam: Claro que ele estava desse jeito. Ele sabe que não é melhor do que o homenzinho burro e bugado da federação.


Johnny: Ele no seu ultimo video questinou, realmente é vergonha que o faz usar essa mascara?


Adam: Vergonha? Que vergonha teria eu? O que eu tenho feito para ter esse sentimento? Eu tenho lutado de modo exemplar. E por minha própria conta. E não sou eu que tenho passado por figuras tristes. Como a que vimos no ultimo show.


Johnny: Então porque usa você mascara?


Adam: Merchandinse. Aspecto. Sou meio feio talvez, e essa roupa não só agrada mais o mundo inteiro do que fica otimo. Sou uma superstar nela. Já combati sem ela e fui assistido por fãs igual. Mas sem duvida que esta roupa de suicide faz de mim mais carismático.


Johnny: Eu entendi. Se bem que ele te define?


Adam: Claro que sim.


Johnny: Ele chegou a dar exemplos para defenir teu jeito de pensar como Caio e Devon, que tem a dizer sobre isso?


Adam: Nada. Ele usou esses exemplos, porem ele é o unico sendo um campeão pior que eles.


Johnny: Você tem intenções de ser campeão um dia?


Adam: Sim.


Johnny: O que te motiva a isso?


Adam: O facto dos titulos estarem com gente do mal.


Johnny: Então você admite que quer ser um herói?


Adam: Puta merda, mas essa conversa de novo? Veja seus herois. Veja o que aconteceu a eles no main Event do ultimo show. Isso é o que heróis fazem na vida real.


Johnny: Eles perdem as vezes. Mas está a falar mal de nossos heróis?


Adam: Claro que não. Eu não fiz melhor figura em Main Event. Mas eles apenas não chegam.


Johnny: Não podemos cruzar os braços e ficar olhando?


Adam: Jojo falou no seu video sobre estar sozinha. Você não está sozinha Jojo. Eu ainda não morri. Fisicamente. Só evite confrontos diretos de grupo contra a Legião. E desafie um unico membro. Cara a cara. Olho por olho.


Johnny: Esse é um bom conselho.


Adam: O unico que posso dar no estado a situação. Só não falem estar sozinhos. Eu estou aqui.


Johnny: Onde estava você no final do ultimo show?


Adam: Onde estavam vossas heroínas quando eu enfrentei a Legião sozinho e fui Knocauteado pelo ceifator? Decidindo de deviam entrar na luta ou não.


Johnny: Elas não tinham obrigação de comprar uma luta que não é delas.


Adam: Sempre foi uma questão de tempo até chegar nelas. Contra a Legião com pose de todos os cintos, a luta toca ao roster inteiro. Todo aquele que quiser um titulo terá que se opor a eles.


Johnny: Menos contra Jiggly?


Adam: Esse está destinado a ir para as mãos deles, de qualquer jeito.


Johnny: Ele falou tanta coisa sobre ti no ultimo video dele, quer comentar algo?


Adam: Ele se defendeu como podia. Tentou se arrastar após claramente ter mexido com alguém que não deveria. Começou a falar coisas aleatorias, tentando julgar qualquer coisinha, qualquer promenor em mim, para afastar a atenção do lutador lastimável que ele é.


Johnny: Lutador lastimável?


Adam: Custa lhe a compreender, que uma federação de wrestling realmente precisa de estar apto fisicamente. Precisas de ser bom o suficiente, talentoso. O resto pouco importa se tu é homem grande e forte, uma fragil anjinha, ou uma bruxa maléfica. Tu precisas de talento físico. Afinal isto é luta libre.


Johnny: Bem visto. Mas enfim. O que tem a comentar sobre sua postura no Co Main Event do show ao enfrentar a Jojo?


Adam: Não tenho nada pessoal contra ela. Muito pelo contrario. Ela está lutando pelo lado do bem. Não importa o quanto chato e aburrecido ela em si seja. Ela está lutando por algo positivo. E isso para mim já vale muito.


Johnny: Sendo que você também luta por algo positivo?


Adam: Será uma honra combater Jojo no proximo show. E mal posso esperar para ver pessoalmente do quão forte ela é.


Johnny: Ela claramente tem vindo a ter uns otimos recordes de vitorias, e até um reinado na divisão onde você luta.


Adam: Eu sei Johnny. Eu tenho observado a carreira dela. Sempre tomou um bom rumo, e ela tem de tudo para ter um bom futuro aqui na federação. Contando que talvez também não esteja ao nivél das Gardeas. Mas sempre podemos estar enganados quanto a isso.


Johnny: Se ela perder para ti, não está ao nivel das Gardeas?


Adam: Está me considerando pior que elas? Quanto simpatico de sua parte.


Johnny: Você perdeu para Violetty, e nem nunca chegou a enfrentar Narkissa.


Adam: Teria toda a honra de apanhar pra ela também... Mas alguém teve a excelente ideia de me prender em uma armário não é mesmo?


Johnny: Sim.... Ehhrrr... Continuando.


Adam: É... Mude de conversa...


Johnny: Me diz, o que você pensa quanto a esse Main Event? E a discussão de Katrina e King?


Adam: Infelizmente não dá para negar que esse King anda meio zoado. E são poucos os que realmente levam ele a sério. Afinal, porque deveriam?


Johnny: Porque é o grande e temível King Armstrong?


Adam: Temível? Não me parece que ele seja tão temível assim. Na verdade, nem nunca foi. Ele só é grande e destrutivo, e todo o mundo já sabe disso.


Johnny: Você não tem receio de o enfrentar?


Adam: Algum. Afinal... Quem sabe o que eu posso fazer com ele.


Johnny: Isso que é confiança. Mas me diga, qual o seu ponto de vista quanto a briga dele com a Katrina?


Adam: Tudo o que a nossa Kati fez, foi tacar algumas verdades na cara dele. Ele em vez de aceitar se enputeceu.


Johnny: Afinal, Katrina está do lado da razão no seu ponto de vista?


Adam: King teve uma vitoria ardua contra Bruno Jackson. King defendeu o cinto no PPV, perdendo somente para Sudz em uma regra independente. E o cinto acabou nas mãos de Violetty. Ficamos 15 dias esperando, por ver a reação de King perante essa situação. E com o que a gente leva?


Johnny: Com o que?


Adam: A empresa lhe deu um combate contra um Jobber, para ele repensar sobre as coisas, sobre sua carreira e tudo o que queria, e a gente leva com um video de poucas palavras falando que vai somente bater em Kevin. E agora eu pergunto, qual realmente o problema de King? Não é bipolaridade. É demência.


Johnny: Bem, cada qual sabe de si.


Adam: Exacto. King não. Ele é que nem Júnior. Precisa de alguém lhe dizendo o que deve ou não fazer e o que deve ou não seguir.


Johnny: Então por isso a Katrina puniu ele?


Adam: Provavelmente puniu ele porque ele em vez de aceitar ele debateu e desafiou ela. Eu observo muito. Talvez o King tenha saudades de Melissa e de bater em alguém inofensivo.


Johnny: Claramente desafiar uma Gm não seria algo confortável. Mas ela mesma já foi lutadora.


Adam: Tem aqui homens, bem aqui prontos para surrar a cara dele. Tem outros campeões nos quais ele poderia focar, tem tanta coisa por fazer, e ele quer bater em mulher que nem é competidora?


Johnny: Você achou correcto a punição dela?


Adam: Usar um mal para combater outro mal? Eu achei uma boa ideia. E King está merecendo que alguém coloque algum bom senso na cabeça dela.


Johnny: Fazer uma stable bater nele talvez não seja uma tão boa opção. Mas talvez esteja a dizer isso porque já deixou claro que está do lado da gerência?


Adam: Eu estou do lado onde consista entrar de voadora e bater em alguém, se esse alguém for gente ruim, então perfeito. Disso é o que não falta por aqui.


Johnny: Não tem mais ninguém no roster no qual você consiga colaborar?


Adam: Eu não gosto de colaborar com seres humanos.


Johnny: Vish... Bem, tem alguém no roster que você, sei lá... Gosta?


Adam: Eu não ligo pra quase ninguém de lá, talvez eu goste um pouco de Bé e Lady. Sendo que eles já não estão indo tão bem quanto antigamente.


Johnny: Pois é, infelizmente não.


Adam: Enfim. Tem mais alguma pergunta para me fazer?


Johnny: Por agora não Adam, é tudo. Eu quero agradecer imenso por sua presença aqui.


Ambos se levantam e Johnny estende a mão para cumprimentar Adam, que o ignora e vai se embora acenando um pouco para a plateia.


Ligação se encerra.

 


 



★ Have faith in yourself. ★
avatar
♛ GiihHime ♛
Admin
Admin

Mensagens : 136
Pontos : 384
Reputação : 252
Data de inscrição : 13/02/2017
Idade : 22
Localização : Sodoma/Gomorra

Re: Prome Aqui!

Mensagem por ♛ GiihHime ♛ em 08.09.17 15:14

Começo da tarde, sexta-feira, Moscou, Rússia.


Narkissa estava em sua casa almoçando enquanto trocava mensagens com Violetty e mais algumas pessoas, a russa iria ver sua avó antes de voltar para os EUA para continuar com o trabalho, e desse vez ela iria dirigindo assim poderia parar aonde quisesse sem ter que ficar pedindo táxis ou coisa do tipo, ela terminou seu almoço e foi para a garagem escolher um dos carros, depois de escolher ela entrou ligou o carro e saiu indo para a casa de repouso da sua avó, não demorou para a mulher chegar, ela estacionou o carro ativou o alarme e entrou no estabelecimento, falou com a recepcionista e foi até o quarto da sua avó.

Narkissa: - Olá vov...

Ela nem terminou a frase quando sua avó lhe arremessou um livro acertando bem em cheio o rosto da loira a fazendo ir para trás com o impacto, Narkissa colocou a mão na boca pois tinha machucado seu lábio e nariz.

Narkissa: - Que porra!

Vovó Gardea: - Isso é por você ficar me enrolando!

Narkissa: - Você pirou?! Podia ter quebrado meu nariz.

Vovó Gardea: - Seria bem feito! Sua desobediente. Cadê o Valugui, Valuqui....Vaguile....

Narkissa: - Valugi! Va-lu-gi. Pelo amor de Lilith vó essa merda doeu.

Vovó Gardea: - Isso mesmo, cadê ele?

Narkissa: - Não veio. E nem vai vir.

Enquanto a russa se olhava no espelho pra ver o machucado acabou apanhando com a bengala nas pernas a fazendo gritar de dor e olhar feio para a avó.

Vovó Gardea: - O que eu te disse??

Narkissa: - Pouco me importa, eu não vou trazer ninguém aqui se for nada serio.

Vovó Gardea: - Frescurenta, quer que eu morra sem bisnetos?

Narkissa: - Eu não vou engravidar dele! Na realidade eu não quero engravidar de ninguém.

Vovó Gardea: - Pela reação exagerada vocês brigaram.

Narkissa revirou os olhos e suspirou passando uma das mãos no rosto.

Vovó Gardea: - Acertei, o que você fez?

Narkissa: - QUE?! Porque tem que ser eu?!

Vovó Gardea: - Porque é você que estraga tudo e ele é muito velho pra ficar de chilique, você por outro lado adora um cu doce.

Narkissa: - Porra a senhora ta do lado de quem???

Vovó Gardea: - Do dele. Cuidado com esse cu doce que ele pode querer comer.

Narkissa fez um facepalm em total negação com as palavras da avó.

Narkissa: -  Quem me dera se ele quisesse mesmo.....

Vovó Gardea: - O que você disse?

Narkissa: - Nada, disse que a gente discutiu.

Vovó Gardea: - Porque?

Narkissa: - Pensamentos muito divergentes, e somos muito diferentes em diversos quesitos, então preferi me.....er.....Afastar.

Ao terminar de falar a russa já se preparou para apanhar da avó, mas a porrada nunca veio, ela saiu da posição de defesa olhando para a avó de costas para ela.

Vovó Gardea: - Você tinha prometido que traria ele.

Narkissa: - Vó....Essas coisas acontecem, eu não to muito afim de falar sobre isso nem de falar com ele, então, podemos apenas esquecer esse assunto por agora?

Vovó Gardea: - Eu vi sua luta ontem, e você depois estava com ele e o seu grupo, acho que tem que resolver as coisas.

Narkissa: - Lá vamos nós.....

A loira se jogou em uma poltrona que tinha ali já esperando o sermão que viria da sua avó.

Vovó Gardea: - Se vocês tem um problema te que conversar e resolver ele, não pode ficar assim afastada e não querer saber Narkissa, todo casal tem problemas, todo casal tem seus altos e baixos, vocês precisam conversar sobre o relacionamento e darem certo novamente, você é novinha vai conseguir dobrar ele facinho com esse corpão ai.

Narkissa: - Não somos um casal Vó.....Eu não tenho que resolver problema nenhum porque não somos a porcaria de um casal....

Vovó Gardea: - Se vocês tem problemas então são um casal.

Narkissa: - Ahhhhhhh!

A russa ia se espatifando cada vez na poltrona enquanto sua avó falava um monte de besteiras sobre casamento, dentre outras coisas para ela se resolver com o Valugi, a russa estava totalmente incomodada com a conversa porém, sua avó continuava falando e falando, até a senhora ver o estado de Narkissa e bater com o pé da bengala na barriga a fazendo cair de joelhos no chão.

Narkissa: - Minha nossa....

Vovó Gardea: - Preste atenção!

Narkissa: - Fica difícil com a senhora me batendo desse jeito....

Vovó Gardea: - Se não vai me dar bisnetos nem ligo para seus ovários e bato mesmo.

Narkissa: - Bom saber....

Vovó Gardea: - Narkissa....

Narkissa: - Eu não vou trazer o Valugi aqui, nem hoje, nem amanha, nem depois, mas juro que um dia trago pra senhora conhecer.

Katya: - Olha só quer dizer que você deixou de ser vadia e arrumou um idiota para ficar com você.

Ao ouvir aquela voz a russa deu risada e se levantou do chão já indo para cima de mulher a sua frente a olhando com raiva e desprezo.

Narkissa: - O que você faz aqui sua piranha desgraçada?

Katya: - Vim ver minha avó, você que não é bem vinda junto com a maluca da sua irmã.

A loira agarrou a outra mulher pela roupa e a bateu contra a parede com força.

Vovó Gardea: - Narkissa solte ela.

Narkissa: - Eu vou fazer com você o que não pude fazer no passado sua vagabunda de merda!

Vovó Gardea: - Narkissa! Por favor!

A russa olhou dentro dos olhos da mulher a sua frente e trincou os dentes, queria tanto bater naquela cara cínica dela e descontar todos os anos de raiva suprimida. Ela soltou a mulher e deu uns passos para trás.

Katya: - Obrigada priminha, vejo que você resolveu voltar a ser parte da família depois de renegar seu nome essa babaquice de "Gardea". Espero que você não tenha trazido aquela maluca esquizofrênica ver minha avó.

Vovó Gardea: - Katya, cala a boca.

Narkissa: - Eu vou arrebentar sua boca se continuar falando isso Katya, eu não sou mais a garotinha assustada de antes eu agora ARRANCO A PORRA DA SUA LÍNGUA E COSTURO ELA NA MERDA DA SUA TESTA!

Narkissa tentava se controlar enquanto seu lado oculto queria sair e matar aquela desgraçada bem na sua frente, ela apertou os punhos e deu um soco na parede que machucou sua mão, as mudanças súbitas de personalidade não eram do conhecimento da sua avó.

Vovó Gardea: - Meu Deus, Narkissa minha boneca sua mão, porque fez isso?

Narkissa: - PRA NÃO MATAR ESSA PIRANHA DESGRAÇADA!

Katya: - Andar com a esquizofrênica está te fazendo mal Naki, deveria voltar para casa e cuidar da sua família de verdade não daquele traste!

Narkissa: - CALA A BOCA! FOI CULPA SUA SUA MALDITA DE MERDA, EU JURO KATYA QUE VOU MATAR VOCÊ!

Katya: - Eu não tenho medo de você, nem das suas ameaças Narkissa! Por causa daquele pedaço de lixo você abandonou a todos nós!

A loira se virou e partiu para cima da mulher a derrubando no chão e deu uns dois socos na cara dela antes da avó tentar puxar a russa para trás para sair de de cima da prima, a causadora da treta toda com a família, a avó gritava para Narkissa parar de bater na prima até umas enfeiras chegarem e puxarem a mulher para trás e socorrerem a outra.

Vovó Gardea: - Meu Deus Narkissa, o que aconteceu? Olha só pro rosto dela! E você está todo coberta por sangue!

Narkissa se olhou no espelho e viu seu rosto com respingos de sangue, sua blusa toda suja junto com seus punhos e sua avó desesperada não sabendo se acalmava a loira ou se socorria a outra neta. A ira da loira ainda não tinha sido descontada aquilo foi só uma pequena parcela da raiva que ela sentia.

Vovó Gardea: - Narkissa!

Narkissa: - Eu to bem!

Suas mãos tremiam de raiva enquanto ela respirava pesado e lutava para deixar seu lado oculto, oculto em sua cabeça mesmo ela querendo o soltar para terminar o serviço, se não fosse aquela maldita as coisas teriam sido diferentes, muitas imagens vinham em sua cabeça daquela noite e outras coisas também, visões dos Deuses somados com as noite sem dormir por causa Deles, a respiração da loira começou a acelerar e ela a soar frio enquanto ouviu Hyde falando um monte de coisas em sua cabeça que parecia que iria explodir a qualquer momento. Narkissa tinha que sair dali antes de realmente machucar Katya pra valer, ela não aguentaria por muito tempo a vontade de arrebentar a cara da prima.

Narkissa: - Eu vou embora, desculpe Vovó, eu vim me despedir porque iremos voltar para os EUA para o próximo Show, mas, essa vadia estupida atrapalhou tudo, eu venho em outra hora ver a senhora.

Narkissa saiu sem nem se despedir da avó e empurrando algumas enfeiras que estavam em seu caminho, seu peito ardia e queimava, parecendo que estavam a marcando com brasa quente, ela colocou a mão e quando tirou viu sangue, ela olhou no reflexo do vidro do carro e viu a marca Dele, marcada em sua pele, a mesma marca que fizeram em sua punição no RR, aquilo ardia e doía muito, Ele estava bravo com algo, pois Hyde estava praticamente berrando em sua cabeça que Ele estava bravo.

Narkissa: - CALA A BOCA! Eu já entendi!

Narkssa levou a mão a cabeça dando um tapa indicando que era para a outra ficar quieta, ela entrou no carro porém as visões, os vultos, continuavam, as vozes vinham em sua cabeça, ela nunca ouviu vozes, apenas as das suas personalidades, agora tinha mais essa. Por segundo a russa acabou pegando, tudo simplesmente ficou escuro a sua volta e quando ela acordou ela estava em um cemitério em frente a um tumulo de uma pessoa de quem ela não conhecia e cheia de arranhões pelo corpo.

Narkissa: - Inferno! O que você quer? Eu não fiz nada!

Ela abaixou a cabeça e se caiu de joelhos ali no gramado tentando se concentrar, pensar no que fez de errado, a loira estava se sentindo mal e com muitas dores pelo corpo, enquanto estava de cabeça baixa ela viu uma sombra em cima dela e quando olhou para trás, era uma imagem de uma sombra de um anjo negro. Ela fez uma cara de desgosto e bufou irritada.

Narkissa: - Mais direto impossível não é mesmo? Mais não irei falar com ele, pra mim já deu desses mimimi's me tragam alguém menos chato obrigada e nada.

A loira se levantou e deu uma última olhada na sombra antes de fazer pirraça feito uma criança, ela saiu batendo os pés mas se mantinha forte e não falaria com Valugi, até porque ela não gostava de resolver brigas brigando, o jeito dela não agradaria o ceifador e eles iriam brigar novamente. Narkissa foi para seu carro e o ligou saindo do local para voltar para casa.



♰ Oh poor boy, did you really think i loved you? You're just a stupid man, you're just....Sacrifice. ♰
avatar
✡ MadameZombie ✡
Admin
Admin

Mensagens : 180
Pontos : 524
Reputação : 324
Data de inscrição : 31/12/2016
Idade : 21
Localização : Salém

Re: Prome Aqui!

Mensagem por ✡ MadameZombie ✡ em 08.09.17 16:48

Quinta-feira a noite em Moscou

A bruxa estava batendo na porta do quarto de Megan ela parecia impaciente e muito agitada ela ficava olhando o celular vendo várias mensagens enviadas e nada da mulher quando a porta é aberta a bruxa entra sem muitos rodeios ela cruza os braços encarando Megan a mulher olhava para baixo fechando a porta mas mantinha o silêncio

Violetty: - Pode me explicar o que aconteceu? Você depois do show sumiu não me responde mais nem olha na minha cara Meg o que houve? Foi algo que eu falei? Eles fizeram alguma coisa?

A bruxa ficava mexendo a perna mostrando inquietação enquanto olhava para a mulher que suspirava pesadamente a inglesa mostrava estar um pouco incomodada

Megan: - Não é isso Violetty na verdade não tem nada haver com essas coisas

Violetty: - Então o que foi? Hein? Foi o beijo? Eu não queria fazer nada errado desculpa se agi de uma forma estranha podia ter me falado

A inglesa se aproximou da bruxa e segurou nos ombros dela a olhando nos olhos

Megan: - Não foi isso para de dizer essas coisas...o show...o plano do Valugi isso aconteceu

A inglesa se afastava mostrando chateação ela olhava para baixo e depois para a bruxa que por sua vez parecia ter ficado triste ao falar sobre aquilo

Violetty: - Você não vai machucar ele né?

Megan: - Eu tenho que fazer o que for preciso para manter a Legião segura e eu não me sinto confortável com essa situação tenho que lutar com tudo o que tenho mas sinto que isso te afeta o que me faz não querer lutar

Violetty: - Você tem que lutar com toda sua força ele não iria gostar se pegasse leve o que quero dizer é que se vencer dele apenas vá embora não o machuque ele é importante pra mim mesmo ele sendo daquele jeito sério e me confundindo na maior parte do tempo

Megan: - Eu não quero que fique com raiva de mim eu tentei falar com o Valugi mas ele já está decidido eu achei que estivesse com raiva de mim ou que fosse ficar...me desculpa mas não consigo falar com você sabendo que vou ter que fazer no PPV é um conflito entre querer bater muito na cara dele pelas coisas que me falou e por não bater nele demais porque sei que vai te magoar

A morena vendo como Megan estava triste e confusa resolveu abraçar a mulher ficou mal em ver como afetou Megan não queria sua amazona daquela forma

Violetty: - Você tem que ir com tudo eu não irei ficar chateada com você por isso a Legião em primeiro lugar não é? Eu aceitei isso meu Jiggy quer enfrentar alguém para se provar merecedor e não existe ninguém melhor que você para fazer isso minha amazona forte eu nunca ficaria brava com você ou chateada não pode se afastar de mim eu senti sua falta...não me abandona

A bruxa falava baixo e com receio na voz ela mexia na roupa evitando encarar os olhos da lutadora

Megan: - Dado as circunstâncias eu acebei achanado que queria se afastar eu achei melhor te dar espaço ou só não quis falar estava tão chateada com a situação que me foi colocada mesmo amando a Legião e querendo ajudar o Valugi no que ele precisasse quando ele me colocou para lutar com o Jiggy..eu só pensei em como você ficaria

Violetty: - Eu fiquei triste e estou preocupada mas não é por isso que vou me afastar olhe bem pra mim eu estava te mandando mensagens estava trás de você porque me importo com você me importo com a gente quando se afastou achei que ia fazer como o bodinho e o...bem eu só achei que ia me ignorar

Megan: - Não foi minha intenção eu nem sei o que pensei direito eu apenas queria me afastar fiquei muito constrangida eu não esperava que o Valugi fosse fazer isso achei que ele ia querer lutar dessa vez eu fui pega de surpresa pela decisão dele normalmente eu iria ficar muito empolgada só que dessa vez eu não senti isso eu só consegui pensar em você e em como ficaria brava comigo  

Violetty: - Meg Meg sou incapaz de me irritar com você depois das coisas que fizemos e não estou falando por culpa da Legião eu me apeguei a você mais que uma parceira de grupo eu seria uma burra se ficasse brava com você por uma decisão do Lugi que na minha opinião foi a melhor escolha você é forte e teria as chances de ganhar o título caso o Jiggy falhe se ele conseguir vai ter ganhado de uma lutadora maravilhosa uma verdadeira guerreira não pense que vou me irritar por fazer o que é melhor mostrar sua força

Megan olhou para a bruxa que sorria querendo passar calma para a mulher as duas se abraçaram a bruxa pulava no colo da inglesa que a segurava rindo ela apertava o braço

Megan: - Agora posso ficar mais tranquila com isso eu sei que não devia ter me afastado mas sei lá não iria querer que você falasse por si mesma que não queria mais me ver

Violetty: - Estamos bem eu estou bem e nunca iria falar isso pra você ambas queremos o melhor pra Legião incluindo lutar com o Jiggy ou qualquer outro da família dele até mesmo meu bode....mesmo eu não querendo eles machucados ou em situações perigosas eles sabem onde se metem e a escolham que fazem você está apenas fazendo o que deve fazer que é forçar ele a passar dos limites sei que é capaz disso seu combate com a mascarada é a prova foi algo brutal e é o que o Jiggy merece uma mulher brutal que esteja disposta a  quebrar ele...nenhuma daqui pode mais que você fazer isso

A bruxa sorriu e começou a beijar o rosto da lutadora sujando um pouco o rosto dela com o batom preto que a bruxa usava ao ver que sujou a bruxa riu e começou a passar o dedo tentando limpar

Megan: - Deve estar parecendo que joguei minha cara em graxa

Violetty: - Talvez....

Megan: - Obrigada por tudo o que você falou isso me deixa bem mais confiante e aliviada para conseguir combater com tudo e mostrar pra que na Legião só entra quem realmente pode vencer qualquer desafio e esteja disposto a acreditar no que acreditamos  

Violetty: - Sobre isso….

Megan: - O que foi?

Violetty: - Jiggy tem força e muito talento ele é um dos melhores que conheci por aqui mas quando se trata dos Deuses...acho que é distante desse assunto fora que ainda não comentei com ele sobre o fato Dele estar bravo

A bruxa saia do colo da inglesa e passava a mão pelo cabelo estava bem apreensiva

Megan: - Acha que isso pode ser um problema? Claro entrar na Legião vai além de estar num grupo forte nós temos crenças temos um objetivo não somos um bando de desocupados querendo títulos

Violetty: - Entrando na Legião ele vai estar perto dos Deuses nós sabemos da existência deles e acreditamos Eles trouxeram o Lugi até a mim me colocaram aqui e eu não sei como vai ser o Jiggy agindo diretamente perto deles nunca falamos sobre isso e eu nem quero falar

Megan: - Ele vai ter que ver por ele mesmo ter a prova jogada na cara dele é por isso que vamos para a cela lá dentro ele vai entender do que se trata a Legião o que fazemos e queremos e no que acreditamos ele está ao seu lado a um tempo muito antes do Filipe ir embora e ainda não acredita?

Megan arqueou uma das sobrancelhas questionando a bruxa

Violetty: - Não falamos Deles o último que falei acabou indo embora meus Deuses não testam sua força Eles querem sua alma e sua dedicação e ninguém pode ama-los como eu Jiggy mesmo sendo quem é não vai aguentar essa pressão não vai entender o sacrifício as vozes as visões os gritos e os pedidos vai além da compreensão de muitas pessoas

Megan: - Prometo que ele vai entender assim que lutar comigo eu vou ser a pessoa que vai por na cabeça dele o que fazemos e o que lutamos pode apostar nisso minha bruxa dentro da cela os Deuses vão colocar a pressão nele até ver onde ele aguenta

A morena sorriu mesmo estando bem preocupada aquela risada a morena olhou para o espelho que tinha ali na sala ela entendeu o recado Ele queria brincar com o pokémon e isso apertava o coração da bruxa ela abraçou a inglesa as duas deram as mãos e resolveram sair para aproveitar o tempo juntas



♦️ You're lookin' crazy and you're lookin' wrong
We look like we belong ♦️

avatar
✡ MadameZombie ✡
Admin
Admin

Mensagens : 180
Pontos : 524
Reputação : 324
Data de inscrição : 31/12/2016
Idade : 21
Localização : Salém

Re: Prome Aqui!

Mensagem por ✡ MadameZombie ✡ em 08.09.17 19:20

Começo da tarde - sexta-feira - Moscou

A bruxa estava no elevador apertando o botão com todas as forças enquanto resmungava ela olhava para o celular estava falando com Narkissa e com Jiggy também ela mandava várias mensagens até o elevador enfim chegar no hall a mulher saiu estava faminta assim que ela entrou em um lugar qualquer para comer ela ouviu algumas pessoas cochichando lugares lotados eram assim mesmo

Violetty: - Eu vou querer esse sanduiche e-

A mulher foi terminou de falar e sentiu algo acertar o rosto dela era suco de morango ela se levantou rapidamente olhando aquilo e quando foi pra cima da pessoa ela parou congelando

Tâmara:  - Olha só o lixo tem a cara de pau de andar na rua..vem me bater maluquinha me dê um motivo pra mim te mandar de volta para o lugar de onde você nunca deveria ter saído aquela piranha traidora da sua irmã não vai fazer milagre de novo

A mulher jogava o cabelo e ficava encarando a bruxa as vozes estavam gritando a morena levou a mão até a cabeça e olhou com fúria para a loira a sua frente

Tâmara:  - Que foi? Arrancaram sua língua lá? Ou quando está longe da sua irmãzinha não tem coragem de falar?...ah espera ela não é sua irmã porque VOCÊ não faz parte dessa família sua maldita assassina você não tem família não tem nada sem a Narkissa o que te sobra? “as vozes”? maluca sozinha digna de pena um animal feito você sair na rua

Violetty: - Cala a porra da boca sua vagabunda se falar Deles de novo eu quebro todos os seus dentes nem que isso custe eu ficar presa de novo OUVIU PIRANHA!?

A bruxa já empurrou a mesa que caiu no chão as pessoas se levantam assustadas com a situação a loira deu um passo para trás vendo a cara da morena

Violetty: - Você não sabe nada Deles e sabe o que eles querem? Arrancar sua pele e ver se você é bonita por dentro deixar os bichos comerem sua carne podre com você ainda viva gritando e berrando por ajuda enquanto Eles vão estar rindo...é isso o que eles estão falando agora

Tâmara: - E porque você não faz? Mostra pra tudo mundo o lixo que você é a renegada sabia que se tiraram tudo de você lá de casa? Você foi apagada você não existe esquizofrênica as únicas pessoas que se importavam com você já eram então bate me mim faça o que sabe fazer de melhor deixa a Narkissa sozinha de novo me bate...seu aborto se nem sua mãe foi capaz de amar você quem dirá minha família

A bruxa levou as mãos até a cabeça os gritos aquele voz mandando ela atacar a morena não pensou duas vezes ela foi pra cima da loira e começou a bater nela a jogando no chão assim que subiu em cima da mulher a bruxa começou a dar vários socos de forma descontrolada inclusive quebrando um copo no rosto da mulher as pessoas dali tentavam tirar a bruxa de cima da parente o que resultou na mulher empurrar e bater em que colocava a mão nela

Violetty: - EU VOU SACRIFICAR VOCÊ! MORRA MORRA MORRA MORRA! EU VOU TE MATAR SUA PUTA DESGRAÇADA!

Tâmara: - Isso segurem essa louca que me atacou eu acho que ela devia estar num manicômio ela me atacou do nada chamem a policia

A mulher colocava a mão nos machucados ela sorria com crueldade pra bruxa totalmente fora de si ela batia e empurrava as pessoas tentando catar a loira a qualquer custo enquanto a outra se fazia de vitima falando que jogou o suco na morena sem querer e que do nada ela atacou a bruxa se soltou e voltou a atacar a loira ela se machucava no vidro quebrado mas isso pouco importava ela batia a cabeça da mulher no chão até ser puxada com violência de cima dela

Andrey: - SAI DE CIMA DELA SUA LOUCA!

A bruxa conhecia aquela voz o homem a puxou pelo cabelo e bateu na parede com força a segurando pelo pescoço tentando a conter a bruxa dava risada

Violetty: - Religioso viadinho ainda não cansou de comer essa puta? Ou ainda acham que são apenas muitos próximos?

Andrey: - Sua prostituta olha a boca

Ele apertou mais ainda numa tentativa de conter a fúria da bruxa que se mexia e arranhava o rosto dele o forçando a soltar ela empurrava ele contra a bancada ela pegava tudo o que via pela frente e batia nele quebrando garrafas ou copos as coisas explodiam com o impacto e pegava nela os cacos de vidro ela começava a socar ele enquanto as pessoas socorriam a loira que estava caída as pessoas conseguiam conter a bruxa que se debatia e xingava

Tâmara: - Porque não acabou com ela?

Andrey: - Como se eu fosse sujar minhas mãos com esse lixo de só segurar nela já me sinto nojento

O homem se levantou limpando o rosto não estava muito machucado ou nada grave apenas a loira tinha sofrido mais nas mãos da bruxa a mulher vendo as pessoas segurando a morena se aproximou do ouvido dela e falou bem baixo

Tâmara: - Espero que tenha sentido saudades do sanatório porque vou te mandar direto pra lá sua repulsiva e quando a Narkissa ficar sozinha de novo vai ser a hora de destruir ela e tudo por sua causa sempre é sua culpa tudo de ruim você não presta não merecia nem respirar essas vozes são as únicas coisas que se importam com você porque você as inventou...sua louca

Violetty: - VADIA NOJENTA!...você vai pagar por isso Eles vão destruir você Eles vão destroçar sua alma enquanto eu surro seu corpo

Andrey: - “Eles” sempre a mesma coisa Narkissa não vê que seu lugar é presa feito o animal que você é um perigo para as pessoas se ela queria um bichinho de estimação que adotasse um cachorro...ou te deixasse numa coleira

O homem revirava os olhos a mulher aprecia cada vez amis agressiva e perturbada quanto mais seguravam ela mais agressiva ficava ela nem via quantas pessoas já havia machucado além de que conheciam ela a bruxa gritava coisas em outra língua e tentava atacar alguns minutos passaram e a bruxa acabou sendo presa devido aos conhecimentos da família de Narkissa a loira e o homem receberam ajuda enquanto a bruxa era levada embora  

Violetty: - Eu vou acabar com ela...isso não ficou assim...Naki..preciso achar a Naki...traga ela pra mim...

Ela falava totalmente sozinha no banco de trás do carro da policia

Violetty: - O que Ele quer com ela? Porque a levou? Isso não é justo

Ignoravam totalmente a mulher resmungando sozinha quando chegou ela foi colocada numa cela sabia que fizeram de propósito para a deixarem presa lá uma briga idiota dessas maldita família ficava triste ao lembrar que iria sair com Jiggy se não fosse essa merda que estava agora

Violetty: - O que vocês acham? Com certeza vão me deixar aqui aquela puta fez de novo a culpa dela temos que a pegar temos a destruir eu estou cansada da voz irritante dela e do jeito como ela se acha dona do mundo nós precisamos se livrar dela!

A mulher batia a cabeça na parede da cela enquanto falava com alguém mesmo estando sozinha ali ela estava a horas sentada resmungando e falando coisas meio assustadoras sobre sacrifícios e mortes até que alguém bateu na cela

Anabell: - Eu já vi essa cena antes e não me surpreende nenhum um pouco que seja você agora

Violetty: - Não fode vadia fura olho

Anabell: - Pelo o que eu saiba não sai com o Stryker

A mexicana cruzou os braços encarando a bruxa que a olhou e cerrou os olhos

Violetty: - Não fala dele...e saiu sim

Anabell: - Escuta aqui eu livrei a cara dele por sua culpa porque o irmão dele foi lá querer bater no seu amado Krauser Daniels você devia me agradecer por ter soltado ele ao invés de o largar lá agora pare de infantilidade que por mim você morria ai

A mexicana deixou abriram a cela assim que a bruxa saiu ela agarrou no pescoço da GM e batendo na parede quando iam segurar a bruxa a GM não deixou

Violetty: - Nunca mais fale esse nome você não merece falar...eu falei e vou repetir fique longe do meu Jiggy ou eu acabo com sua raça

Anabell: - Você sabia que ele mudou para Júnior? E vai fazer o que? Me bater? Eu sou bem melhor que você e não tivemos nada ele preferiu me deixar lá uma pena porque ele tinha grandes chances de sair com uma mulher decente diferente de você que é só uma maluca histérica que fala com os próprios neurônios se é que tem algum

Nessa hora a bruxa ficou perdeu a calma ela começou a bater na mexicana que logicamente revidou as duas começaram a se bater puxando os cabelos batendo uma a cara do outra no chão tentavam separar a briga a bruxa estava sangrando por um soco que recebeu enquanto Bell via os cabelos caindo e o corpo arranhado

Violetty: - Puta mexicana vadia desgraçada FICA LONGE DELE

A bruxa se soltava e dava um spear na mexicana as duas caiam no chão a bruxa começava a bater nela que revidava com socos e tapas até que puxaram a bruxa e jogaram de novo na cela a trancando ali

Anabell: - Eu posso tirar ele de você quando eu quiser na verdade qualquer um deles sou melhor que você sou mais centrada sou mais madura não falo sozinha não machuco as pessoas sei o que eu quero penso em algo sério e duradouro já você? nunca vai ter nada disso...eu só não dormi com seu tão amado “Creepy Clown” porque eu não quis

Ela via a bruxa se levantando do chão mas ela estava presa ali não podia fazer muita coisa a morena encarava ela com muita raiva

Anabell: - Júnior aconteceu muitas coisas mas será que devo ir falar com ele? Com certeza ele é mais racional e vai ver que você não dá futuro nenhum...ou posso tentar o Filipe

Quando a mexicana falou o nome do bode a bruxa deu um grito completamente irritada e tentou pegar a mulher que saiu de perto das grades deixando a bruxa bater o rosto com violência contra o metal a morena caia para trás

Anabell: - Peguei onde dói não foi?...eu vou tirar o Júnior de você porque eu posso seu “bodinho” não luta mais como antes enquanto seu “Creepy” voltou ao trabalho dele e se você me encher começo a fazer da vida dele um inferno só porque você se importa com ele...quem sabe ele pega raiva de você

Violetty: - Vadia que nem a irmã que eu surrei

A mulher dava um soco na grade quando a bruxa xingou Katrina

Anabell: - Só pela gracinha você vai ficar ai até voltarmos para os EUA vamos ver se dão sua falta ou se importam em vir aqui

Violetty: - Piranha....

A mexicana dava risada e saia largando a bruxa ali de “castigado” a morena por sua vez se levantava devagar do chão com a mão na testa e se sentava no canto com as mãos na cabeça ouvindo as risadas e a bronca que estava recebendo



♦️ You're lookin' crazy and you're lookin' wrong
We look like we belong ♦️

avatar
♣ Kaoryy ♠

Mensagens : 102
Pontos : 102
Reputação : 2
Data de inscrição : 02/01/2017
Idade : 26
Localização : Berlim

Re: Prome Aqui!

Mensagem por ♣ Kaoryy ♠ em 09.09.17 0:21

– “Vocês vão colher o que estão plantando!” Pronunciamento dia 08/09/2017 sexta-feira –

O vídeo se inicia em um cenário de filmagens neste cenário estava sendo representa uma sala, e na televisão passava os melhores momentos de Marjorie em ringue, no sofá assistindo a televisão estava à modelo.

– Já que é para voltar ao meu passado, então bem vindo ao Jojo TV, ou como eu gostaria de chamar, Sweet TV! –

A mulher pegava o controle da televisão e desligava o aparelho e se voltava para a câmera.

– Quando cheguei à NWR eu tinha uma visão como todos os fãs têm uma visão de quer os poderosos são aqueles que diminuem as pessoas para se sentir superiores, eu acusei todos aqueles que erraram e continuo a fazer isso. Pois a verdade tem que ser jogada todos saberem. Mais cedo ou mais tarde os podres de cada um são revelados. –

A mulher se levantava e começava a andar de um lado para o outro.

– Narkissa, que se diz ser tão boa precisa pesquisar a vida dos outros para ter argumento? Já que quer entrar na minha vida vamos aos verdadeiros fatos. Quando entrei na NWR, já tinha uma carreira de sucesso, Já tive três estatuetas de ouro, e sempre fui capa de revistas... Quando cheguei à NWR eu cheguei ao intuito de ser a melhor. Eu não estou aqui para ter atenção eu não preciso, mas todos querem ouvir histórias. –

– Eu não sou a filha adotada que por ser diferente fui jogada no manicômio e me entreguei à loucura. Eu não sou a irmã que dorme com um homem só por causa do sexo, que tem medo de se relacionar a serio com aquela pessoa! Eu não sou a irmã que precisou impregnar na mente de um rei fraco cuja arrogância é maior do que se pode aquentar para conseguir o titulo. –

A mulher continuava a andar.

– Quando cheguei à NWR muitos me disseram que eu não iria conseguir nada! Muitos como você Narkissa tentaram me diminuir, dizendo que eu não tenho talento, que eu sou modelo, que eu sou atriz e vocês têm razão! Eu sou modelo, eu sou atriz, porém eu também sou algo MAIOR QUE TUDO ISSO! EU SOU UMA WRESTLER! –

A modelo gritava em alguns momentos.

– Eu sou aquela garotinha forçada pelos pais a ser atriz e a ser modelo, eu sou aquela garotinha cujos pais QUEREM QUE SEJA VISTA COMO APENAS UM EXEMPLO DE CORPO PERFEITO, EU SOU AQUELA GAROTINHA CUJO TEVE UM RELACIONAMENTO SAUDAVEL E COMO VOCÊ MESMA DISSE “TROCADA” POR HOMEM! E isso não me envergonha, e nunca me envergonhará! Quando cheguei à NWR todos me disseram para voltar às telinhas... –

A mulher sorria. E respirava fundo na parede verde começava a passar a trajetória da modelo até chegar à NWR!

– Quando cheguei a NWR eu sabia que tinha que começar por baixo. Aos 14 anos eu disse não para os meus pais por que eu não queria ser uma simples garota cujo exemplo e fazer adolescentes que querem ser magras procurando aceitação na sociedade. QUANDO EU CHEGUEI À NWR EU MOSTREI QUE DEVEMOS LUTAR PELO QUE ACREDITAMOS! E ao contrário de vocês duas que procuram atenção fazendo vídeos sangrentos ou trocando de par de calça por conta de sexo, que usa as pessoas e destroem as suas mentes para bem próprio, ESTE TIPO DE ATENÇÃO EU NÃO PRECISO! –

A mulher demonstrava um pouco de irritação.

– Eu vou provar a todos vocês que estão errados o tipo de atenção que as irmãs Gardeas precisam eu não preciso! Eu prefiro ser odiada pelo o que eu sou, do que ser amada pelo que eu não sou! E eu sou MARJORIE BELIVIERY UMA WRESTLER! E eu vou calar a boca de cada um de vocês. Arrancando o que vocês mais amam, mais cedo ou mais tarde vocês vão se arrepender de um dia ter tido que EU SOU UM FRACASSO! –

– Eu vou provar que aquela que foi atacada por todos os lados por um grupo falso é muito mais do que todos vocês foram um dia! Eu perdi para Valugi e Violetty, eu não sou fraca por admitir isso, eu estou sendo forte, quer mexer no meu passado Narkissa? Mexa a vontade isso não vai me abalar, meus pais não têm controle da minha vida eu tomei o controle da minha vida. Pode falar do Carter isso não me afeta, pois eu não fui abandonada, nós dois terminamos e concordamos que o relacionamento teria um fim. Vocês sentem prazer em humilhar os outros e os vereles tentarem desmentir vocês não? Agora digam o que quiser do meu passado não me afeta... –

A mulher ia para outro cenário este mostrava um escritório.

– Acha que falando que meus pais amam mais a minha irmã irá me abalar Narkissa? Então me diz o que é viver 24 horas por dia da sua vida se preocupando com a sua irmã? Violetty não se apega as pessoas? Então me diga como se sentiu sendo abandonada por Krauser? Eu quero a resposta, meus pais amam mais a minha irmã? Claro eu nunca dei trabalho ou envergonhei eles por isso vivem preocupados com ela. Eu fui trocada por um homem? Pelo menos terminamos o relacionamento e não fui abandonada, e não tenho medo de ter relacionamentos sérios! Eu não preciso ter homens ao meu redor me desejando como você precisa Narkissa, eu corro atrás do que eu quero luto pelo que acredito e não uso as pessoas para conquistar aquilo que preciso. –

Cada cenário era algo representado, a mulher saiu do escritório e foi para um cenário de um quarto ela se mostrada familiarizada com isso sentava na cama e balançava a cabeça de um lado para o outro.

– Agora eu terei uma luta contra Adam, o mesmo disse que eu não estou sozinha. Que não luto contra a Legião sozinha. Porém era para não mexer com todos da Legião. Bom Adam o meu foco era apenas uma GARDEA, mas a Legião tem necessidade querer se meter nos assuntos dos outros então eu virei alvo por mostrar coragem, por representar perigo, por mais que eles não admitam, mas eu sou um perigo. Mas enfim eu irei lutar contra Adam e não irei aliviar, eu irei dar o meu melhor Adam então espero que você dê o seu melhor, enquanto eu sempre darei o meu melhor. -

A loira levantava e saia dos cenários e passava por um longo corredor onde tinha portas com nomes de grandes estrelas como Tom Cruise, Angelina Jolie, Brad Pitt entre outros até chegar na porta de seu camarim onde havia seu nome a alemã entrou Ju tô com a câmera.

– Estou feliz de enfrentar alguém que tem a cabeça no lugar. Fico feliz que você tenha este tipo de pensando de fazer algo positivo. Bom nos vemos no próximo show. Até em breve… -

A loira mandava um beijo seguido de um tchau para a câmera que se distanciava e a imagem escurecia encerrando o vídeo.



Os dias vão passando devagar e as coisas encontrando seu lugar tudo muda, menos o que eu sinto por você

avatar
King

Mensagens : 86
Pontos : 94
Reputação : 12
Data de inscrição : 12/01/2017

Re: Prome Aqui!

Mensagem por King em 09.09.17 15:35



Aparece King Armstrong sentado em um sofá, de cor preta. O irlandês bebe um pouco de cerveja Guiness e coloca o caneco sobre a mesa de madeira a sua frente. Ele se levanta e cumprimenta Johnny Waterfall e Melissa Theuriau que surgem do lado esquerdo da câmera. Johnny está vestindo um paletó preto, camisa social branca e calça escura; Melissa está com um vestido preto longo, casaco marrom, cachecol e um gorro sobre a cabeça. Após cumprimentarem o lutador, eles se sentam lado a lado e ajeitam seus microfones de lapela para iniciarem a entrevista. Após alguns minutos, começam a entrevista exclusiva com King Armstrong:

VÍDEO PUBLICADO EM NWR.COM/IMORTAL

[Johnny] – Muito boa noite fãs da NWR, eu sou Johnny Waterfall e ao meu lado está Melissa Theuriau, boa noite Melissa.

[Melissa] – Boa noite Johnny, aos fãs e ao nosso convidado de hoje: King Armstrong!


[King] – Boa noite, bastante fria aqui em Moscou, mas será agradável ao lado de vocês.

[Johnny] – As redes sociais ficaram bastante agitadas após o incidente envolvido você e a atual GM Katrina Voigh, mas quero saber o que aconteceu com você após o último PPV. Percebeu-se uma súbita mudança no teu comportamento, algo que você chamou de bipolaridade e que o fez ser internado em um hospital psiquiátrico na Inglaterra, nos explique estes fatos antes de falarmos especificadamente sobre Katrina.

[King] – Nada melhor que duas pessoas inteligentes, para fazerem as perguntas certas ao invés de pseudo lutadores falando bobagens ao meu respeito, sem ao menos me conhecer. Antes de iniciar, quero agradecer a Melissa e Johnny por terem vindo de maneira espontânea ao local em que estou hospedado, esta entrevista vai encerrar um ciclo de dúvidas ao meu respeito e pôr um ponto final no falatório desnecessário que tem ocupado parte do atual Roster da NWR nesta última semana. Eu tive uma rivalidade bem interessante contra Bruno Jackson, que culminou na nossa luta no último PPV, acabei vencendo, mas não fiquei com o cinturão em razão da intromissão de Sudz e que depois resultou no atual reinado de Violetty. A vitória não me incomodou, perder o cinturão muito menos já que muitos acham que só me dedico quando existe um cinturão em jogo para conquistar, pura bobagem de mentes limitadas a liturgias. Então eu aproveitei o recesso estipulado pela gerência de 15 dias, algo que sempre acontece após um PPV em razão da logística, equipe técnica, montagem do ringue, iluminação, segurança e etc. e aproveitei da melhor forma possível este tempo: treinando, cuidando da minha mente e participando dos eventos beneficentes da NWR. Não gosto de falar deste último assunto, porque fica parecendo que sou BABY FACE, mas não sou quando entro no ringue, entretanto fora dele sou uma pessoa agradecida e faço o melhor que considero para benefício de outras pessoas menos afortunadas do que eu, enfim, não desrespeitei a NWR nos dias em que fiquei ausente assim como os demais empregados. Sobre a questão da bipolaridade, em que você mencionou, olhe bem para mim e diga se sou louco ou não.

King faz uma pausa, olha para Johnny e Melissa, ambos balançam negativamente a cabeça e o irlandês prossegue respondendo:

[King] – Viu? Não existe bipolaridade em mim, o que existe é a capacidade de sair da rotina e ser a pessoa que me agrada, dentro da NWR. Existem ceifadores, heroínas, adolescentes mascarados, bruxas, bodes e outras tantas personalidades, justo a minha é a que incomoda? Eu já paguei o preço pela minha atitude contra Melissa e os funcionários que agredi, mas mesmo assim alguns lutadores continuam mencionando o fato, ganham o que com isso? Quinze minutos de fama? Notoriedade? Em razão da situação em que estava, eu vesti a carapuça da insanidade, gravei vídeos em hospitais psiquiátricos, mas continuei comparecendo aos shows. E se sou tão maluco, porque o Doutor Pelé não me proibiu de lutar? Por que não foi afastado? Chega desta conversa a meu respeito, porque já venceu a validade deste papo furado. Fui o ser mais intransigente da NWR, mas hoje eu consegui encontrar o equilíbrio entre o King Armstrong lutador e o homem fora dos ringues de pro wrestling.

[Melissa] – Boa noite, King.


[King] – Boa noite, Melissa.

[Melissa] – Entre eu e você, o assunto já foi encerrado pessoalmente e vias judiciais e não tenho medo de entrevista-lo mesmo que minhas perguntas não sejam do teu agrado. Quero saber o que passou na tua cabeça ao desafiar Katrina Voigh e acredita que ela realmente vai se fazer presente no No Mercy?

[King] – Quando se fala o que quer, ouve-se o que não quer. Ela quis se impor diante de mim, mas usou as palavras erradas e ainda quis ter razão. Minha reação natural foi responde-la e será assim até o dia do PPV, caso ela ainda tenha alguma dúvida. Porém ela usou de seu poder burocrático para me dar um aquecimento de luxo que foi encarar a Legião, no Main Event de Buffalo. Quando não se tem argumentos fundados na verdade, usa-se de intimidação para superar a demência, entretanto, eu não estou amedrontado. Estou mais disposto do que nunca para esta luta que será a dedicatória da minha nova jornada na NWR. Vamos analisar friamente, eu queria uma luta e não aplicar uma surra em uma pessoa tão querida como Kevin Johnson! Ela profere palavras como: Covarde GG, folha de aposentadoria, beneficiado por James Carter e vídeo escroto. Pois bem, em nenhum momento da minha ausência, repito, férias coletivas da NWR descumpri os compromissos comerciais da empresa. Eu não sou obrigado a gravar vídeos bonitinhos, floridos, simpáticos e que agradem os olhos dela. Terceiro ponto, aonde fui beneficiado por Carter? Eu não lambi as bolas dele para NADA aqui, tudo que conquistei foi por mérito e não comodismo, me colocar na ala dos aposentados é muita petulância, só por estes quatro motivos já posso mandar meus advogados imprimirem o contrato da nossa briga no No Mercy e encerrar este pequeno empecilho de maneira que agrade aos fãs; lembrando que você sabe como lutar e já teve seu corpo bem machucado pela Violetty. Melissa, acredito que se Katrina não aparecer no ringue, deve mandar um empregado fazer o trabalho dela, porém, isso só vai demonstrar que é algo pessoal da parte dela todo este falatório, bem como colocar a Legião para me enfrentar em um Satanic Handicap Match! Outros lutadores ficaram ausentes, mas apenas no meu pé ela pegou, deve ser paixão reprimida por parte dela, só pode.

Melissa sorri discretamente, bem como Johnny e os demais funcionários que estavam ali, Johnny lê algo no seu bloco de anotações e diz:


[Johnny] – King, nesta semana o lutador Adam fez uma entrevista comigo e em determinado momento ele falou algumas coisas sobre você, o que achou da declaração feita por ele a teu respeito?

[King] – Zoado? Isso é gíria de um adolescente! Eu não falei nada para ti fazer rir, então esta expressão não tem valor algum. Levar ou não alguém a sério, muda o que na vida que tenho? Possuo fãs aos quais respeito, títulos por onde passei ao redor do mundo, saúde, prosperidade financeira e presto serviços beneficentes que ninguém vê; tem um script que devo seguir Adam? Porque se existe, deixe lá no meu Locker Room no próximo For Victory. E
Johnny, que conversa mais infantil esta de forte e temível?


Johnny fica sem graça e olha desconcertado, porém, King segue seu raciocínio:

[King] – É óbvio que sou forte e temível, cara! Mas não é isso que me completa por aqui, nem cinturões, mas o oceano de personalidades que posso ser e não ter medo de agir desta maneira. Já ouvi todo tipo de injúrias ao meu respeito, porém, continuo de pé e perseverando. Então Adam, se acha que sou apenas um homem grande e destrutivo, parabéns! Você se junta ao seleto grupo dos irrelevantes.
King bate palmas de maneira irônica, olhando seriamente para a lente da câmera:

[King] – Se você acredita em mentiras, abrace-a com força e siga teu caminho, no final você vai saber quem era o verdadeiro bobo da corte. Você ficou me esperando por 15 dias? Bastava me ligar hombre eu não fugi! E esta frase foi realmente dita por você ou sua demência o orientou a proferir tamanha bobagem? Eu respeito os lutadores japoneses e mexicanos pelo uso de máscaras porque existe uma história, uma lenda, um legado a respeito, mas no teu caso: é mais uma questão de esconder a feiura ou medo de assumir o que diz como estou fazendo neste momento? Tu não fedes e nem cheira, em breve será um Kingsman, Yamato da vida por aqui, então passar bem jovem porque estarei bem ocupado nos próximos meses fazendo aquilo que não é competente para fazer: vencer títulos! Não tenho tempo a perder com um adolescente fantasiado de homem aranha do Paraguai e que só observa o circo pegar fogo, sendo ele o maior palhaço de todos da NWR.


[Melissa] – Vamos fazer um pequeno break comercial e na volta continuamos nossa exclusiva entrevista com King Armstrong, ao vivo de Moscou.

Durante o intervalo a equipe de maquiagem faz alguns retoques nos entrevistadores, enquanto King terminava de beber uma cerveja Guiness e pedia outra na sequência. Waterfall e Melissa, bem como a produtora da entrevista, conversavam bastante para ajustar detalhes sobre as perguntas e condução da entrevista, após 3 minutos a entrevista se reinicia:

[Johnny] – Estamos de volta queridos fãs, para continuarmos a entrevista exclusiva com o lutador irlandês: King Armstrong. No bloco anterior conversamos sobre tua atual rivalidade com a GM Katrina Voigh e desta situação, você foi escalado para o Main Event do próximo For Victory, porém, será uma luta contra toda a Legião! O que podemos esperar desta luta, se é que posso chama-la assim?

[King] – Eu estou muito excitado por este Main Event! Ao contrário de alguns que falam e não fazem nada, eu vou poder encarar os melhores da atualidade, proporcionando um lindo derramamento de sangue na cidade de Buffalo. Adoro uma briga e esta é simplesmente excelente, não me trará nenhum juízo, prejuízo ou humilhação. Considero como prefácio da minha caminhada pela NWR e tirarei grandes lições desta noite inesquecível para a história desta companhia.

[Melissa] – Não existe medo em você, por enfrentar toda a Legião simultaneamente? Sendo bem sincera contigo, vejo um olhar confiante em ti.

[King] – Este é o espírito Melissa, confiança. Conheço bem as habilidades dos membros da Legião, mas se for para ter medo deles, para que continuar na NWR? Só para ser Jobber de alguns? Só para abrir a boca, falar baboseiras e não produzir nada? EU deixei a condição de professor do Centro de Treinamentos, para cravar positivamente meu nome na história desta empresa. Minha primeira passagem foi polêmica e com poucas glórias, mas desta vez eu tenho conquistado títulos e hoje sou Triple Crown Champion, por merecimento, mas sei que ainda tenho mais a fazer e este combate será uma gota de esperança para os que perderam a total motivação e sentido da vida e morrem de medo da Legião.

[Johnny] – King, aproveitando que falou em esperança, o que pode falar sobre Jojo e Lady? Acredita que serão páreo para a Legião?

[King] – Jojo tem mantido sua constância e com o passar do tempo, a anja, tem se tornado um ótimo vinho tinto. Sobre Lady, ela me derrotou e conseguiu a proeza de ser Intercontinental Champion, mas não sustentou o reinado e agora na companhia de Jojo tem reconquistado espaço dentro da NWR e acredito que ambas terão chances reais de baterem de frente com quem quer que sejam, mesmo sendo contra a Legião. Quero deixar algo bem transparente, minha confiança não é a mesma deles, nem maior e nem menor, mas realista de que a luta contra a Legião é de extremo risco e deixam cicatrizes aos perdedores de maneira árdua e permanente; sou um sobrevivente destas atitudes da Legião em um passado não tão distante.

[Melissa] – Fazia tempo que não ouvia de tua parte palavras motivacionais para algum lutador da NWR, acredito que a tal da bipolaridade foi esquecida...

O irlandês interrompe Melissa e diz olhando em seus olhos:

[King] – Infelizmente as decisões que tomei tiveram consequências aos quais não me orgulho, mas nunca é tarde para recuperar o tempo perdido no passado; aqui estou sem máscara, maquiagem ou mentiras. Não serei herói, vilão, mascarado, bruxo ou ceifador, apenas King Armstrong!

[Melissa] – Compreendo King e por falar em passado, parece que alguém andou falando de você em uma de suas recentes postagens, a atual Intercontinental Champion: Narkissa Gardea.  Eu separei algumas colocações dela e gostaria que você respondesse com a mesma franqueza que tem nos respondido, vamos lá:

- O pálido reflexo do Rei Imortal, agora banhado em medo e nas trevas;
- Você foi oferecido como sacrifício antes da hora;
- Uma leitoa, uma cobra, uma mentirosa, uma rainha, uma bruxa;
- Você vai ser obrigado a lutar por sua vida; e por último
- Farei você se ajoelhar aos meus pés.

[Melissa] – Fique à vontade para responder, King.

King olha para Melissa e depois para a lente da câmera, comandada por Zé. O irlandês abre uma cerveja, põe quase metade na caneca de vidro em sua frente, bebe um pouco, limpa a barba sem expressar nenhum sorriso ou alegria, põe a caneca sobre a mesa e fala com seriedade em seu olhar:

[King] – A resposta será longa, mas vai esclarecer todos seus questionamentos, bem como os dos fãs que enviaram várias perguntas na minha conta do Twitter e do Instagram, então agora é momento ideal para este esclarecimento. Primeiramente, se eu sou decadente e pálido por que se preocupa tanto com minha existência? Deve se lembrar, muito bem, que da ÚNICA vez em que lutamos, mano a mano, você perdeu, mas quis o destino que você conseguisse o cinturão de Intercontinental Champion. Mesmo fracassado, como você diz, fui Elite Champion, então esta conversa de fracasso, decadência e medo não combinam mais comigo nobre vadia. Para refrescar tua memória, mesmo no suposto fracasso, eu sou algo que nunca será: TRIPLE CROWN CHAMPION, preciso te provar alguma coisa? Não mesmo, então aproveite teus dias de deslumbre porque eles vão desmoronar diante de teus olhos depressivos.

[King] – Em segundo lugar, ainda sou sacrifício para teu álter ego? Não pode ser que, ainda vou ouvir sobre este tal sacrifício humano, em pleno século 21! Restos? Põe teu cinturão em jogo após o NO MERCY que você vai saber o que é resto, você sempre será a eterna sombra da talentosa Violetty Gardea. Lembrando que eu poderia muito bem ter tido minha REMATCH, mas minha ambição me conduziu para outro caminho e lutar contra outros três oponentes, não é REMATCH é apenas conveniência. Sempre será apenas uma boneca suja, sem alma, sem vida e largada por TODOS que te conhecem e a usam; sempre jogada de lado e assim o será eternamente para deleite dos teus deuses que só vivem em tua mente devassa. Minha arrogância me levou as consequências que colhi, porém, eu posso voltar a ser o MAIOR REI desta NWR, acho que no For Victory posso iniciar esta retomada de foco que ti alegra tanto e colher frutos maravilhosos em um jardim que uma cobra não pode governar.

[King] – Narkissa, meus súditos não gritam por este reino fétido, pare de mentir. Eles vão para aonde eu for e se você quer tanto uma BRIGA DE VERDADE, marque a luta! Rei dos Jobbers, este apelido foi criado por ti ou precisou de ajuda para cria-lo? Qual é a tua mulher? Resolva teus problemas comigo no ringue ou frente a frente, cansado deste papo de mulher amargurada que perdeu o amor de sua vida e vive passando de mão em mão para compensar a solidão. E sobre os adjetivos que mencionei, qual deles é mentiroso? Nenhum, então durma bem com isso e comece a se preparar para ver o teu ilusório reinado ser abalado por este FILHO DA PUTA que vos fala ou por qualquer um que tenha coragem e bravura dentro da NWR para este feito.

[King] – Em quarto lugar, você acha que estou me borrando de medo, por ter que encarar a Legião? Será um prazer boneca quebrada. Eu posso sair derrotado da luta, mas da guerra eu saio mais fortalecido do que você imagina; minha irrelevância é tão GRANDE, que a Katrina acha que esta luta vai me intimidar! Ela e você estão ABSOLUTAMENTE erradas ao meu respeito, sendo assim sou EU que devo ser temido e não o contrário. Eu andei perdido, mas agora estou disposto a reinar em um solo totalmente falido, fétido, imundo e nas trevas; nenhum de vocês da Legião irá me destruir, no máximo, vão me causar alguns hematomas novos. Minha cobra favorita, minha leitoa, minha qualquer coisa? Não é você, deixei esta função de te bajularem para o Havoc ou o Sudz.

[King] – Em último lugar, você não tem capacidade para me fazer ajoelhar então tua frase é mentirosa. De joelhos posso até ficar, por causa de Megan, Draven, Valugi e tua irmã, mas apenas por tua força eu ficar de joelhos é IMPOSSÍVEL! Aproveite o show que os teus colegas de Legião proporcionarão e tente, ao menos, ser útil neste combate. Pode me insultar, cuspir, xingar, aplicar golpes baixos porque tudo que acontecer contra mim no MAIN EVENT, eu vou reverter mil vezes pior para cada um da tua laia. Minha imortalidade já foi testada por pessoas infinitamente superiores a você, Angelriper que o diga, então você não terá o gostinho de testá-la; um, porque não quero e dois porque não merece. QUANTOS PEDAÇOS VOCÊ PODE TIRAR DE MIM, NARKISSA?
Como não serão o suficiente para me saciar, aguente as consequências de agora até meu prazer terminar.


[Johnny] – Posso acreditar que você não está de brincadeira, né?

[King] – Meteram o pé no meu pescoço, mas uma hora o jogo vira e vai começar no For Victory; independente do que aconteça em Buffalo eu sairei mais fortalecido do que possam imaginar caros colegas da NWR, VOU RECUPERAR AQUILO QUE É MEU E CONQUISTAR NOVOS TRIUNFOS.

[Johnny] – Bem King, eu quero saber tua opinião sobre o próximo show, em solo americano, que além de teu combate no Main Event, possui outras lutas bem interessantes.

[King] – Tirando o Main Event, só considero duas lutas, sendo que uma devia ser o Co Main Event: Trevor Philips vs Júnior Ribeiro. Uma luta que vale cinturão, tem importância maior, sem sobra de dúvidas e seria um prato de entrada saboroso, antes do Main Event, porém, eu não escolho as lutas. Acredito que Júnior Ribeiro sairá vencedor por estar vivendo uma fase convincente como Cursed Champion, mas depende muito da vontade de Trevor em querer esta luta, já que o mesmo está em silêncio e não se tem notícias deles, que ao menos esteja treinando. Meu segundo destaque, e último, fica para a Jojo. Se ela realmente quer alcançar um lugar ao sol, vai ter que demonstrar isso rapidamente nas próximas semanas e o primeiro degrau estará em sua frente, que faça uma grande luta e vença de maneira convincente.

[Melissa] – Pois bem King, chegamos ao final desta entrevista e quero agradecê-lo pela paciência e disposição em nos receber aqui em Moscou, nesta bela casa de campo em que está hospedado, antes da viagem de amanhã para os EUA; confesso que ouvir meu nome sobre o incidente que tivemos é bastante inconveniente e cansativo, espero que não usem mais meu nome para este tipo de argumentação.

[Johnny] – É realmente desagradável, Melissa. Eu já passei por isso em outra empresa, porém, hoje tenho maturidade, bem como King, para seguir em frente. Obrigado King pela entrevista e nos encontramos na cidade Buffalo.

[King] – Agradeço pela entrevista, por todos os profissionais que aqui estiveram, aos fãs que assistiram ao vivo pelo Youtube ou Twitch e podem esperar por um NOVO e IMORTAL KING ARMSTRONG! Passar bem.

King se levanta e cumprimenta Melissa e Johnny, encerrando assim o vídeo.
avatar
♛ GiihHime ♛
Admin
Admin

Mensagens : 136
Pontos : 384
Reputação : 252
Data de inscrição : 13/02/2017
Idade : 22
Localização : Sodoma/Gomorra

Re: Prome Aqui!

Mensagem por ♛ GiihHime ♛ em 09.09.17 21:55

Noite de Sábado, no hotel em Moscou.


Narkissa estava andando pelo saguão do hotel pois tinha de falar com Valugi, mesmo ela não querendo os Deuses estavam a atormentando para o fazer, a mulher entrou no elevador agitada com a conversa que teria, ela estava decida ao que faria e as consequências que poderiam ter suas palavras, ao sair do elevador a mulher foi direto para o quarto do ceifador e bateu na porta e o esperou abrir.

Narkissa: - Quero falar com você.

Valugi: - Eu sabia que você ia aparecer uma hora ou outra.

Ele saiu da frente da porta e a russa entrou, ela ouviu o homem fechar a porta atrás de si e cruzar os braços a olhando.

Valugi: - O que foi?

Narkissa: - Quero que essa palhaçada entre a gente acabe, chega Valugi. Eu não vou ficar brincando de casinha com você.

Valugi: - O que? Brincar de casinha? Não fazemos isso.

Narkissa: - Fazemos sim, e pra mim já deu! Eu não vou ficar brigando com um cara que não é nada meu, não somos um casal para ficar brigando, não somos bons um para o outro e eu já cansei de fingir ser a namorada, eu não sou porcaria de namorada nenhuma, e pra mim você não é o namorado.

Valugi encarou Narkissa sem entender absolutamente nada, ela estava terminando algo que eles nem tinham.

Valugi: - Narkissa, você está tentando terminar? Nós....Não temos nada para terminar.

Narkissa: - Pelo visto acho que temos, pois transamos pouco e brigamos muito, esse é o perfeito relacionamento falido do qual NÃO quero fazer parte, se está preocupado com a Legião eu não irei sair dela, porém, chega de eu e você, a partir de hoje é apenas profissional, podemos...eu não vou dizer isso pois é ridículo, então seremos parte de um grupo.

Valugi: - Então é disso que se trata pra você? Legião e sexo? E as outras coisas? Você veio aqui pra me esculachar e quer que eu aceite suas palavras? Não pretendo ficar quieto a ouvindo.

Narkissa: - Sim! Pra mim é disso que se trata, sexo e a Legião porque não tem mais nada para ser tratado, o resto é brigas, discussões, e desentendimentos eu não vou ser culpada por acabar com o grupo, então fale eu não quero que aceite as coisas em silêncio.

Valugi: - Eu achei que você iria falar algo melhor que isso, não somos um casal para terminar Narkissa, nem chegamos nem perto disso porque você afastou TUDO o que eu tentava fazer para me aproximar de você, você me afastou e foi por causa de que? Havoc? Ou o retorno do Sudz porque é impossível você mudar de ideia desse jeito! Eu não sou os homens que veem você como um pedaço de carne que serve apenas para comer, e parece que te incomoda eu te ver como uma mulher bonita e que merece mais que isso.

Narkissa: - É! incomoda! Eu não sou namorada Valugi, eu não sou esposa, nem noiva nem porra nenhuma disso! Eu gosto de sexo e pronto, eu não preciso de envolvimento, ou preliminares ou qualquer outra besteira que mulher fraca precisa! Eu só preciso da desgraça de um homem e ponto final. É eu afastei, porque eu não quero um pai mandando em mim, eu não preciso de gente me cercando ou mandando em mim eu preciso de sossego é disso que preciso. Ah ótimo quer falar do Havoc e do Sudz, beleza, deixa eu te contar uma coisa eu amava o Havoc e o enfrentei por causa da Legião, eu poderia ter deixado ele quebrar sua cara e arrancar seu titulo e esfregar nela! Mas, fui lá a bati de frente com ele! E eu fiquei com o Sudz mesmo, algum problema com isso? Foda-se.

Valugi: - Eu não acredito nisso...

O homem se afastou da loira pensativo enquanto balançava a cabeça em negativo, ela não podia estar falando aquelas coisas para ele assim. Narkissa por sua vez o encarava de forma seria, sem nem se importar com o que dizia, só queria acabar com aquilo e sair do quarto.

Valugi: - Você é mesmo uma garotinha mimada e egoísta não é? Como ousa vir até mim e falar essas coisas? Temos de trabalhar juntos para sermos os melhores e você vem até mim com essas palavras e sendo rude, eu deixei passar as primeiras vezes mas agora estou cansado dessas suas atitudes Narkissa, eu não sou seu capacho muito menos seu pai, tentei ser seu amigo mas vejo que você prefere ser afastada e ficar sozinha com seus pensamentos. Se você não é nada porque veio aqui então? Deve ser porque acha que me deve satisfação, quer terminar comigo.....Isso é ridículo, e ainda vem falar que é por causa da Legião, se está fazendo isso é por si mesma.

Narkissa: - E se for? Tem razão o problema não é Legião é você, eu vi naquela festa em que fomos que não somos e nunca seremos um bom casal, e porque? Porque diferente de você eu gosto de diversão, eu gosto de zoar, eu gosto de fazer de tudo e você gosta de ficar quieto lendo, bem coisa de velho, você estragou a festa inteira porque me viu com um cara e do nada foi lá bater nele, isso é ridículo. Os opostos não se atraem Valugi e nós dois somos um bom exemplo disso, e vai fazer o que? Me bater? Ou acha que tenho medo das suas ameaças?

Ela falou desafiando o homem que a encarava com raiva no olhar, ela estava o desrespeitando e nem se importava. O inglês se aproximou da russa e ficou bem perto dela que nem mexeu um músculo, os dois realmente parecia que iriam se bater ali a qualquer momento.

Narkissa: - Vai, tenta me bater.

Valugi: - Narkissa....Você é só uma garotinha não me obrigue a perder a classe e realmente te machucar, por mais que você queira que aja dessa forma, não farei isso, não vou dar o que você quer. Quer terminar? Tido bem por mim, quer vir aqui e gritar e mandar? Pode fazer também, mas, pare de me provocar porque eu não vou ser como os homens bobos que caem aos seus pés.

Narkissa: - É eu pode até ser uma garotinha pra você, e isso é outro ponto que mostra que não vamos ficar bem juntos. Aja como preferir eu realmente não me importo, eu tomei minha decisão, não damos certo, eu não vou por minha irmã no meio de um briga entre eu e você por um relacionamento fadado ao fracasso.

Valugi: - Havoc tinha razão em tudo o que ele disse, que você iria fugir na primeira oportunidade e destruiria tudo em seu caminho, que você é egoísta, eu não quis acreditar e ignorei ele e olha agora, você fazendo exatamente o que ele disse, querendo se afastar sem se importar com nada além de você, usando a Legião de desculpa porque você não quer ter ninguém além de si mesma, acho que ele estava certo em te largar e ir embora sem avisar, você não merece uma despedida nem merece o amor de ninguém.

A voz do inglês era de desprezo para a mulher a sua frente, até o olhar dele era de reprovação com a atitude da loira. Ele podia ver na cara dela que ela não gostou desse comentário vindo do homem, seus olhos entregavam a verdade.

Valugi: - Oh, eu te magoei? Gosta de jogar a verdade na cara dos outros mas não gosta quando fazem com você? Essa é a realidade Narkissa, não é você que não quer um relacionamento é que você sabe que ELES não querem você então se engana dizendo para si mesma que você não quer ninguém, mas, sabemos que é o contrario, você foge porque sabe que eles nunca amarão alguém vazia e sem nada oferecer sem ser um corpo bonito, que você não é especial o bastante para os prender com você, então se ilude convencendo a si mesma que está no controle, mas no fundo você quer que eles venham atrás de você, e queiram te ter por perto mas.....Ninguém vem, porque ninguém quer saber de uma prostituta de uma noite só.

Ao terminar de falar o ceifador se afastou da loira que o encarava com um olhar mortal, aquelas palavras dele entravam em sua mente como uma faca. Até ela rir, ela deu risada e se aproximou dele lhe dando um tapa no rosto com tanta força que machucou o canto da boca do inglês, ela se aproximou bem dele para falar.

Narkissa: - Eu posso ser uma prostituta de uma noite só, mas eu que estou no controle de vocês homens, e a resposta para suas perguntas estão nos vídeos dos homens da minha vida, Havoc disse que me amava, King me amava, e Sudz também gosta de mim, e tenho quase certeza que você também gosta de mim por isso queria tanto ficar na minha companhia e não era pelo sexo como os outros, o que? Quer ter alguém também Anjo ceifador? Ou tem inveja que o Valugi Barros amava alguém e a única coisa que você pode dizer que gostou foi a Legião? Eu não preciso de você, nem do seu amor, ou do seu respeito, e prefiro ser a puta de uma noite que ser SUA namorada pelo resto da vida.

Ele se virou para ela com um sorriso cruel nos lábios e a pegou pelos ombros com força a apertando.

Valugi: - E quem disse que a queria como minha namorada? Você se iludiu sozinha com isso, eu não quero uma mulher vulgar como você ao meu lado, e eu não preciso de uma mulher como você comigo, e pouco me importa o que aquele palerma queria ou gostava, eu me importo com o bem estar da Legião, outras coisas são banais os objetivos da Legião me interessam e se você for um problema cara Narkissa será mais um do qual iremos passar por cima....Você está se achando demais para o meu gosto, eu já disse que não quero a machucar, não me faça te machucar Narkissa porque tenha a certeza que vai doer e muito.

Narkissa: - Seria a primeira atitude de homem que teria desde que te conheci. Se não quer uma mulher como eu ao seu lado porque parece irritado com o que eu disse? Porque está com medo de me machucar? Você pode ser inteligente mas não sabe nada sobre mulheres, faz bem em ficar sozinho.

O homem em um ato de raiva bateu a russa contra a parede com força a fazendo bater a cabeça contra a parede , fazendo um barulho alto. Ele chegou a por a mão no pescoço da loira para o apertar porém desistiu e se afastou dela, eles ficaram se encarando, pareciam dois animais que se atacariam a qualquer momento, mas, por incrível que parece hesitavam em fazer isso.

Valugi: - Essa conversa é perda de tempo, só vamos acabar nos machucando e se você realmente se preocupa com o bem estar da Legião isso não vai levar a nada, se quer se afastar de mim pode o fazer Narkissa, não irei a impedir ou brigar com você por causa disso, já basta que falamos coisas para machucar demais um ao outro.

Narkissa: - Na realidade só eu sai machucada, eu ainda vou estar na Legião, junto da minha irmã é aonde os Deuses querem que eu fique, e creio que não preciso ser nada sua para estar nela.

Valugi: - Com certeza não precisa, eu só queria que vo-

A loira o interrompeu.

Narkissa: - Deixa pra lá, você estava certo. Se estou no grupo tenho que parar com as frescuras de uma vez por todas, não tenho nada a esconder de vocês, mas, a partir de hoje não temos mais que ficar juntos sem ser por assuntos da Legião, essa briga deixou muitas coisas claras Valugi e uma delas é que se tivéssemos juntos seria bem pior, você sempre me tratou como um membro do grupo e só isso, não há porque mudar agora as coisas.

Valugi: - Narkissa...Eu não quis que pensasse isso, você também falou coisas bem ruins agora a pouco.

Narkissa: - Falei mesmo, não nego o que falei, como também não joguei a culpa em você por nada, as coisas sairão do controle e eu prefiro ficar como você mesmo disse, sozinha com os meus pensamentos. Você foi falar para a Marjorie que o que temos é real, na realidade eu sabia que daria errado quando dormimos juntos e eu vi que você queria algo mais profundo que uma noite, eu insisti, não deveria ter insistido.

Valugi: - E não é real? Até o momento era algo que podia ter crescido, podia ter se tornado algo bom, algo que seria bom para o grupo e para nós dois.

Narkissa: - Val....Eu não sou mulher de um homem só, precisa muito para me manter presa a alguém, meus termos são simples, para você eles são complicados, queremos coisas diferentes um do outro, não vou te mudar e você não vai mudar a mim, eu gosto de você só que...Não é o homem certo pra mim, eu não vou te por em uma posição que te desagrade ou te faça agir como o homem que não é. Essas coisas acontecem.

Valugi: - Realmente acontecem....Não queria fazer isso com você, eu só quis me aproximar.

Narkissa: - Tentou demais, não se pode forçar ninguém a se sentir bem a seu lado, essas coisas vem com espontaneidade não com pressão, você é distante demais pra mim, e eu sou piranha demais pra você, não vamos nos culpar por isso.

A loira saiu de perto da parede e foi na direção da porta para sair dali, o inglês nem tentou a impedir ou algo desse tipo, a loira abriu a porte e saiu a fechando devagar. Narkissa foi para o elevador enquanto na sua cabeça as Outras estavam falando com ela tentando entender o que acabou de acontecer, a russa só esperava que os Deuses não ficassem bravos com aquilo tudo ou com a decisão da loira em acabar, alguém tinha que decidir por eles, e a loira fez as coisas do jeito dela, se foi o certo ela não saberia, o elevador chegou no térreo e ela saiu dele indo para o carro queria sair dali, ela mandou varias mensagens para a irmã, queria falar com ela. A russa ligou o carro e saiu do hotel.



♰ Oh poor boy, did you really think i loved you? You're just a stupid man, you're just....Sacrifice. ♰
avatar
valugi

Mensagens : 84
Pontos : 156
Reputação : 78
Data de inscrição : 19/01/2017
Idade : 27

Re: Prome Aqui!

Mensagem por valugi em 10.09.17 6:21

Valugi andava pelo hotel, ainda pensativo da conversa que teve com Narkissa, ele viu Anabell sorrindo, e falava alto que dessa vez tinha ferrado a bruxa, com o Inglês partiu para cima da manager e puxou ela para um corredor vazio, ele empurrou a mulher na parede

- O que você aprontou com Viollety?

A mulher olhava serio para Valugi, como se não ligasse para intimidação dele

- Não pense que sou que nem aquele rei, me diga o que você aprontou com ela, se não descobrirei isso pelo jeito errado e não me importo o que você vai fazer comigo depois

Vendo que o Inglês falava serio, Anabell sem expressar nenhum medo falou

- Ela está presa por se envolver em uma briga, o local fica a alguns quilômetros daqui

O ceifador soltou a manager que continuava encarando ele, o Inglês ligou para Megan para pegar com urgência o carro, sem falar o motivo, quando saiu do hotel, Megan parou em frente,

- O que houve Valugi?

- A Violetty foi presa por algum motivo

- O que, onde ela está?

- Me falaram que a delegacia fica alguns quilômetros daqui

Na hora que Valugi falou isso Megan acelerou o carro de um jeito que o Inglês quase bateu a cabeça no vidro

- Vou mandar mensagem para Narkissa, falando do endereço e para elas nos encontrar lá

Chegando ao Local, acalmo Megan, que parecia querer tirar Violetty a força do local

- Se acalme Megan, vamos primeiro checar a situação e tomar as medidas corretas, se não vamos fazer companhia a Violetty na prisão

O Inglês entra no local de modo imponente, disse que estava atrás de Violetty, para sua sorte um dos policiais falava Inglês e explicou toda a situação

-Senhor Valugi, ela só precisa que paguem a pena dela, uma mulher tinha vindo pagar, mas desistiu, assim que pagarem e alguém se responsabilizar por ela

Enquanto isso Megan ficava inquieta

- Como será que ta minha bruxinha, será que ela ta sozinha, com medo, cheio de russos malvados perto dela, na verdade eu acho que eles estariam em perigo, não ela.

O Ceifador percebendo a inquietação da londrina faz um pedido para o policial

- Por enquanto que pago e resolvo a burocracia, pode deixar a minha amiga ver a Violetty, ela ta meio inquieta, e vocês não vão querer ver ela nervosa

- Tudo bem

O policial avisou aos outros sobre a situação, Valugi assinava toda a papelada, até Narkissa chegar soltando os cachorros em russo, sem saber que a situação já estava sendo resolvida, o Inglês pediu para o policial ter calma, ele se aproximou de Narkissa

- Calma, eu já resolvi tudo

Narkissa deu um abraço inesperado em Valugi, mas logo se afastaram

- Obrigado Valugi, mas o que houve?

- Disseram que ela se meteu em uma confusão e foi preso por causa dessa briga

A Russa olhava pensativa, como se suspeitasse de algo, enquanto isso Megan encontrava Violetty, e as duas se abraçavam

- Meg Meg, você por aqui, senti saudade

As duas se abraçavam, Megan brincava com o cabelo de Violettty e sorria

- Nunca iria abandonar você como lhe prometi minha queria Bruxinha, vamos tirar você daqui

As duas no maior clima, quase se beijando quando escutam uma torce como se quisesse chamar atenção, as duas olham e veem Narkissa e Valugi observando tudo, elas ficavam meio sem jeito

- Bem Violetty, você está livre

- Lugi obrigado pela ajuda, como você disse a Legião e como uma família

- Mas como você veio para aqui Vio?

Narkissa toma a frente e diz

- E culpa daqueles bastardos da Tâmara e do Andrey não é?

A face da bruxa chega mudou e com raiva concordou

- Se eles mexeram com alguém da Legião merece o sacrifício

Megan apertou os punhos

- Deixa que eu mesmo acabo com os dois somente com minhas mãos

A Violetty abraçava Megan

- Olha minha amazona falando essa palavras bonitas e ameaçadoras, mas acho que talvez esse assunto seja somente das Gardeas

Narkissa concordava com a cabeça

- Mas já disse problema das Gardeas também vira problema da Legião

Os 4 saiam da delegacia, Megan e Violetty abraçados, e quando Valugi e Narkissa estavam sozinho o Inglês conversou

- Narkissa talvez o início de nosso lance não tenha dado certo, mas pode contar comigo como amigo para todas as horas

A russa sorriu

- Eu sei disso

- Como?

- Mesmo com esse seu jeito durão, desde que entramos na Legião, você sempre quer nos ajudar, tentou me salvar de Havoc, salvou minha irmã do castigo dos deuses, mas é que o meu senso de preservação sempre fico desconfiada de tudo, aquela menina já passou por muita coisa

Narkissa apontava para Violetty

- Eu entendo, você é uma grande irmã

Valugi dava um beijo na testa dela e repetia

- Sempre conte com a gente, a Legião não é somente eu, mas a união de todos.

Os 4 saíram da delegacia, sabendo que o laço da legião cada vez ficava mais forte.



avatar
♛ GiihHime ♛
Admin
Admin

Mensagens : 136
Pontos : 384
Reputação : 252
Data de inscrição : 13/02/2017
Idade : 22
Localização : Sodoma/Gomorra

Re: Prome Aqui!

Mensagem por ♛ GiihHime ♛ em 14.09.17 23:10

Vídeo postado em NWR.com/AletheaFallen


Quando o vídeo começa uma mulher loira está sentada em uma cadeira bem confortável e com as pernas cruzadas, a mulher acena para a câmera com um largo e doce sorriso, o ambiente aonde ela estava era bem claro e arejado, dava a impressão de parecer um lugar reconfortante, havia alguns raios de sol saindo pela janela indicando que era estava de dia, a loira se arrumou na cadeira antes de começar a falar.

- Olá pessoas! Eu sou Alethea a nova contratada da NWR, claramente não sou conhecida....Ainda, mas assim como todos venho para mostrar meu talento e minha força.

Ela falou de forma animada.

- Vocês podem querer saber mais sobre mim, e eu não digo que não há tanto assim para se saber, vamos pular o discurso de recém-chegada em que eu falo como vou conquistar a federação inteira e como sou boa, eu estou aqui para provar que sou boa! Estou aqui para mostrar minhas habilidades não falar sobre elas.

A loira se levantou da cadeira em um pulo e se colocou na frente da câmera.

- Meu primeiro combate foi marcado e estou super empolgada! Porque? Bem, porque será contra Lady a heroína da federação, ela já foi campeã e foi uma grande pena ter perdido em tão pouco tempo, mas, mesmo sendo uma grande admiradora das habilidades em ringue da Lady, ela será minha rival em meu combate de estreia.

Quando começa a falar Alethea tem uns pulinhos empolgada estava realmente feliz em ter seu combate de estreia. Conforme ia falando ficou um pouco triste em ter Lady como oponente.

- E darei o meu melhor para a vencer, para fazer meu nome aqui dentro e ninguém vai me impedir do contrário, sei que minha adversária já é considerada uma "veterana" aqui dentro, já tendo grandes rivalidades e que agora sua carreira meio que desandou, mas ainda ela tem meu respeito e admiração, e é bastante divertido ela ser a única luchadora aqui dentro, defendendo a todo custo a honra desse estilo de combate. Então Lady, se prepare pois não serei uma oponente fácil para você! Mê de um desafio, pois eu gosto de supera-los e pretendo fazer isso no próximo show.

Alethea falava com força de vontade e perseverança em sua voz enquanto andava de um lado para o outro.

- Eu sei, eu sei, vocês devem estar me achando mais uma novata metida, mas...Se eu não torcer por mim quem vai? Se eu não me desafiar ninguém vai, então tenho que ter confiança em mim mesma para subir naquele ringue e fazer o meu melhor para vencer! Seja contra a Lady ou contra qualquer outro aqui dentro, tenho que fazer por merecer seja na vitória ou na derrota, eu prefiro que seja na vitória né.

Ela deu de ombros sorrindo bem empolgada.

- Acho que todos preferem a vitória....Perder é muito ruim.....Hum....

Ela olhou para baixo enquanto fazia uma cara pensativa até se lembrar que estava gravando e voltar a olhar para a câmera.

- Esquece isso. Então, como toda novata eu estou em uma divisão considerada por muitos inferior, mas eu não vejo dessa forma, afinal quem faz o lugar é você, não é porque essa divisão é considerada ruim que seja na realidade, eu nem sei mais o nome dela porque já tiveram tantos, é Jobberdivision, SweetDivision, JacksonDivision, NightmareDivision, e Cursed Division, tenho a leve impressão que a última é a correta, eu só fico triste porque o último campeão era um cara com nome de pokemon, e a saída dele acabou com a minha piada de ser uma caçadora pokemon!

Ela fez uma cara confusa enquanto falava os nomes que a Cursed já teve então, depois ao falar no antigo campeão ela ficou triste porque não poderia mais fazer a piada.

- Enfim, essa divisão já teve tantos nomes que nem eu sei mais em delas eu to, apesar que saímos do universo de pokemon e agora só Deus na causa para saber quem vai vencer, de um lado temos um novato igual eu e do outro temos alguém da grande potencia do mal a Legião, bom se essa Megan vencer acho que terei de tirar o titulo dela, pois chega dessa comunidade demoníaca dessas levar mais um titulo para a obscuridade.

Alethea balançou a cabeça negativamente e respirou fundo, parecia estar falando serio.

- Eu posso ser uma novata aqui de dentro, mas não irei abaixar minha cabeça para ninguém, e um grupo de pessoas que cultivam o mal não me assustam, pessoas que governam pelo medo não me assustam, então seja da Legião ou não eu irei enfrentar! E irei vencer! Não vou deixar esse mal crescer mais do que já cresceu. Já é hora de lutar contra essa nevoa sombria que paira sobre a NWR e mostrar a luz do sol para esses seres das trevas.

Ela afirmou falando bem serio, ela estava ali com um claro objetivo.

- Então veremos como vai ser essa minha estreia, espero me dar bem e claro lutar de forma boa o bastante para estar nos ringues dessa federação, mesmo minha adversária estando um pouco sumida ultimamente, eu sei que ela vai dar um grande show e teremos um bom combate, e não irei subestima-la porque mesmo a carreira dela tendo desandado legal, eu sei que Lady vai tentar me fazer engolir as palavras e sinceramente? Estarei preparada para ela tentar fazer isso.

Alethea parecia inquieta andando para lá e para cá, até que a loira se sentou na cadeira novamente e tentou ficar quieta, mas ficava mexendo a perna freneticamente.

- Não serei tão fácil na queda como muitos novatos, e não pretendo desistir tão fácil dos meus objetivos e das minhas esperanças em tornar a NWR um lugar sem as trevas, eu sei que para existir o bem precisar existir o mal, mas está desequilibrado a balança da NWR e eu cheguei para adicionar um contra peso, a Legião vem lutando sozinha por muito tempo, chegou a hora de alguém entrar no jogo.

Bateu uma mão contra a outra e sorriu para a câmera de forma um pouco maldosa.

- Chegou a hora do bem revidar e tirar a arrogância deles na base da porrada! Mostrar que tudo existe um equilíbrio e tudo na vida em excesso é ruim, eu sei que não tenho a experiência dos muitos que tentaram bater de frente com a Legião e perderam, eu sei que eles vem para cima como urubus atrás de uma carcaça morta, só que eu não serei um degrau, não serei uma conformada com a situação, não aceitarei essa sombras que consumirão a empresa e ficarei quieta olhando.

A loira foi andando e nas partes do ambiente que haviam sombras ou cantos escuros a loira quebrou as janelas para arejar ainda mais o ambiente, o deixar claro tirando toda e qualquer sombra que pudesse ter.

- Então...Isso é um desafio, que venha qualquer um de vocês da Legião eu não tenho medo, eu não vou fugir, vou estar bem aqui esperando uma resposta de vocês, vou estar aqui querendo uma briga! Eu também sei como jogar como vocês, chega de menosprezar as pessoas de bem dessa empresa enquanto montam seu reino de terror.

Ela apontou para a câmera a encarando de forma seria e depois sorriu de um jeito gentil e fofo nem parecendo que estava seria a poucos segundos antes.

-  Agora falando sobre o nosso grande roster, ACORDEM GENTE! Vocês estão fazendo o que? Vendo a federação decair e não fazem nada para mudar isso, estão com medo de que? Pessoas com claros problemas com a obscuridade? Medo de algumas derrotas? Parem de ser tão medrosos e lutem por sua dignidade, lutem por sua honra que é mastigada e cuspida na cara de vocês todo dia! Eu realmente não acredito que vocês deixaram chegar a esse ponto.

A inquietação da loira parecia aumentar cada vez mais, talvez fosse o nervosismo ou apenas não foi uma boa ideia gravar dentro de um ambiente fechado ou pequeno.

-  Se vocês não se levantam eu é que não irei levantar vocês, eu irei lutar por mim e pela minha honra, não vou lutar por ninguém, e mesmo que eu caia ou perca não vou desistir! Agora vocês desistiram porque se importam mais com vitorias e gloria do que com o real dever, não adianta se juntarem a mim depois que EU vencer essa guerra, pois não quero meias pessoas, não quero carrapatos ou chupins nas minhas costas, eu quero pessoas dispostas a cair e se levantar comigo, que não se importem com títulos ou cinturões bonitos, mas vocês todos aqui foram feitos na vaidade, isso explica porque deixarão esse grupo chegar tão no topo.

Sua voz soava com certa raiva e indignação, ela tinha certeza do que estava fazendo e do queria fazer, certeza da briga que estava puxando para si mesma  mas, se ela não fizesse ninguém mais faria.

- Estão todos acomodados em seus lugares olhando a Legião pisar em todos, mas eu não vou ficar olhando! Irei trazer um pouco de esperança para essa federação, então falo novamente eu enfrento qualquer um de vocês "grandes vilões" eu não pretendo deixar essa federação se afundar ainda mais nas sombras, eu vou a puxar dali nem que seja sozinha! Vou tirar ela das mãos maléficas de vocês e retirar esse poder sombrio que colocarão sobre todos aqui e trazer ordem novamente, chega de caos, chega de Bruxas, chega de demônios, chega de Halloween na NWR está na hora de irmos para outro feriado. Então podem vir!

A loira bateu fortemente as mãos sobre a cadeira fazendo alto barulho, ela não parecia muito feliz com a atual situação da federação em acabará de chegar, a fez aspas com as mãos nos "grandes vilões" e voltou a andar e falar.

- Lady se prepare pois te darei um desafio dia 20, espero que você mê de um também, lutar contra alguém que fez o que você fez na federação seria muito bom para me estrear como uma lutadora, você não desiste fácil e eu também não, sei que esse combate vai ser muito bom para meu treinamento e começo aqui dentro. Agora Legião, novata ou não, sacrifício ou não, como queiram me chamar estou esperando a resposta de vocês e realmente espero que a arrogância de vocês lhes tenha cegado.

Quando a mulher terminou de falar ela foi em direção da câmera e a pegou, antes de desligar Alethea deu um tchauzinho e mandou um beijo enquanto sorria de forma animada.


Fim da gravação.


Última edição por ♛ GiihHime ♛ em 14.09.17 23:12, editado 1 vez(es)



♰ Oh poor boy, did you really think i loved you? You're just a stupid man, you're just....Sacrifice. ♰
avatar
☠ BlackSpider ☠
Admin
Admin

Mensagens : 45
Pontos : 142
Reputação : 97
Data de inscrição : 02/04/2017
Idade : 21
Localização : Ilha da Polly

Re: Prome Aqui!

Mensagem por ☠ BlackSpider ☠ em 14.09.17 23:12

Vídeo postado no site oficial da NWR

O vídeo começa em uma sala branca as paredes estavam descascadas e pareciam velhas tinham várias pichações o ambiente estava parcialmente iluminado por luzes que saiam de pequenas janelas parecia um porão grande e abandonado após alguns segundos a lutadora pulava na frente da câmera

– Olaaaaa pessoal eu sou Ravenna Bomer a mais nova contratada para esse hospício

A loira mostrava grande animação ela colocava as mãos na cintura

– Vendo como são meus adversários e futuros adversários...tem um motivo por terem me contratado com certeza é falta de gente com talento porque o lance na empresa tá triste o pessoal tem tamanho mas esquece o importante no banheiro

Ela dizia fazendo uma expressão confusa como se quisesse entender a situação dos lutadores que estariam com ela

– Meus futuros colegas gostam de falar e falar mas na hora caiem e isso é uma merda estão precisando de alguém que fale e faz uma pessoa que não fica jurando porra nenhuma promessas são ilusões até o papel aceita palavras o lance mesmo é atitude é assim que se consegue alguma coisa tendo atitude mostrando o motivo de ser quem é

Ela apontou para si mesma e depois sorriu com certa maldade

– Eu não sou a garota boazinha mas também não sou a malvada eu sou o que preciso ser para alcançar o que eu quero e essa empresa está cheia de degraus eu posso até fazer amigos mas no final isso não importa dentro do ringue

A mulher abriu os braços e começou a andar pelo lugar ela mexia numa mecha do cabelo

– Quando se junta pessoas estranhas e falta de talento eu chego eu vou reinar nessa merda nem que eu tenha que trazer um dedetizador para esse lugar assim me livro dos bichinhos que é apenas isso que tem parece uma infestação de baratas que usam slogans e nomes bacanas

Ela revirou os olhos e fazia com o dedo como se fosse vomitar

– É fácil ficar gritando por ai que vai ser a nova salvação mas tudo o que eu vejo quando olho os vídeos e quando os combates é o mal massacrando todos sem ninguém sequer tentar ajudar são todos um bando de viadinhos bunda moles e já que como sempre nós mulheres temos que fazer o trabalho....eu cheguei e essas Barbies fodidas vou ter que aturar a Polly Infernal eu quero um novo acessório na minha cintura

Ela fazia como se tivesse um titulo na cintura e arqueou a sobrancelha

– Eu fico vendo as merdinhas correndo pra lá e pra cá os machões se escondendo embaixo de mesas e fugindo como gazelas eu me senti na África olhando o roster cheio de animais

A loira mexeu a mão como se mostrasse os “animais” que tinham no roster da empresa em que ela ia trabalhar

– E não são caçadores não só tem gazelas e zebras então estava na hora de chegar uma caçadora de verdade nessa merda alguém disposta a tudo para chegar no topo mostrar que o bem não vence o mal mas sim surra ele e quebra em mil pedaços eu não estou aqui para falar bonito e ficar enchendo catarrentos de esperanças no Papai Noel porque ficar querendo ser justa em um mundo injusto te torna um otário fodido...pergunte pra minha rival de estreia  

A mulher apontou para um canto e apareceu a foto da modelo Marjorie Beliviery

– Jo jo a modelo eu conheço ela somos amigas conheci ela em alguns lugares menores quem diria que eu estrearia contra a ex campeã cursed ou jobber sei lá o nome dessa porra...o ex campeão sumiu e obviamente chegou a nova campeã eu estou falando de mim mesma aliás mas é bom lutar contra alguém que conheço e que tem mais bola que metade dos homens desse lugar...se uma modelo tem mais bolas que homens algo errado não está certo

Ela balançou a cabeça em negativo mostrando muita decepção em seu rosto

– Bem ela é veterana uma boa lutadora e tem um rostinho fofo e apertável já teve...um título...tá...isso é meio merda pra tanto tempo de federação mas beleza ela ao menos ganhou na estreia né...e perdeu na primeira defesa...ai fica foda falar bem e me disseram que eu tenho que ser legal mas assim não dá

Ela batia as mãos na lateral da perna um pouco irritada com a situação

– Ela luta bem já provou isso nas poucas vitórias que teve eu espero que seja um combate bem pegado e sofrido eu gosto disso desafios...viu meninos é assim que se faz ok? Nós gostamos de desafios e queremos superar cada obstáculo é dessa forma que mostramos que somos bons e evoluímos ficar fugindo não prova nada além de mostrar que são cagões..bem metade tem meia idade não me surpreende serem cagões

Ela mexia a mão como se imitasse os lutadores enquanto fazia “blá blá blá” com a boca mexendo a cabeça para os lados

– Eu mal lutei e já sou melhor que todos ali por apenas querer subir no ringue coisa que nenhum quer fazer a não ser que o adversário seja uma cadeira  então eu considero a Jo Jo uma mulher digna de respeito por querer lutar por querer mostrar que não estamos brincando e mesmo na desvantagem vamos subir

A loira apontou para a câmera e fazia um semblante sério

– Coragem vem de berço e eu fui criada para ser corajosa eu fui criada para lutar até o amargo fim e meu fim é lesionada e totalmente quebrada eu luto eu vou pra guerra e respeito quem faz o mesmo eu respeito quem entra no ringue mesmo sabendo que pode perder mesmo sabendo que pode se machucar eu não fraquejo e nunca duvido das minhas capacidades é isso que temos que ensinar aos fãs que caindo ou não a gente se levanta a gente volta pra guerra não importa as quedas a força te coloca de pé pra ir lá chutar a cara de quem se acha no topo tudo mundo cai tudo mundo pode ser empurrado

Ela voltava a caminhar mostrando certa inquietação

– Basta surgir alguém com coragem o suficiente para empurrar e aguentar o que vier quando se empurra a pessoa pode segurar no seu pé e te levar junto e você tem que ter força para conseguir se manter firme e levantar o próprio corpo...eu sou essa pessoa e vocês? E você Jo jo é?

Ela cruzava os braços encarando a câmera parecia olhar nos olhos da pessoa que via o vídeo

– Eu não estou aqui para organizar nada eu estou aqui para dar porrada para subir e empurrar usar a escuridão pra cegar quem vive nela...tem que crescer e deixar de ser trouxa saber que sendo tão bobona ninguém vai levar nada jogue o jogo do inimigo e vença ele é bem mais humilhante eu quero títulos eu quero vencer então estejam preparados eu não vim aqui me esconder eu vou lutar com todos se for preciso eu tenho minha ambição e não vai ser um grupo que vai destruir isso

Estava bem determinada e convicta que iria lutar até o fim a mulher mordeu o lábio inferior e estalou os dedos como se quisesse manter o foco

– Só eu mesma posso me impedir ninguém mais eu acredito em mim eu acredito na minha força e por isso vou ganhar da Jo Jo eu quero uma luta incrível eu quero um combate que mostre que somos bem mais que aparências você a modelo eu a baixinha temos muito que fazer dentro daquele ringue mostrar para cada um que aparência não significa nada passado não significa nada até porque muitos aqui já foram grandes no passado e hoje são velharia eu não vou fazer discurso eu vou mostrar eu vou dar provas e motivos para voltarem a acreditar que tem salvação que nem tudo está perdido e que um minion pode ganhar uma guerra se for forte o bastante se for esperta e corajosa

Ela sorriu estava falando de si mesma e isso parecia empolgar a loira ela queria lutar logo queria brigar e construir sua história

– Todos começam embaixo e vão subindo mas todos caem e tem que recomeçar sempre buscar objetivos sempre buscar fazer algo se não viramos apenas  objetos e somos humanos temos o dom de lutar o dom de sonhar a força para conseguir eu vou me construir eu vou me reconstruir se for preciso e por esse motivo eu vou ser o pesadelo desse grupinho diferente dos outros que caíram e ficaram eu vou levantar e lutar de novo acabar com os sonhos de vocês e tornar o meu realidade

A loira deu uns pulinhos animada com um grande sorriso foi quando ela se encostou na parede cruzando os braços

– Quem me conhece sabe como posso ser insuportável e vocês vão ter o gostinho disso eu vou lutar contra a modelo e depois vou ir atrás de cada um cada combate meu vou mostrar minha força farei combates dignos não importa o adversário não importa o resultado lições estão aqui para serem aprendidas e quando não se aprende você cai de novo estamos todos condenados mas não quer dizer que temos que aceitar isso que não podemos lutar para tornar o mundo melhor tem que existir sacrifícios e baixas na guerra nem todos saem vivos então parem com essa besteira de salvar tudo mundo e lutem para ao menos salvar algo porque nesse ritmo vamos perder a guerra e vamos perder a batalha

Ela gritou irritada mostrando sua convicção e força estava falando abertamente sobre seus objetivos

– Eu não sou uma arma da vingança de ninguém eu sou uma arma dos meus objetivos e sonhos...eu não tenho que me adaptar vocês que vão ter que se conformar com a mudança que vai vir junto comigo serei a força da esperança mas não de outras pessoas serei da MINHA esperança eu não luto por ninguém eu não compro a briga de ninguém eu apenas faço o que acho certo seguindo meus objetivos e quem está meu caminho é apenas um azarado...querem lutar ao meu lado? São bem vindos mas quem cair vai sim ser deixado para trás aqui é guerra aqui é tudo ou nada e eu escolhi o tudo eu escolhi tentar fazer alguma coisa não quero saber de egos inflamados não quero saber de choros não quero saber dessas merdas eu quero lutar eu quero trazer a ordem equilibrar o jogo

Ela pegava a câmera e segurava mostrando bem o rosto dela a mulher respirou fundo

– Eu vou tirar a escuridão eu vou entrar nela e ir atrás dos causadores vim pra luta cheguei pra fazer alguma coisa seja sozinha ou seja com pessoas dispostas a se quebrar pessoas com focos somos mais fortes não tem vitória para quem fica em cima do muro muito menos pra quem não luta então podem se preparar a era de caos vai acabar pelas mãos da Polly Infernal todos vocês vão conhecer o que é um desafio o que é alguém realmente disposto a lutar não esses seres ai que ficam mofando se esgueirando pelos cantos mais que almas penadas o mal só vence quando o bem está com preguiça então a era de vocês vai acabar eu posso cair um dia mas juro que levo um de vocês da Legião comigo

A loira bateu no peito e apontou para a câmera ela estava falando bem sério

– Não preciso de ninguém torcendo por mim ou aprovando minhas ações as vezes temos que fazer o cruel e imperdoável para buscar algo melhor para tirar algo bom do meio dessa podridão então farei exatamente isso a loirinha aqui está chegando e a luta é apenas o começo sei que o caminho é longo e vai ser doloroso pode acabar bem mal como pode acabar bem eu não sei o futuro mas de uma coisa eu sei é que eu vou lutar eu vou tentar

Ela fazia um positivo e arrumava mais a câmera segurando com a outra mão

– Marjorie se prepare para o combate eu não vou ser boazinha eu vou lutar com toda a minha garra e sei que vai fazer o mesmo nosso foco é mostrar a que viemos então me dê um bom combate te desejo sorte e venha com tudo o que tiver podemos ser o combate mais foda da noite nunca se sabe a primeira impressão conta muito

Ela sorriu e piscou para a câmera dando um “tchau” mexendo os dedos a loira desligava a câmera


Vídeo encerrado



Look, an idiot.
avatar
morowski22

Mensagens : 5
Pontos : 8
Reputação : 3
Data de inscrição : 08/09/2017

Re: Prome Aqui!

Mensagem por morowski22 em 15.09.17 21:12

New York City, em um dia qualquer por volta de 11 horas

[Residência de Nick]

Estava Nick sentado no sofá da sala, sozinho, como de costume. Assistindo a programação local, quando de repente seu telefone toca, e para a surpresa dele, a sua vida iria ter uma reviravolta a partir do momento em que atendeu este telefonema.

Nick – Alô.

? – Bom dia, eu falo com Nick Mills?

Nick – O próprio.

? – Ora ora, era você mesmo quem eu estava buscando.

Nick – Primeiro de tudo, quem está falando?

? – Ah claro, que mal educado de minha parte, nem me apresentei. Sou James Carter, chairman da New World Revolution, estou entrando em contato com você para saber de suas pretensões futuras a respeito de sua carreira, desde a sua saída daquela empresa oriental.

Nick – NWR, ãh? Eu já ouvi falar a respeito, tal empresa tem grande respeito aqui na américa. Fico muito grato por ter sido lembrado. Mas como você deve saber, eu decidi dá um tempo desta vida. Quem sabe em um outro momento.

James - Hey  hey hey hey, quem aqui está falando em lutar? É apenas uma reunião corporativa, vamos falar sobre negócios, quem sabe eu até possa receber boas indicações de nomes japoneses para trazer a nossa companhia.

Nick – Bem, se é só isso. Não vejo motivos para recusar.

James – Perfeito, você pode vir diretamente até a sede da federação, as 16:00 horas?

Nick – Por mim, tudo bem.

James – Perfeito, ficarei no aguardo.

Após o fim do telefonema, Nick desligou. E apesar de ter tomado a decisão de dar um tempo desta vida, era inegável, afinal. Estava estampando no seu olhar, escrito em sua testa, subentendido no sorriso de canto de boca, que aquele telefonema deixou tal decisão, minutos atrás tão certa, neste exato momento já não tão certa assim. O que deixou Nick, falando consigo mesmo por um certo tempo.

Nick – hahahahahahah, NWR hein? Confesso que por essa não esperava. E logo aonde? Ao lado de minha casa, na maior cidade do mundo. É incrível como as coisas acontecem, ainda não penso em revogar de minha decisão. Mas estou muito curioso para saber o que James tem a me dizer.

E após isso as horas foram se passando. Até o horário do encontro marcado.

New York City, Empire State às 16 horas.

Lá estava Nick, vestido com seu traje social, chegou até a sede da federação, viu cartazes promovendo shows e PPV’s espalhados por todos os lados, via gente andando de um lado para o outro em um ritmo frenético. Aquilo de certa forma, era tentador, mas o homem manteve sua postura, até que um dos funcionários de aproxima dele e diz.

Funcionário – Boa tarde, o senhor é Nick Mills?

Nick – O Próprio.

Funcionário – Siga-me por favor, James está a sua espera.

Nick prontamente atendeu, e seguiu o funcionário. Que o levou até uma sala, onde lá estava James Carter, já ao seu aguardo.

James – Boa tarde Mr. Mills!

Nick – Olá, Carter.

James – Sente-se, pode ficar à vontade.

O Homem então sentou-se a mesa, e os dois começaram um longo papo, sobre diversas situações, a vida no Japão, bons nomes orientais, o sucesso das indies ao redor do mundo, e diversas situações, até que James, fez uma pergunta que mudaria o rumo da conversa.

James – Mas sabe de uma coisa Mr. Mills, tem uma coisa que vem me intrigando muito quando soubemos da notícia da sua parada com o Wrestling. E a grande questão é: Foi uma parada definitiva.

Nick – Definitiva não, mas era necessária.

James – Necessária pelo que, exatamente?

Nick – Eu estava fora de casa desde os 18 anos, rodando o mundo com as federações indies. Eu precisava desta parada, precisava voltar para casa, voltar para minha cidade.

James – E sua casa, é?

Nick – New York City!!!

James – Veja be...

Nesse momento, Nick interrompe James, e o faz uma pergunta.

Nick – Como tu soube, da noticia de minha parada? Até onde eu sei, não saiu na grande impressa.

James – Ora ora, isso aqui é NWR! Nós temos uma divisão de talentos trabalhando a todo vapor, e verificando nomes ao redor de todo mundo. Por sorte, graças a nossa divisão de talentos, seu nome caiu em nosso radar. E há uma expectativa bem forte em nossa divisão a respeito de seu potencial.

Nick – Talvez não tenha sido sorte.

James – Acredito nisso também, mas não vem ao caso.

James – Mas Nick, eu te trouxe até aqui  com o intuito de lhe fazer apenas uma pergunta.    


Nick apenas encara firmemente James, a espera da pergunta.

James – O que mudou do Nick de 18 anos, para o Nick de agora?

Nick – Qual a razão desta pergunta?

James – Bom até onde eu sei, o Nick de 18 anos, foi o mesmo talento que recusou algumas companhias bem grandes. O que mudou de 4 anos para cá?

Nick – O nick de hoje está pronto.

James – Pronto para quê?

Nick – Tudo.

James – Defina tudo.

Nick – Tudo que está vida de lutador tem a oferecer, seja boa ou ruim.

James – Compreendo. Pois bem Nick, você está em casa, e nesse exato momento...

James abre a gaveta da direita, tira de dentro dela alguns papéis e uma caneta, e as coloca em cima da mesa, viradas para Nick.

James - ...Você tem a proposta desta grande federação.

Nick fica em silêncio por alguns segundos. Olha com clareza o contrato que é posto a sua frente. E diz....

Nick – Lutar em casa, hein? Me parece uma boa idéia.

O lutador então, pega a caneta e assina o contrato. O chairman solta um sorriso com o canto da boca e diz.

James – Perfeito, assim que tudo estiver regularizado você será integrado ao roster. E assim, nossas GM’s, vão decidir o que fazer com você. Lhe desejo sorte. Pois você vai precisar.
avatar
♛ GiihHime ♛
Admin
Admin

Mensagens : 136
Pontos : 384
Reputação : 252
Data de inscrição : 13/02/2017
Idade : 22
Localização : Sodoma/Gomorra

Re: Prome Aqui!

Mensagem por ♛ GiihHime ♛ em 16.09.17 0:03

Vídeo postado no site Oficial da NWR


Quando a gravação começa está tudo escuro até algumas luzes começaram a se acender um de cada vez, e era um palco quando uma das luzes se acendem Narkissa está em pé no centro do grande palco olhando para baixo com as mãos na cintura, quando todas as luzes terminam de se acender podia se notar que a mulher estava em um teatro vazio, ele era grande e imponente com um lindo e enorme lustre pendurado acima das cadeiras aonde ficavam as pessoas que iam ver os espetáculos, um pouco diferente dos cenários comuns aonde a mulher normalmente ficava o lugar estava inteiro e estava vazio. A loira mexeu suavemente a cintura e depois sorriu antes de começar a falar.


- Tantas pessoas falam e falam, o mais engraçado disso tudo é que elas gostam de encher o peito e falar como se estivessem recebendo um Oscar, isso claro não na sua cara, elas falam pelas costas ou dando entrevistas porque é bem mais fácil responder quando uma pessoa te faz as perguntas certas, elas não tem coragem de falar na sua cara, pois sabem que se falar na cara de uma mulher como você se perde a cara.

Sua voz era de quem estava irritada com algo, não que isso fosse uma novidade era normal uma Gardea estar irritada com algo, ela foi andando devagar pelo palco para frente ali na frente.

- E qual o problema de vocês nessa federação com programas de TV? Ao invés de lutadores querem ser apresentadores de TV? Eu lembro de alguns, Smart TV, Welcome To My Nighmare, Lady Show e agora temos Sweet TV, mais um programa ruim na NWR. Mas fazer o que não é? Quem não tem criatividade copia quem tem, nossa adorada modelo falou muitas coisas e eu vim aqui para responder, obviamente.

Narkissa fez uma careta porque era óbvio que ela responderia Marjorie, o que mais ela poderia fazer em um teatro vazio e sozinha sem ser responder a alguém que era atriz.

- Marjorie quando somos famosos nossa vida vira capa de revistas, noticias na TV e nos jornais, eu não precisei pesquisar sua vida até porque você é tão falsa e de plástico que aquilo que você teve nem poderia ser chamado de vida, eu apenas tive que comprar uma revista e saber sobre TODA a sua vida, sua vidinha sofrida e triste de atriz e modelo estavam nas minhas mãos com apenas uma única revista.

Narkissa se abaixou e pegou no chão a revista e mostrou para a câmera e na capa estava uma foto de Marjorie, com Carter e Zarek com o segundo titulo bem grande em amarelo "triangulo amoroso", ela sorriu de forma cínica e abaixou a revista.

- Viu? Não precisei pesquisar muito a fundo para saber seus podres e querida você tem muitos.

A Russa enrolou a revista fazendo um canudo e batia ela na mão enquanto andava de um lado para o outro com aquele sorriso nos lábios.

- Você realmente não é esses mulheres que disse, e sabe porque? Porque essas mulheres que você disse são superiores a você em todos os sentidos, essa mulher que foi jogada no manicômio te bateu com tanta força para te tirar o titulo que você até inventou uma desculpa para não ir o pegar de volta, e essa outra mulher que dorme com caras por sexo é quem você gostaria de ser, pois você tem cara de quem precisa de um pouco de atenção masculina, afinal resolveu pegar o pássaro jobber da federação pois todos os outros homens daqui preferem a mulher do manicômio e a vadia que gosta de sexo. Curioso né?

A mulher levantou as duas sobrancelhas enquanto sorria para a câmera indicando a rival que havia de errado com ela, porque o resto dos homens do lugar preferiam as malucas que a normal.

-  E tenho quase certeza que se eu e a minha irmã dessemos em cima do seu namoradinho jobber ele também estaria a nossos pés, então se você isso um pouco igual a gente quem sabe teria alguém para ficar com você.

A loira de ombros parando de caminhar pelo palco e olhou em volta, vendo aquele mar de cadeiras vermelhas e vazia a sua frente, era estranho estar em um lugar como aquele, trazia certas nostalgia a loira.

- Hhahahaahahahaha novamente usando os pais como desculpa para a vida infeliz que teve, novamente procurando alguém para culpar além de si mesma. Você é tão patética que chega a me dar náuseas, sua voz é irritante, você ainda é uma garotinho exemplo sua modelo burra e sem noção, você não passa de um lixo que se acha alguma, buscando aceitação porque seus pais descontaram a frustração deles em você e mesmo assim você não foi boa o suficiente para eles, foi forçada a ser atriz e modelo? Quer mesmo tentar comprar nossas vidas Marjorie? Quer saber como é dentro de um hospital psiquiátrico? Quer saber dos podres que acontecem lá dentro? Eu posso te contar sobre como os enfermeiras estupram as pacientes, ou de quantos abortos acontecem nesses lugares por mês, ainda vai querer comprar sua vida de glamour com a minha e da minha irmã? Sua hipócrita de merda.

Ela deu risada até parar do nada  voz da mulher mudou de algo mais sarcástico para algo com nojo, com raiva e desprezo, estava estampado em seu rosto a repulsa que a loira estava sentindo naquele momento, uma vida de glamour não era comprado com o que Violetty deve ter passado presa naquele lugar horrendo. E a modelo querer se vitimizar da sua vida era o cumulo do ridículo.

- Criança mimada e hipócrita, você não pode dizer que sua vida foi ruim porque você é um fracasso, ainda é a filha que foi um total e grande fracasso uma decepção, uma pessoa que é tão de mentira que não se sabe se está feliz ou triste, você é mais triste e patética do que pensei, chego até a sentir pena de você Marjorie, chego até a querer chorar vendo você tentou agradar seus pais e como é uma fracassada não conseguiu, então eles te emanciparam para se livrarem do lixo inútil que eles tiveram.

A voz da loira mudou-se novamente e sua afeição também, ela ficou com uma cara triste e sua voz era como algo triste, como se realmente estivesse triste com a historinha contada por Marjorie, pobre criança perdida achando que tem argumentos com a russa sobre as dificuldades da vida.

- Termino Saudável? Me diz isso foi antes ou depois de você dar em cima do melhor amigo do seu noivo? Ou isso foi antes de você inventar uma gravidez e quando Carter foi contra você falou que era intoxicação alimentar? Isso foi depois de você mesmo sabendo que a sua irmã gostava  do Zarek e era melhor amigo do seu noivo você foi dar em cima dele? Adoraria saber quando esse termino foi saudável para vocês, porque até onde u saiba você era uma praga que infernizava o Carter com casamento, e dava em cima do Zarek em segredo, e queria ter os dois brigando por você porque ser vitima faz parte da sua vida.

Narkissa falou com uma voz de duvida enquanto encarava a câmera esperando uma resposta, ela cruzou os braços fazendo uma cara pensativa. A loira estalou os dedos e apareceu atrás da loira uma imagem vinda de um projetor e eram as noticias de Marjorie e da sua "vida sofrida" e as coisas que falavam dela.

- Quero muito saber que papel está interpretando aqui Marjorie, porque igual ao King você está mais perdida que filho de puta em dia dos pais.

Ela estalou os dedos novamente e mostrou as noticias sobre ela e Zarek, as fotos deles dois juntos, depois dela com Carter e claro com sua irmã Zahara, da loira com todos eles sorrindo em premiações, depois a noticia da gravidez e depois do falso alarme, enquanto essas noticias se passavam no telão a Russa encarava a câmera com o olhar fixo e o rosto fechado.

- Seus problemas de vida são de uma adolescente, acha que está em um seriado de TV em que tem dois homens bonitos brigando pela progonista sem sal, sem personalidade, sem corpo, sem carisma, sem beleza, sem nenhum atrativo? Com certeza você deve achar que é isso mesmo, porque só assim para querer magoar as pessoas próximas a você e ser tão egoísta a ponto de não se importar com sua própria irmã, isso porque ela é sua irmã de sangue, imagina se fosse igual eu e a Violetty.

As palavras que a loira proferiam tinham o intuito de machucar Marjorie, e da magoar por estar falando coisas sem o menor sentido, a loira deu risada e respirou fundo olhando para cima em seguida ema deu uma meia volta para também ver as imagens no telão.

- E veja só, perdeu o noivo e o contatinho, e sabe porque? Porque mulheres interessantes apareceram na vida desses homens, e eles perceberam como você era vazia e sem conteúdo nenhum sem ser um rostinho bonito, assim como seus pais a criaram para ser.

Na tela apareceu diversas fotos de Zarek junto de Zahara e de Carter com uma mulher chamada Toralei, para muitos aquelas eram pessoas desconhecidas, mas Marjorie saberiam muito bem quem eram aquelas pessoas. Até fotos de Carter saindo com Toralei enquanto ainda estava com Marjorie, após aquilo a loira se virou para a câmera sorrindo satisfeita.

-  Essa é sua vida, perdeu dois amores por ser vazia e sem nada para oferecer, e perdeu para mulheres como eu e a minha irmã, uma vida sofrida de perdas românticas, de ilusões amorosas, pobrezinha da Marjorie ela tem 14 anos e perdeu o namorado, quando realmente tiver tido um problema de verdade na sua vida ai venha argumentar comigo, eu não preciso fazer do meu passado um mártir para ter a pena de ninguém aqui dentro, eu não preciso me vitimizar para tentar argumentar com ninguém, eu vou lá e destruo a todos em minha frente sem a menor piedade.

Narkissa arremessou a revista longe enquanto dava risada, achava a vida de Marjorie uma completa piada assim como ela, ali não tinha nada a mostrar ou a oferecer, apenas coisas de adolescentes.

- Ou você você diz essas coisas para tentar me afetar? Só porque tenho uma personalidade parecida com a sua irmã? Eu conheço a Zahara, ela é mil vezes mais divertida que você, eu não culpo Zarek por preferir ela, ou preferir qualquer uma sem ser você, como também não culpo Carter, Toralei é maravilhosa, e tem personalidade assim como eu...Pera....

A russa nem terminou de falar até parecer ter tido uma ideia, ela olhou para a câmera como se soubesse um segredo e depois ela riu.

- Já sei! Você quer brigar comigo porque sou o estereotipo das mulheres que roubaram seus namorados? Acertei? Diz que acertei, não há outro motivo para você jogar tanto na minha cara os caras com quem transo sem compromisso ou eu gostar da atenção masculina, só pode ser isso você está projetando suas frustrações amorosas em mim! Ah querida, tudo bem, eu entendo você querer fazer isso porque no seu lugar eu também ficaria bem frustrada, até porque os homens que se atraem por você devem ser considerados pedófilos.

A voz da loira saia como deboche, ela estava claramente fazendo uma piada de mal gosto com Marjorie por causa da vida perfeitamente besta que a loira teve.

-  Agora pode ir lá e falar que dei para Sudz, King, Valugi, pode falar a vontade, pode falar que estou usando Valugi apenas para dormir com ele, ou que minha vida é uma desilusão e que eu uso as pessoas, estarei esperando sua resposta com esse nível colegial frustrada, enquanto eu espero você me responder estarei dando para alguém para depois jogar essa pessoas fora porque não gosta de relacionamentos. Eu espero.

A russa falava de forma simpática para Marjorie, estava claramente subestimando a loira de todas as formas possíveis. Ela deu uma risada baixa e balançou a cabeça negativamente.

- Não, eu não acho que vai te afetar, na realidade quem disse que é a você que quero afetar? As declarações que deu podem irritar outras pessoas. Eu não me preocupo com Violetty, ela não é nenhum retardada autista que precisa de mim correndo atrás dela, eu me preocupo com ela porque é a minha irmã, e eu amo ela e não quero ninguém tentando a machucar porque simplesmente não a entendem, é o que uma irmã mais velha faz, mas você não sabe o que é isso porque a sua não dá a minima pra você.

Narkissa falava com os braços cruzados e tom normal, ela estava apenas conversando com Marjorie enquanto as vezes gesticulava.

- Eu abandonada? Está falando do Havoc? Ok, deixa eu te contar uma coisa. Havoc foi embora porque ele precisou ir, a primeira vez foi por causa dos pais dele, eu concordei com isso e fui com ele até o aeroporto, a segunda vez ele saiu porque foi demitido pela vagabunda da Katrina, então eu não fui bem abandonada, ta certo eu não tenho medo de relacionamentos sérios eu apenas os acho chato, sem graça, igual a você assim. Eu gosto de ter homens ao meu redor me desejando, e isso parece te incomodar bastante pois fala muito sobre isso pra mim, e sobre correr atrás das coisas.

Ela descruzou os braços e levantou o dedo indicador mostrando para Marjorie esperar um minuto, a loira foi atrás das cortinas e voltou segurando o titulo intercontinental, e uma mesa, ela se encostou na mesa e levantou o cinturão pela ponta o mostrando bem para a câmera.

- Tricampeã Intercontinental com uma defesa, a 28 dias mais ou menos, ganhei o titulo a primeira vez em uma Hell in a Cell contra sua amiguinha mascarada, um dos mais mais brutais da noite, ai eu perdi, depois ganhei novamente em uma maldita 10,000 Tumbtacks Deathmatch, outro combate bem brutal, fiquei com mais de cem taxinhas presas no corpo, ai veio Katrina e você, e mesmo assim eu me mantive a campeã, agora vejamos você: Pegou o cursed e perdeu para a minha irmã na primeira defesa, depois inventou desculpa para pegar o titulo de volta, ai bateu na Dani para pegar o Elite e fracassou, ficou quieta sobre isso e nem quis uma rematch mesmo vendo o Bruno pedir a dele, bateu em Devon e só a vi reclamar de estar na Open Match, falou com as GM no show mas ficou quieta depois, então me diz quem de nós duas corre mesmo atrás das coisas que querem?

A loira virou o rosto e tirou uma mexa do seu cabelo da frente da orelha para ouvir o que Marjorie teria para a dizer.

- Usa as pessoas sim, quer eu te mostre o combate com a Dani, e a sua cara de raiva quando você e  Lady perderam para o meu amante e a Violetty? Eu posso fazer isso, Marjorie entenda uma coisa, todos passam por cima de algo não existe isso de "amizade" quando se quer algo, você queria o Elite e por isso atacou sua amiga, é compreensivo os instintos primitivos do ser humano aparecem quando se almeja tanto algo e vê a oportunidade de te-lo eu entendo isso.

A loira colocou o titulo em cima da mesa e se desencostou dela dando uma volta pela palco com calma, a loira parecia bem focada nas coisas e no que iria falar.

- Marjorie, quando se mexe em um vespeiro você é tacado por todas as vespas, não só por uma agora pare de chora e reclamar e lute, prove tudo o que falou pra mim, e lute.

A Russa novamente deu de ombros antes de mais uma ela dar risada.

- Falando em choro e reclamações eis que um novo card aparece e o Rei imbecil ainda vai apanhar feito puta do cafetão pela Legião. Ele falou coisas bem interessantes para mim, ah, King, como sempre tentando se provar superior, isso não vai rolar comigo seu merda e sabe porque? Porque eu sei a sua realidade e assim como você ela é um lixo, triple crown champion? Agora me diz quais desses títulos ai é o principal da federação? Pois é nenhum deles, é você ganhou de mim UMA vez, ai perdeu pra Lady porque não conseguiu em uma escada, e depois perdeu pro Sudz, PRO SUDZ! Isso sim é vergonhoso, ai como a lei da vida é assim Sudz perdeu para a minha irmãzinha, então quem vai olhar eu carregar MEU titulo na minha linda cintura é você, enquanto meus dias de deslumbre se estendem perante aos meus olhos depressivos.

A mulher sorriu e fez um positivo com o polegar para o irlandês entender, ela novamente pegou seu cinturão e o colocou sobre o ombro esquerdo e passou a mão sobre o limpando, e depois voltou a encarar a câmera.

- Meu "alter ego" não gosta de carne de segunda, e você já foi sacrifício e agora apenas fica ai falando e batendo no peito e se escondendo dos combates e culpando os outros por ser um fracassado, suas glorias passadas acabaram quando você achou que ficaria impune quando ganhou de mim, agora enquanto eu estou em cima você está lá para baixo rastejando junto com os demais que acham que podem me derrubar daqui de cima. Você quer o titulo? Pode vir pegar King, faço questão de te derrotar valendo o intercontinental. Ai quero ver as desculpas que vai ter quando você for minha terceira defesa, novamente você fala da sombra da Violetty e eu te darei a mesma resposta de antes, a sombra dela é grandiosa e bem quentinha, a sombra dela destruiu todos os seus amiguinhos, quem sabe se você também ficasse na sombra dela não seria tão merda quanto é hoje, apesar que a sombra da Violetty não faz milagres.

Narkissa ficava mexendo a mão como se fosse uma boca imitando King falando.

- Cala a boca, você não teve sua rematch porque foi um porco covarde e preferiu ir bater em jobbers para ganhar o Elite, porque quando foi o defender acabou perdendo. SIM seu monte de merda, aquilo foi uma rematch e também foi a rematch da Lady e você não vê ela falando disso toda hora, você só sabe dar desculpas para seus problemas e eu estou cansada de ouvir sua voz falando meu nome sempre que lhe convêm, eu nem sequer mais sei quem é King Armstrong, porém você não esquece Narkissa Gardea. Terminou com as ofensas? Acha que chamar de boneca suja dentre outras coisas é ruim? Sem alma é bom porque a boneca suja colocou o Rei Imortal de joelhos em apenas UMA noite, essa mesma boneca conseguiu o coração do Rei e o esmagou bem na frente dos olhos dele, a boneca suja também teve o prazer o ver padecer em sua escuridão e se afogar lentamente. Sim, porque meus Deuses querem um homem de verdade a meu lado, como prova disso estou ao lado do ceifador, quem sabe o que futuro reserva para dois seres como nós. Eu não preciso governar o jardim, eu venho para destruir o jardim

A voz da mulher no final a frase era maldosa e cheia de malicia, ela não queria governar o Jardim, a loira queria o destruir assim como a historia diz. Ela se levantou e foi caminhando para a borda do palco e olhou para baixo.

- Não seus súditos tem uma nova Rainha, e acho que depois as coisas que fez eles preferem algo como eu do que alguém perdido como você, você falou algo bem engraçado King, mulher amargurada, acho que o amargurado aqui é você até porque novamente focou tudo para mim sendo que minha irmã também falou de você, sente minha falta ou FINALMENTE conseguiu o que queria? Que eu te desse um pouco de atenção um pouquinho mais? Vamos Armstrong, me entretenha seja o bufão para a Rainha rir, você gosta de fazer papel de idiota mesmo. Eu estou vendo você tentando aparecer intimidador, buscando outra coroa que suas habilidades limitadas não conseguiram prender.

Ela se sentou ali na beirada e cruzou as pernas.

- Você acaba de se contra dizer caro King, você quer um combate comigo pelo titulo porque esse é o único motivo de você ser relevante novamente, e depois diz que não sou digna de o enfrentar, tenta a todo custo menosprezar minhas habilidades porém já falou muito bem delas, quem novamente é o amargurado de nós dois? Minha opinião sobre você não muda, e olha que tenho três opiniões diferentes para tudo, e você acha que vai enganar alguém com esse papinho de louco, perdido, você só é alguém no fundo do poço e que não consegue sair de la então resolveu apelar para o que faz sucesso aqui dentro, a escuridão e a loucura, mas a loucura não lhe cai bem King, você só fica mais ridículo ainda brincando de ter bipolaridade dentre outras coisas, e conforme seu reino desaba você fica cada vez mais desesperado para o por para cima e acha que se afundar na loucura como um porco na lama vai te salvar. Não, não vai.

Ela deu uma risada e respirou fundo, a loira abriu os braços se deitou no chão daquele palco grande olhando para o teto, vendo os fios e as cordas que prendiam as cortinas ou os cenários usados no lugar.

- Se for esperar pelo seu prazer acabar então ele será bem rápido e disso eu posso falar.

Ela falou com certa voz de decepção antes de voltar a dar risada do que havia acabado de dizer.

- Puxar o saco dos outros membros da Legião não vão fazer eles te baterem menos, porque como parece ter esquecido o combate não é só eu, você que focou em mim porque sente minha falta então fica me atacando de todas as formas possíveis na tentativa me de jogar contra alguém da Legião, enquanto continua com seus discursos de perdedor e tentando se convencer que vai sair inteiro daquele ringue. Ei King, cuidado em focar só em mim porque o combate é três contra um, e está parecendo que você não superou o termino da gente então quer aproveitar esse momento para me xingar e ofender porque sabe que eu não dou mais a minima pra você, pare de se focar apenas em mim então e se foque nos reais relevantes da Legião, Valugi, Violetty e Draven, porque perdeu seu tempo falando de uma fracassada que não merece lutar contra você? Tem coisa ai viu King, se eu fosse você eu voltaria para o hospital psiquiátrico porque lá é seu lugar não mais aqui.

A russa riu novamente e se levantou olhando para a câmera.

- A questão não é quantos pedaços de você eu posso tirar King, a questão é: Quantas partes de você eu tenho que quebrar até você implorar pra mim parar?.

Ela falou de forma cruel olhando para a câmera de forma seria, ela não estava brincando em nenhuma palavra que falava, a loira realmente iria o massacrar se tivesse a oportunidade. Quando a loira estava se levantando ela ouviu uns barulhos, pequenos ruídos, podiam ser ratos andando no sótão do teatro a mulher se levantou.

- Parece que temos ratos no sótão, e falando em ratos a empresa tem duas novas ratinhas e com bocas bem grandes, querendo morder mais do que podem comer tipico de ratos, a gula também um pecado, uma delas é boca grande e gosta de fazer piadinhas, pelo visto não senti saudades do Havoc ou do Roark, e a outra é tão doce que chega a me dar enjoo vejo que vai ser aquelas chatas irritantes que vou preferir furar meus olhos e ouvidos a ter que ver um vídeo. Meninas, uma das Bruxas lhe da as boas vindas a floresta, fiquem a vontade espero que curtam dor e fracasso.

Ao terminar de falar as luzes começaram a se apagar uma a uma, escurando todo o ambiente, a loira ficava parada no centro do palco com seu titulo no ombro vendo cada luz se apagar e quando apenas o polco estava aceso, a mulher fez uma reverencia como estivesse cumprimentando a "todos" que vieram ver o show, cada luzina do palco vai se apagando até sobrar apenas uma a que está em Narkissa, ela continua naquela posição e quando a cortina desce a luz se apaga, ali aonde estavam as cadeiras mesmo no escuro podiam se ver algo parecido com sombras aplaudindo o "show" a imagem começa a chiar, chuviscar e tremer e barulhos de aplausos são ouvidos.


Fim da gravação.



♰ Oh poor boy, did you really think i loved you? You're just a stupid man, you're just....Sacrifice. ♰
avatar
✡ MadameZombie ✡
Admin
Admin

Mensagens : 180
Pontos : 524
Reputação : 324
Data de inscrição : 31/12/2016
Idade : 21
Localização : Salém

Re: Prome Aqui!

Mensagem por ✡ MadameZombie ✡ em 16.09.17 16:04

Vídeo postado no site oficial da NWR

O vídeo com a bruxa sentada num gramado atrás de si havia uma parede branca e nela um grande pentagrama que escorria a tinta vermelha pela parede penas negras caiam enquanto a mulher puxava os cabelos de uma boneca que já estava toda quebrada sem braços e uma perna o olho furado ela ia descabelando a Barbie enquanto gargalhava

– Modelinho que fala demais acaba perdendo o rostinho bonito e para de fazer sucesso

Ela fechou a cara mostrando grande irritação ao terminar de falar puxou a cabeça da boneca arrancando a bruxa jogou a cabeça longe e ficava olhando o corpo deformado

– A filhinha adotada e com defeito já fez mais coisas que você nunca vai conseguir fazer porque você é uma menininha mimada que acha que uma vida de luxo e regalias te faz uma guerreira eu posso não ser a modelinho escrota mas sou a adotada que pisa em cima de mulheres como você todos os dias quando levanto meu filho

Ela pegava atrás de si o título Elite e ficava em pé levantando ele bem alto o título estava sujo com uma tinta vermelha que ia escorrendo pelo braço da bruxa e pingando no chão

– A adotada aqui não precisou jogar a culpa em ninguém pelos fracassos da minha vida você sempre procura um terceiro para culpar e esquece que não foi mulher o bastante para enfrentar seus pais e se não gostava tanto quando foi emancipada devia sair não ir ganhar troféus pelo visto a vida não era tão ruim assim não é?

Ela inclinou a cabeça para o lado com um grande sorriso provocador nos lábios a mulher jogava o título no chão e ficava balançando o corpo da boneca

– Você é feita de plástico e quando começa a arder você derrete e se deforma cai aos pedaços pelo chão e lá fica apanhando para a adotada maluca fica ai falando de ser a senhora perfeita mas é a primeira a apontar o dedo para quem não é do seu meio uma mulher falsa você é tão genérica que duvido que pense por si mesma

Ela bateu o dedo na cabeça e saltitou pelo local fazendo barulho de madeira velha ela estava numa casa abandonada a bruxa passou a mão pelo pentagrama e fez um L com a “tinta” que escorria

– Você nunca conseguiu nada na vida ganhou troféus por algo que odiava perdeu o cursed pra mim e também não foi capaz de ser forte no nosso último confronto a boneca está derretendo e se mostrando grotesca você tem inveja porque eu e minha irmãs somos capazes de fazer coisas que você não é nós somos mulheres de força e fibra não somos feitas para sermos adoradas somos feitas para sermos odiadas e mesmo assim ainda amam a gente

A morena começou a passar o corpo da boneca na tinta sujando a parede e o corpo surrado da boneca

– Você não tem conteúdo nenhum foi feita para agradar e sorrir mas é igualzinha essa boneca aqui...sem cabeça sem nada por dentro porque ninguém se importa com você uma mulher sem utilidade tanto para os pais quanto para a federação

Foi quando a bruxa esticou a mão na direção da câmera que filmava bem a boneca suja e quebrada

– Fraca! corpo fraco mente sem nada dentro além de batons caros e sapatos de grife só fala se for dizer algo sobre paz mundial que é seu discurso desde que entrou aqui digno de uma modelo que lê um papel e decora o que é mais bonitinho para o mundo ouvir...e se vermos se tem mesmo uma língua?

A bruxa jogava o corpo no chão com violência fazendo a boneca quicar e foi pegar a cabeça ela sumiu por uns segundos e voltou balançando a própria cabeça para os lados e discutindo coisas que não dava para entender

– Essa é sua cabeça sempre vazia e fora do corpo está ocupada demais com a porra da sua bunda no lugar da cabeça e obviamente quando pensa só fala ou faz merda digno de uma boneca controlada por algum retardado que no caso são seus fãs um bando de idiotas que gostam de clichês e mulheres sem defeitos com histórias de alguma superação escrota como espinha

Ela segurava na cabeça da boneca e apertava algo vermelho igual sangue começava a escorrer pelos dedos da bruxa ela enfiava as unhas e tentava abrir furando a cabeça da Barbie ela quando fez o furo abriu a cabeça e não tinha nada ali ela mostrava para a câmera

– Vê? Vazia igual sua cabeça vazia igual sua carreira vazia igual sua utilidade vazia igual sua patética existência...VAZIA IGUAL A MERDA DA SUA VIDA TODA! Seu talento não existe seus argumentos são um lixo igual a você sua ÚNICA justificativa para ser quem é uma mulher de 26 anos e a única coisa que tem é um sonho ridículo porque o resto da sua vida é VAZIA! Já que seus pais queriam a modelo e ganharam uma chorona vitimista que cospe na cara de todos que realmente se foderam para estarem aqui você cospe na cara desse povo imbecil que cai aos seus pés quando fala de seu sofrimento em ser bonita e exemplo de beleza..modelo escrota

A bruxa jogou a cabeça da boneca na câmera que batia sujando com o liquido vermelho que escorria pela lente

– Você não quer esse tipo de atenção porque não a conseguiria você não é prova de nada além de que beleza abre portas a mulher podre que merece ser devorada pelos meus deuses QUE MERECE SOFRER NAS ENTRANHAS DELES AGONZIANDO ETERNAMENTE!

Ela levou as mãos até a cabeça e começou a gritar o pentagrama parecia “sangrar” mais enquanto a bruxa estava abaixada comas mãos na cabeça gritando ela arranhava o couro cabeludo

– Você é amada pelo o que não é eu sou odiada e amada pelo o que sou existe uma grande diferença entre nós as Gardeas prometem e os Deuses cumprem somos dignas da atenção deles somos dignas da Legião enquanto você carrega o grupo que sua amiga perdedora criou nem teve a capacidade de fazer algo sozinha grudando na mascarada inútil para ver se sugava alguma coisa ali mas tudo o que ela tinha a oferecer minha irmã tirou dela e jogou a carcaça para vermes como você devorarem

Ela cuspiu no chão mostrando todo o nojo a insatisfação que sentia sobre aquela situação toda ela mexia a cabeça batendo os dedos e resmungando coisas

– Krauser Daniels...esse nome...muitos falam dele a fênix sempre ressurge na boca daqueles que querem me afetar meu doce Krauser...o homem que eu tomei para mim o homem com a capacidade para enterrar essa merda que você chama de cabeça no chão e pisar nela quer saber de Krauser Daniels? Eu te falo sobre ele

A bruxa começou a gargalhar andando de um lado para o outro mexendo a cabeça e batendo com força dando tapas vozes ao fundo começavam a ser ouvidas enquanto a bruxa girava rodando pelo grande espaço que tinha

– O homem que eu um dia amei e ousou me deixar sabe o que eu fiz com ele Marjorie? Eu ataquei ele eu bati nele porque quando quebram meu coração...EU QUERO A PESSOA!....a fênix foi derrotada pela bruxa eu arranquei ele daquela mulherzinha nojenta eu peguei o homem dela pra mim e depois quando ele pensou que podia me deixar eu o coloquei no lugar dele o mesmo lugar que vou te colocar...ninguém parte o coração de uma bruxa e acha que vai sair ileso essa é a história de Krauser então te respondendo....eu senti raiva eu não chorei igual a você eu não fiz um vídeo me vitimizando e rezando para terem pena eu transformei a dor em algo maior e melhor..RAIVA!

Foi quando a mulher deu um chute na câmera e começou a pisotear a quebrando e rachando a lente mas sem danificar a ponto de quebrar totalmente

– Eu não parei minha vida eu fui lá e mostrei que sou a campeã mostrei que não precisava dele nem para ganhar ibope nem para ser a melhor porque quando eu fiquei com ele a fênix estava apagada  e EU o trouxe de volta coisa que uma fraca inútil como você nunca seria capaz de fazer porque estaria ocupada demais chorando e buscando atenção do máximo de pessoas possíveis nossa diferença não se baseia em vídeos nem em homens nem mesmo em crenças....nossa diferença é porque eu sou a mulher que você jamais conseguiria ser mesmo se nascesse de novo sou forte imparável tenho fama própria tenho reinados próprios e longos EU SOU A ELITE NESSA PORRA SUA MODELO VABAGUNDA!

Ela chutava o título que batia na câmera no chão dando bastante foco nele ela pisava no título no chão

– Cadê sua relevância? Onde está sua tão falada fama? A mulher que debutou e ganhou o cursed? ACABOU AI sua outra fama a inútil que perdeu na primeira defesa para a campeã Elite Violetty Gardea...essa é você lembrada por uma vitória em cima de um campeão merda mas eternamente marcada pela sua derrota PRA MIM

A bruxa pegou a câmera que desligava e ligava ou ficava chiando devido a grande agressão da bruxa em cima do objeto

– Que a minha irmã acabe com você assim que ela puder quando ela terminar o trabalho vai ser lembrada como mais uma pisoteada pelas Gardeas

Ela riu com crueldade e jogou a câmera numa cadeira de madeira que ficava balançando para frente e para trás

– Falando em ser pisoteado alguém andou me ignorando não é mesmo King? A dor de corno é tão grande que esqueceu que no combate é contra Legião e não Narkissa? Me senti um pouco ignorada

A bruxa fazia uma expressão triste quase parecia que ia chorar ela até mesmo colocou as mãos no rosto porém o choro virou risadas ela balançava o corpo para os lados

– Minha irmã não está sozinha nessa seu grande fracassado minha sombra é mais grandiosa que a sua que tem anos por ai e todos nós sabemos disso já que fica se exibindo... triple crown Champion só se for no seu mundo porque eu não teria orgulho nenhum de ser campeão de três títulos e ser conhecida como ter péssimos reinados em todos mas isso a Melissa não fala não é verdade? Porém todos pensam péssimo campeão Cursed um campeão intercontinel que devia mudar o nome para Jobbernental afinal só lutou com isso e depois com o Elite que não fez porra nenhuma sem ser apanhar para o Sudz e nem ter bolas para reivindicar

A bruxa levava o dedo na boca e mordia enquanto sorria balançando o corpo feito uma criança que disse algo que não devia

– Chegou aqui invadindo um combate pelo título que você tanto despreza bateu em 4 lixos e ainda acabou preso na cela...Dante um grande inútil fracassado Eva eu mesma matei e foi uma campeã digna de pena defendia somente em PPV´s um título 24/7 a companheira dela nunca teve nada sem ser um saco de pancada e usada para dar carisma a Eva que nunca teve nada sozinha e temos o Pato...ausente e jobber um part timer que aparece volta e meia para apanhar em algum show...esse é seu legado King você não reconhece o combate contra Lady por ter uma Ladder match e sofreu contra minha irmã sofreu tanto que nem quer lutar com ela de novo você é apenas um cara que está aqui para representar a velha era igual o Ceifador mas ele diferente de você faz algo útil e está no topo enquanto você cai e continua se afundando falando merda e agindo conforme as pessoas falam

Ela balançava a cabeça em negativo olhando com desprezo para a câmera ferrada que deixava a transmissão bem ruim de ver

– Você não é louco você não tem problemas Eles riem da sua incapacidade de ter respostas para seus fracassos para sua FRAQUEZA é muito fácil culpar a loucura quando se é uma vergonha para si mesmo você apenas cai conforme fica negando a própria incapacidade um homem fraco preso num corpo grande isso resume você King sem loucura apenas fracasso demais para sua mente pequena aguentar e sua arrogância manter não existe bipolaridade o que existe é piti de uma derrotado que quando não tem o que quer se zanga e bate nas pessoas porém para não ter que assumir isso culpa a loucura culpa sua mente tão fracassada e cheia de merda que você convence a si mesmo que tem algum problema cegado pela arrogância que não admite que o erro está em você não na cabeça merda no cérebro é o problema não bipolaridade

Ela dava um soco na cabeça e várias gargalhadas eram ouvidas pelos corredores da casa fazendo um eco a bruxa não estava rindo ela apenas batia o dedo na cabeça e ia entortando a cabeça para os lados seguindo os barulhos

– Você não tem nada nem ninguém além de sua própria sombra estupida para se esconder a Legião vai abater esse hipopótamo nós vamos acabar com você King não tem nada que possa fazer a não ser aceitar a derrota porque é isso o que você fez senta e chora culpando a escuridão tentando se esconder nela mas as trevas o rejeitam Eles não suportam perdedores não suportam fraqueza ou luta ou morre e você foi feito apenas para se exibir aparecer com um grande título no ombro sem isso é apenas um homem grande com um passado ao menos agradável já que o presente é um lixo e o futuro com certeza pior ainda...pare de tentar fazer algo que nunca mais vai conseguir a Legião vai terminar com o seu sofrimento e nada vai sobrar naquela cela NADA!

Ela gritou irritada as luzes quebraram voando vidro uma luz fraca entrada pela janela mostrando a bruxa caminhando lentamente para perto da câmera apenas metade do corpo da bruxa estava sendo mostrado o resto estava envolto na escuridão ela levantou a clave e acerou em cheio na câmera a quebrando por completo


Vídeo encerrado



♦️ You're lookin' crazy and you're lookin' wrong
We look like we belong ♦️

avatar
JuanPedro

Mensagens : 44
Pontos : 56
Reputação : 16
Data de inscrição : 16/09/2015

Re: Prome Aqui!

Mensagem por JuanPedro em 17.09.17 22:37





Vídeo postado no site oficial da NWR.

A transmissão se inicia mostrando um local. O homem vem caminhando no fundo, trajando um look casual. Ele se aproxima mais da câmera com um olhar calmo, um sorriso gentil e um semblante sereno. Suavemente diz:

- Olá NWR Universe, tudo bem com vocês?

O homem abre um pequeno sorriso.

- É isso mesmo que vocês estão vendo eu voltei! Tinha apenas dado um tempo, dedicado a minha família mas agora nada irá me impedir de conquistar tudo nesta empresa!

O homem demonstra bastante empolgação

- Sabe, hoje em dia parece comum ter oportunidades, assim como um tal de Trevor chegou recebendo várias oportunidades. Por mim tanto faz, apenas lutarei pelo meu lugar, que é meu por direito!

O homem fica mexendo lentamente a cabeça enquanto fala.

- Estou pronto para tudo, me preparei para isso agora basta esperar meu combate de retorno e vocês veram o novo Bruno Jackson!

O homem se aproxima de uma árvore.

Então hoje não tenho muito assunto, logicamente, mas em breve estarei aqui novamente para dar meu recado, para todos. E em breve verão minha evolução tanto aqui nas palavras quanto no ringue. Eu garanto isso!

O homem fica de costas.

- Por hoje é só, mas não ficará só nisso.

O homem começa a se afastar do local, a imagem se escurece lentamente mostrando o homem saindo. Quando se escurece totalmente mostra as seguintes palavras: " Bruno Jackson Is Back" nas cores branco e vermelho, encerrando assim o vídeo.

Vídeo encerrado.



Conteúdo patrocinado

Re: Prome Aqui!

Mensagem por Conteúdo patrocinado


    Data/hora atual: 22.09.17 14:06